Como fazer para chegar à Islândia

Bem, na verdade este post deveria se chamar “como não fazer para chegar à Islândia”. Porque a gente teve tanto trabalho, tanto trabalho, mas tanto trabalho para chegar lá, que resolvi escrever esse texto para evitar que outras pessoas passem pelo mesmo sofrimento que a gente.

Como chegar à Islândia

Sofrimento? Que exagero, Gleiber!

Pode até ser exagero, mas que foi cansativo, ah isso foi. Tudo culpa de querer economizar usando milhas. E o pior é que no final economizamos muito pouco. Mas vamos com calma, que vocês vão entender…

 

Usando milhas para chegar à Europa

Todo mundo sabe como é difícil conseguir vaga num voo para a Europa usando milhas, principalmente com o programa Fidelidade TAM, que é o que usamos.


Retrato fiel da nossa batalha para conseguir usar nossas milhas

Tem toda aquela coisa de só poder comprar com 6 meses de antecedência (parece até que agora isso mudou e dá para emitir bilhetes bem mais antecipados que isso!) e, no final, acaba que, quando você chega na data que precisa viajar, os voos com o preço normal em milhas já estão praticamente esgotados.

Nós queríamos emitir Porto Alegre – Londres – Porto Alegre. E adivinha? Claro que não deu, né? Tivemos que emitir Porto Alegre – Frankfurt para ida e Londres – Porto Alegre para a volta.

Serviço de bordo da TAMServiço de bordo da TAM indo para Frankfurt

Mas a TAM tinha que sacanear e botar a gente a fazer conexão dentro do Brasil, então fomos lá Porto Alegre – Congonhas – Galeão – Frankfurt. Claro que havia 200mil lugares vagos num voo Porto Alegre – Galeão direto que poderia ter saído mais tarde, para minimizar as esperas de aeroporto, né? Mas para que facilitar a vida do cliente, se eles podem dificultar?

Kit de amenities TAMKit de Amenities TAM

Mas tudo bem, missão cumprida. Conseguimos que um de nós, pelo menos, voasse de graça no trecho mais caro da viagem. E até que o serviço durante o voo da TAM cumpriu com o esperado, sendo de qualidade exemplar.

 

Contratando Voos Internos na Europa

Mas aí começaram os perrengues. Pensando que não precisávamos de tanta antecedência assim, resolvemos deixar para emitir os bilhetes dos trechos Frankfurt – Islândia – Dublin para 3 meses antes da viagem. Más notícias: as tarifas mais baratas já tinham se esgotado!

Em todas as simulações, esses trechos internos saíam pelo mínimo de R$ 2.000,00 por pessoa. É que há poucas opções e poucas companhias que saem ou chegam à Islândia. A gente teve, portanto, que focar nossas pesquisas na Icelandair, que era a principal companhia que poderia nos levar ao país (que tem code share com a SAS, principal empresa da Escandinávia e membro da Star Alliance).

Chegar à Islândia de IcelandairChegando à Islândia de Icelandair

Sem a ajuda dessas ferramentas de busca de passagem, a gente nunca ia encontrar a opção que encontramos. Pela bagatela de R$ 2.700,00 para duas pessoas, emitimos Frankfurt – Copenhague – Reykjavik (com pernoite em Copenhague). E depois, Reykjavik – Copenhague – Dublin (com outra pernoite em Copenhague).

Padaria para o café da manhã no Aeroporto de CopenhaguePadaria no Aeroporto de Copenhague

Calculem aí: duas pernoites na capital da Dinamarca significa duas diárias a mais em um hotel totalmente fora do roteiro que tínhamos planejado. Escolhi um que ficasse pertinho do aeroporto e que tivesse traslado grátis, mas mesmo assim, perdemos 2 dias inteiros da viagem, praticamente, só por causa desta conexão.

 

Orçamento Global dos Aéreos

TAM Porto Alegre – Frankfurt; Londres – Porto Alegre = 90mil milhas + R$ 420,00 (taxas)
Voo TAM Porto Alegre – Frankfurt e depois Londres – Porto Alegre = R$ 2.900,00
Voos Frankfurt – Reykjavik – Dublin para duas pessoas = R$ 2.687,00

Total = R$ 6.000,00 para duas pessoas + 90mil milhas!!!

TEM NOÇÃO???

Caríssimo. E o pior, levando quase 36 horas para chegar até o destino final desde o Brasil! Então, como fazer para viajar para Islândia sem gastar tanto? E o melhor, com mais conforto?

Almoço no Aeroporto de FrankfurtAlmoço no Aeroporto de Frankfurt – mais despesas durante a longa conexão

 

Como Planejar Voos para a Islândia

Bem. Em primeiro lugar, não misturar uma viagem para Islândia com uma para a Irlanda como a gente fez. Vai facilitar muito a sua viagem se você unir um destino que seja acessível diretamente desde o Brasil, como Paris (servida pela Air France), Amsterdã (servida pela KLM), Frankfurt (servida pela Lufthansa), Lisboa (servida pela TAP), e assim por diante (tem ainda os outros destinos servidos pela TAM, Iberia, Alitalia, etc).

 

Exemplo 1

Orcei há pouco uma viagem para Maio de 2014 de Porto Alegre para Amsterdã, pela KLM. O total deu R$ 6.513,54 para duas pessoas, com taxas.

Porto Alegre - Amsterdã KLM

Daí, de lá, é só pegar a Icelandair direto para Reykjavik, ida e volta, sem ficar inventando outros destinos mirabolantes. Na minha simulação, dá para passar uma semana no país, com um voo interno, por US$ 951,00, para duas pessoas (cerca de R$ 2.100,00).

Amsterda para Reykjavik Icelandair

O total? Ainda é salgado, R$ 8.600,00. Mas você economizou suas milhas! Uma passagem ida e volta de Porto Alegre para Londres, para o mesmo período, pela TAM está custando R$ 4.000,00 por pessoa, sabia? Ou seja, no fim deu quase o preço de ir e voltar para a Europa, mas você vai chegar à Islândia, entendeu?

Daí é só passar o resto dos dias livres viajando de carro / trem / ônibus entre Amsterdã, Paris, Bruxelas… Sei lá! Dá para fazer muita coisa. O mesmo raciocínio serve usando outro destino em que você consiga uma passagem promocional intercontinental. Aproveite e depois pegue um voo ida e volta simples dali para a Islândia.

 

Exemplo 2

Desta vez, resolvi emitir um voo direto Porto Alegre – Copenhague, o que resulta em 2 conexões obrigatórias, uma em Guarulhos (ou Galeão) e outra dentro da Europa. Segundo o site de simulações de passagem, a tarifa mais barata era via Madrid, usando Iberia.

Porto Alegre - Copenhague Iberia

Depois, é só emitir a passagem de Copenhague até Reykjavik usando Icelandair. Como Copenhague é um centro importante de voos (hub) para toda a escandinávia, é de lá que saem os diretos mais baratos para a Islândia. Veja:

Copenhague - Reykjavik Icelandair

Neste exemplo, que resulta numa viagem bastante cansativa, você vai chegar à Islândia no mesmo horário que a gente chegou no hotel em Copenhague, durante a nossa viagem. Só que nosso caso, no outro dia de manhã, tivemos ainda um outro voo pela frente. Dá também para ficar uns dias na Dinamarca antes de seguir viagem para que o cansaço seja menor, né?

Total = R$ 7.500,00 para duas pessoas.

 

Resumo da Ópera

É caro ir para a Islândia. E você não vai escapar de voar SAS ou Icelandair. Vai ter que fazer diversas simulações e ficar de olho nas promoções. Não vai ter muita flexibilidade de voar para outros destinos europeus sem encarecer bastante a viagem.

Mas quer saber? É uma linda viagem, é a realização de um sonho.

Reykjavik - sonho realizadoApesar de todas as dificuldades, o sonho de pisar em solo Islandês foi realizado

Quer deixar o seu agente de viagens louco? Peça para ele fazer uma simulação para você. E fale que quer gastar menos de R$ 4.000,00 por pessoa.

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:32
Posts Relacionados:
03
Oct
2013
32 comentários
  1. Vish, complicado, hein? Mas ótimas dicas, também quero muito conhecer a Islândia.

    • Definitivamente, tem que combinar uma viagem ao país com um destino mais “afim”. A nossa maior burrice foi combinar com a Irlanda. Maior furada!

  2. Anna Martinelli
    03/10/2013

    caramba que dificil!
    Piores foram as conexão absurdas no Brasil né!?

    Quando fui pra Bali foi dificil por ser longe mas foi bem mais fácil. Compramos as passagens por R$ 3.800 ida e volta por pessoa.
    Bem em conta por ser do outro lado do mundo.
    A saga foi Curitiba – GRU – Madrid – Cingapura – Bali.
    44h de viagem direto. Foi tenso.

    Beijoca Gleeei!

    • Com certeza! Aí é que eu me refiro. Tem cabimento ir “ali” na Islândia e pagar mais caro do que ir a Bali?

  3. very very VEEEERY EXPENSIVE annn tá é louco!

    • Tem uma esperança, compadre: via Estados Unidos. Eles estão loucos para atrair os yankees. Daí, talvez ficasse bom um esquema milhas até os States e depois de lá com Icelandair! Esqueci de deixar essa dica!

  4. Helder Ribeiro
    03/10/2013

    Muito bacana, vou ficar de olho nesses posts, principalmente nessas dicas de qual destino combinar :).

    Você chegou a olhar via New York? Eu já achei passagem de NY pra lá por mil e poucos reais por pessoa ida e volta pela Delta. Se conseguir combinar com uma promoção pra NY talvez dê pra arrumar um precinho mais camarada.

    Abração, e estou aguardando os próximos posts 🙂
    Helder

    • Exato, Helder. Eu não tenho visto americano até hoje (que vergonha) então, meio que eu “esqueço” que existe esse lado de cá! A Icelandair, nos vídeos de bordo estava fazendo várias propagandas das novas rotas deles para a América do Norte (estavam inaugurando voo para Anchorage, acredita?). Vou dar uma pesquisada e colocar nas simulações. Deve ficar mais barato mesmo!

  5. Caramba, Gleiber! Que maratona, hein? E os preços? Absurdos!!!
    Mas ainda bem que todo o esforço valeu a pena e você ainda realizou um sonho, e isso não tem preço!

    Bjs

  6. Fernanda
    03/10/2013

    É isso ai Gleiber, deixando as dicas pra facilitar a viagem dos outros! Esse vídeo das milhas é sensacional! hahahahaha Já vi uns amigos passarem por cada perrengue por causa dessas mil paradas, desvio de rotas, etc q já desanimo…

    • Eu sempre defendia os programas de milhagem, porque já tínhamos conseguido usar sem passar tanto perrengue. Mas dessa vez…

  7. Thyago
    06/10/2013

    Voltei recentemente da Islândia (setembro) e nao paguei tudo isso nao.

    Comprei os trechos Londres – Islândia (stopover 5 dias) – New York por 526 dólares. Isso porque demorei para comprar, pois estava 424 dólares, tudo.

    Realmente Islândia é linda.

    • Definitivamente, o negócio é pegar passagem América do Norte – Europa passando pela Islândia. Muita gente falou que sai barato mesmo!

  8. Pedro
    28/10/2013

    Oi Gleiber!

    Finalmente vim ler seus registros da viagem para a Islândia, muito legal.

    Mas então, com relação à passagem aérea e como chegar lá, esse perrengue todo que vocês passaram não é o normal nem o preço é tão absurdo assim. Todo ano eu pago em torno de R$ 3.500 a R$ 3.800 no máximo por pessoa em todo o trajeto, de Porto Alegre até Reykjavík, ida e volta. Existem algumas manhas e melhores rotas (EUA definitivamente não é um bom exemplo) e companhias melhores a se usar.

    Neste inverno estou indo com milhas também (mas do Smiles, com a Air France) e o voo direto de Paris a Reykjavík, voltando para Londres, saiu por 580 reais ida e volta (com a Icelandair). Existem outras empresas que voam para a Islândia, especialmente no verão são muitas. A SAS voa de Oslo, tem a WOW Air, que é a low cost islandesa que tem vários destinos, a EasyJet, entre outras. Mas sempre recomendo a Icelandair mesmo e, com antecedência (sim, mais de 3 meses) os preços são bem acessíveis. Uma ida e volta de Londres pode sair por R$ 500.

    A dica é que a pesquisa tem que ser feita também no próprio site das empresas, os sites de busca de tarifas (especialmente os brasileiros) praticamente triplicam o valor das tarifas, por aplicar em geral a tarifa Y, que é a disponibilizada para terceiros. A Icelandair nunca repassa tarifas promocionais a sites e outros mecanismos de reserva. Somente com eles mesmo e, fazendo isso, a viagem para a Islândia fica tranquilamente abaixo dos R$ 4 mil. 😉

    Abraço!

    • Oi Pedro!
      Nossa, fico muito feliz com as dicas que você deixou aqui. Claro que uma agência especializada em Islândia saberia encontrar tarifas melhores que as minhas, né? Mas você viu que eu consegui simular R$ 7.500 para duas pessoas, né? (R$ 3.750 por pessoa!) Ou seja, consegui chegar no mesmo valor que você falou aí em cima. 😀
      O ruim, no caso dos voos internos, foi começar a coisa em Frankfurt (poucas opções de companhias aéreas até Reykjavík) e ainda inventar de ir a Dublin SEM comprar com a antecedência ideal. Eu tinha olhado os preços com 6 meses de antecedência e tinha achado a Icelandair tão barata que não imaginei que ia encarecer tanto quando eu deixasse para 3 meses! Putz.
      São aprendizados da vida.
      Um abração e obrigado demais pelo comentário. Sua contribuição foi incrível. Tenho certeza de que vai ajudar muita gente.

  9. rossana
    22/12/2013

    Fui bem facil,sai de San Petesburg para ir para Estocolmo, e paramos em Helsink,com um voo em um avião da EMBRAER, que no inicio me deu medo, mas foi um otimo voo,a frota deles é grande,são os low cost europeus

  10. Gabriela
    12/02/2014

    meu.. procurei passagem para europa e encontrei pelo site skyscanner.com.br e encontrei por R$2100 por pessoa… acho que pra um mochilão vale a pena.. perrengue básico, vou levar 5 mil pra gastar lá.. pretendo passar uma temporada naqueles países que o dolar estão super valorizados.. hahah os fundo do poço mesmo… que isentiva o turismo e a nossa vida fica mais fácil.
    essa coisa de milhas são complicadas.. sou muito mais usar e comprar eletrodomésticos hahaah porque eles não facilitam nunca… 🙁

    • Lembre-se que mesmo com o dólar mais desvalorizado lá, tudo está muito caro, porque o real também desvalorizou recentemente. :/ Mas com esse preço de passagem aérea aí, eu até topava ir de novo!!!

  11. Daniduc
    14/02/2014

    …no meu caso não é tão caro e nem tão complicado, e Islândia também é um sonho pra mim.

    Por que não fui ainda? Por um motivo de 1,55 cm que ainda não consegui motivar o suficiente…

    • Rapaz! Que bom te ver por aqui. Não quer me dar o email pessoal dela para eu enviar pessoalmente cada post que escrever sobre o país. Garanto que faço ela mudar de ideia.

  12. Ida Peres
    03/04/2014

    Foi muito bom ter lido as dicas de vocês . Eu e meu marido iremos em julho para Islândia fazer a volta á ilha de moto, com uma empresa portuguesa e, claro queremos aproveitar, para fazer algum outro ponto da Europa sem gastar muito mais. Parece que a Holanda seria o mais conveniente. As passagens de KLM estão muito caras. Parece que seria mais barato ir de TAP até Amsterdã e de lá para Reykjavik de Icelandair .

    • Passagens aéreas são sempre muito volúveis, os preços mudam tanto que é difícil fazer qualquer previsão. O ideal é pesquisar quase diariamente para perceber direitinho quando alguma companhia faz uma promoção imperdível.

  13. anna paola
    07/06/2014

    Gleiber,
    Obrigada pelas suas considerações. Será que é melhor ir do Rio até NY e depois para a Islândia? . Você considerou este trajeto?
    Obrigada pela ajuda!

    • É um trajeto a se considerar sim, porque a Icelandair tem preços bem em conta no trajeto NY-Rejkjavik para incentivar o turismo dos americanos.

  14. Aline Quadros
    28/08/2014

    meu sonho…

  15. Carlos Generoso
    29/04/2016

    Cara, sei que é 2016, mas ainda serve: comprei ida e volta de AMS para KEF numa média de 125 dólares o trecho (ruim que a verdinha disparou pra 3 e pedrada, mas ainda assim tá bom) pela WOW Air, e peguei GRU-AMS a 1900 pela KLM. Ou seja: menos de 3 mil reais para ir e voltar de GRU pra KEF. Dá pra encarar!!!!

  16. Elton Nogueira
    24/06/2016

    Amigos
    Gostaria de cometários atualizados e dicas sobre viagens para Islândia. Moro em Brasília e pretendo viajar em setembro de 2016… bem última hora, né? Mas tem que ser assim…

    • Oi Elton,
      O post está “atualizado”. É que a ideia ali não era mostrar os preços (até porque ele muda todos os dias), mas mostrar como se faz a busca para achar os melhores preços. Vá direto ao subtítulo “Como Planejar Voos para a Islândia” e acho que dá para entender como fazer.
      Mas mesmo assim, vou tentar explicar rapidamente por aqui. Escolha um destino europeu qualquer para chegar vindo do Brasil. De preferência algum destino que esteja sendo alvo de alguma promoção. Vale também na América do Norte, porque a Iceland Air também opera para lá. Depois de achar um voo baratinho para a Europa, entre num site de busca de passagens e teste Amsterdã x Reykjavik (se for Amsterdã o seu destino europeu, entendeu?). E veja todas as opções de aéreo. Mexa com as datas para ver o melhor preço e era isso. E fique atento às regras dessa passagem interna na Europa (franquia de bagagem, principalmente!)
      Assim tão em cima da hora, talvez você não ache promoções nesse voo interno europeu. Afinal é verão e alta temporada, né? Outra sugestão é deixar uma agência fazer isso por você (como a Islândia Brasil, que não quis nos patrocinar na viagem, mas mesmo assim a gente indica porque a gente é legal).
      Abraços.

  17. Luah
    12/07/2016

    Ola,boa noite!:) Tudo bom?Tenho uma duvida…

    Estou indo para Seattle em julho com o visto de turista.

    Comprei passagem para ir a islandia saindo de seattle e depois voltarei para seattle para voltar ao Rio!

    A minha duvida é,eu preciso de algum outro visto?

    Entrei nesse site da icelandair e nao entendi sobre (http://www.icelandair.us/information/at-the-airport/customs-immigration/)

    Voce poderia me tirar esta duvida por favor?

    Obrigada!

    Att,

    Luah Garcia

    • Oi Luah,
      Visto para os EUA de turista serve para passear nos EUA e também para a conexão antes de ir para a Islândia. E o visto brasileiro é sossegado para a Islândia. Essas informações aí do seu link são para cidadãos americanos e canadenses (ao menos no primeiro subtítulo), logo não se aplicam a nós, brasileiros.
      Abraços.