Vale do Boyne – berço histórico da Irlanda

O Vale do Boyne é uma região pitoresca bem próxima de Dublin, perfeita para ser explorada em um dia de passeio. A principal atração é o complexo arqueológico de Brú na Bóinne com suas tumbas de 5.000 anos. Mas não para por aí. O vale também é adornado por castelos, abadias e simpáticos vilarejos.

castelo de trim no vale do boyne

Ir a Irlanda é viajar ao passado, pela história, cultura e lendas, desvendando os mistérios das tradições dos antigos povos. O Vale do Boyne situado nos condados de Meath e Louth me traduz tudo isso. É abençoado pela natureza e repleto de locais sagrados onde os mais sensitivos (ou não) conseguem se conectar com as energias emanadas pelo poder de monumentos antigos.

 

Ao sair de Dublin, estávamos de carro alugado e visitamos todas as atrações descritas no post no mesmo dia, seguindo o roteiro abaixo:

Você pode ajustar este roteiro conforme a sua disponibilidade. Há várias outras atrações nas redondezas que não conseguimos conhecer por falta de tempo. Uma delas foi Clonmacnoise, que é um mosteiro medieval em ruínas, que ficava muito distante.

 

Bective Abbey

A Abadia de Bective é incrível. Hoje em ruínas (mas intactas), é uma jóia escondida. Fica com vista para o rio Boyne e foi a nossa primeira parada saindo de Dublin.

Uma coisa que gosto demais nas viagens é explorar ruínas, e esta Abadia em particular me levou a aventurar-me por labirintos, passagens sem saída e escadas que dão para lugar nenhum.

Ao lado avistamos vacas holandesas a pastar nos verdes campos num belo cenário rural. Quando estivemos lá estava deserto, tivemos a Abadia só para nós. É um lugar encantador, com uma atmosfera serena.

vale do boyne - vacas no pasto

Tem uma pequena área de estacionamento e o melhor: é tudo gratuito! Você pode incluir tranquilamente a ida à Abadia de Bective no mesmo dia em que visitará o Castelo de Trim. São dois passeios imperdíveis no vale do Boyne.

 

Trim Castle – uma parada imperdível no Vale do Boyne

O Castelo de Trim é uma enorme fortaleza de três andares. Mesmo estando em ruínas está bem preservado, protegido por uma vala e cercado por um fosso de água mostrando a sua imponência.

vale do boyne - castelo de Trim e rio Boyne

Uma obra de arte a céu aberto, sua imagem me conduz aos tempos medievais, dos contos de reis e rainhas, guerreiros valentes, monges e batalhas sangrentas.

Trim, que em irlandês se traduz por Baile Átha Troim significa Cidade do Vau das Árvores Anciãs. Este nome não é em vão, pois ao seu redor há belas paisagens, muito verde, caminhos a serem explorados e percorridos. É perfeito para simplesmente sentar na grama admirando a natureza local.

Quando estivemos lá havia uma feira medieval, várias pessoas trajadas a rigor da época, vendendo souvenirs, artefatos típicos, roupas feita a mão. Foi muito divertido interagir com os atores/vendedores.

O visitante pode optar em pagar para visitar apenas a parte externa ou fazer o tour guiado. Se optar pela compra do tour te permitirão acessar a parte interna do castelo, ouvir suas lendas e  histórias e ir até a torre de onde se tem uma bela vista local com sua magnífica paisagem.

Aos visitantes com deficiências, lembramos que o acesso ao interior do castelo é bem restrito, devido a algumas escadas que são íngremes e estreitas. Já a torre não é acessível. Caminhamos muito pelas redondezas, local tranquilo e relaxante, vale a pena visitar!

http://www.heritageireland.ie/en/midlands-eastcoast/trimcastle/

vale do boyne - cidade de Trim

Se você tiver tempo para dar uma voltinha pela cidade, não vai se arrepender. Muito charmosa, suas casas tem o estilo típico do interior da Irlanda. Há também muitas cafeterias e restaurantes interessantes, mas infelizmente a gente não teve tempo para desfrutá-los.

 

Colina de Tara – Hill of Tara

A Colina de Tara, também conhecida como Colina dos Reis é mais um dos locais místicos e sagrados da Irlanda. Possui muitos monumentos arqueológicos entre belíssimas paisagens rurais. Este era o local onde os futuros reis vinham com a finalidade de unirem suas almas ao espirito sagrado da Irlanda, assim se consagrando verdadeiros reis.

 

O local possui boa infraestrutura, tem um pequeno estacionamento, lanchonete e lojinhas de artesanato, onde você poderá comprar belas lembrancinhas. Ponto alto é a pedra do destino, onde a força da energia masculina impera. Diz a lenda Celta que quando tocada por um rei verdadeiro a pedra rugia como um leão. Todos que vão até lá a tocam na esperança de algo acontecer. Também fiz isso, mas não aconteceu nada!

 

vale do boyne pedra do destino na colina de Tara

Na Colina de Tara existe também um cemitério com vários túmulos e cruzes celtas. Abriga também muitos corvos que ficam agrupados sobre a pequena igrejinha local, a Capela de Saint Patrick. Quando estivemos lá o tempo estava bem nublado e havia uma pequena garoa, dando ao local um ar sombrio. Vimos algumas nascentes por lá, consideradas sagradas pelos irlandeses, tornando Tara um lugar ainda mais místico.

 

Ao caminhar pelo verde campo, avistamos uma árvore cheia de quinquilharias, pertences de pessoas, papéis escritos, artefatos de uso pessoal, fitas coloridas etc, tudo preso aos seus galhos.  Ficamos intrigados com aquilo e depois soubemos que era chamada árvore dos desejos ou árvore da cura, onde os turistas penduram seus pedidos e oferendas para serem atendidos pelas fadas.

vale do Boyne - árvore dos desejos

Um pouco abaixo da Igreja, nos deparamos com um grupo de pessoas apreciando a exibição de falcoaria, uma ave mais linda que a outra. Seus instrutores as faziam voar e executar peripécias, um belo espetáculo ao ar livre.

 

 

Brú na Bóinne

O Conjunto Arqueológico do Vale do Boyne (Brú na Bóinne em irlandês) é um importante complexo de pedras e passagens tumulares pré-históricas, sendo até mais antigo do que as pirâmides do Egito. Ficam ao ar livre a uns 50 km de Dublin e possuem uma enorme infra-estrutura para turistas.

vale do boyne knowth

 

O lugar fica sempre muito cheio, portanto programe-se para chegar bem cedo, pois há um número limitado de visitas e as senhas costumam se esgotar logo pela manhã.

Você pode adquirir tíquetes para conhecer Newgrange (a elevação maior e mais imponente) ou Knowth (complexo com várias tumbas menores e cujas pedras são mais ricas em entalhes). Também é possível comprar ingresso para ambos caso você tenha tempo e sorte.

Do centro de visitantes de Brú na Bóinne saem os ônibus que levam os turistas ao sítio arqueológico. Sem eles torna-se impossível acessar o complexo. A visitação é bem organizada, tudo muito bem explicado. Os guias são atenciosos e sabem muito sobre a história do local.

O museu é bastante completo com explicações sobre o conjunto arqueológico que impressiona pela representação fiel.

Enquanto nosso tour não saía, aproveitamos o tempo livre para explorar o restaurante-café e o comércio de souvenirs.

 

Site oficial: http://www.heritageireland.ie/en/midlands-eastcoast/brunaboinnevisitorcentre/

 

Newgrange

Se você deseja conhecer um pouco mais de história e se enriquecer culturalmente, não perca a visita a Newgrange. Construído com base no alinhamento do sol e estrelas, para os amantes de símbolos e mistérios das civilizações antigas, será com toda certeza um programa imperdível!

bru na boinne newgrange vale do boyne

Em um certo momento do tour o guia desliga as luzes, e com toda a infra-estrutura do local, simulam a entrada da luz do sol que acontece no solstício de inverno para que se possa vislumbrar como seria a claridade adentrando a tumba.

A tumba é muito estreita e para entrar nela tem que agachar e se espremer um pouquinho. Realmente é bem apertado. Para quem sofre de claustrofobia creio não ser aconselhável a entrada, mas pode-se visitar a tumba pelo lado de fora. Também vale muito a pena.

 

Knowth

O grande monte de Knowth é semelhante no tamanho ao de Newgrange. Ele possui duas passagens com entradas por lados opostos, sendo que uma delas termina em uma câmera em forma de cruz.

vale do boyne bru na boinne knowth

Dentro do complexo existem pedras com desenhos entalhados. Uma delas é chamada pedra calendário, mostrando que as pessoas que construíram o grande monte tinham o conhecimento dos ciclos da lua.

entalhes rochas bru na boinne knowth vale do boyne

Além desses dois sítios principais há vários outras passagens tumulares pré-históricas que fazem parte do mesmo complexo. Entretanto, o centro de visitantes não organiza visitas regulares a eles.

Você pode visitar o lado externo de Dowth, Fourknocks e Townlwyhall gratuitamente por conta própria, mas as câmaras internas são fechadas ao público.

 

Old Mellifont Abbey – vale do Boyne

A Abadia de Mellifont encontra-se hoje em ruínas, pouco restando da sua forma original. No local ainda existem alguns arcos semicirculares e um capitólio. Possui um centro de visitantes, mas abriga exposições sobre o trabalho dos pedreiros na idade média. Inclui também fragmentos de alvenaria de pedras esculpidas que foram recuperados da Abadia durante a sua escavação. Vale a pena caminhar pelas ruínas!

vale no boyne mellifront abbey

Site oficial: http://www.heritageireland.ie/en/midlands-eastcoast/oldmellifontabbey/

 

Monasterboice

Mainistir Bhuithe (em Irlandês) são ruínas de um antigo mosteiro fundado por São Buite. O complexo está dentro de um cemitério, inclui uma torre redonda e três cruzes celtas bem altas com trabalhos de esculturas magníficos.

 

vale do boyne monasterboice

 

É um local bem tranquilo ao ar livre, pelo que vimos não tem muito turismo concentrado ali. Não se pode visitar o interior da torre e o acesso é gratuito.

 

Um bônus fora do vale do Boyne: Carrickfergus Castle

Depois de terminarmos nosso roteiro pelo Vale do Boyne, seguimos na direção de Belfast, já na Irlanda no Norte. Na busca por um Bed and Breakfast acabamos passando pela cidadezinha de Carrickfergus e nos deparamos com o seu imponente castelo. Então quisemos deixar essa dica aqui para vocês.

Ele está muito bem preservado, moldado no penhasco em frente ao porto. Não chegamos a entrar, passeamos pela parte de fora do castelo, mas sempre é uma viagem a tempos onde cavaleiros e reis ainda existiam. Estacionamento gratuito, tem visitação guiada. Vela a pena conferir.

Site oficial: https://discovernorthernireland.com/Carrickfergus-Castle-Carrickfergus-P2814/

 

Está acompanhando nossos posts sobre a Irlanda? Veja nossos outros posts:
O que fazer em Dublin?
Dicas para Dublin

 

Está a procura de um bom hotel em Dublin ou em outro lugar da Irlanda? A caixa de busca abaixo pode te dar uma mão. Caso chegue a fechar uma reserva com o Booking.com, a gente ganha uma comissão de alguns centavos. É pouco, mas ajuda nosso blog a se manter vivo.

Escrito por: Sandro Vaz
Compartilhe:
comentario:1
Posts Relacionados:
10
dez
2019
1 comentário
  1. […] Vale do Boyne – berço histórico da Irlanda Por Sandro Vaz em 10/12/2019 às 03:10 do blog Andarilhos do Mundo. […]