Bucovina – a joia escondida da Romênia

Eu me apaixonei por Bucovina. Assim, irremediavelmente, perdidamente. Queria ficar lá mais tempo e fiquei chateado de nunca ninguém ter me contado que tinha um lugar assim tão lindinho no mundo. Então, para que esse erro nunca mais seja cometido de novo, estou eu aqui revelando esse segredo bem guardado de um país chamado Romênia.

Bucovina Romênia Sucevita 11

Apresento-lhes uma região chamada Bucovina do Sul, dentro de outra chamada Moldávia, num país chamado Romênia. E se vocês acham que os vilarejos, as paisagens montanhosas, os campos verdejantes e os lindos mosteiros estão escondidos o bastante, aviso que a Unesco já descobriu os seus monumentos e o turismo ali só cresce. Dia após dia.

 

Bucovina? Onde fica isso?

Vamos tentar fazer um resumo histórico rápido. A região hoje conhecida por Romênia já foi parte de diversos outros impérios e reinos no passado e só muito recentemente (no século XX) se organizou como uma república independente formada por 3 grande províncias.

Fonte: Wikipedia

A Transilvânia, para vocês terem uma ideia, era considerada Hungria no século XIX, quando Bram Stoker escreveu o mundialmente famoso romance “Drácula”. Geograficamente falando, a Transilvânia é tudo o que fica “dentro” dos Cárpatos, uma cadeia montanhosa que desenha um C invertido ao londo da Romênia.

Fonte: Wikipedia

Ao sul dos Cárpatos fica a Valáquia, terra de férteis planícies onde fica Bucareste, a capital. Pela Valáquia corre também o famoso rio Danúbio até ele desaguar no mar Negro, uma região que não visitamos, mas que é famosa por sua beleza.

A Moldávia, por sua vez, é a região que fica a leste do Cárpatos e é dividida em três províncias menores. A Bessarábia (mais a leste), a Moldávia ocidental e Bucovina, a noroeste. Por causa de eternas disputas com os russos e depois com os soviéticos, essa região teve muitos donos até que as fronteiras atuais fosse finalmente estabelecidas.

Em cinza: Bucovina. Em amarelo escuro: Moldávia ocidental. Em amarelo mais claro: Bessarábia. Fonte: Wikipedia

A Bessarábia, desde 1940 sobre o poder dos soviéticos, hoje é uma república independente chamada Moldova (e de língua romena).  Bucovina foi partida no meio. A parte norte hoje fica na Ucrânia e a parte sul, junto com toda a Moldávia Ocidental ficam na Romênia.

 

Como foi a nossa viagem por Bucovina

Vínhamos de Maramures no dia anterior (uma região rural e bucólica perdida no norte do país) e tínhamos nos hospedado no hotel Castel Dracula durante a noite. O hotel fica bem no ponto mais alto do passo de montanha que liga a Transilvânia a Bucovina, à beira de uma estrada de asfalto impecável.

Seguimos nosso rumo para o leste e antes mesmo de chegar no primeiro monastério pintado (é por causa deles que os turistas vem a esta região), já estávamos de queixo caído com a paisagem.

Barreira de proteção - Torres Muralhas e Roseiras - Mosteiro Moldovita

Já tinha lido vários reviews sobre a beleza dos campos de Maramures, mas foi Bucovina que me arrebatou. E já explico:

  1. As estradas são limpas, sem buracos, com asfalto novinho e com um trânsito que flui bem, mesmo que você esteja numa vicinal regional de um distritozinho de 500 habitantes. Já em Maramures, eu não sei como o carro não se destruiu!
  2. Os vilarejos são limpos, as casinhas bem cuidadas, as cercas estão bem pintadinhas… Exagerando um pouco, comparar Maramures com Bucovina é como comparar as fazendas do sertão nordestino com as fazendinhas verdejantes da Suíça. As pessoas parecem até mais bonitas, como se o desenvolvimento ali permitisse que elas se cuidem melhor.
  3. Vocês vão me achar muito ridículo se eu disser que eu me apaixonei pelas casas com rendinhas bordadas na fachada?

casas em Bucovina

Foi só depois de chegar em casa que eu li com atenção o primeiro parágrafo sobre a região no guia Lonely Planet Romania: “Os cartões-postais que você compra mostrando colinas cinematograficamente cobertas de florestas e vales ondulando pelo horizonte foram provavelmente clicados na Moldávia.”

Paisagem de Bucovina - Romênia - Moldávia

O segredo já tinha sido revelado, eu é que não tinha percebido!

 

Os Monastérios Pintados

Mas essa beleza na paisagem se transformou em mero detalhe depois que chegamos ao primeiro dos 4 mosteiros pintados que visitamos. Minha vontade era de visitar mais, mas o tempo, infelizmente, não permitiria. Aquele era o nosso penúltimo dia na Romênia.

Mosteiros pintados de Bucovina Sucevita

 

Monastério Moldovita

Escolhemos começar por Moldovita, para fazermos um roteiro circular antes de voltarmos pela mesma estrada até Cluj-Napoca, onde dormiríamos. E já vou começar confessando minha confusão. Eu não sei se o certo é mosteiro ou monastério então vou usar os dois termos como sinônimo ao longo desse texto, beleza?

Bucovina Romênia Moldovita 04

Eu tinha visto algumas fotos e, claro, a UNESCO não vai ficar tombando coisas como patrimônio da humanidade à toa. Mas sabe o que é chegar num lugar e dizer:

– Uau! Isso é muito mais lindo do que eu imaginava!

Bucovina Romênia Moldovita

Então… Foram essas as minhas primeiras palavras. Pela bagatela de RON 5 (aprox. R$ 2,50) você paga a entrada para cada mosteiro e por mais RON 10, pode tirar fotos à vontade. Exceto, claro, do interior do mosteiro, por respeito à igreja.

Bucovina Romênia Moldovita 05

 

Monastério Sucevita

Todos os mosteiros pintados de Bucovina são da época medieval e pertencem à igreja Ortodoxa, a mais popular da Romênia. Por fora de cada “igreja” há uma enorme muralha, como se lá dentro morassem reis e rainhas.

Bucovina Romênia Sucevita 10

De fato, na idade média, o status do clericado não era lá muito diferente do dos monarcas, mas mesmo assim é algo incrível de se ver.

Bucovina Romênia Sucevita

As muralhas em Sucevita são, de longe, as mais impressionantes. Na parte de dentro, assim como em todos os outros mosteiros, jardins muito bem cuidados dão um clima de profunda paz e introspecção.

Bucovina Romênia sucevita 09

Mas a joia mesmo nem é a muralha, nem os jardins, mas as paredes do próprio monastério. Não sei se há algum outro lugar do mundo em que eles sejam pintados com afrescos lindíssimos POR FORA! São cenas bíblicas, vidas de santos e várias outras imagens retratadas ali, para todo mundo ver, resistindo aos séculos.

Bucovina Romênia Sucevita 12

Pena que estávamos sem um guia para nos mostrar os destaques.

Bucovina Romênia Sucevita 08

 

Monastério Humorului

Eu tinha o meu Lonely Planet na mão e ele até explicava algumas coisas interessantes. As cores mais marcantes, por exemplo, variam muito de um monastério a outro. Em Humorului, por exemplo, chama a atenção o predomínio do vermelho. O amarelo, por sua vez, é a cor principal em Moldovita.

Bucovina Romênia humorului 17

Mas é claro que a gente se grudava nas excursões e ouvíamos o que suas guias (sempre freiras) diziam sempre que possível. No final, já estávamos reconhecendo vários dos afrescos que eram comuns a todos os templos.

Bucovina Romênia humorului 16

A parte de dentro, nunca tão bonita como a de fora, é cheia de ícones (aqueles desenhos da igreja ortodoxa que representam Jesus e os santos). Muito da estrutura religiosa, assim como os telhados são em madeira e vêm passando por um recente processo de restauração.

Bucovina Romênia humorului 18

Ué… Mas não era proibido fotografar o interior dos mosteiros? Depois de desenvolver a técnica infalível aplicada na Tumba do Drácula em Snagov, a gente já estava expert, hehehe.

Bucovina Romênia humorului 15

 

Monastério Voronet

Quando chegamos no último dos 4 monastérios, o Sandro já estava meio cansado, com medo de chegar muito tarde no hotel em Cluj-Napoca, o que de fato aconteceu.

Bucovina Romênia voronet 3

 

Mas eu bati o pé e, definitivamente valeu a pena conhecê-lo. Gastamos, em geral, cerca de uma hora em cada um e mais 30-40min nos deslocamentos entre eles, em média.

Bucovina Romênia voronet 2

Ou seja, foi um dia inteiro, MESMO. Não pense que dá para programar outra coisa. Se estiver de carro, tudo é impecavelmente sinalizado e as estradas são realmente um tapete. Se estiver de excursão, bem, você terá além da mordomia do traslado, alguém para lhe mostrar tudo, o que eu recomendo mesmo!

Bucovina Romênia voronet 1

 

A cidadezinha de Guru Humorului

Entre a visita ao monastério Humorului e o Voronet, a gente deu uma passadinha pela cidade de Guru Humorului. Tínhamos que comer alguma coisa e acabamos no restaurante do Best Western Bucovina, que fica na cidade. Já eram umas 15:30h, mas deu para pedir uma pizza e tomar uma Urso (cervejinha local).

Bucovina Romênia best western bucovina

Não sei se dá para perceber pela foto, mas esta é uma cidadezinha bem pequenas, mas com largas avenidas, lojas bonitinhas e calçadas limpas.

Bucovina Romênia gura humorului

Depois andei lendo uns guias e eles dizem que todas as cidades da Moldávia são assim simpáticas também. Ou seja, se você quiser se hospedar em alguma delas, vá tranquilo porque não vai se arrepender.

 

E vocês, também gostaram de Bucovina?

Nossa série pela Romênia já está quase chegando ao fim. Dormimos nossa última noite em Cluj-Napoca e publicaremos um post contando nossa experiência na cidade. Foi de lá que pegamos nosso voo de saída do país, direto para a Croácia, o próximo destino a figurar aqui no blog.


Visualizar Bucovina em um mapa maior

 

andarilhos do mundo na transilvânia

Querem ver outros posts sobre a Romênia? É só clicar no banner acima ou  navegar nos links abaixo:

O que é que Bucareste tem? – Atrações da cidade
Dicas de Bucareste – Informações práticas
Maramures: exótica até para os Romenos
Hotel Castel Dracula – piegas ou imperdível?
Sibiu – onde os telhados tem olhos
Como chegar à Tumba do Drácula em Snagov
Castelo Peles – o mais belo do mundo
Brasov – a nova cara da Romênia
Fortaleza de Rasnov
Sighisoara – A Transilvânia Medieval

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:9
Posts Relacionados:
13
Jun
2013
9 comentários
  1. Gleiber, vocês conseguiram colocar a Romênia na minha bucketlist!
    Linda cidade! Realmente, é um país que eu nunca tive a curiosidade de aprender sobre sua história, suas cidades… Já vi que valerá a pena!
    Parabéns pelo post!
    Abraços!

    • A gente começou se interessando pelas coisas da Transilvânia e acabamos apaixonados por uma nação. A Romênia é, de verdade, um destino que vale a pena. Abração véi!

  2. Boia Paulista
    17/06/2013

    Oi, Gleiber. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  3. Aluizio Monteiro Schuster Junior
    03/12/2013

    oi, tudo bem?
    cara meu bizavo e tataravo e outros antepassados são de bucovina, e pelo que eu vi nas suas fotos, é uma cidade linda. Eu gostaria muito de ir pra la, para conhecer, vc sabe dizer se é uma cidade bem turistica, cara, ou não para ir visitar?
    E a bucovina pertence a romenia e a ucrania?
    abrass

    • Oi Aluizio, Bucovina não é uma cidade, mas uma região (tipo um estado, uma província). E é dividida em Bucovina do Sul e Bucovina do Norte. A Bucovina do Norte fica na Ucrânia. E a Bucovina do Sul é romena. Tudo por lá é incrivelmente barato (só é longe, dá trabalho para chegar lá!). A região toda é muito linda, limpa, simpática. Um dos meus lugares preferidos em todo o país. Abraços.

  4. Aluizio Monteiro Schuster Junior
    04/12/2013

    Entendi. E pra chegar a Bucovina, é mais fácil ir por onde, vc sabe dizer? Sair do Brasil e ir ate algum lugar da Ucrania e ir a Bucovina, ou sair do Brasil ate a Romenia e de algum lugar de la ir ate a Bucovina?

  5. Valderez Lang
    25/01/2015

    Meus vós paternos vieram da Bukovina, na época pertencia ao Império Austro Hungaro, hoje Romênia. Muito lindo, um dia hei de conhecer.