5 Destinos Românticos – Blogagem Coletiva

Eu não resisto. Falou Blogagem Coletiva, eu tô dentro. E a missão de hoje é escolher 5 destinos que sirvam de inspiração aos casais apaixonados em pleno Valentine’s Day. Para quem não sabe, 14 de fevereiro é a data mundial para celebrar o amor e a amizade em todas as suas formas e aspectos. Uma pena que o Brasil não siga essa mesma tradição.

Então vamos direto ao assunto, sem mais delongas, pois a ideia é que o post seja um fotolog não mais uma daquelas compridas divagações deste que vos fala.

Leia mais

Compartilhe:
comentarios:11
14
Feb
2012
7 Coisas que Você não Sabe sobre a Suíça

A todos que estavam sentindo nossa falta, estamos finalmente de volta depois de quase dois meses sem escrever aqui no blog (vocês também ficam assim, sem querer falar no assunto por um tempo depois de fazer uma mega viagem?).

E, atendendo a pedidos, resolvi fazer essa postagem analisando um pouco do último país que visitamos. Uma análise “cultural” vindo de um simples turista… Então vamos aí:

1) Você não passará nem metade do frio que imaginava


Uma tarde comum de março, nem agasalhado eu estou…

Gente, quem me conhece sabe que eu sou calorento e gosto de inverno, mas esqueçam essa coisa de passar frio! Claro que no topo das montanhas as temperaturas até vão ser geladas de verdade, mas tirando essa exceção, as temperaturas serão amenas na maior parte do ano (tipo uma lã e um casaco e você estará confortável mesmo ao relento à noite).

No verão, inclusive, faz calor DE VERDADE. Não se esqueça de reservar um hotel com ar condicionado! E mesmo no inverno, você verá que todos os lugares terão aquecimento eficaz. Você tirará o seu casaco e deixará pendurado em um cabideiro ao entrar em lojas e restaurantes (e não será assaltado) porque senão não vai aguentar de calor!

 

2) Há (surpresa!) pobres e mendigos

Todo mundo imagina que a Suíça é um país de perfeição, riqueza e abundância. Mas como vocês também já poderiam prever, também encontramos alguma pobreza (apesar de termos custado um pouco a achá-la). Claro que há um aspecto étnico nisso. Todos os miseráveis que vimos eram de outras raças que não a raça branca.

Não conversamos com eles, mas podemos deduzir que eram imigrantes (ilegais?) que tentaram sair de situação ainda piores em seus países de origem. Vimos, por exemplo, brasileiros nessa situação (ouvimos sua conversa, nessa língua tão familiar…).

Chamou a atenção a quantidade de anúncio de garotas de programa (oferecendo “massagens sensuais” por exemplo) em Zurique. Então, eles também tem que lidar com problemas sociais, gente! Não somos só nós… kkkkkkkkkk

 

3) Há imigrantes do mundo inteiro integrados à sociedade

A Suíça tem, em sua força de trabalho (inclui-se aí garçons, camareiras, motoristas) muuuuitos imigrantes, vindo dos mais diversos países do mundo. Chineses, portugueses, árabes foram os mais comuns. E ao que parece, muitos com sua situação legalizada, completamente integrados.

Nos chamou a atenção, logo na primeira estação de trem (principalmente comparativamente à Áustria e à Alemanha que havíamos visitado antes), a quantidade de negros, japoneses e árabes presentes tanto entre os trabalhadores quanto entre os passageiros do trem.

Ouvi dizer que o país tem falta de mão de obra (não sei se para todo o tipo de mão de obra, ou só as pouco qualificadas) e que por isso, importam mesmo muita gente estrangeira. Falta só saber se essa “impressão” que tive corresponde mesmo a essa explicação que andei lendo por aí…

 

4) Não há lixo para papel higiênico nos banheiros

Isso mesmo. Em NENHUM banheiro há lixo próximo ao vaso sanitário!!! Tem lixo para o papel toalha ao lado da pia, mas NUNCA perto da privada. Acho que isso prova a minha tese de que lugar de papel higiênico é ralo abaixo, como sempre fiz (quer coisa mais nojenta do que resíduos fecais jogados num cesto fedorento?).

 

5) Comer será caro, o hotel será caro, as compras serão caras (mas isso você já sabia)


Batatas suíças (rösti) a 30 (+-5) francos suíços

Na Suíça TUDO é muito mais caro que o normal, exceto talvez o transporte. Trens, ônibus e metrô tem preços normais. Agora os hoteis… Os restaurantes são sempre caros, por mais simples que pareçam por fora. O preço deles parece ser meio tabelado, com variações máximas de 5 francos suíços para mais ou para menos entre os estabelecimentos. Incrível!

O lado bom é que você NUNCA, jamais ficará hospedado em um lugar ruim, nem comerá nunca jamais uma comida ruim de verdade. Mesmo que tente! Justo?
Mas isso você, que está pensando em ir pra lá já sabia, né?

 

6) Há moedas de francos suícos circulando há mais de um século

Há moedas (lembrem-se, não há euro na Suíça!) que estão por aí desde 1879! Se você olhar para as moedinhas em seu bolso, verá moedas de anos 70, anos 30 e, com muita sorte, talvez até francos do século passado. Elas são cunhadas com o mesmo desenho e no mesmo material desde essa época.

Essa eu aprendi no audioguide do Glacier Express e fui correndo olhar as moedas que eu carregava comigo, mas a mais velha era de 1991. Damn! 🙁

 

7) As multas de trânsito que você levar lá lhe seguirão até o Brasil

Bem, eu levei uma multa num pardal por excesso de velocidade (estava a 92km/h onde poderia estar no máximo a 80…). Eu vi até a hora do flash e tudo… (e me achando uma celebridade).
Bem, a multa chegou, CHF 60,00. Mais barata que as nossas por aqui. Paguei, né? Fazer o quê… Paguei no cartão de crédito. Facim, facim…

 

Abraços a todos, gente!

Até logo mais.

 

Índice de postagens sobre a Suíça:

Compartilhe:
comentarios:30
31
May
2011
Zurique, último dia… Despedida

Fim de viagem…

Dia triste esse. Sabemos que temos um vôo intercontinental pela frente. Espera em aeroportos, filas na imigração, mas principalmente… É hora de voltar para o mundo real.

Depois de 18 dias de viagem, na verdade, já era hora mesmo. Os gastos vão se acumulando, o cartão de crédito chegando perto de seu limite, saudades dos amigos, da comidinha da nossa terra…


Museu da Cidade, fechado na segunda… 🙁

Leia mais

Compartilhe:
comentarios:8
31
Mar
2011
Lucerna, Engelberg e Zug: Suíça Central

Hoje a postagem é com um pouco menos de adrenalina…


Lucerna

Nós resolvemos baixar nossa bolinha depois de sentir o corpo dolorido e os pés latejando (eu falei no último post que aquelas botas de ski estavam apertadas???) após a prática de esportes radicais do dia anterior.

Leia mais

Compartilhe:
comentarios:3
28
Mar
2011
Finalmente: esquiando em Axalp

Hoje, finalmente fizemos nossas primeiras aulas de ski!

Mais um sonho realizado, mais uma missão cumprida.


O carro que nos levou por toda a nossa jornada

A gente contratou um esquema muuuuito legal então eu vou compartilhar para vocês (além das fotos, claro) tim tim por tim tim como fizemos para caso alguém também queira esquiar nos Alpes Suíços sem deixar um olho para pagar a conta.

Leia mais

Compartilhe:
comentarios:7
26
Mar
2011
Página 1 de 212