Norway in a Nutshell – Toda a Noruega em um só dia

Norway in a Nutshell é o passeio mais famoso da Noruega. É só começar a pesquisar sobre o país e você encontra vários e vários outros viajantes que fizeram essa mesmo tour. E por que a gente resolveu também seguir pelo mesmo caminho dos outros? Simplesmente porque era irresistível testar se era verdade essa conversa de que você teria uma amostra de tudo o que o país tem, compactado em um só dia de viagem.

Norway in a Nutshell Aurlandsfjorden

E olha só: a gente adorou. Gostamos tanto que merecíamos ter sido patrocinados pela empresa responsável pela Norway in a Nutshell!!! A gente vai tecer vários elogios, mas também alguns comentários “negativos” para que vocês aproveitem o tour ainda mais do que a gente. Porque ele é caro pra caramba, e a gente também pagou centavo por centavo, assim como vocês pagarão. Mas acreditem: vai ser um passeio para se lembrar pelo resto da vida.

 

 

Norway in a Nutshell: Roteiro Básico

A Noruega é um país muito mais extenso do que parece. Seu litoral se estende por 1.700 km (segundo a Wikipedia) e abrange cerca de 150mil ilhas! Só que como esse litoral é muito recortado, na prática ele acaba tendo mais litoral do que o Brasil! Ou seja, é país que não acaba mais.

Além da faixa costeira, famosa por seus excelentes pescados, o país possui uma cordilheira que o atravessa de norte a sul: os Alpes Escandinavos. Lá há estações de esqui e aquele estilo de vida de montanha. Você terá uma amostra completa das várias paisagens diferentes que existem por lá.

Norway in a Nutshell Casas pelo caminhoRegião nevada do país

O que o passeio Norway in a Nutshell propõe? Sair da zona costeira, conhecer vilarejos às margens dos famosos fiordes (braços de mar que entram continente adentro, cortando formações rochosas elevadas, com até 100m ou mais), subir as montanhas para visitar a região coberta de neves eternas e depois voltar ao litoral usufruindo três formas de transporte: ônibus, trem e barco.

A gente vai contar passo a passo como foi a nossa jornada, mas o legal é que você pode adaptar o seu roteiro conforme desejar.

Norway in a Nutshell Passeio de BarcoFiordes

 

No nosso caso, a gente saiu de Bergen, no oeste, bem cedo pela manhã e terminamos em Oslo, a capital, já tarde da noite. No total, levamos 13 horas de viagem. A variação mais comum é fazer o inverso, saindo de Oslo e chegando em Bergen. Mas no verão há dezenas de outras alternativas.

Neste post a gente vai contar detalhadamente como foi o nosso tour. E depois, no final, a gente vai falar um pouco sobre as opções alternativas, ok?

 

O início da jornada: Bergen

Bergen é uma das mais charmosas e elegantes cidades europeias e vale uma visita, independente de você fazer o Norway in a Nutshell ou não! Seu centro histórico portuário está preservado há mais de 500 anos, com seus casebres de madeira já inclinados pela idade.

Bergen Noruega bryggen

 

A gente escreveu um post inteiro sobre como foi a nossa curta estadia por lá, com dica de hotel e tudo.

Leia mais:
+ O que fazer em Bergen
+ Hotel Det Hanseatiske

Então acho que não compensa ficar aqui falando muito sobre a cidade. O importante é citar que a gente chegou ali de avião, vindo de Tromsø, onde tínhamos visto a Aurora Boreal.

Daí nossa primeira preocupação quando pisamos na cidade, foi localizar a estação de trem, onde pegamos nossos bilhetes para toda a jornada que começaria logo no dia seguinte, de manhã. Funciona assim: você compra o passeio pela internet e retira os vouchers num lugar próprio, dentro da estação de trem central de Bergen. É tudo bem sinalizado, fácil de encontrar por lá.

Norway in a Nutshell Bergen Estação de TremEstação de trem de Bergen

 

No dia seguinte, a gente já estaria com as passagens na mão, o que facilitou as coisas. Tomamos nosso café da manhã no hotel e caminhamos com as malas até as estação (era “relativamente” perto, não estava chovendo, o caminho era plano e tínhamos tempo!). Com isso, economizamos a fortuna que costuma custar os táxis noruegueses. Nosso trem estava nos esperando na plataforma indicada e foi fácil achar o nosso assento rumo a Voss, nossa primeira parada.

 

Voss, a primeira parada

De Bergen a Voss a viagem é de trem comum. É um trem desses que qualquer um pegaria, do transporte público norueguês, só que você tem o bilhete incluindo em meio aos papéis que ganhou quando comprou seu tour.

Norway in a Nutshell Trem de Bergen para Voss

Além de você, pessoas comuns, estudantes, trabalhadores e habitantes noruegueses também vão entrar nesse mesmo trem. Não é um vagão exclusivo para pessoas que compraram o tour. A maioria das pessoas ali, a propósito, não era nem turista!

Daí você desembarca em Voss depois de percorrer uma linda paisagem. Antes de começar a se afastar do litoral, os trilhos vão percorrendo os bairros da periferia de Bergen. Pela geografia particular do local, vira e mexe, você já está perto do mar de novo.

Chegando em Voss, o frio te faz notar que o mar deve estar bem longe. Sua missão é descer do trem e procurar o ônibus que te levará para Gudvangen. Há um tempinho de espera de uns 30-40 minutos. E é só aí que você começa a conhecer as pessoas que estão na mesma excursão.

Norway in a Nutshell Estação de trem de vossEsperando o ônibus na estação de trem de Voss

Todos estarão com o mesmo bilhete onde se lê “Norway in a Nutshell” e todos estarão tão perdidos como você, com medo de perder o ônibus, pois não há nenhum guia, ninguém para orientar o caminho.

Norway in a Nutshell Voss

Depois descobri que o ônibus que você pega também é um ônibus “de linha”. Se você perder esse, poderá pegar outro depois. Se fizer isso, correrá o risco de se atrasar para os outros pedaços da viagem, mas não será nada tão trágico também.

Norway in a Nutshell onibus voss gudvangen

Enquanto aguardávamos não tinha muito o que fazer. Havia uma cafeteria na estação de trem e uma lojinha de souvenirs. Um troll gigante e simpático estava ali para atrair a gente para umas comprinhas.

Norway in a Nutshell Troll de Voss

E o frio praticamente nos obrigava a nos esconder em um lugar aquecido. A cidade, entretanto, não parecia muito convidativa. Há quem curta parar um pouco ali para conhecer melhor.

Para os que curtem esqui, a cidade tem uma estação para a prática do esporte, além de museus. Não é pequena e deve ter várias opções de hotel. Para os slow travelers, fica a dica.

 

Gudvangen – a viagem pelos fiordes

Depois de um pedacinho andando de busão, a gente logo chega em Gudvangen. E foi aí que a gente percebeu como faz diferença escolher a estação certa do ano para fazer um passeio como esse.

A estrada cheia de curvas, atravessa uma floresta, que no caso estava bem depenada, sem folhas, coberta de branco. Tem a sua beleza, mas as cachoeiras jorrando água devem são muito mais bonitas do que congeladas e estáticas como vimos.

Norway in a Nutshell redondezas de VossReparem na cachoeira congelada à direita, descendo o paredão

Da janelinha do ônibus tiramos várias fotos de cenas da vida cotidiana dos vilarejos noruegueses. São cenas exóticas para nós, brasileiros. Casinhas ilhadas no meio do gelo, vegetação desfolhada, paredões rochosos e o mar incrivelmente ali perto.

Norway in a Nutshell Vista do onibus voss gudvangen

Em Gudvangen, mais outra lojinha de souvenirs ao lado do nosso destino, um pier. A nossa frente, um dos braços do Naerøyfjorden (fiorde Naerøy). À nossa volta, uma cidadezinha de, sei lá, 500 habitantes?

Norway in a Nutshell Gudvangen

Não tem nada para fazer ali de novo, e a espera é de mais uns 30 minutos. Só que a lojinha aqui estava fechada, para o nosso azar. Todo mundo ficou ao ar livre, curtindo o friozinho.

Norway in a Nutshell Barco para Flam

Felizmente, a coisa estava melhor porque durante o trajeto de ônibus a gente desceu da montanha para o nível do mar de novo. Lembram? Os fiordes são braços de mar que adentram o continente. Então a temperatura estava mais agradável do que lá em cima.

Norway in a Nutshell Naerøyfjorden

Resumindo, rodamos e rodamos e tínhamos mais mar de novo à nossa frente. Pelo tanto que viajamos, parecia que estávamos pelo menos a uns 150 km continente adentro, no meio de montanhas, mas mesmo assim, o mar nos encontrava.

Depois de entrar no barco, seguimos viagem fiorde adentro, admirando os paredões rochosos que lhe são tão típicos. É incrível ver a quantidade de cascatas que brotam lá do alto.

Norway in a Nutshell Fiordes Noruegueses

Todas congeladas!

Norway in a Nutshell Noruega

Mas o nosso percurso, por ser feito sobre águas salgadas, se mantinha livre do congelamento. O dia ajudou muito, pois estava um céu de brigadeiro, perfeito para deixar a sensação térmica uns 10 graus mais baixas quando o vento batia no nosso rosto.

Norway in a Nutshell Lindo dia nos Fiordes

A gente ia para a parte externa do barco, tirava uma meia dúzia da fotos e voltava para dentro quando as mãos congelavam e a sensibilidade desaparecia.

Ali dentro todos eram turistas como nós. Parece que esse percurso também é “de linha”, mas pelo jeito não é lá muito usado. Também… Liga nada a lugar algum!

Nosso trajeto ia de Gudvagen para Flåm, dois vilarejos minúsculos. No caminho, paradinha em Aurland para pegar passageiros e veja só, não subiu nem desceu ninguém!

Norway in a Nutshell Vilarejo de Aurland no AurlandsfjordenAurland

Quase não dá para acreditar que pessoas vivem naquelas casinhas de brinquedo encrostadas na montanha, sem acesso terrestre a lugar algum, apenas com o fiorde como comunicação com o resto do mundo.

Norway in a Nutshell Fiorde

Mas depois de babar com a parte mais linda da nossa viagem, chegamos nós em Flåm, o nosso próximo destino.

 

Flåm, uma típica cidade dos fiordes noruegueses

Flåm é uma linda cidade às margens do Aurlandfjorden (fiorde Aurland). Maior que Aurland e que Gudvagen deve até chegar a uns 1.000 habitantes. Talvez mais!

O centro turístico onde atracamos é cheio de coisinhas para ver. Mas é tudo bem pequeno. Há um centro de informações turísticas que dá dicas de passeios e trilhas para quem vai ficar ali por mais tempo.

Norway in a Nutshell Centro turistico em flam

Mas nós, no caso, tínhamos só umas 4 horas. E no inverno. Aproveitamos para almoçar na bela cafeteria, que tinha vários estandes desativados, por ser baixa temporada.

Norway in a Nutshell Construcao tipica Norueguesa em Flam

Comi um “fish and chips” bem decente. E o café era bem gostoso. A gente ficou imaginando como deve ser aquilo ali no verão, cheio de gente bonita tomando sorvete e bebendo cerveja.

Norway in a Nutshell Cafeteria em Flam

A maioria das coisas estava fechada, mas mesmo assim dá para imaginar aquilo ali bombando com música, festas e cheio de turistas. No inverno, entretanto, estava às moscas. Éramos no máximo umas 20 pessoas, num lugar em que caberiam 2.000.

Como tínhamos tempo, tiramos várias fotos das margens do fiorde, escorregamos em brejos congelados e tentamos achar um jeito de fazer o tempo passar naquele lugar tão ermo e tão frio.

Norway in a Nutshell casinhas em Flam

O tíquete do Norway in a Nutshell dava direito de visitar o museu ferroviário de Flåm. E foi o que nos fez entender o que estávamos fazendo ali.

Norway in a Nutshell Museu de Flam

Na verdade, a cereja do bolo dessa jornada é a viagem que vinha adiante. Em Flåm começa uma ferrovia de montanha que vai até o topo da montanha que há a leste.

Lá no alto está Myrdall, uma estação que fica a 867m de altitude, alcançada em um trecho bastante íngreme, de apenas 20km de extensão, percorrido em uma hora de viagem.

Para que o trem consiga fazer uma subida tão inclinada, é necessária uma tecnologia que para a sua época, foi bastante avançada. Dos seus 20 túneis, 18 foram construídos a mão!

 

A ferrovia de montanha rumo a Myrdal

Depois de achar que Flåm tinha sido a parte mais legal da viagem, por causa do lindo fiorde que está nas redondezas, eu achei loucura mesmo foi quando pegamos esse trem especial, que sobe a montanha.

Norway in a Nutshell trem de montanha

Primeiro porque os vagões tem uma decoração antiga, como se estivéssemos no começo do século XIX.

Norway in a Nutshell Interior do trem entre Flam e Myrdal

O trem estava muito, mas muito vazio, mas mesmo assim deu para perceber que ele também serve à população local, não só para turistas.

Norway in a Nutshell Trem de Flam para Myrdal

Até chegar em Myrdal, há diversos vilarejos encravados na montanha, distantes do mar, e essa ferrovia é a única comunicação deles com o mundo. Dá para acreditar?

Norway in a Nutshell Vilarejo na subida da montanha

Quanto mais subíamos, mais neve se acumulava, até chegar num ponto em que tudo é uma só infinidade branca. Mas o maluco mesmo é que de repente o trem para numa cachoeira que, no verão deve ser colossal.

No inverno, era só mais um monte de gelo.

Norway in a Nutshell Alpes Escandinavos

Daí, o trem entra em um túnel circular que vai subindo, subindo, subindo e quando chega lá em cima, está tudo soterrado sobre a neve, que ali deve ser eterna, durando inverno e verão.

Norway in a Nutshell Tuneis na Montanha MyrdalDá para ver uns túneis lá no alto nesta foto

Estamos sobre os Alpes Escandinavos e só ficava pensando como deve ser legal o contraste com o calor da zona litorânea no verão.

Norway in a Nutshell Vilas soterradas na neve

E aí chegamos em Myrdal. O frio lá em cima era tanto que não dava para ficar brincando muito tempo do lado de fora da estação.

Norway in a Nutshell Trem turistico da Flamsbana

A cidadezinha deve ser ainda menor do que as outras que havíamos visitado. Não se via nada para fazer ou visitar.

Norway in a Nutshell Estacao de trem de Myrdal

Entendemos então a graça de ir até ali. Não era o destino que importava, mas a estrada, a ferrovia, a admiração de uma incrível obra de engenharia.

 

De Myrdal a Oslo

E foi então que nossa jornada chegou ao fim. Dali, pegamos um trem comum, repleto de jovens estudantes e suas tralhas em equipamentos de esqui, preenchendo todos os vão possíveis dos vagões.

Foi a primeira vez que não achamos lugar para colocar nossa bagagem, os corredores também abarrotados de gente dormindo.

Norway in a Nutshell Trem para Oslo

Nosso lugar estava reservado, mas não demarcado, pelo que me lembro. Por sorte conseguimos sentar um ao lado do outro. A noite veio. Não se via mais nada da janelinha. E assim, depois de várias horas, chegamos a Oslo tarde da noite.

Norway in a Nutshell Estacoes no caminho para OsloUma estação no caminho para Oslo

 

Rotas Alternativas para o Norway in a Nutshell

Como eu disse acima, no site da Norway in a Nutshell, você pode personalizar sua viagem de forma que ela fique bastante diferente da nossa. No nosso caso, escolhemos o tour tradicional (o único que funciona o ano inteiro, 365 dias!), viagem só de ida entre Bergen e Oslo.

Afinal, nosso objetivo era fazer esse deslocamento. E fizemos em alto estilo.

A primeira modificação possível, é que você pode fazer a mesma viagem no sentido inverso, ou ainda até ida e volta. Só que quando você vai navegando pelo site, dá para colocar quantos dias quer ficar em cada destino. Por exemplo, dá para fazer Oslo – Bergen em um dia, ficar 3 dias em Bergen e depois voltar para Oslo.

Outra alternativa. Você não precisa começar o passeio nem em Bergen, nem em Oslo, mas apenas nas cidades do meio do caminho. E pode seguir o caminho como fizemos, ou no sentido contrário.

Para facilitar, vou colocar as opções básicas de itinerário e os respectivos links, onde vocês podem ver os preços:

Opção 1: Bergen – Voss – Gudvangen – Barco pelo Fiorde – Flåm – Myrdal – Oslo (a nossa)
Opção 2: Oslo – Myrdal – Flåm – Barco pelo Fiorde – Gudvangen – Voss – Bergen (invertido)
Opção 3: Voss – Gudvangen – Barco pelo Fiorde – Flåm – Myrdal – Voss (inicia em Voss)
Opção 4: Voss – Myrdal – Flåm – Barco pelo Fiorde – Gudvangen – Voss (inverso do acima)
Opção 5: Flåm – Myrdal – Voss – Gudvangen – Barco pelo Fiorde – Flåm (inicia em Flåm)
Opção 6: Flåm – Barco pelo Viorde – Gudvangen – Voss – Myrdal – Flåm (inverso do acima)

Minha dica é fazer exatamente o passeio que fizemos no último dia, quando estiver indo embora de Bergen, depois de ter passado ao menos 3 noites na cidade. Mas apenas se seu próximo destino depois de Bergen for Oslo. Se você não vai de Bergen para Oslo, faça o tour circular de Bergen voltando para Bergen mesmo. Fica assim:

Opção 7: Bergen – Voss – Gudvangen – Barco pelo Fiorde – Flåm – Myrdal – Bergen

Navegar pelo site é muito fácil, mesmo para quem só arranha o inglês. E, aqui entre nós, não acho que valha a pena dormir em nenhuma das cidades do caminho. No verão, parece que Voss tem alguns atrativos turísticos, e uma estação de esqui durante a temporada própria. Seria a única exceção.

Se você tiver mais tempo em Bergen, vale olhar outras opções de passeios por outros fiordes que também estão disponíveis no mesmo site. A gente não fez nenhum, mas considerando a beleza e a qualidade dos serviços prestados, deve valer muito a pena.

Avisei que eu merecia um patrocínio, né? Viram como enchi a bola deles? Mas também, com uma paisagem dessas! E imagine no verão com tudo verdinho!!!

 

Bem, ficamos por aqui com alguns outros links que podem te interessar sobre o país e a dica de escolher seu hotel na sua próxima viagem depois de clicar num dos nossos links do Booking.com. Afinal, se vocês fecharem alguma reserva depois de clicar na gente, vem uma comissãozinha pro nosso bolso. É uma merrequinha, mas já ajuda!

Banner Horizontal Andarilhos Boreais

Mais sobre a Noruega? Quer acompanhar toda a nossa viagem pela Escandinávia? Clique no banner ou siga os links relacionados abaixo.

Oslo

Dicas de Oslo – Informações Práticas
Pontos Turísticos de Oslo 
Andarilhos ao Vivo – Oslo / Noruega

Aurora Boreal

Em Busca da Aurora Boreal
Aurora Boreal: tudo o que você precisa saber
Como fotografar a Aurora Boreal

Bergen

O que fazer em Bergen
Hotel Det Hanseatiske
Andarilhos ao Vivo – Bergen / Noruega

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:51
Posts Relacionados:
09
Aug
2014
51 comentários
  1. Rafael Leick
    05/10/2014

    Gleiber, que máximo esse passeio!
    Fiquei morrendo de vontade de fazer. Me deu a mesma vontade de quando li seus posts sobre a Escócia, quando estava planejando minha viagem pra lá.
    Fotos lindas, paisagens incríveis e a sensação de isolamento… Fiquei babando!
    Parabéns pelo post.
    Aliás, também acho que eles deviam te patrocinar rs
    😉

    • Oi Rafael,
      Estou lendo seu comentário, que casualmente veio logo depois de outro, que era de uma pessoa discordando fortemente da minha opinião negativa sobre a cidade de Lima, no Peru. E me veio um insight! Eu sou feliz em lugares assim, como nos fiordes da Noruega, no topo dos Alpes, no topo de Huayna Picchu, ou percorrendo as Highlands escocesas. A minha viagem preferida é a que me traz essa sensação de isolamento que você falou aí…
      A culpa do meu “ódio” a Lima, no fim, nem é da cidade, veja só! Daí inventei de comparar Lima com São Paulo, dizendo que também não gosto de Sampa. Só atraí haters! Coitada de São Paulo, nem tem nada de errado com ela! Mas é que percorrer estradas no meio do nada pela Islândia é tão mais a minha cara…
      Abração e acho que vou escrever um post sobre isso!

      • Rafael Leick
        24/10/2014

        O seu outro post resumiu bem o assunto! 😉
        Não tinha visto sua resposta aqui.
        Eu também me sinto ótimo nesses locais. Eu gosto muito de gente, mas em contato com a natureza acontece algo meio transcendental! Não sei explicar.
        Mas que bom que meu comentário te inspirou também!
        E mesmo não gostando, quando passar por Sampa me avisa, ok? Quem sabe consiga fazer a estadia de vocês menos chata rs
        bj

        • Pode deixar, amigo.
          Um dia ainda vou a Sampa a passeio (e não a trabalho, congresso, etc). Para ver se tiro essa inhaca da cabeça… Tem um bocado de coisas que gostaria de fazer por lá (principalmente comer aquele sanduíche de mortadela, porque eu ADORO mortadela!!!)
          Abração

  2. José Roberto
    11/10/2014

    Olá Gleiber,
    Irei a Noruega em fim de maio e gostaria de saber como fica a mala nessa viagem entre Oslo e Bergen. Há espaço fácil para acomodá-la ?
    Obrigado, e quando for pela Ásia me peça dicas !

    • Oi José Roberto,
      Então… Tem lugar para acomodar a bagagem nos trens e no ônibus (como se fosse ônibus de viagem e trem de viagem normal). Mas no barco você tem que pedir para alguém ficar de olho para você. Nas paradas, há guarda-malas, me lembro que usamos em Flåm. Abraços.

  3. kenneth
    07/12/2014

    Olá Gleiber
    Muito boas as tuas postagens. Em que mês vocês estiveram em Oslo/Bergen? Estou pensando em ir para lá no final de fevereiro/início de março. Será que ainda pego muito frio por lá?
    Abs
    Kenneth Fleming

    • Oi Kenneth,
      A gente esteve lá na segunda quinzena de Março e era bem frio. Com certeza vai ser invernão!
      Abraços.

  4. Caramba! Que legal. Como tu falou, se no inverno já é fantástico, imagina no verão. Baita post. Abraços

    • Oi pessoal,
      Então… Esse lugar é mágico. Um dia voltamos lá no verão ou no outono. Abraços.

  5. Fernando Miranda
    29/01/2015

    Estou indo final de Abril para Noruega.

    Muito obrigado pelas dicas.

    Tem gente que recomenda dormir em Flam. O que vc acha? Na sua opinião vale a pena?

    Abraços.

  6. Jose Mendes
    28/02/2015

    Oi Gleiber,

    Muita bacana suas informações. Estou indo para Noruega agora no inicio de Maio e achei suas informações muito uteis. Um grande abraço e se cuida.

    Jose Mendes

  7. JOSÉ ANTONIO DE SOUZA JÚNIOR
    11/03/2015

    Quanto custa esse passeio?

    • Oi José,
      Tem que entrar no site deles para ver o preço atualizado. Porque dependendo do roteiro escolhido, o preço muda muito.
      No momento, o tour exatamente igual ao que fizemos custa NOK 1.630 (1.630 coroas norueguesas). Isso vale, hoje, 640 reais, por causa do câmbio.
      Abraços

  8. Rafa
    16/03/2015

    Fui em maio/2012 e fiz esse passeio. Não é um pechincha, mas tudo na Noruega é caro então nem adianta reclamar muito de valores por lá 🙂
    Acho que vale super a pena. Minha mãe mora a anos em Bergen, eu já tinha ido várias pra lá, mas nunca feito o passeio. Sem dúvida vale a pena e super recomendo. Concordo demais que o trem que passa na neve é a “cereja do bolo”

  9. Adriana
    30/04/2015

    Gleiber,
    Parabéns pelo blog!Somos 4 adultos(2 estudantes de 21 e 23 anos) e vamos no final de julho por duas semanas.Chegamos em Copenhague, Oslo, Bergen, Estocolmo, Helsinque, Tallim, Sao Petersburgo e Moscou.
    Os trajetos entre Copenhaque e Oslo(faremos o Norway in a Nutshell até Bergen), Bergen e Estocolmo e Helsinque é mais barato serem feitos de trens,de avião?de trem tem algum tipo de ticket que cobre todos estes trajetos?estudante tem desconto?

  10. Atila Lins Filho
    05/05/2015

    Fala Gleiber, minha duvida é quanto as malas. Seremos 6 pessoas com pelo menos uma mala media para cada um, pois será uma viagem de quase 30 dias. Como vamos fazer o roteiro Oslo/bergen, teremos que levar as malas conosco. Nos trens, ônibus e, principalmente, no barco há espaço para malas ou vc acha q dá trabalho, algo que vai nos dar dor de cabeça?

    • Oi Átila,
      Nós fizemos esse caminho com uma mala média e uma mochila por pessoa. É bem isso, temos que carregá-las no trem e no barco. No ônibus é como no Brasil, as malas vão naquele compartimento embaixo, então sabemos que ninguém vai mexer. No barco e no trem, a gente embarca com elas e acha um cantinho para deixá-las e torce para ninguém mexer.
      Os europeus são acostumados com isso, ninguém rouba nem mexe. Mas a gente, brasileiro, tem aquela paranoia. Então nós ficamos nos revezando eu e o Sandro para vigiar nossa mala no barco e no trem, não conseguimos deixá-las à vista, então ficávamos zanzando para lá e para cá, que nem cães de guarda. Mas a verdade é que ninguém mexe. hehehehe
      Aconselho a relaxar como os europeus fazem e curtir a sua viagem. O último lugar do mundo que deveríamos ter medo de assalto é a Noruega.

      Abraços.

  11. Talita Bizuti
    10/05/2015

    Oi Gleiber!
    Muito legal o blog de vocês, sempre consulto para planejar minhas viagens.
    Vou com meu marido para Alemanha, Helsinki, Estocolmo, Copenhagen e Oslo/Bergen no começo de junho, já fechei toda a viagem mas não consigo definir a parte da Noruega. Chego em Oslo dia 10/06 e saio dia 14/06, quero fazer o passeio Norway in a nutshell e passar pelo menos um dia em Bergen, mas como chegarei e terei que sairá de Oslo, não consigo definir Como fazer.
    Você conhece alguma outra alternativa ou trem direto para viajarmos em um dos trechos? Não queria pegar avião, mas não sei se existe outra opção além de avião e o passeio citado.
    Obrigadas abs.

    • Oi Talita,
      Existe trem direto entre Bergen e Oslo sim. O site é esse: https://www.nsb.no/en/frontpage
      Em 4 dias acho puxado ir e voltar de Bergen sem pegar avião, porque são 6:30h de viagem se pegar o trem. O Norway in a Nutshell são quase 13h. Mas não é impossível.
      Abraços.

  12. Eliane
    05/06/2015

    Oi Gleiber,

    Parabéns pelo ótimo relato. Esse teu post foi prá lá de inspirador ! Eu quero – rs !
    Uma perguntinha : saberia me informar se, a partir de Bergen existe algum passeio/excursão que me possibilite ver o Sol da Meia Noite ?? Não gostaria de ter que ir a Tromso (ou suas proximidades) somente para apreciar essa beleza da natureza…queria fazer base em Bergen e daí conseguir ir vê-lo …É possível ??

    • Oi Eliane,
      O Sol da meia noite só pode ser visto ao norte do Círculo Polar Ártico. Essa linha imaginária marca a zona geográfica onde é possível a existência do fenômeno. E isso fica beeeem ao norte de Bergen, pertinho (adivinha?) de Tromsø. Se não quiser ir tão longe, Bodø é a cidade norueguesa grandinha mais próxima de Bergen onde dá para ver o Sol da meia-noite. Abraços.

      • Eliane
        24/06/2015

        Obrigada pela gentileza em me responder, Gleiber !
        Sucesso no blog, nas viagens e na vida ! Seguirei por aqui acompanhando suas aventuras e utilizando suas valiosas dicas !

  13. Carlos Carvalho
    06/07/2015

    Caro Gleiber, gostei muito das informações e fotos sobre passeio à Bergen. estou tentando comprar a opcão igual a que você sugeriu mas não acho : ( Bergen – Voss – Gudvangen – Barco pelo Fiorde – Flåm – Myrdal – Bergen.), essa opção para comprar
    A ida e volta sempre inclui Oslo, mas quero sair de Bergen(já comprei o trem, e vou sair de Bergen por avião.
    Alguma sugestão?
    Obrigado

    CARLOS

    • Oi Carlos,
      Siga os seguintes passos:

      Vá lá no site
      http://www.norwaynutshell.com
      Selecione a opção “Norway in a Nutshell” da barra lateral direita e clique em “Book Now”
      Na próxima tela, marque Day Trip
      Depois escolha “Bergen”, data e número de pessoas
      Na próxima tela, escolha:

      “Round trip from Bergen via Voss
      Bergen – Voss – Gudvangen – Flåm – Myrdal – Bergen”

      Depois é só seguir os outros passos.
      Prontinho.

      Abraços

  14. Davi Holanda
    15/07/2015

    Olá, parabéns pela viagem, fotos lindas e com certeza foi muito proveitante!

    Mas tudo custou apenas NOK 1.630 ? tipo, até hospedagem, os passeios?

    att.

    • Oi Davi.
      Esse preço é só para este passeio, que dura um diazinho só. Ele sai de manhã e chega no final da noite no destino.
      Abraços.

  15. Carini Alves
    15/07/2015

    Boa tarde, estou devorando o site de vcs há dias!!!!! Rs! Irei em abril para Escandinávia nas cidades de Copenhagen, Estocolmo, Oslo e Bergen! E estou em dúvida sobre duas cidades : visby e stavanger! Pra passar apenas dois dias, qual vcs indicariam? Desde já afeadeço!

    • Oi Carini,
      Visby eu nunca ouvi falar.
      Já Stavanger, é famosa e a gente só não conseguiu colocar no nosso roteiro por falta de tempo. Deve ser fantástica.

      Abraços.

  16. Juliana Mendes
    24/03/2016

    Ola Gleiber, adorei o blog. Estou indo a Oslo na segunda quinzena de abril e ja comprei o Norway in a Nutshell. Vou fazer o trajeto inverso ao seu e passarei uma noite em Bergen e volto de avião para Oslo. Apesar de ja ter comprado o passeio estou com uma dúvida boba. O passeio em si é o trajeto né? Não temos tempo entre um trajeto e outro para fotografar e dar uma olhada rápida no local né? (Sendo o passeio tradicional sem dormir em nenhuma cidade). Fotos só pela janela do trem/ônibus? É isso? Hahahahahah todas esses lugares lindos que você viu foi duante o percurso? obrigada!!!

    • Oi Juliana,
      O passeio é o trajeto sim, mas tem algumas paradas.
      Cada vez que se troca de meio de transporte há algum tempo para o local. Em Myrdal foi 30 minutos (mas não há nada o que fazer lá, então foi uma eternidade), em Flåm foram umas duas horas! Super suficiente para passear na cidadezinha (exceto por umas trilhas que há por lá e que não tivemos tempo, obviamente, de fazer). Mas muitas fotos foram tiradas da janela do trem e a bordo do barco sim…
      Abraços.

  17. Daniela
    28/03/2016

    Oi Gleiber
    Adorei o post! Estou em Oslo, já peguei suas dicas.. e em 2 dias estou indo p Bergen… To super empolgada! Fechei esse msm passeio Q vc fez.. De Bergen-Bergen, vou me hospedar lá… Achi Q estará Td branquinho tb!! Abs

  18. Enrico
    04/04/2016

    Gleiber, parabéns pelo post. Muito bom! Só me ficou uma dúvida. Estarei voltando de Bergen para Oslo com minhas malas. COmo funciona para carregar elas entre um transporte de outro? é uma tortura?

    • Oi Enrico
      A gente levou as nossas malas também. Não foi assim, a coisa mais confortável do mundo. Mas deu certo. Mas a gente anda com uma mala por pessoa de até 20kg. Sempre.
      Abraços.

  19. Rita de cassia
    04/04/2016

    Olá Gleiber,
    Muito bom o seu relato!!!
    Comprei os passes do Norway in Nutshell pelo site que vc recomendou.
    Mas estou com uma dúvida: Preciso reservar os trens de cada trajeto? Ou comprando já garanto os lugares? Eu e meu marido vamos em maio pra Noruega e vamos fazer Oslo/Bergen.

  20. cassia queiroz
    09/06/2016

    Olá!
    Estou começando a planejar uma viagem para Escandinávia em maio de 2017 com meu marido e dois casais de amigos. Ainda li pouco sobre o assunto, mas estava difícil me situar nos trajetos, e ter uma ideia ao menos de por ode começar, daí lhe agradeço bastante por me situar nos deslocamentos através de seus comentários didáticos e detalhados. Parabéns!

  21. Renata
    06/07/2016

    Boa Noite Gleiber! Adoreiiii seu post!
    Tô indo agora em agosto pra noruega, mas tenho o global pass. há necessidade de comprar o NORWAY IN NUTSHELL? ou posso só reservar os assentos dos trem (já q já tenho o passe) e depois comprar o passeio de barco e o onibus la no dia? É possivel??
    QUando se compra o NORWAY in NUTHSELL vem trecho por trecho com reserva de cada assento tb ? Ou o voucher te dá direito a entrar em qq horario de trem?
    Obrigada mesmo
    e PARABENS PELO SITE

    • Oi Renata,
      O Norway in a Nutshell vem com bilhetes para todos os trechos um por um, mas me lembro bem de ter o horário exato para entrar. Não me lembro de ter assento marcado. Acho que se você tem o global pass, dá para contratar o barco e o ônibus no dia sim. Não compensa comprar o Norway in a Nutshell não.
      Abraços.

  22. Renata
    07/07/2016

    Aiiiii Gleiber que bom ler isso! rsrs
    Eu procurei hj o dia todo, e mtas pessoas falaram que é melhor fazer independente! Que nao existe reserva de assentos mesmo! Que compraram trecho a trecho e foram independentes! Se não tem reserva de assento obrigatória, acredito que possa mesmo entrar com meu passe global e só mostrar ele na hora para o agente que passar ne?? Funciona como um trem regional normal ne?? Ufaaa tô mais feliz! hahaha
    Obrigada mesmooo!! De vdd! pela tua ajuda

  23. Carlos bomfim
    09/08/2016

    Que bacana este post eu nunca vi tanta coisa linda da Noruega vou com minha família breve fazer essa viagem se Deus quiser. Parabéns carlinhos em fortaleza temos praias lindas e tenho locadora de carros.

  24. Juliana
    23/01/2017

    Ola GLeiber
    Estarei viajando ocm minha mae e tia, elas tem 70 anos… estaremos em Oslo e depois irei para Estocolmo.
    Voce acha que sera muito dificil para elas carregarem cada uma mala de 20 kilos? Anda-se muito? E quando chegamos nos lugares temos que carregar as malas durante todo o passeio para la e para ca? Ou vc so olha a paisagem ao redor, pega o outro transporte e nao anda ? Nao entendi bem isso…

    • Oi Juliana,
      Você carrega as malas um pouco sim. Tira do trem, bota no trem, coloca no barco, tira, coloca no ônibus. Tem que estar com uma bagagem confortável de se carregar. Para nós, homens adultos de 30-40 anos, foi tranquilo cada um levar uma mala de 20kg. Para quem não tem muito preparo físico, cuidado. Esse peso pode machucá-las!
      Abraços.

  25. Amanda
    29/01/2017

    Oi Glauber.

    Estou planejando ir para a Noruega no começo de dezembro. Acha que vale a pena mesmo que seja final de outono? Obrigada desde já, e parabéns pelo blog.