A Beira-mar de Lima (que nem fica à beira-mar)

A capital do Peru é mesmo uma cidade estranha. Para vocês terem uma ideia, um dos lugares mais bonitos é a beira-mar de Lima, uma grande avenida de vários nomes (e vários quilômetros) que fica no alto de um penhasco distante uns 50 metros do mar de verdade.

Beira Mar de Lima Parque del Amor

Sério.

Quer dizer, acho que oficialmente a beira-mar deve ser a avenida lá de baixo, de trânsito caótico e sem nada de muito interessante para se ver. Então, na minha opinião, a beira-mar que conta é a de cima. Confuso? Deixa que eu explico isso melhor.

 

A Beira-Mar “Debaixo”

Bem ao lado do mar mesmo, há uma grande avenida, que recebe um intenso trânsito de carros, principalmente na hora do rush. Estava olhando no mapa e parece que ela se chama “Circuito de Playas” e foi por ela que o nosso táxi no trouxe do Aeroporto até o hotel.

Lima Primeiras Impressoes Peru Engarrafamento

Interessante ver que há muito pouca coisa ali na beira-mar de verdade. O famoso restaurante La Rosa Nautica, fica ali, mas fora isso é um monte de areia praticamente desabitado. É que o mar ali é muito gelado e salvo poucas exceções, ninguém o aproveita para banho.

Alta Gastronomia num Restaurante de Lima PeruLa Rosa Nautica

 

A Beira-Mar “de Cima”

Mas daí você dá as costas para o mar e olha para o lado da cidade. O que você vê? Um verdadeiro Barranco (há um bairro de Lima chamado Barranco justamente por isso!). E lá no alto é que Lima está. E bem à beira do precipício, fica uma outra “beira-mar”.

Beira Mar de Lima Barranco

E é nela é que se encontram todas aquelas coisas que costumam aparecer próximo às praias urbanas brasileiras. É lá em cima que temos os jardins floridos, pracinhas, calçadão para pedestres, lojas, shoppings, barzinhos e os restaurantes com vista para o mar!

Beira Mar de Lima 1

Na altura do bairro de Miraflores, por exemplo, a beira-mar ganhou o shopping mais famoso de Lima: o Larcomar. Apesar de bastante “turístico” vou dizer que achei muito legal. Debruça-se sobre vários níveis acompanhando a geografia surreal do local (mas os preços são levemente inflacionados).

Beira Mar de Lima Shopping Larcomar

 

Parque del Amor

Seguindo à direita (de quem está no shopping olhando para o mar), está uma das praças mais simpáticas da América Latina (na minha opinião de quem conhece só uma meia-dúzia de praças simpáticas na América Latina): o Parque del Amor.

Arte ao Ar Livre Plaza del Amor Lima Peru

Trata-se de uma obra de arte contemporânea ao ar livre, com uma escultura representando um beijo como peça principal. Em volta, arcadas de plantas, jardins e muros revestidos de mosaicos e poesias dão um ar de Gaudí ao cenário.

Beira Mar de Lima Gaudi Parque del Amor

Centenas de turistas estarão lá se estapeando pela melhor fotografia. Eles descem em ônibus em grupos de 30-40 pessoas, mas não precisa ficar triste. Em 10-15 minutos, todos seguem viagem. Mas quando você pensar que vai ter o parque livre todinho para você, chegarão mais uns 2 ônibus e umas 3 vans só para te deixar bem louco.

 

Onde mais a Beira-Mar de Lima te leva?

A gente ainda seguiu caminhando mais um pouco para a direita até chegarmos a um farol e de carro, seguimos bastante pela avenida para encontrarmos uma linda zona residencial classe A. O bairro é muito bem elegante e bem cuidado e o pessoal usa o calçadão como pista de corrida.

Beira-Mar de Lima Bairro Elegante

Mas o lado “certo” era ter ido para a esquerda, na direção do bairro Barranco, um polo gastronômico que vem disputando com Miraflores o posto de melhor lugar da cidade. A gente, infelizmente não aventurou para aquelas bandas…

Beira Mar de Lima Farol

 

E para pesquisar o seu hotel em Lima, vale a pena conferir o site do Booking.com. Reservando após clicar no nosso link, a gente ganha até 1% de comissão, gente! É uma merreca, eu sei, mas vai ajudar o nosso site a continuar vivo. Ajuda aeee!

 

Quer ler mais posts nossos sobre o Peru? É só clicar no banner abaixo:

Banner Horizontal Peru

Lima

7 Coisas que não gostei em Lima
7 Coisas que eu gostei em Lima
Circuito Mágico das Águas
Museu Larco

 

Machu Picchu

Como Chegar a Machu Picchu
Como montar seu Roteiro

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:9
Posts Relacionados:
20
Dec
2013
9 comentários
  1. Ana Regina
    20/12/2013

    Oi Gleiber!!! Concordo com quase tudo que tens escrito sobre Lima. Tenho uma predileção especial por essa cidade, pois tenho uma sobrinha morando lá. Sobre o parque del amor faltou contar que muitas pessoas vão para lá para casar! Sempre que passo por lá tenho a sorte de ver uma ou duas noivas! É tradição da cidade! Beijo!

    • Oi Ana Regina,
      Então… Eu não sabia dessa! Que legal. Quando fomos lá acho que não tinha nenhuma noiva (era meio da tarde, dia de semana). Legal você compartilhar com a gente essa dica. Adoro ver (e fotografar) noivas quando viajo! Beijão.

  2. Boia Paulista
    23/12/2013

    Oi, Gleiber. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais e Feliz Natal.
    Natalie – Boia

    • Oi Natali, só hoje vi sua mensagem! Que surpresa agradável! Um Feliz Natal para vocês também e para toda a equipe do VnV! Bjos.

  3. Roberta Maués
    26/12/2013

    ok. Desisti de lima :'(

  4. Roberta Maués
    26/12/2013

    mas amo o jeito como você escreve 😉

  5. Julio Moraes
    04/01/2014

    Caros Gleiber e Sandro, parabéns por todas as postagens, bem escritas, bem ilustradas e muito úteis. Dá gosto ver um compartilhamento destes, que muito me entreteve em 2013, desde que comecei a acompanhá-los. Sobre Lima, gostaria de acrescentar um passeio pouco conhecido porém muito interessante: as ilhas Frontón, Palomino e San Lorenzo, que ficam diante da cidade. Em 2009 fizemos um passeio de um dia inteiro, num dos barcos que saem de Callao, que é o porto propriamente dito (e muito rico em arquitetura antiga, com o clima característico dos portos: marinheiros, pescadores, ruelas, botecos e sempre alguém disposto a uma boa prosa). Compra-se o tour em algumas agências no centro de Lima, onde os preços são melhores que os de Miraflores. Fomos numa boa lancha, com guias simpáticos e bem capacitados, que mergulham com os clientes nas proximidades das ilhas, para nadar em companhia dos leões-marinhos, que pulam na água quando vêem um barco. Também fornecem vestimentas de neoprene para possibilitar o nado naquelas águas geladíssimas – consequências da corrente de Humboldt, que também leva icebergs da Antártida até ali perto. Tudo muito honesto, competente e sem exploração dos turistas. Recomendo. Se quiserem alguma foto posso mandar, apenas informem como. Um abraço e um 2014 de muitas viagens.

    • Oi Julio,
      Excelente dica! Muito obrigado por compartilhar com a gente e com outros leitores do blog. Mande fotos para gleiber@andarilhosdomundo.com.br Se você me autorizar, posso postá-las na nossa fanpage lá no facebook junto com as suas dicas, o que acha?
      Valeu mesmo!
      Abraços.