Zagreb – a capital e o patinho feio da Croácia

Zagreb até nem é um lugar tão feio assim, mas comparando com as outras cidades da Croácia, não tem jeito. Falta algo nela, talvez um pouco de charme, talvez um pouco de organização.

Zagreb Croacia Igreja de Sao Marcos

A gente já sabia disso, então só demos uma passadinha rápida por lá para fotografar os pontos turísticos mais importantes antes de voltarmos para o Brasil. Como não fomos com muita sede ao pote, até que aproveitamos bem.

 

Como chegar em Zagreb

É meio estranho falar sobre como chegar a Zagreb, porque na verdade, você só vai para lá se precisar mesmo. Como capital do país, o aeroporto tem várias opções de voos e há uma boa malha de rodovias que a comunicam com o resto da Europa.

Se não fosse por isso, a gente não teria nada o que fazer por lá. Mas para vocês terem uma ideia, a melhor opção de aéreo desde o Brasil para a nossa jornada foi fazer as seguintes pernas. Ida: Porto Alegre – Romênia e volta: Zagreb – Porto Alegre.

O Aeroporto de Zagreb fica afastado da cidade. Isso não era problema para nós, que estávamos de carro. Mas não pense que é um mega estrutura, viu? O lugar tem mais cara de Uberlândia do que de Guarulhos.

Zagreb Croacia Parque da cidadeZagreb parece até uma cidade pequena de interior, mas tem 780 mil habitantes

Quanto às estradas, várias autopistas chegam e saem da capital croata. As principais são a A1, que vai para o litoral, passando perto dos Lagos de Plitvice no caminho para Split e a A2 que chega em Ljubljana, a capital da Eslovênia.

Autopista A1 CroáciaA autopista A1, ligando o sul da Croácia à sua capital: Zagreb

Atenção! Essas autopistas são pedagiadas, com cabines para pagamento ao longo do caminho. Nossa primeira experiência por Zagreb foi justamente um megaengarrafamento (de 1:30h PARADOS!) quando vínhamos do sul do país na direção de Ljubljana.

Só que poderíamos ter evitado o atraso se tivéssemos pegado a fila certa. Inventamos de entrar na fila de quem ia pagar com dinheiro vivo. Mas quem queria usar cartão de crédito conseguia seguir praticamente livre!

Para quem quer visitar o país andando de ônibus ou de trem, aí vão os sites oficiais (todos em inglês):

+ Rodoviária de Zagreb
+ Companhia Ferroviária da Croácia
+ Aeroporto de Zagreb

 

Zanzando por Zagreb

A verdade é que a gente pegou nosso GPS, apontou para a Igreja São Marcos (principal ponto turístico da cidade) e tentamos estacionar no lugar mais perto possível. Como a cidade alta é quase toda formada por ruas exclusivas para pedestres, o desafio foi maior do que imaginávamos.

Zagreb Croacia historia luminaria

Acabamos entrando num estacionamento de shopping: seguro e fácil para não se perder depois. Daí seguimos a pé. Direto para o principal ponto de referência da cidade: a igreja de telhado quadriculado, assim como o brasão da Croácia.

Zagreb Croacia ruelasNo caminho até a cidade alta, várias esculturas

Só que antes de chegar lá, passamos numa baita igreja, muito maior e mais importante para a cidade: a Catedral de São Estêvão. Esta sim, uma mega construção que é “só” do ano de 1.094!!!

Zagreb Croacia Catedral de Sao Estevao

Ela estava passando por uma reforma grande na torre da direita, mas mesmo assim dava para visitar o seu interior e passear na linda praça que há em frente.

Zagreb Croacia Torre Sao Estevao

Na verdade, acho que a fonte e os santos da praça deram imagens melhores do que da igreja propriamente dita.

Zagreb Croacia anjos

Uma coluna imensa nesta praça traz uma Nossa Senhora da Conceição em dourado. Linda! A Croácia tem maioria católica, o que diferencia seu povo dos sérvios (ortodoxos), eslovenos (protestantes) e bósnios (muçulmanos).

Zagreb Croacia catedral

 

A Cidade Alta de Zagreb

Depois começam as ladeiras. Não são tão altas, mas tem gente que subia usando aqueles patinetes para adultos, os Segways. Para quem não conhece, são uns veículos motorizados, de duas rodas sobre os quais a gente se equilibra para poder caminhar pela cidade sem precisar se cansar.

Zagreb Croacia Esculturas pelo caminhoMais esculturas pelo caminho

Antes de subir, algumas pracinhas e mais umas igrejinhas compõem a paisagem. Tudo seria mais interessante com o auxílio de um guia turístico, o que não tínhamos. 🙁

Zagreb Croacia fonte

O portão de pedra marca a entrada na zona medieval, onde carros não circulavam. Já os japas, podiam ser vistos por todos os lados.

Zagreb Croacia japas com guia turistico fazendo city tour

Lá em cima, não achamos nada de muito interessante, a não ser a própria igreja de São Marcos. A vista lá do alto descortinava a beleza (ou feiúra) da cidade de 780 mil habitantes (nem é tão pequena, concordam?).

Zagreb Croacia vista do alto

Para voltar, poderíamos usar um funicular: espécie de trenzinho que o pessoal que não gosta de escadas usa para alcançar as ruínas cidade antiga. Meio decadente e muito caro para o meu gosto. Descemos de escada mesmo, entre muros que cheiravam a urina.

Zagreb Croacia funicular

 

Trg (Praça) Bana Jelacica – o coração de Zagreb

Essa praça foi nossa última parada antes de voltar para o nosso carro e seguir viagem. É o coração de Zagreb, onde os habitantes passam apressados atrás de seus compromissos. Meio que muvucada, é um lugar onde você pode achar algum lanche rápido e no nosso caso, casas de câmbio para comprar dinheiro croata.

Zagreb Croacia praca principal da cidade

A gente não achou lá muito bonita, mas ela resume bem a cara dessa cidade. Alguns prédios antigos, misturados com uma bagunça de um lugar que ainda está virando Europa, após muitos anos de comunismo.

 

Ahn… E o Museu dos Relacionamentos Terminados?

Famoso na cidade, fica lá na cidade alta, numa ruazinha qualquer. Quando a gente menos esperava, estávamos na frente dele e ouvimos dizer que é bastante curioso e interessante.

Mas querem saber? A gente não quis nem entrar. Ficamos com medo de dar azar e com dó de pagarmos a entrada. Zagreb era a última cidade da nossa viagem e o dinheiro tinha que durar ainda até o dia seguinte, data do nosso voo de volta para o Brasil.

Museu dos Relacionamentos Terminados
Site oficial: http://brokenships.com/en/visit
Endereço: Ćirilometodska 2, Zagreb, Croácia
Tel: +385 1 4851021
E-mail: info@brokenships.com
Preço: 25 kn
Horário: clique para ver no site oficial

 

Procurando um hotel no país? Se você usar nossa caixa de busca, a gente ganha uma comissão do Booking.com! Ajuda aeee! Quando estivemos lá, ficamos numa Guest House pertinho do Aeroporto. Veja!

Que ler mais posts sobre a Croácia? Clique no banner abaixo ou nos links relacionados a seguir:

andarilhos do mundo croacia e eslovenia

Veja mais:
Dicas do que fazer em Dubrovnik

Elafiti Islands num barco do século XVII
Praias urbanas de Split – dá para chamar aquilo de praia?
Medjugorje – um santuário da Virgem em plena Bósnia
Hvar em bate-e-volta: não faça isso!
+ Lagos de Plitvice – o lugar mais lindo da Croácia

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:23
Posts Relacionados:
04
Mar
2014
23 comentários
  1. Geisa
    14/06/2014

    Olá Gleiber! Desde que decidi ir pra Croácia (vou em julho), leio atentamente o seu blog e aprecio as dicas e sinceridade dos seus comentarios acerca de sua viagem. Bom, queria saber se vc tem uma opiniāo à respeito de alugar carro apenas ao chegar lá, no caso em Split, pois pretendo alugar um carro de Split pra fazer o percursso dos Lagos Plitivice em 3 dias. Meu medo é deixar pra alugar la e os preços subirem, mas tambem tenho medo de pagar antecipado pela internet e ser vítima de golpe. Algum palpite a respeito?
    Muito obrigada e parabéns pelo blog e belas viagens!

    • Oi Geisa.
      Quando a gente reserva antecipadamente, pode sair bem mais barato, principalmente nas agências de renome internacional (Hertz, Avis, Europcar etc). Nessas, não precisa ficar com medo de golpe. Por outro lado, deixando para reservar lá, dá para descobrir locadoras regionais, que costumam ter preços melhores. Eu sempre opto por reservar com antecedência, porque sou muito obsessivo, hehehehe.

      • Oliveira Feli
        15/06/2016

        Gostei bastante de suas verdades sobre a cidade de Zagreb, Vc foi direto, Parabéns!!!!

  2. Buti e Milvia
    24/06/2014

    Gleiber vc estava equivocado, embora vc seja bom “de escrita”. Zagreb ee lindisssimo, vc foi aa farmacia do bisneto de Dante Alighieri+. Restaurantes de primeirissima, datados do sec 18, com garçons falando ingles fluente e italiano. Alto niivel!Tem um citytour que sai da catedral, imperdivel. Vale voltar e conferir!
    P.S. O banho de mar em Hvar foi melhor que em Geriba ou Orla Bardot.
    PS2- Sandro tinha razão em não querer subir na fortaleza “beneath” sol a pino!
    Ass- Buti e Milvia.

    • Olá Buti e Milvia,
      Então… A gente coloca as nossas impressões pessoais aqui no blog. E às vezes a gente não gosta de alguns lugares que outras pessoas vão amar. Tá certo que a gente ficou pouco tempo na cidade, e não fomos na farmácia do bisneto do Dante Alighieri! (que legal, nem sabia disso!!!).
      Mas obrigado por compartilhar as suas impressões conosco, isso ajuda a que os outros leitores vejam pontos de vista diferentes! Abração.

  3. […] envolve entrar e sair de um país. Separe três dias para para Belgrado. De lá, siga viagem para Zagreb, capital da Croácia. Na parte Sérvia o trem é bem lento, mas uma vez dentro da Croácia, passa a […]

  4. Solange Alvares
    06/04/2015

    Olá pessoal!!

    Eu e meu marido iremos a Croácia e Bosnia, no proximo mês.
    Já alugamos carro e quero saber se vale a pena dirigir de Saravejo para Zagreb, quais as condições das estradas??

    • Oi Solange,
      A gente não chegou até Sarajevo, mas vimos que as estradas na Bósnia no geral não era tão boas quanto na Croácia. Mas pode ir tranquila mesmo assim. Uma estrada não tão boa na Bósnia significa uma estrada parecida com as nossas do interior brasileiro.
      Abraços

  5. Níni
    17/05/2015

    Oi pessoal, tenho acompanhado os comentários e os blogs sobre a Croácia e eles tem sido muito úteis, obrigada!

    Vocês acham que 2 dias em Zagreb é tranquilo pra dar uma passeada geral?? Estou indo agora em julho.

    Obrigada

  6. Alyssa
    03/08/2015

    Olá Gleiber.
    Estamos indo finalzinho de Setembro e início de Outubro. Como vc imagina o tempo por lá? Outra coisa, iremos de Eslovênia para Croácia de Carro, e estamos na dúvida de visitar Zagreb ou Zadar… o que vc acha?
    Obrigada pela linda descrição no seu site. abs

    • Olá Alyssa,
      Espere um friozinho no final da tarde e no início da manhã nas cidades litorâneas e talvez dê até para usar casaco lá em Zagreb, que fica longe do mar. Na Eslovênia deve estar bem fresco, não vai dar para usar bermudas, por exemplo.
      A gente não conheceu Zadar, mas acho que deve ser mais legal que Zagreb. Mas só acho.
      Abraços e obrigado.

  7. Nykhos
    04/09/2015

    AQUILO QUE VOCÊ CHAMA DE IGREJA COM TELHADO QUADRICULADO É A PREFEITURA. QUANTO AO SEU BLOG , NUNCA VI ALGO TÃO BAIXO ASTRAL E INÓSPITO.

  8. Porra, farmácia do bisneto do Dante Alighieri? Se fosse do próprio Dante ainda seria chato pra caralho. Ficarei três dias ai e espero conhecer coisa mais interessantes do que isso.

  9. Angelica
    24/04/2016

    Gleiber,
    Olá!
    Lendo seu roteiro vi que falou de um funicular para a descida da cidade alta, em Zagreb.Onde é exatamente este lugar,pois pretendo subir por ele e descer pelas ruas.
    Gostei do seu jeito de escrever, apesar de ser bem crítico.Mas prefiro arriscar em conhecer Zagreb, me parece simples e as esculturas me atraem.
    Obrigada.Aguardo seu retorno.

  10. Maria Conceição
    05/05/2016

    Sou meia Santo Mé, vou lá e depois te falo a minha impressão. Mas gostei da forma como você escreveu. também depois do Parque acho nada fica bonito.

  11. Vera Lucia
    26/06/2016

    Olá Gleiber! Respeito o que foi dito no seu site. E por isso mesmo resolvi escrever aqui. Meu marido é croata e conheço Zagreb desde 2001. Achei a cidade maravilhosa e continuamos voltando todos os anos. Hoje conheço também outras cidades. Fico triste quando ouço ou vejo na internet alguém dizer que Zagreb não tem graça. Tem muitas coisas especiais nesta cidade. Você só precisa querer conhece-la a fundo para ver as belezas que ela contém. Além de que, o interior também é especial com seus castelos, sua história, sua natureza, sua culinária e seu povo. Nem tudo é só mar!!! Não resta dúvidas que o Adriático é maravilhoso, mas existe muita beleza neste pais e em suas cidades.

    • Oi Vera Lucia,
      Pois é… Concordo contigo. Muita gente vai a Zagreb e adora. O nosso gosto é mais para cidades pequenas, interior, natureza… Então deve ser por isso que não gostamos. Leitores do nosso blog ficariam desapontados se a gente não desse a nossa opinião sincera. Um dia eu posso ir de novo e gostar, né? Em Paris aconteceu isso: amei a primeira vez, detestei na segunda e amei de novo na terceira. Mas durante a nossa passagem pelo país, depois de ter conhecido cidades tão lindas como Dubrovnik, Zagreb perde feio. Mas só a nossa opinião. Abraços.

  12. KÁTIA IVANOVIC NEVES
    06/07/2016

    Olá Gleiber!
    Estou programando minha viagem a Dubrovnik, que será em Julho de 2017, desde agora. Estou lendo vários blogs com relatos de viagens e gostaria da sua opinião. Dá para viajar sem guia? Será a minha primeira experiência fora do Brasil.
    Obrigada!

    • Claro que dá, Kátia. Na nossa primeira viagem para a Europa a gente foi com guia, para ver como era. E é tão fácil…
      Abraços.

  13. wilson
    13/10/2016

    Caro Gleber.
    Tenho coordenado em grupo viagens pela Europa. Numa primeira entramos em navio em Roma ( Citta Vechia ) e fomos até Israel passando pela Grecia. Aí foi fácil. a Base era o navio.
    Numa segunda Fizemos a Alemanha baseando em Frankfurt e Munique e fazendo bate e volta de trem às lindas pequenas cidades. Tambem muito fácil.
    Este ano partindo de Munique, fomos a Austria ( Sazsburg e Hall Stat ), Hungria, Budapese Lindissima, Viena, e a Republica checa Ceski Krumlov Praga ( a mais linda , Eslovaquia, Berlim Nuremberg Frankfurt . Basicamente tudo de trem, escolhendo hoteis proximos a Central Station das cidades. Também bem tranquilo
    Estou relatando essas viagens porque no mês de julho do próximo ano pretendemos a Croacia.
    Por ser grupo de sete casais o que vc. sugere. Existe a possibilidade de se basear em alguma cidade e fazer bate e volta de trem ou onibus, o aluguel de um micro onibus seria uma opçao.
    Qual roteiro vc. sugere. Quais lugares são imperdiveiis. Dubrovnik é um deles?
    Obrigado

    Wilson