E finalmente… Visitando Machu Picchu

Machu Pichu, a cidade sagrada dos incas, capital espiritual do império, uma das sete maravilhas do mundo. É tudo isso que dizem? É MAIS! Desculpem se esse post contiver empolgação em excesso ou sobrarem adjetivos. Acho que será inevitável!

Machu Picchu foto

Não é que de vez em quando os Andarilhos do Mundo têm sorte? Não só pegamos tempo bom ao visitar as ruínas incas mais famosas do mundo, como também conseguimos assistir ao espetáculo de ver a entrada do Sol sobre a cidadela. Então vamos logo começar esse post, que eu já estou me coçando para contar para vocês como foi.

 

Machu Picchu ao nascer do Sol

Eram 05:00h da manhã quando acordamos no nosso hotel em Águas Calientes (eu mostro como é o hotel neste link). Como a finalidade principal de se dormir em Águas Calientes é justamente chegar cedo a Machu Picchu, o café da manhã dos hotéis é geralmente servido bem cedo, ainda de madrugada.

E deu tempo bem certinho de tomar banho, comer e nos encontrarmos com a Dione (nossa guia – dionela_29@hotmail.com) às 06:00h. O ponto de encontro? A recepção do nosso hotel mesmo, com toda a comodidade.

Machu Picchu guia DioneEsta é a Dione

Descemos a rua, já com os ingressos do ônibus (US$ 18,50 ida e volta) comprados no dia anterior. Não ficamos nem 10 minutos na fila e já estávamos embarcando super entusiasmados. A estrada serpenteia a montanha em incríveis curvas de 180 graus. O trajeto é bem mais íngreme do que eu imaginava (não compensa subir à pé! Ainda bem que o Sandro me fez desistir dessa).

Como Chegar a Machu Picchu 13

Quando chegamos lá no centro de visitantes o coração batia forte e o céu de brigadeiro já pairava azul sobre nossas cabeças. Eu fiquei me perguntando como ia ser possível ver o “nascer do Sol em Machu Picchu” se já estava já tão claro… Mas eu ia entender a magia dali a uns instantes.

Ainda não eram 07h quando atravessamos as catracas, mostrando nossos ingressos e passaportes aos fiscais. Isso mesmo! Tem que levar um documento de identificação, pois o ingresso é individual e intransferível.

Machu Picchu entrada do parque nacional

Eu tirei umas fotos da entrada para vocês terem uma ideia de como é simples. Vimos, inclusive que se formam grandes filas nos horários de pico (ali pelas 10h da manhã). E lembrem-se quando forem fazer a sua visita: banheiros e comida só estão disponíveis aqui fora. Não é nem sequer permitido comer dentro do parque (teoricamente, hehehe).

Machu Picchu entrada do centro de visitantes

Andamos um pouquinho e NOSSA! A gente caminha em uma rampa bem suave santuário adentro e, assim meio que sem aviso, de repente você está ali, de frente para o crime! UAU!

Machu Picchu

Ou melhor, na verdade não! A nossa primeira visão enxergava as construções de pedra ainda imersas pelas sombras frias da manhã. Foi só depois de uns 10 minutos é que os primeiros raios de Sol conseguiram atravessar as montanhas e inundar a cidade sagrada de luz.

Machu Picchu nascer do sol

A Dione nos fez parar ali e esperar. Foi então que assistimos uma das coisas mais lindas que já presenciamos em nossas vidas. O Sol ia subindo devagarinho no horizonte  e, centímetro a centímetro, iluminava cada vez mais a cidade sagrada, até que por fim, tivemos Machu Picchu toda para nós.

Machu Picchu entrada do Sol

Deu vontade de bater palmas!

 

Andando pelas Ruínas de Machu Picchu

E afinal, o que tanto tem de legal para se ver por lá? Algumas pessoas podem achar que aquilo não passa de um monte de pedras empilhadas e que não se justifica a trabalheira.

Machu Picchu pedras empilhadas

Bem, temo que se você fizer a visita sem um guia, pode ter mesmo essa sensação. Fico imaginando o que seria de nós sem a Dione. Com certeza não reconheceríamos as provas da avançada tecnologia de que os incas dispunham para conseguir erguer um santuário tão impressionante como aquele.

Vejam esses espelhos d’água, por exemplo. Quem diria que eram feitos para os astrônomos observarem as estrelas no céu? Naquela época, se quisessem estudar os corpos celestes, acabariam com o pescoço dolorido olhando para cima por horas a fio. Para resolver o perrengue, esculpiram a rocha e preenchiam o “buraco” com água. Assim, eles podiam olhar o céu refletido embaixo.

Machu Picchu espelho de água

A acústica das salas também é incrível. Os nichos na parede (usados como uma estante para guardar objetos) permitem que se converse perfeitamente entre um lado e outro da sala, mesmo falando em voz baixa.

O conhecimento sobre os terremotos também impressiona. Reparem que as rochas usadas para levantar as paredes se encaixam perfeitamente, mas nunca em ângulos retos. Isso serve para dissipar a energia sísmica, evitando que as suas construções desabassem.

Machu Picchu encaixe das pedras

A coisa chega a ser tão avançada, que eles chegaram a identificar uma falha geológica onde evitaram construir seus terraços. Dizem os arqueólogos que muito provavelmente eles só descobriram isso depois de um terremoto ter destruído as paredes justamente naquela fenda e por isso, ao refazer a estrutura, eles a deixaram livre.

Machu Picchu falha geológica

Todas essas coisas a gente vai vendo enquanto circula por escadas e mais escadas. Não é um passeio cansativo, pois vamos sorvendo informações tão interessantes que nem vemos o tempo passar. Infelizmente, inacessível a cadeirantes ou pessoas com dificuldade de locomoção.

Machu Picchu lhamas

 

Os Setores de Machu Picchu

Para se situarem melhor, podemos dizer que a cidade era constituída de três setores principais. O setor agrícola, o setor dos templos e o setor urbano.

Extraído de http://blog.sasa.cat/machu-pichu-como-llegar-dormir/

Extraído de http://blog.sasa.cat/machu-pichu-como-llegar-dormir/

O setor agrícola é onde se cultivavam os alimentos. Acredita-se que, mesmo com a grande quantidade de terraços, era necessário importar comida de outras cidades nos tempos áureos da civilização inca (antes da chegada dos espanhóis).

Machu Picchu área agrícolaO setor agrícola está lá no fundo

O setor dos templos é a área onde se cultuavam os deuses. Dá para perceber que as paredes são feitas com pedras perfeitamente lapidadas. de acabamento impecável. Ali o próprio inca (representação humana do deus Sol) tinha seu aposento, servido por uma fonte própria de água.

Machu Picchu templo do sol

Os estudos astronômicos também eram realizados nesse setor, pois os ciclos da natureza governavam a vida do povo. Era através do estudo dos movimentos dos astros que os eruditos determinavam o calendário de festas e de atividades.

Machu Picchu relógio solarRelógio solar onde #AsBússulaPira

O setor urbano era onde viviam desde as princesas até o mais humilde trabalhador braçal (provavelmente escravizado de povos vizinhos). É possível saber o nível social do dono da casa pela sofisticação das pedras que formavam as paredes. Quanto mais bem trabalhada, mais importante a pessoa era.

Machu Picchu paisagem dia de sol

No centro de tudo, a praça principal era o onde a vida social acontecia.

 

Um povo dividido entre a matéria e o espírito

A cosmologia da cultura inca é incrivelmente curiosa. Assim como os egípcios relacionavam suas divindades a animais (Hórus => Falcão; Anúbis => Chacal; Maat => Vaca), os incas também os usavam como alegorias para representar suas crenças.

Machu Picchu muda de cocaAs plantas também lhe eram importantes

O mundo espiritual era representado pelo Condor. E o santuário de Machu Picchu foi o lugar escolhido como altar para cultuá-lo. Na verdade, eles chegaram a construir a cidade num formato que lembra ao da ave (tem que forçar um pouco para ver, hehehe).

Machu Picchu o condorAltar para o culto ao Condor

Da mesma forma, Cusco era uma representação do Puma, animal símbolo do mundo físico, do mundo dos homens. A serpente, por sua vez, simbolizava o mundo inferior (dos mortos) e o rio Urubamba, que corta o Vale Sagrado dos Incas com seus diversos templos, seria a “forma mundana”.

A água era tão sagrada para eles, que os arqueólogos descobriram um lugar onde os incas guardavam seus excrementos depois de secos, pois eles evitavam despejá-los nos escassos cursos de água! E depois nós é que somos os “evoluídos”, despejando esgoto nos rios das nossas cidades… Que vergonha!

Machu Picchu pedras talhadas como as montanhasPedra talhada no mesmo formato da montanha, que também era objeto de veneração

Outro exemplo do respeito à natureza era aproveitar o próprio leito da rocha mãe para erguer sua arquitetura. Em vez de quebrar e derrubar tudo para depois levantar a casa (como nós fazemos), eles procuravam se integrar ao seu ambiente.

Machu Picchu templo do solO templo do Sol lá em cima e uma tumba real no buraco esculpido abaixo

 

Outras visitas opcionais no Parque Nacional

 

Ponte Inca

Todo mundo que comprou o ingresso para entrar em Machu Picchu pode fazer a trilha até a Ponte Inca livremente. Você só tem que assinar o seu nome no ponto do controle (para o caso de você demorar muito para voltar) e caminhar por uns 20 minutinhos.

Machu Picchu controle da puente inka

A trilha é bem fácil, com pouquíssimos pontos íngremes. Dá para ir até com a sua avó, caso ela não tenha medo de altura. Assim que percorremos tudo o que tínhamos para percorrer nas ruínas, a gente veio aqui enquanto aguardávamos o horário marcado para subir a trilha de Huayna Picchu.

Machu Picchu ponte del inca

Não é a coisa mais legal do mundo, mas é até interessante ver como os incas faziam para construir esse tipo de ponte, com a finalidade de se protegerem militarmente. Esta é uma das rotas de fuga da cidadela. Depois da tropa atravessar, era só derrubar os troncos de madeira abismo abaixo e não haveria mais como perseguir os soldados.

Machu Picchu ponte inca

 

Porta do Sol

Quando você faz a trilha inca entre Cusco e Machu Picchu, é por aqui que se chega à cidade sagrada. A porta do Sol está justamente no leste e nos tempos antigos, soldados ficavam protegendo esta que era a entrada principal do santuário.

 

Montanha Machu Picchu

Isso talvez seja um conceito difícil de explicar. Mas vamos lá! Vou tentar. Lá em cima, há basicamente duas montanhas principais. Um delas é mais larga (mais aberta), com a forma de uma pirâmide bem achatada. Nas laterais dessa montanha foi construída a cidade de Machu Picchu. Mesmo assim, estando na cidade, basta olhar para cima que você vê o pico lá no alto.

Machu Picchu cerro ao fundoO pico da Montaña Machu Picchu e este que está ao fundo

Se você quiser subir até ali em cima, tem que pagar uma taxa à parte. Quando você for comprar o seu ingresso, verá que há a opção Machu Picchu + Montaña Machu Picchu. Entendeu?

 

Huayna Picchu

Então… Tem a segunda montanha. Esta última parece com o Pão de Açúcar lá do Rio de Janeiro, só que cheio de mato. É bem alto e, de longe, não parece ter nada construído em suas paredes (mas tem uma dúzia de construções por lá, acredite). Quando a gente tira uma foto da cidade de Machu Picchu e apontamos a câmera para o norte, a gente vê ao fundo aquela montanha linda: ela é a Huayna Picchu.

Machu Picchu portal de pedra

Entenderam?

Dá para comprar um ingresso específico para fazer a trilha que sobe até o topo dessa montanha também. Se você olhar no site, verá a opção Machu Picchu + Huayna Picchu. Só vou pedir para vocês terem paciência, que eu ainda foi escrever um post específico sobre essa trilha (a gente fez!!!).

 

Dúvidas sobre Machu Picchu

Agora, sobre a forma de perguntas e respostas, vou tentar esclarecer as dúvidas mais frequentes e deixar algumas dicas preciosas a quem está pensando em visitar esse lugar incrível.

Machu Picchu foto clássica

 

Faz frio em Machu Picchu?

Não. Ponto final. O mais frio que você vai enfrentar são uns 17-18 graus quando for de manhã bem cedo. Um casaco é o suficiente. Ali pelas 9h, o calor vai dar as caras e você vai preferir ter vindo de bermudas. É assim o ano todo, porque Machu Picchu está sobre uma zona de selva tropical. Não parece, mas logo ali do lado está a Amazônia!

Machu Picchu lhama e bermuda

 

A que horas abrem os portões do Parque Nacional?

Os portões se abrem às 06:00h para os primeiros visitantes. O primeiro ônibus sobre às 05:30h. Chegar cedo significa mais facilidade para tirar suas fotos.

 

Quanto custa um guia privado?

Pelo que andei lendo, um guia turístico privativo credenciado custa entre US$ 30-60,00. Nós (eu e o Sandro) pagamos US$ 60,00 nós dois, com a Dione (clique para mandar um e-mail para ela).

 

Qual é a melhor época para ir a Machu Picchu?

É a estação seca, de maio a setembro. A gente foi em setembro e ficamos com a sensação de que a região de Cusco e o Vale Sagrado são desertos! Machu Picchu é sempre verde (é quase Amazônia), mas visitar a região em maio/junho deve ser mais bonito. Se bem que, quanto mais seco o clima, menor a chance de pegar neblina forte (às vezes não dá nem para tirar a “foto clássica” que está tudo coberto por nuvens!)

Machu Picchu deitado

 

Qual é a altitude de Machu Picchu? Ficarei sem fôlego?

Machu Picchu fica a 2.400m acima do nível do mar, o que significa que é alto pra caramba! Só que para chegar lá, você tem que passar em Cusco antes, que fica a 3.400m! Ou seja, depois de estar aclimatado a Cusco, caminhar no santuário será mamão-com-açúcar!

Machu Picchu desenho da montanha na pedraPedra sagrada, imitando o formato da montanha (pena que já está desgastada pela erosão) 

 

Quanto custa comprar nas lanchonetes do Parque Nacional?

Acredite! Os preços praticados são assustadores! Prepare-se para pagar 10 soles por uma garrafinha de água mineral. Vá por mim e traga tudo de Águas Calientes.

 

É verdade que dá para carimbar o passaporte com um selo de Machu Picchu?

É verdade, mas eles só liberam depois das 10h e é você mesmo quem carimba. O legal é que fica registrado ali a data da visita. Meio que atesta seu status de “turista” quando for visitar outros países por aí.

 

Como compro o ingresso para visitar Machu Picchu?

Bem, os ingressos são limitados a 2.500 visitantes por dia. Isso quer dizer que não convém deixar para comprá-lo de última hora. Vou dizer que dá para deixar para fazer isso em Cusco ou até mesmo em Águas Calientes sossegado, desde que você não queira subir Huayna Picchu (esse ingresso sim, acaba muito rápido!). Mas podem deixar que vou escrever um post específico sobre como se faz em breve. O preço? S/ 128,00 (128 soles).

 

Tem mais alguma dúvida? Use e abuse da caixa de comentários abaixo.

 

Quer pesquisar agora um hotel para ficar em Aguas Calientes (Machu Picchu)? Vale a pena conferir o site do Booking.com. Reservando lá após ter clicado no nosso link, a gente ganha até 1% de comissão, gente! É uma merreca, eu sei, mas vai ajudar o nosso site a continuar vivo. Ajuda aeee!

 

Banner Horizontal Peru

E se quiser ler outros de nossos posts sobre essa viagem ao Peru, clique no banner acima ou navegue nos links abaixo:

Machu Picchu

Como Chegar a Machu Picchu
Aguas Calientes – o portal para Machu Picchu
Subindo Huayna Picchu

Cusco

City Tour em Cusco parte 1 – Catedral e Qorikancha
City Tour em Cusco parte 2 – Sacsayhuaman
Entenda o Boleto Turístico de Cusco
Batendo pernas em Cusco – devagarinho… 

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:212
Posts Relacionados:
23
May
2013
212 comentários
  1. SENSACIONAL!
    Cada coisa que eu leio sobre Machu Picchu me deixa com mais e mais vontade de visitar essa Maravilha do Mundo…
    Muito legal o post, parabéns!
    Abraços!

    • Valeu Gustavo! É realmente uma maravilha. Você não vai se arrepender de dar uma chegadinha…

  2. Giovanna Wanderley
    23/05/2013

    Prezado Gleiber, seu post (como todos os outros) está ótimo, sem contar que ativou em mim uma ansiedade maior do que a que já tenho de ir a este paraíso. Segui algumas de suas dicas e estarei indo para lá em setembro, assim como você. No meu caso, achei mais barato e cômodo contratar uma agência de Cusco mesmo, seguindo uma indicação do blog Sundaycooks. Consegui traslados, boletos, tickets,trens e guias para o City Tour,Valle Sagrado, Machu Picchu com Huayna Picchu (pernoite em Águas Calientes incluso)por USD 285,00. Para quem interessar, segue o email e site dados da agência, onde a atenciosa Mariela Ochoa é responsável:

    “QORIANKA TOURS PERU”
    http://www.qorianka-tours.com/
    qoriankatoursperu@hotmail.com

    • Giovanna, fica a dica para o pessoal aí. Eu, pessoalmente, não tenho nada contra fazer passeios com agência. De fato, eles facilitam muito a vida do turista. Mas como blogueiro, minha missão é dar o caminho das pedras para quem quer fazer um roteiro diferente ou então uma alternativa por um preço mais econômico. Mas quando a agência manda bem, superindico! E com certeza esse roteiro que você citou está uma pechincha!

  3. André Morato
    23/05/2013

    O post ficou literalmente completo. Todas as informações relevantes estão aqui em cima. Me admira a riqueza nos detalhes em relação aos Incas, muito bom. Digamos que eu não tenho muita facilidade pra guardar tantos detalhes então nada como estudar um pouco antes e depois da viagem para criar os meus tópicos.

    • Eu queria até escrever mais, porque adorei aprender tudo aquilo! Mas sabe como é… Post muito grande não dá IBOPE, ehehehhee

  4. Jonathan Padua
    23/05/2013

    clap clap clap

    mto bom brother!

  5. Ei Gleiber,
    Ótimas dicas!
    Valeu a pena acordar bem cedo para ver e fotografar o sol nascendo e iluminando aos poucos esse cenário maravilhoso! Adorei!
    Abraços,
    Lillian.

    • Tá aí um hábito que eu vou introjetar na minha vida de turista. Viu como ficou lindo tudo tingido de dourado? A luz do amanhecer, além de especial, trouxe magia para as ruínas incas. E fez a gente entender porque é que o lugar servia perfeitamente como observatório! Abração Lilian!

  6. Excelente o post, Gleiber. Super completo e consegue passar a emoção que é estar nesse lugar tão engenhoso e mágico ao mesmo tempo. Não conseguimos pegar o nascer do sol, o tempo estava meio nublado quando chegamos, uma pena. Estava tenso de conhecer com o tempo nublado, mas quando o sol começou a brilhar, ufa, foi aquela alegria. rs. Abs.

    • A nossa guia disse que o tempo aberto como pegamos só rola umas 90 vezes por ano (cerca de 1/4 das vezes). Tivemos muita sorte!

  7. Depois dessa quem comprar com agência de viagem não merece respeito….kkkkk…tudo tão explicadinho.

    Mandou muito bem!!!

    Abraços meu brother

  8. Márcio
    23/05/2013

    Machu Picchu é meu sonho de consumo há tempos, e com esses seus posts super detalhados minha ansiedade em conhecer essa maravilha está a mil.
    Estou tentando conseguir umas folgas pra ir em agosto, mas já estou me sentindo lá através dos seus relatos.
    Parabéns!

  9. Celina Martins
    23/05/2013

    Manual prático, completo e perfeito! Já favoritei. Compartilho da mesma emoção/empolgação desmedida que você mostra em cada post. Agora mesmo estou completamente louca para ir. Mas meus roteiros por enquanto apontam sempre para a Europa, afinal, preciso aproveitar os 6 meses que fico por lá. 🙂

    • Com certeza, Celina! Eu também sou louco pelo velho continente! Mas sempre deixo tempo para dar umas bandas “por acá también”… (isso sou eu “hablando portuñol” – adoro!)

  10. Gabriela
    23/05/2013

    Parabéns pelo post! Desde que descobri entro todos os dias pra ver se tem novidades, haha. Machu Picchu nunca foi uma das minhas prioridades, mas agora é. Muito lindo, muito lindo mesmo. Ansiosíssima para novos posts!

    Beijos! :*

  11. Thiago
    23/05/2013

    E a vontade de seguir os seus passos?! =] Machu Picchu está na nossa lista há tempos!
    Abraço

    Thiago

    • Machu Picchu não venceu aquele prêmio de uma das 7 maravilhas da humanidade sem merecer, mano! Vale a pena!

  12. Ana Regina
    24/05/2013

    Parabéns pelas fotos! Vocês tiveram muita sorte com o tempo! Fomos em março e pegamos o final da estação das chuvas, tinha um baita nevoeiro, quando chegamos não se enxergava um metro em frente da gente. Depois deu uma dissipada mas atrapalhou muito as fotos. Abraço!

    • Foi lindo! O clima, definitivamente, ajudou muito! O lado ruim de ir no final da estação seca é pegar a paisagem do vale sagrado toda árida. Parecia até um deserto. Mas como desertos também têm lá sua beleza… Adoramos tudo!

  13. Pedro
    26/05/2013

    Gleiber! estou indo pra machu picchu em setembro e gostaria de saber se consigo ir e voltar no mesmo dia! ex: meu trem de poroy chegaria as 9:50 em machu picchu e teria que voltar para o expedition das 16:40! Voce acha que da tempo? nao vou subir a hwayna micchu nem nada só macchu picchu mesmo. o onibus pra subir demora muito?

    • Dá tempo tranquilo! Isso é o que a maioria das pessoas faz, na verdade. O ônibus leva só 20-30 minutos para chegar lá em cima (ou para descer, tanto faz).

  14. anderson saboia
    27/05/2013

    muito show as fotos ficaram isuberante no inicio de julho quero visitar cusco*macho-picchu so queria tirar uma duvida ate aonde posso ir de carro? e qual a documentaçao exijida para entrar no peru,?

  15. Giovanna Wanderley
    05/06/2013

    Gleiber, subir Huayna Picchu é possível para pessoas sem preparo físico como eu? É seguro? Depois que vi algumas fotos fiquei com medo rsrs. No entanto, ainda persiste a vontade de fazer a trilha. Me dá uma luz!!!!

  16. Sandra
    05/06/2013

    Excelente entrada chicos, felicidades!

  17. Patricia
    06/06/2013

    Olá,
    Adorei a riqueza dos detalhes relatados sobre Machu Pichu, Parabéns!!!
    Gostaria de saber, quantos dias vocês indicam pra ficar em Lima e Cusco?
    Obrigada!!!

  18. Aline
    07/06/2013

    Ola to amando seus posts, vou pra la em outubro é mto furada?? vi no seu post que rola um desconto pra estudantes, vc sabe como funciona e qual carteirinha que eles precisam?? Outra coisa, vc sabe se tem onibus de puno pra cusco?? queria ir la no lago titicaca!!! To amando tudo e ja favoritei!! ahhhh ultima perguntinha, irei sozinha, tenho 25 anos, la é perigoso?? beijinhos pra vcs

    • Oi Aline. Outubro é uma boa época sim. Pode ser que haja alguma chuva, mas com certeza não serão as chuvas fortes que costumam dar as caras em dezembro / janeiro. A carteirinha deve ser a de validade internacional e você deve comprar o seu ingresso no escritório de Cusco, logo quando chegar na cidade. Há ônibus de Puno a Cusco sim! E tem a opção de ir de trem também. E fica tranquila que, apesar do país ser mais pobre que o Brasil, a sensação de segurança é incrível, ao menos na região de Cusco. Bjos!

  19. Fabio
    10/07/2013

    Olá GLeiber…parabéns pelo blog e pelas dicas…anotei tudo! kkkk Me diz uma coisa, a guia Dione, vc fez somente Machu picchu com ela? ou o vale sagrado e cuzco tb? estou em duvida se compro apenas passagens e hotel com operadora de turismo e procuro um guia pessoal para os passeios no Perú!! aguardo contato e obrigado! OBS: pretendo ir em julho de 2014.

    • A Dione mora em Aguas Calientes, acho que ela não trabalha fora de Machu Picchu. 🙁 Os outros tours a gente fez ou sozinhos (sem guia) ou com grupos (ônibus turísticos + guia).

  20. Fabio
    11/07/2013

    CERTO! E vc teria alguma indicação desses grupos por lá? com ônibus + guia de confiança? aguardo e muito obrigado!

    • Eu contratei os passeios conversando na recepção do hotel (ficamos no Terra Viva Saphi). O grupo era bem variado, parece que cada pessoa havia contratado com uma agência diferente, mas que todos convergiam à mesma operadora. Cusco VIVE disso, então relaxe… Não tem como ter excursão ruim. Há guias aos montes, inclusive para você contratar para tour privativo, se quiser. Bem no começo desse post eu explico como fizemos o city tour de cusco: http://andarilhosdomundo.com.br/2013/01/catedral-qorikancha-city-tour-em-cusco/

  21. Lucianna
    17/07/2013

    Olá estou indo pra machu picchu em Agosto e gostaria de saber se e possivel ver o nascer do sol , subir a huyania picchu e voltar pra cusco de trem no mesmo dia. Estou indo com uma agencia peruana Fabulous tour que faz machu picchu em dois dias. Tem horário de trem pra volta?
    Grata lucianna

    • Foi exatamente isso que fizemos, Luciana. Vimos a entrada do sol em Machu Picchu às 7h da manhã, subimos Huayna Picchu às 10:30h e voltamos para Ollanta às 18 e pouco. Poderíamos tranquilamente ter pego um trem ali pelas 15 horas para voltar a Cusco, se quiséssemos. Abraços e boa sorte.

      • Alexandre
        04/03/2015

        Olá! Parabéns pelo texto!
        Era essa justamente a minha dúvida…
        Estarei em Machu Picchu para ver o nascer do sol.
        Não subirei em nenhuma montanha, pois estarei com meu filho de 7 anos e não sei se seria uma boa ideia…
        Você acha que dá tempo de conhecer bem o local e voltar para Poroy no trem que sai às 15:20hs de Águas Calientes?
        É que gostaria de aproveitar a vista do trem Vistadome no percurso de volta….
        Obrigado!

  22. Mariana Coelho
    23/07/2013

    Oi!!! Demais seu post!Vou pra lá em outubro, queria o e-mail da Dione, acho q o link nao esta funcionando, vc pode me mandar? Obrigada! = )

  23. ALINE
    25/07/2013

    Oie Gleiber parabéns, seu post é o melhor de todos que li sobre Machu Picchu, mas fiquei com uma dúvida, da pra Guia explicar tudo antes da subida Huayna Picchu as 10:30hs? Obrigada, grande abraço!!!

    • Sim. Nós chegamos lá às 7h e das 7 às 9:30h, deu para conhecer toda Machu Picchu com a nossa guia sim. Obrigado pelo elogio 🙂

  24. Ana
    31/07/2013

    Gleiber, pretendemos conhecer a cidade de machupicchu em um dia, dormir em águas cliente p conhecer Huanapicchu no dia seguinte. A guia Dione acompanha nesta trilha? Podemos fazer, em uma manha, huanapicchu, porta do sol e ponte inca? seria possível comprar apenas o ingresso de volta no trem hiran bingan com jantar? Obrigada poesias orientações.

  25. brissa
    04/08/2013

    Parabéns Gleiber! Ótimas dicas! Vc recomenda levar lanche e bebida na mochila se for fazer o passeio completo?

    • Com certeza! Leve contigo bastante água! E lanche que não estrague, porque costuma fazer muito calor. Lá no Parque o preço dos comes e bebes é um assalto!

  26. Nelson Godoy
    16/08/2013

    Olá, estarei indo para Aguas partindo de cusco dia 23/9, durmo la para ir para MP no dia seguinte e voltar para pegar o trem das 16:20.
    Minha pergunta é, os guias cobram por pessoa? ou o valor é fixo?
    Se for fixo, você acha que lá em aguas conseguimos encontrar gente para dividir? participar de algum grupo por exemplo. Não peguei agencia para nada, tudo comprado por conta própria.

    Valeu pelas dicas do blog, me ajudou muito

    • Tente conseguir um grupo, com certeza sairá mais barato por cabeça! Creio que o preço mínimo deve ser meio que fixo.

  27. Thaís Ferreira
    23/08/2013

    Olá,
    Gostaria de algumas informações:
    Comprei o ingresso para subir na Huayna Picchu, no primeiro horário. Nessa subida há acompanhamento de algum guia? Se não, onde podemos contactar algum? A Dione que você comenta, eu não consegui acessar o link com o contato dela. Outra dúvida é que quando eu fui comprar o ingresso da subida e entrada no Machu Picchu durante a compra não aparecia que tinha que apresentar o cartão de crédito na entrada, porém logo que finalizei a compra apareceu pra levar. Só que como ele pedia aquela tecnologia do Visa e meu cartão é MasterCard, eu comprei com o cartão do meu amigo. Eles realmente pedem o cartão? Estou tentando entrar em contato com o Ministerio da Cultura de lá, mas ninguém atende.
    Obrigada 🙂

    • Oi Thaís,
      Não há nenhum guia para a subida em Huayna Picchu. E, na verdade, nem precisa, porque não tem como se perder, pois ela todo o caminho é bem demarcado, com calçamento de pedra da época dos incas.
      A Dione, pelo jeito, não vem respondendo os emails, mas é dionela_29@hotmail.com
      E sobre o cartão de crédito, parece que eles podem pedir para mostrar o cartão de crédito. Quando compramos as passagens do trem também apareceu este alerta, inclusive. Só que eles não pediram para a gente na hora H. A gente não comprou os ingressos de Machu Picchu pelo site porque na época ele não estava aceitando cartão. Então tivemos que usar uma agência como intermediária.
      Abraços e boa sorte…

  28. Tamara Rodrigues
    23/08/2013

    olá,
    estou tentando falar por e maill com a guia turística Dione, e ela não retorna o contanto, viajo para Machu Picchu daqui 2 semanas… alguém teria outro guia turístico para indicar??? ou alguma agencia que faz esse serviço?? ha e que seja de confiança… desde já agradeço!!!!

    • Poxa Tamara,
      Que pena…
      Eu não conheci nenhum outro guia, pois afinal foi com ela que fizemos nosso tour. A gente foi sem nada programado, pedimos uma sugestão na recepção do nosso hotel. E acredite: lá você vai ver vários deles caso não consiga deixar nada programado. No centro de informações turísticas de Aguas Calientes mesmo deve ser um bom lugar para começar. Abraços

      • Tamara Rodrigues
        30/08/2013

        olá Gleiber,
        consegui falar com a Dione, ela demorou mais respondeu os meus emaills, e já combinamos tudo… obrigada pela força, agora é só controlar a ansiedade …rs…rs… falta só alguns dias!!! abraço

        • Que legal! A Dione é ótima! Pergunta depois para ela uma coisa para mim? Será que tem muita gente procurando ela a partir do nosso blog? Vou ficar esperando sua resposta! Abração e boa viagem.

          • Tamara Rodrigues
            02/09/2013

            obrigada… Pode deixar que vou perguntar e depois te passo a resposta… achei ela até no face …rs..rs.. abraço

          • Tamara
            18/10/2013

            olá,
            Desculpa a demora para te responder, mais ainda estou no efeito pós Machu Picchu …rs…rs… Totalmente encantada pelo lugar… A minha viagem foi incrível, Adorei cada segundo que estive por lá, Pena que tudo que é bom dura pouco… Bom, Perguntei para a Dione se tem muita gente procurando ela a partir do Blog, ela respondeu que sim, só não especificou números!!!
            Grande abraço

          • Gleiber Rodrigues

            Que legal! Tomara que estejamos ajudando ela, porque gostamos de verdade do trabalho que ela fez.

  29. Alejandra
    30/08/2013

    Olá a todos!
    Deixo aqui uma pequena dica de viagem para comprar do ingresso Machu Picchu, ingresso Machu Picchu + Huayna Picchu, ingresso Machu Picchu + Montanha. http://ingressomachupicchu.com/ é muito fácil de comprar.
    Abraços 🙂

  30. Telma Jacarandá
    01/09/2013

    Nossa Gleiber, que legal! Você simplesmente foi fantástico nos seus comentários. Parabéns!
    Então, estou querendo ir a Machu Picchu na 1ª quinzena de outubro.Será que a paisagem vai está muito “seca” tipo deserto?Na sua experiência o que você acha? Essa é a minha maior preocupação.
    Abraço

    • Bem… Em Machu Picchu é sempre verdejante (é selva amazônica). Mas no Vale Sagrado já pode ter começado a chover e as coisas estarem verdes… Quem sabe? A gente foi em Setembro. Mas mesmo seco, foi lindo! kkkk

  31. Virginia
    16/09/2013

    Oi!
    Amei seu relato!
    Estou indo agora em dezembro pro Peru e queria saber quanto tempo mais ou menos vocês fizeram o passeio todo, incluindo Huayna Picchu. Porque eu e minha amiga ainda estamos considerando subir a montanha por causa da segurança, hehehe (já li seu outro post!).
    Obrigada!

    • A gente chegou em Machu Picchu um pouco antes das 7 da manhã. Um pouco antes das 10h estávamos na Ponte Inca e já tínhamos conhecido tudo da cidade sagrada. 10:20 estávamos entrando em Huayna Picchu. Foram 1:15h para subir e uns 45min para voltar e mais uns 20-30min lá em cima. Mas a gente anda rápido, viu? 13:30h já estávamos pegando o ônibus de volta para Aguas Calientes.
      É isso que vc queria saber?
      Abraços
      Gleiber

  32. Gabriel
    23/09/2013

    Bom dia Gleiber. Vou pra Cusco dia 05/10, e tô me orientando pelas suas informações. Minha dúvida é em relação ao tempo para ir a Machu Pichu, visitar e voltar. Meu plano é sair de Cusco de trem, passar o dia lá, ir visitar Machu Pichu no dia seguinte bem cedo e voltar no trem das 17h. Dá tempo de fazer desse jeito?

    Obrigado!

  33. Gisele
    11/10/2013

    Estou lendo absolutamente tudo sobre Machuc Picchu e Cusco, e estou amando esse blog!!! (rsrs) pretendo ir agora em novembro nas minhas férias por uma agência. A questão é: talvez eu vá sozinha e nunca viajei pra fora do Brasil! É tranquilo fazer essa viagem sozinha ou você não aconselha?? Abraço e parabéns pelo blog!

    • Super tranquila. O Peru é um país muito adaptado ao turismo. Muito mais que o Brasil! Vai por mim, você vai tirar tudo de letra. Abraços e obrigado.

  34. Gisele
    14/10/2013

    Muito obrigada! Depois que eu voltar, eu passo aqui para falar como foi. Com certeza o Andarilhos do Mundo contribuiu para eu decidir fazer essa viagem! =) abraço!

  35. Débora ito
    25/10/2013

    Olá Gleiber, adorei seus posts. Desde o dia que resolvemos ir ao Peru, estou lendo o seus posts. Pretendo ir em Fecereiro/14 e vamos por conta, sem agência. Poderia me passar algumas informações? Quanto tempo vc ficou hospedado em Águas Calientes? Como faço para contratar um guia. A sua guia Dione, tem algum contato? Vc indica mais alguém?
    Obrigada.

  36. Maria Odete Lopes
    08/11/2013

    Ótimo seu blog, mas como faço para contratar a Dione?

  37. Antonio Martins
    10/11/2013

    LI suas dicas, achei muito legal e próprias.
    Estamos indo dia 16/11/2013 pelo Hotel Urbano. Espero que o tempo esteja bom. vou tentar localizar a Dione.
    Um abraço e obrigado pelas dicas.

  38. Luis Carlos
    24/11/2013

    Gleiber,
    Excelentes seus posts e a atenção que tem dado nas respostas. Parabéns pela riqueza de detalhes! Fechei a viagem para Machu Pichu na páscoa de 2014, que emenda com o feriado de Tiradentes. Com isso chego em Cusco na quinta e volto para Sampa na segunda – 21/04. Três dias cheios acredito que seja um tempo razoável, o que acha? O plano é ficar quinta em Cusco, na sexta pegar o trem para Águas Calientes, tal como vocês dormir por la, no sábado logo cedo conhecer o parque, voltar a tardinha para Cusco e passar o domingo de Páscoa em Cusco, já que a volta para SP é na segunda logo cedo. O que recomenda fazer nesse domingo inteiro em Cusco? Será que vale a pena ir no parque na sexta a tarde após chegarmos para pegar o por do sol, ou apenas no sábado com o nascer do sol já seja suficiente? Obrigado e com certeza ainda vamos nós falando.

    • Acho que não compensa entrar em Machu Picchu duas vezes. Até porque o parque fecha relativamente cedo, antes do por do Sol. O seu roteiro está excelente. No dia livre em Cusco, você pode simplesmente curtir a cidade que é linda. Mas eu, que sou ansioso e quero fazer tudo o que posso quando estou viajando, faria o Tour do Vale Sagrado que foi o passeio que eu mais gostei depois de Machu Picchu propriamente dita. O tour leva o dia todo. Veja mais em: http://andarilhosdomundo.com.br/2013/09/como-e-o-passeio-para-o-vale-sagrado-dos-incas-peru/

  39. isabel
    24/11/2013

    westou querendo ir a machu piccho , no final de março.a chuvas ja estao menos,vou com agencias. quero mas informaçao e a primeira vez obridada muito bom este site

  40. Walessa
    24/11/2013

    Uma curiosidade!
    Todos esses posts sobre o Peru são o resultado de apenas uma viagem suas por lá? Ou já foram mais vezes?
    E de quantos dias?rss

  41. Aline
    06/01/2014

    Olá Gleiber!Nossa, sensacional teu blog e os relatos da tua ida ao Peru. Tuas informações me chegaram através de um amigo, que deixou um link no meu email, quando soube que eu estava me preparando pra ir a Machu Picchu. Já estou sabendo que vou na pior época, a das chuvas (janeiro)..mas infelizmente tive que adaptar minha viagem ao meu período de férias. Espero poder aproveitar um pouco de tudo o que você narrou…com exceção do mal estar em Águas Calientes!!ahahahahah!!Um abraço!

    • Pois é, né? Essa parte foi terrível, não desejo para ninguém. Resolvi relatar mesmo para avisar às pessoas que conservem bem os alimentos. Ninguém merece ter uma viagem estragada por problemas de saúde, principalmente num lugar tão ermo. Mas boa sorte, tomara que aproveitem bastante. O Peru é um país lindo! Abraços.

  42. Natan
    14/01/2014

    Vou nas minhas férias de outubro 2 semana do mes, posso ir tranquilo da para aproveitar a viagem ?

    grato

    Natan

  43. Edria Esteves
    28/01/2014

    Olá meninos, boa tarde!
    Primeiramente.. parabéns!!! Bom, iremos viajar em junho, sairemos de carro de São Paulo, Bolívia e por fim Peru, gostaria de saber se tem a possibilidade de deixar o carro em Cusco, já que esta é a última cidade antes de chegar em Águas Calientes e Machu Picchu. Obrigada!! Abçs

    • A gente não foi atrás disso, pois não estávamos de carro, Edria. Mas com certeza deve haver algum estacionamento que aceite deixar o carro por alguns dias. Conversando bem, até mesmo o hotel em que vocês forem ficar em Cusco pode aceitar isso (gratuitamente ou cobrando uma taxa). Outra sugestão é ir de carro até Ollantaytambo e pegar o trem de lá até Aguas Calientes. Há opções de horários para a tarde e o preço também fica mais barato. Tem um estacionamento bem grande em frente à estação de trem, se eu não estou enganado.
      Abraços.

  44. Méri
    09/02/2014

    Olá, estou lendo todos os posts e estou adorando,estão super completos, muito gostoso de ler e bem informativos. Gostaria de perguntar a vcs se o nascer do sol é assim tão imperdível mesmo, porque vou com minha filha de 8 anos e sei que vai ser um sacrifício acordá-la tão cedo…se formos mais tarde vamos estar perdendo a melhor parte, qual a opinião de vcs Obrigada desde já. Méri

    • Oi Méri,
      Que legal que está gostando do nosso blog.
      Então… O espetáculo é tão lindo e mágico, mas não é sempre que rola. Em dias nublados, ou com neblina (o que é BEM comum), a coisa não acontece, entende?
      Então desencane. Com uma filha de 8 anos, a gente tem que se adaptar, hehehe

  45. Méri
    10/02/2014

    Valeu Gleiber, fico mais tranquila então! Muito obrigada e continuem com este blog, as informações que vcs postam e o jeito como escrevem são dez! Um abraço!

  46. Augusto Resende
    18/02/2014

    Parabéns pelo blog, muito instrutivo!
    Talvez eu vá em Cusco e Machu-Picchu na segunda quinzena de março deste ano. Você sabe se o período é desaconselhável?

    • Bem, é a melhor época em se falando de verão. Pode chover, mas pode ser que sejam lindos dias de sol. Vá com fé.

  47. Dalison
    20/02/2014

    Gleiber,

    Parabéns, pelas informações, eu estou começando a elaborar um roteiro para ir em Junho, sei que vai ser a data da festa do sol, por isso to pensando as coisas bem antes.. minhas duvidas (rs) sao :
    1 – Tem como eu pegar um onibus de Cusco para P. Maldonado a noite, porque os voos que estou comprando de volta sai de Rio Branco de Madrugada. e so assim para conseguir pegar, pois tem fronteira etc etc..
    2 – Se hospedar em Ollanta nao é melhor do que em Cusco ? estou pensando em fazer esse lugar como base pela logistica da coisa. o que vc acha ?

    • Oi Dalison,
      Então… Cusco DEFINIVAMENTE é o melhor lugar para se hospedar. Toda a logística se baseia nesta cidade. Todos os tours, todos os hotéis, restaurantes, etc. Ollanta está mais para um vilarejo. Tem o seu charme, mas só se for para ficar um dia no caminho para Aguas Calientes (ou na volta).
      Sobre esse ônibus, eu não tenho essa informação mesmo. Teria que pesquisar para ti, mas num google rápido eu não consegui encontrar. Vou te desejar boa sorte para que você consiga descobrir um jeito.
      Abração.

  48. Fátima
    24/02/2014

    Olá Gleiber, td bem?

    Sempre ouço dizer que é muito comum enjoar durante esse passeio. O que vc sugere?
    Obrigada e abçs

  49. Maria Lúcia
    17/03/2014

    Olá Gleiber, excelente seus posts. Estamos indo agora em abril, na semana santa. Você acha que chove nessa época?

  50. Regina Sartori
    30/03/2014

    Adorei ler tudo isso. Ainda tenho algumas dúvidas como por exemplo: preciso comprar pela internet os tickets antes da viagem ou posso adquirir um dia antes quando chegar lá?

    Abraços

    • Os tickets de ingresso na cidade sagrada? Dá para comprar lá sim, mas sempre é bom ficar de olho, porque como o número é limitado, pode ser que na época que você vai eles estejam bem disputados.

  51. Paula Torres Simões
    01/04/2014

    Olá Gleiber, fascinante o modo como descreve a sua experiência! Suas dicas têm me ajudado muito! Eu e meu namorado iremos para Machu Picchu no final do mês, porém estou com algumas dúvidas. Melhor fechar o hotel de Aguas Calientes daqui do Brasil? Ou conseguimos fazer isto em Cusco? Vi que procurar na hora que chegarmos lá parece ser um pouco arriscado. E em relação ao ingresso do trem de Cusco para Machu Picchu também conseguimos comprar em Cusco?
    Obrigada!
    Abraços.

    • Oi Paula. Dá para comprar em Cusco sim. Tanto o hotel quanto o trem. Eu não resisto, acabo reservando tudo com antecedência, mas não há necessidade de tanta paranóia, hhehehe

  52. Valdinei
    08/04/2014

    Ola, relato perfeito, pretendo ir agora em maio pela trilha da hidroelétrica e voltar de trem. Parabens pelo relato e principalmente pela dedicação e atenção a tantas perguntas, um abraço, grandes viagens e fique com Deus!

  53. Rodrigo Molina
    14/04/2014

    Oi Gleiber…

    Não tinha comentado este post… Ele é fantástico e me fez reviver em parte o que vive juntamente com a Letícia e a Lizandra nosso período no Peru de três semanas, sendo que uma semana foi em Cuzco, naquele estágio na época do PET…

    Na época embarcamos na aventura de fazer a trilha Inca a pé e garanto que foi uma das aventuras mais emocionantes que vivi…
    Aconteceram fatos inusitados, desde duas israelenses querendo entender como nós brasileiros sabíamos falar ingles, isso dentro do trem, antes de desembarcarmos no Km 104 para ter início à trilha inca… até eu ajudar a empurrar umas americanas morro acima algumas horas após inicio da trilha…
    Surpreendente também foi no acampamento, onde passamos a noite, no meio da trilha, eu jogar baralho com um russo, um tcheco e um alemão… foi hilário!!! Ninguem se entendia!!!! kkk

    Mas nada é comparável, depois de dois dias andando fazer uma curva e dar de cara com Machu Picchu… Acho que se vc foi “hiperbólico”em gastar adjetivos e empolgação, ainda sim caberiam muito mais…

    Parabéns por mais um fantástico post!!!

    Abraço do seu amigo Andarllho, admirador e correspondente aqui no blog!!!

    Rodrigo Molina

    • Oi Molina!
      Que legal esse depoimento! Sabe que a trilha inca era um sonho que eu tinha, mas agora acho que fiquei velho demais para isso… kkkkkk Deve ser realmente uma daquelas experiências para o resto da vida. Apesar de toda viagem ser inesquecível, há aquelas que são mais! E Machu Picchu é dessas. Abração, amigo andarilho.

  54. Fernanda
    24/04/2014

    Olá GLeiber! Parabéns pelo blog! Suas dias são incríveis! Eu vou para Machu Picchu em maio e estou com uma dúvida. Preciso de dois dias para conseguir fazer tuor guiado + entrada do sol + ponte Inka + Huayna Picchu? Você acha que vale a pena? Ou um dia seria sufieciente? Muito obrigada!

    • Eu fiz tudo em um dia, como você pode ler no texto, Fernanda. Só não fui na entrada do Sol (quero ver você animar de ir lá depois de subir e descer Huayna Picchu… kkkkk). E fiquei horas em Aguas Calientes depois (das 13 às 18:30h) fazendo nada (na verdade, passando mal e vomitando porque comi lanche estragado…). Ou seja, dá tempo demais!

  55. NEUZA GUZZO
    05/05/2014

    Gleber. Parabéns pelo blog, o melhor que já pesquisei.realmente maravilhoso Estou planejando a viagem ao peru, por favor me informa, quais os idioma que a Dione fala?

  56. THALITA GAMA _
    21/05/2014

    Quanto vocês acham que daria o Taxi de Cusco a Poroy ?

  57. Juny Coelho dos Santos
    09/06/2014

    Gleiber,

    Você é campeão!!!!!
    É a segunda matéria sua que leio!!
    Perfeito em todas as formas!
    Espetaculosa!!!Show!
    Parabéns!

    Abraços
    Juny

  58. Lucila
    10/06/2014

    Como faço para contratar a Dione como guia? Foi lá ou por alguma site ou agencia que vc conseguiu?

    Obrigado e Parabéns pelo blog, amei as dicas.

    Abraço

  59. Elaine Cristina
    11/06/2014

    Olá adorei seu post…..acabei de chegar de Machu Picchu e não resisto, ainda tô maravilhada e constinuo xeretando na net.
    Vi que quando você foi a entrada para o Parque Nacional tinha catracas, bom estive lá exatamente dia 16-05-2014 e não tem mais, quem faz o carimbo (sem data) nos passaportes é um guardinha local.
    Via que algumas pessoas lhe perguntaram sobre valores (Cuzco – Poroy), uma dita que vi em outro site e usei e compensou foi acertar preço antes, por exemplo ainda no aeroporto peguei um taxi para o hotel e com esse mesmo taxista gente boa, combinei que dalí a 2 dias (quando iríamos a M.P.)ele nos pegaria no hotel cedão, nos levaria a estação de Poroy e depois nos buscar à noite (sim voltamos no mesmo dia), na estação e nos levar ao hotel. Todo esse translado ficou em 60 soles.
    Adoraria ter visto o nascer do sol como vocês, espetacular pelas fotos, imagino pessoalmente, mas vai ficar para a próxima viagem ao Perú, desta vez não deu, passamos só 4 dias no Perú.

    Minha dica: como o aeroporto internacional mais próximo é o de Lima, você tem que passar lá e pegar outro para Cuzco, minha dica é não pegue esse vôo cedinho como eu fiz, nosso vôo saiu de Lima `as 05h15 chegando em Cuzco às 06h15 se…….o tempo estive claro. O comandante pediu que apertássemos os cintos para o pouso e 5 minutos depois avisou que não tinha teto e voltaríamos para Lima, voltamos e só conseguimos outro vôo às 16h da tarde, ou seja 1 dia inteiro perdido no aeroporto. Depois ficamos sabendo que isso é muito comum, visto que Cuzco é um vale, então os vôos antes das 09h têm grandes chances passar por isso.
    abs.

    • Oi Elaine,
      Que legal que tiraram as catracas! A gente tinha que passar os ingressos num leitor de código de barras para passar por elas!!!
      Muito importante essa sua dica sobre o horário do voo. Nunca ia me ligar nisso se não fosse seu comentário.
      Abraços.

  60. Cristiane
    26/06/2014

    MUITOOOOO OBRIGADAAAAAA por tudo que vc postou sobre Machu Picchu!!!!
    Meu filho e eu chegamos ontem do Peru e foi milhões de vezes melhor do que eu imaginei!!!
    Me baseei nas suas informações apenas do seu blog e nos demos muito bem!!
    Não consegui reservar horário com a Dione, mas ela me indicou um outro guia (José) que também foi ótimo!!!
    Já estou querendo voltar, pois o Peru é muito pitoresco!
    Adorei!
    Valeuuuuu !!!

  61. Rosana Gonzalez
    27/06/2014

    oi pessoal,
    Estamos indo para Machu Picchu em setembro e o nosso roteiro, alem do dia da visita as ruinas, temos mais um dia livre para atividades independentes, que estão sugerindo de novo subir bem cedo as ruinas (Não queremos fazer a subida a montanha Huayna Picchuy, pq é muito íngrime). Qual seria a outra sugestão para preencher esse dia?
    Estamos fazendo com a Terra Mundi de SP.
    um abraço, Rosana (de Santos.)

    • Oi. Vcs terão um dia livre em Aguas Calientes? Ou em Cusco?
      Se for em Aguas Calientes mesmo, vá em Machu Picchu de novo mesmo, pq a cidadezinha não tem quase nada para fazer.
      Para fazer diferente, pode pegar o ingresso Macchu Picchu + Montaña e subir a montanha Machu Picchu. Dizem que é menos íngreme do que Huayna Picchu

  62. Rosana Gonzalez
    02/07/2014

    Obrigada Gleiber!
    Vamos ter um dia livre em Cusco. Eles estão sugerindo a montanha Huayna Picchuy, mas para nós realmente não estamos no pique pra subir tudo isso. Vamos pensar então na sua sugestão. Um abraço. Rosana

    • Oi Rosana
      Se o seu dia livre é em Cusco, faça um passeio na região. Não precisa ir a Machu Picchu de novo! Vá a Moray ou ao Vale Sagrado Sul (Tipón é lindo!). Passeio em Cusco mesmo… Se o seu dia livre extra é obrigatoriamente em Aguas Calientes, só aí compensa ir a Machu Picchu de novo.

  63. JOCIANE LERNER
    10/07/2014

    Ola, sobre a guia mencionada acima a Dione, ‘e brasileira? ainda a recomendam? se nao, pode indicar alguem? acompanha durante todo o trajeto nas ruinas? obrigada!!

  64. Rhaienny Yanka
    10/07/2014

    Ola, estou planejando minha ida ao peru e gostaria de saber alguns coisas. Sera que me puedes ayudar? hahah
    1 Bom estou planejando fazer a trilha de 4 dias e 3 noites, já que estou com bastante tempo reservado para a viagem, mas como não quero passar nenhum perrengue além é claro dos básicos de qualquer e toda viagem preciso da sua opinião de como faco para voltar do machu picchu para cusco. É fácil essa minha volta ?
    2 qual é a moeda mais utilizada nessas regiões ??
    3 quanto a reservas em hoteis e guias turisticos: você teria algum contato para estar fechando um pacote, voce recomendaria fechar tudo aqui antes de ir ou fechar la, por que procurei alguns com algumas agencias daqui, porem achei muito caro pelos relatos que ja vi de pessoas que ja foram para o peru e fizeram mais ou menos o mesmo percurso que estou pretendendo fazer.
    desde ja obrigada

    • Oi Rhaienny,
      1) De Machu Picchu para Cusco você volta de trem, é a melhor solução.
      2) A moeda do Peru se chama “Soles” ou melhor, “Nuevos Soles”. Para algumas coisas, eles até aceitam dólares. Mas são exceções, a maioria dos lugares só aceitam soles mesmo.
      3) Nós não temos contato com nenhuma agência não. Nossas viagens são planejadas por nós e todas as reservas a gente faz via internet. As informações que a gente escreve no post são para lhe ajudar a fazer o mesmo. Geralmente fica mais barato mesmo. Mas dá trabalho. Por isso, muita gente prefere agência, que já te vende um produto pronto, sem incomodações.

      • Alessandra
        13/07/2014

        Gleiber, parabéns pelo blog! Você descreve as suas experiências de uma forma tão empolgante que não vejo a hora de conhecer o peru! E tem me ajudado muito a decidir pelo roteiro ideal.
        Farei a minha viagem em setembro e gostaria de tirar uma dúvida sobre a viagem de trem.

        A idéia é fazer o passeio pelo vale sagrado e de ollanta seguir para águas calientes. Para aproveitar mais ollanta pensei em comprar o trem para o início da noite. Minha dúvida é: vou perder a beleza da viagem de trem indo á noite? Para aproveitar o máximo de machu picchu desde o nascer do sol, você sugere qual o horário de trem para retorno a cusco?
        Já que chegaria em águas calientes à noite, pensei em sair no outro dia, ainda à tarde para apreciar a viagem de trem. Vale à pena trocar mais horas em machu picchu por viajar de trem ainda de dia?
        Obrigada!

        • Oi Alessandra,
          Se você vai pegar o trem à noite de Ollanta para Aguas Calientes (AC), vai perder a beleza da viagem sim. Mas se você voltar em um trem diurno, esse problema fica resolvido. 🙂
          Se você vai estar em Machu Picchu bem cedo, pode pegar o trem de volta para Cusco a partir das 15:30h. Dá tempo de ver tudo tranquilo. Mas cá entre nós, a viagem de trem não é algo assim não lindo e imperdível não, viu? É legal, mas não é tão legal para você se basear nisso para escolher o melhor horário no seu roteiro.
          Abraços.

  65. Fernanda
    16/07/2014

    Oi Gleiber!!!

    Nossa, esse blog sobre Machu Picchu está completíssimo … estou adorando mesmo!!! Parabéns!!!
    Estou planejando uma viagem para o Peru com meu pai, mas tenho algumas dúvidas.
    Você acha melhor no dia que eu chegar em Cusco ir direto pra Aguas Calientes e aproveitar Machu Picchu primeiro(passando 1 noite em aguas calientes) e só depois curtir Cusco ou aproveitar Cusco um pouco, depois Machu Picchu (pernoitando por lá) e voltar pra Cusco de novo pra fazer outros passeios? Se for no segundo caso, eu terei que fazer reserva em Cusco 2 vezes né? Isso que eu achei meio chato. O que vc sugere?

  66. Priscila & Daniel
    20/07/2014

    Olá, meu esposo e eu vamos para la em novembro, sei que é um periodo de chuvas mas as informações q achei sobre esse mês são bem vagas? Podem nos dizer mais algumas coisa?! Estamos gostando bastante do blog bem completo! Vamos fazer o roteiro de sete dias q indicaram…. Obrigada…

    • Oi Priscila e Daniel,
      As informações são vagas porque é muito difícil fazer a previsão do tempo para uma data tão distante, entende? É igual tentar prever o tempo em novembro aí na sua cidade. No máximo dá para dizer se é época das chuvas ou da seca, se a temperatura tende ao frio ou ao calor. Entendeu?

  67. Ricardo Castro
    27/07/2014

    Oi pessoal, qual é o melhor horário para comprar o retorno de Machu Picchu p/ Cusco? Pretendo subir as 6hrs p/ M. Picchu, subir em Huyana Picchu e depois retornar à Aguas Calientes e no mesmo dia p/ Cusco… quanto tempo dura esta ida e volta na montanha?

    • Oi Ricardo
      A gente subiu em 1:30h e voltou em 1h, mas a gente não é sedentário. Se você não tiver prática em caminhadas, faça com calma e coloque 30min a mais em cada trajeto. A gente fez o mesmo que você vai fazer e estávamos prontos para voltar ali pelas 15:30h, incluindo uma visita às “termas” de Aguas Calientes. E ficamos sem fazer nada até as 18 e pouco, a hora do nosso trem de volta para Ollanta. Abraços e boa sorte.

  68. Rachel Martins
    19/08/2014

    Gleiber, gostaria de saber o que você recomenda: Macchu Picchu ou Huayana Picchu primeiro?
    Vamos agora em outubro e não sabemos por onde começar.
    Obrigada!

    • Bem, lembre-se que Huayna Picchu fica “dentro” de Machu Picchu. A gente conseguiu agendar nossa entrada em Huayna Picchu no grupo das 10h, daí visitamos Machu Picchu primeiro (7-10h) e Huayna Picchu depois (10-13h ida e volta). Você pode perfeitamente fazer o oposto, mas daí terá que dividir espaço em Machu Picchu com os milhares de turistas que chegam mais tarde ali na região, sem falar no cansaço de já ter feito a trilha. Abraços.

  69. Fernando Henrique Quilici
    05/09/2014

    Ola, tudo bem? Você comentou que é melhor comprar os ingressos para Machu Pichu com antecedência. Sabe dizer se existe algum site onde posso adquiri-los ou tenho que comprar através de alguma agência? Obrigado.

  70. Silvia
    07/09/2014

    Olá Gleiber tudo bem,o que acha da visita a machu picchu em novembro? É um período bom para visitar?

  71. Ricardo Carvalho
    11/09/2014

    Oi, muito bom seu blog. Adorei os comentários e as fotos são sensacionais.
    Estou pensando em fazer esse roteiro, não consigo clicar no contato da guia que você indicou. Você ainda tem esse contato?

    Obrigado.
    Abs.

    Ricardo

  72. Luciane
    29/09/2014

    Olá pessoal!
    Em primeiro lugar, parabéns pelo blog, é simplesmente excelente! Estou aproveitando todas as sugestões de vocês!
    Estou indo para Machu Picchu na semana que vem (6 a 10 de outubro), e ainda preciso da ajuda de vocês!
    1 – vamos ficar de segunda a sexta, mas na sexta saíremos no horário do almoço, então será um dia perdido. Resolvi fazer o roteiro sugerido de vocês de 4 dias, fazendo o Valle Sagrado até a metade, e indo para Aguas Calientes para dormir. Mas ainda estou em dúvida: se pegarmos o trem das 15:30h, dá tempo de fazer a parte que vocês acharam mais interessante de Ollantaytambo, ou o passeio fica “pela metade”?
    2 – pelo que entendi, teremos que fazer a ida por Ollantaytambo, e a volta de Machu Picchu para Cusco, ou seja, serão dois trechos separados. Achei o preço super alto! Vocês sabem outra forma de fazer este trajeto?
    3 – Última pergunta: o nascer do sol em Machu Picchu vale tanto a pena assim, ou com apenas 4 dias úteis, seria melhor não dormir em Aguas Calientes e fazer o Valle Sagrado com tranquilidade? Ainda dá tempo de cancelar o hotel em Aguas Calientes…

    • Oi Luciane,
      1- Depende… Depende do seu grupo e da sequência da excursão que vocês escolherem. Teve um cara no nosso grupo que fez isso e deu tempo de fazer todo o tour de Ollanta antes do horário do trem. Mas se o pessoal se atrasar no almoço, pode ser que você precise largar do grupo na metade do tour para pegar seu trem.
      2 – Hum… Infelizmente não. Só a pé, daí…
      3 – O nascer do Sol não é tão importante assim… Até porque pode estar nublado! E é uma coisa que dura poucos minutos (5 minutos!). O que é legal é estar em Machu Picchu cedo, antes da multidão chegar!!! Essa é a real importância de se dormir em Aguas Calientes. Entre perder metade do passeio a Ollanta/chegar cedo em Machu Picchu e fazer o Vale Sagrado inteiro/curtir Machu Picchu no meio dos turistas, acho que ficaria com a segunda opção. Porque o Vale Sagrado é legal, viu? E se isso baratear os custos do trem, melhor ainda.
      Abraços.

  73. Olá Gleiber!
    Primeiramente parabenizo pelo trabalho que fiz em ajudar aos brasileiros que desejem conhecer Machu Picchu, quem escreve é um amante da cultura brasileira e graças a deus já teve a sorte de morar no Brasil por um bom tempo, agora voltei ao Peru – Cusco para montar a nossa operadora de viagens somente para os brasileiros que desejem conhecer a nossa historia e cultura com guias locais e conhecedores do idioma português.
    Gente se alguém esta precisando de dicas e recomendações dos outros destinos do Peru como Lago titicaca, puno, Arequipa, Nazca, Paracas, trujillo, Huancayo, fico a sua disposição para ajudar;lhes sem nenhum compromisso e assim eu poderia contribuir a que muita gente venha a visitar esta terra maravilhosa herdada por um cultura milenar.

  74. bianca
    12/12/2014

    Oi Gleiber! Adorei seu post. Tenho uma viagem marcada para junho e me interessei pelo contato da Dione. Ela fala português? Não entendo muito espanhol…

  75. Lee Jade
    18/02/2015

    Parabéns pelo Blog, simples e muito bem detalhado, até parece coisa de engenheiro rsrs…A principio pensei em ficar 4 dias, mas depois de ler o post decidi por 6,para poder fazer o Vale Sagrado com tranquilidade. Pensei em comprar um pacote com traslado e tour guiado. Depois de ter tudo mastigado, também mudei de idéia. Farei tudo por conta, afinal não sou novata em viagens pelo mundo ! Tentarei entrar em contato com a guia Dione, você acha que fim de Abril e Começo de Maio é um bom periodo para viajar para lá ? (29/4 a 4/5). Qto ao ingresso para Machu Picchu acha que devo comprar via internet do Brasil? Sobre o trem que vai para Águas Calientes acha melhor comprar on line também ?
    Obrigada pelas Dicas e mais uma vez Parabéns !!

    • Oi Lee,
      Essa época que você falou é ótima.
      Eu não gosto de deixar nada para a ultima hora, então comprei o ingresso para Machu Picchu aqui do Brasil sim (até porque eu queria ir a Huayna Picchu, que exige comprar com 2-3 meses de antecedência), mas na verdade, você pode deixar para comprar lá (principalmente se não vai para HP). Sobre o trem, a vantagem aqui é garantir passagem para o horário mais confortável. Sempre compro antecipado também, ehehehe
      Abraços.

  76. Eliezer Francisco
    15/03/2015

    Prezado Gleiber!
    Estamos com projeto de viagem para o Peru, no período de 12 a 21 de maio de 2015. Nessa aventura inclui-se visitação a Lima, em dois dias e o restante do período destinado a Cuzco, Machu Picchu e Vale Sagrado. Lendo suas orientações e as duvidas dos demais interessado nessa viagem aqui no seu blog, surgiu a dúvida com relação a visitação as Ruínas de Machu Picchu e a Montanha de Huayna Picchu, há a possibilidade de se conhecer esses dois lugares no mesmo dia?
    Chegaremos a Cuzco às 07:15 do dia 14 Mai e em seguida pegaremos um trem para Aguas Calientes, ficando no dia 14 em Aguas. No dia seguinte, bem cedo partiremos para Machu Picchu, entrando no Parque no primeiro horário, fazendo a visitação na Ruínas até o segundo horário abertura (10:00/11:00hs) para a subida da Montanha Huayna Picchu, realizando a visitação dessa segunda atração e caso de tempo, no retorno, mais uma volta pelas ruínas. Você acha isso possível?

    • Oi Eliezer,
      Dá para ver Machu Picchu e subir a montanha no mesmo dia sim. Esse roteiro que você planejou fica perfeito para isso. Dá para voltar para Cusco nos trens do final do dia. Abração.

  77. Érica Tomasoni
    15/04/2015

    Olá, parabéns pelo post e pelo blog!
    To planejando minha visita ao Peru conferindo as dicas de vocês e já já vou entrar em contato com a Dione hahaha. Confesso que a notícia de que eles só carimbam o passaporte só após as 10h me desanimou, será que tem como fazer isso na saída?
    Bom, como eu to planejando a viagem pra Julho (alta temporada) queria saber se eu deixar pra comprar as passagens de trem lá em Cusco eu corro o risco de não achar (to enfrentando alguns problemas com o site da Perurail). Só mais uma coisa, na hora de comprar a entrada pro parque na opção Machu Picchu + Huayna Picchu, o horário indicado é o horário em que fica liberado para subir a trilha ou entrar no parque?
    Abraços!

    • Oi Érica,
      Dá para carimbar o passaporte na saída sim. Na verdade é um cantinho onde você mesmo vai ali e carimba, hehehehe.
      Sobre o trem, risco se corre sempre. Mas se você chegar com uns 4-5 dias de antecedência, acho que deve dar tempo.
      Sobre o ingresso, o horário é o horário de subir a trilha de HP. Entrar em sair do parque de MP será livre durante todo o dia marcado no seu ingresso, das 6:30h às 17h.
      Abraços

  78. Marina Da Rosa Vilani
    20/04/2015

    Oii
    Eu e minha mãe vamos à Cusco em julho e passaremos dois dias e uma noite em aguas calientes, para vermos o nascer do sol em Machu Picchu como vocês. Porém agora, fiquei na dúvida entre qual montanha subir, pois li em outros sites que subindo na montanha Machu Picchu tu tens a vista da cidade, como a de cartões postais, a que pega toda a cidade, com Huayna Picchu no fundo.. Porém tinha entendido que ao pegar o ingresso para Machu Picchu tem-se essa visão assim que entra na cidade..
    Por isso fica minha dúvida: queria subir Huayna Picchu, mas não queria deixar de ter a vista tradicional da cidade. Afinal, qual seria a diferença ao subir a montanha Machu Picchu?

    Muito obrigada pela atenção, e suas matérias são ótimas! Me ajudaram muito, imprimir várias sobre o Peru. Obrigada mais uma vez, beijos

    • Oi Marina,
      Sem subir montanha nenhuma, você já vai ter a foto dos cartões postais, assim que entrar em Machu Picchu.
      A Montanha Machu Picchu é uma trilha alternativa para se fazer para aqueles que não conseguiram ingressos para Huayna Picchu e ainda assim querem fazer uma trilha nessas lindas montanhas incas.
      Se você optar por ir subir Huayna Picchu, ainda assim terá que passar por Machu Picchu (a cidadela), então não há o risco de ir a HP e não ter a vista tradicional da cidade.
      Abraços e muito obrigado pelos comentários.

  79. Michelle
    05/05/2015

    Boa tarde Gleiber,

    Vou para Machu Picchu no início de junho, mas ainda não comprei o meu bilhete de entrada no parque. Você saberia me informar se a Montanha é mais tranquila para subir que Huayna? Não tenho problemas de locomoção mais sou sedentária, e fiquei com medo de não aguentar a subida da Huayna Picchu.
    Você comprou o seu bilhete de entrada no Parque por qual site? Aceita cartão de crédito?
    Gostei muito dos seus comentários. Com certeza irão me ajudar bastante!
    Obrigada!
    Michelle Silva

    • Oi Michelle,
      1) Sobre as trilhas:
      – A gente não fez a trilha “Machu Picchu Montaña”, mas dizem que ela é UM POUCO mais fácil do que Huayna. Isso significa, na prática, que ela continua sendo bem cansativa para quem é sedentário. E lembre-se, você não precisa fazer trilha alguma para conhecer Machu Picchu e nem para tirar a foto clássica e linda com as ruínas em primeiro plano e Huayna Picchu ao fundo.
      2) Sobre a compra de ingressos:
      – Na época que a gente foi, o site estava fora do ar e a gente teve que contatar uma agência (a Lima Mentor) para comprar o ingresso para a gente. Daí a gente pagou a agência por PayPal. Mas eles aceitam cartão de crédito internacional que tenham a tecnologia Verified by Visa.

  80. Andrea
    19/05/2015

    Boa noite!

    Estou planejando minha viagem para setembro (saio de São Paulo dia 02/09 e retorno dia 07/09) e tenho algumas dúvidas:

    Dia 02/09 – Lima (compensa ficar 1 dia a mais em Lima? Meu voo chega as 09:00 e embarco para Cusco as 14:50 do dia seguinte. Consigo conhecer um pouco?)

    Dia 03/09 – Voo Lima – Cusco. Chego em Cusco as 16:15. Compensa já ir para Águas Calientes ou fico em Cusco? Vou dormir 1 noite em Águas Calientes para ir cedinho a Machu Picchu. Fico pensando na logística de hoteis – faz mala, desfaz mala…

    Dia 04 ou dia 05 – Machu Picchu

    Dia 06 – Valle Sagrado

    Dia 07 – Cusco – São Paulo (saio as 16:40 e por isso tenho a manhã livre)

    Estou adorando seu site e suas dicas já estão me ajudando muito.

    Obrigada!

    • Oi Andrea,

      1) Sobre Lima, a gente não gostou muito da cidade, mas 90% das pessoas ama! Então eu ficaria um dia sim.
      2) Antes de ir para Machu Picchu, é bom deixar um dia para aclimatação em Cusco.

      Se tiver que escolher entre ficar um dia em Lima ou um dia extra em Cusco, eu ficaria um dia em Cusco.
      Abraços e boa sorte.

  81. Regiane Rocha
    30/05/2015

    Olá Gleiber,

    Pretendo ir para o Peru no começo de Junho.

    Ficaria 02 dias em Lima e 03 em Cusco, já contando com Machu Picchu, mas pelos seus posts perfeitos, vou ficar 04 em Cusco. Posso ficar no máximo 05 dias ao total.

    Consigo ter um passeio legal em 04 dias Cusco-Machu Picchu?
    Vou sozinha, então já estou fazendo meu roteiro!

    Obrigada, desde já.

    Abraços.

  82. Aline Garcia
    16/06/2015

    Olá, Gleiber! Tudo bem?

    Pretendemos ir ao peru em outubro, mais precisamente do dia 10/10 ao dia 18/10. Não temos ideia do que faremos e onde ficaremos. Sinto que precisamos muito da sua ajuda (rs). Ainda mais sobre tudo que eu li aqui e adorei! Parabéns pela iniciativa. Abraços.

  83. André Siqueira Abrantes
    21/06/2015

    Olá Gleiber,

    Vou a Peru com minha esposa e dois filhos(16 e 10 anos) ao Peru no período de 12 a 21 de dezembro. Li em alguns sites a informação de ser uma época chuvosa e pretendo ir a Machu Picchu. Na sua opinião você acha que seria seguro devido as chuvas ou seria melhor reprogramar a viagem para outro período.

    Desde já agradeço.

    • Oi André,
      Se tiver a oportunidade de ir em outra época, eu recomendo reprogramar. Se não for possível, dá para ir assim mesmo e arriscar. Época chuvosa pode significar chover sem parar todos os dias, mas também pode ser que nem chova. Pense que você pode marcar a viagem para uma época seca e chover também! Só não deixe de ir a Machu Picchu um dia!
      Abraços.

  84. Lea
    23/06/2015

    Boa noite,
    Meio dia é suficiente para conhecer Machu Picchu?
    É melhor hospedar em Águas Calientes ou Valle Sagrado?
    Parabéns, pelas informações didáticas e aguçadoras!!!!
    Pretendo ir em agosto, qual sua opinião?
    Grata.
    Abraços

    • Oi Lea, a gente acha legal se hospedar em Aguas Calientes para poder chegar mais cedo em Machu Picchu, antes dos outros turistas que chegam de trem vindos de Cusco. Se hospedar no Vale Sagrado não é nenhuma vantagem, neste caso (vc tem que ir de trem de qualquer jeito). Se meio dia é suficiente? Para nós foi.
      Abraços.

  85. Carols
    08/07/2015

    Em primeiro lugar, gostaria de agradecer por todos os posts! São excelentes e ajudam muito!! Estou indo para Machu Picchu com mais 3 amigas agora no comecinho de setembro. Vocês acham que precisamos de alguma proteção para picadas de cobras? Já ouvi falar que existem muitas por lá. Eu vi que vocês foram em setembro, será que rola alguma chuvinha? Beijos e obrigada mais uma vez!!

    • Oi Carols,
      Acho que não precisa ter esse medo todo de cobra. Em MP, nas ruínas, acho que pouco provável o risco de algum acidente. Mesmo na trilha para Huaynna Picchu. Mas a principal precaução é usar bota / sapato de cano alto. E sobre chuva, em setembro é pouco provável, viu? 😉

  86. Lourenço
    11/07/2015

    Bom dia,

    também vou para Machu Picchu no começo de setembro, já comprei as entradas para huayna picchu também, no primeiro grupo das 7 as 8 da manhã.

    Quanto tempo você acha que demora os dois passeios? Estou querendo reservar o trem vista dome das 15:20 para Cusco e queria saber se dá tempo suficiente para fazer os dois passeios.

    Obrigado.

    Abs,

    • Oi Lourenço,
      Tempo dá. Prepare-se para terminar a visitada de Huayna Picchu às 10:30h e fazer a visita em Machu Picchu das 11-14h. Leve um guia junto e avise a ele do seu tempo. Daí ele caminha com vocês pelo tempo certinho.
      Abraços.

  87. Ana Stela
    30/07/2015

    Boa noite!!
    Estamos indo de carro e a previsão é chegar dia 20 em Cusco estou contando 5 dias incluindo a visita a Machu Picchu, vc acha que são suficientes? Infelizmente os ingresso para Huayna Picchu já esgotaram, uma pena.
    Muito bom seu blog, suas dicas são bem claras e esclarecedoras.
    Espero que viaje sempre e mantenha seu blog ativo…
    Obrigada!!!

  88. Luis
    30/07/2015

    Boa noite Gleiber!

    Excelente relato, muito bem detalhado!
    Eu vou para o Peru agora em Setembro e ficarei 6 dias na região de Cusco.
    A ideia era subir o Huayna Picchu em um dos dias junto com Machu Picchu, mas eu vi alguns relatos muito interessantes sobre a Machu Picchu Montanha que me deram vontade de subi-lo também! rs.
    Vc acha factível subir ambas e conhecer o parque no mesmo dia? Caso não, vale a pena usar dois dias em Machu para subir uma em cada dia? Dizem que sem nenhuma montanha, são umas 4 a 5 horas para conhecer bem o parque. Isso significaria pegar um dos dias apenas para subir uma montanha e ficar meio “à toa” no restante do dia?
    Grande abraço! Luis

    • Oi Luis,
      Em primeiro lugar, passa onde você viu esse relato de Machu Picchu Montanha para a gente. Quero deixar links para os nossos leitores, que sempre perguntam a respeito!
      Acho que se você quer subir Huayna E MP Montanha, separe 2 dias. Com certeza. Tudo num dia só seria impossível pelo cansaço, mesmo com bom preparo físico.
      Abraços.

  89. Ana
    06/08/2015

    Oi Gleiber! Estou indo para Cusco dia 14 de setembro. Vou antes em Lima. Vou ficar três dias e três noites em Cusco. Não vou fazer montanha, só passeios e Machu picchu. Deixei o primeiro dia para ficar deitadinha no hotel. Estou morrendo de medo do soroche, porque estou indo sozinha. Um dia quietinha, sem fazer esforços dá para aclimatar?

    • Oi Ana,
      Geralmente um dia é suficiente, viu?
      São muito raros os relatos de Soroche depois das primeiras 24h. A gente mesmo, não sentiu absolutamente nada no segundo dia. Fique tranquila e tome bastante chazinho de coca que vai ficar tudo bem.
      Abraços.

  90. Tati Batista
    31/08/2015

    Foi uma experiência apaixonante Machu Picchu, puxa vida .. e sim Gleiber, dá vontade de bater palma realmente .. fui em outubro de 2014 .. cheguei via trilha de salkantay
    e depois de quase 80 km e muito sacrifício, a recompensa é de alto nível.
    Percebi realmente que muita gente vai conhecer Machu Picchu ainda sem muita informação e por isso é tão válido recorrer a experiência de outras pessoas para nos ajudar nessa hora rs…

    Abaixo meu relato sobre algumas poucas dicas, mas bem valiosas para explorar melhor a cidade

    http://viajanderia.com/2014/11/08/dicas-para-explorar-melhor-a-sua-visita-a-esplendorosa-cidade-de-machu-picchu/

    E para quem animar chegar lá via Trilha de Salkantay .. lá vai o relato do perrengue ..

    http://viajanderia.com/2014/10/27/minha-experiencia-fazendo-a-trilha-de-salkantay-para-machu-picchu-agora-do-meu-jeitinho/

    Ótimo post! Dicas muito legais mesmo, anotei para a próxima!

    Bjs Tati Batista

    • Legal Tati,
      Bem, o link está aí para a galera!
      Deve ser mesmo muito legal fazer essa trilha, uma experiência para a vida toda.
      Abraços.

  91. Gisele Camargo
    16/09/2015

    Oi…
    Estou indo com pai, mae e irmã em Novembro. Decidimos voar direto para Cusco e nao iremos conhecer Lima nesta viagem.
    Meus pais tem juntos mais de 150 anos!!kkk e por isso, decidimos que chegaremos em Cusco e descansaremos pelo menos 24 horas antes de começar os passeios pelo Vale Sagrado, finalizando com o MP no penultimo dia antes de retornar a Curitiba.
    Pergunta: vale a pena alugar um carro em Cusco para fazer os passeios? Tem rota até Aguas Calientes ou é só trem que chega por lá? As estradas são “descentes?” ou estilo “desce do carro e olha pra ver se o pneu já não tá dentro do penhasco?” Nossa preocupação é com os dois velinhos… com o carro podemos decidir onde ir e parar, sem nos preocupar com grupos ou retorno para o mesmo lugar… aguardo seu comentario!! Abraço

    • Oi Gisele,
      Não acho que compense alugar carro por lá. As estradas são decentes sim, mas não te levam até Aguas Calientes / Machu Picchu (só de trem mesmo). E o Vale Sagrado não tem graça sem um guia turístico para te mostrar o significado das construções. É o tipo de tour que compensa fazer sob a forma de excursão.
      Abraços.

  92. Polliana
    05/11/2015

    Óla Gleiber!
    Que bom saber que você tem ótimas referencias deste lugar. No dia 12/10/2015 minha família teve o maior pesadelo que poderíamos pensar. Minha mãe foi para o Peru fazer o roteiro de visitas que o o país oferece. Saíram de casa no dia 09/10/2015 e no dia 12 em visita a Machu-Picchu, minha mãe veio a falecer, teve um mal súbito e nos deu esse susto. Fico pensando o riscos que este lugar oferece. Lembrando que a minha mãe não tinha nenhum problema de saúde. E ela já havia viajado para outros países onde a altitude era ainda maior. Desculpe o desabafo. Mas a minha preocupação é grande em saber que este lugar faz vítimas quase todos os dias. Grande abraço.

    • Nossa Polliana,
      Que tragédia. Sinto muito pela dor que vocês devem ter passado.
      Abraços fraternos.

  93. Ana
    18/02/2016

    Muuuito legal! Estou indo fazer um intercâmbio para o Peru e vc me deixou muito mais ansiosa! Rsrs Show!

  94. Meninos lindos!!! Viajei na viagem de vocês. Escrita, dicas e fotos das mais esclarecedoras e divertidas. Pretendo ir para o Peru em maio deste ano. E como sempre procuro fazer um roteiro e para tal “fuço” as viagens dos outros. Já havia lido sobre mal súbito de alguns turistas, e da Poliana (segure sempre nas mãos de Deus), fez com que refletisse. Sou fumante e minha irmã também. (Vi sua expressão de reprovação.. hehehehe). Tenho um lema o que está reservado para nós irá acontecer mesmo. Já fomos para o Chile e sem problemas. Não vai ser agora, né? Agora que estou aposentada de fato não preciso viajar em época de férias (professora universitária). Ainda quero viajar e vou.
    Grande abraço a dupla mais divertida.
    Cleusa

    • Oi Cleusa,
      Dê tempo para se adaptarem. O fato de serem fumantes pode mesmo dificultar um pouco as coisas, mas isso não é empecilho nenhum.
      Abração e obrigado pelos elogios.

  95. mariana
    25/05/2016

    Olá Gleiber
    Vc sabe me dizer se o ingresso para machu picchu vale por 2 dias? Ou teria que comprar dois ingressos para visitar dois dias o parque?

    • Oi mariana
      Cada ingresso vale só um dia.
      Se quiser ir dois dias, terá que comprar 2 ingressos.
      Abraços.

  96. Bianca
    06/06/2016

    Olá Gleiber!

    Adorei as informações do seu blog.

    Em um certo momento você comentou que a trilha pra quem tem medo de altura não é aconselhável. Mas para ir apenas à Machu Pichu, vc acha que é tranquilo? É muito cansativo? Tenho medo de altura, mas nada muito exagerado!

    Obrigada!

    • Pode ficar tranquila, Bianca.
      É só na trilha para Huayna Picchu que a coisa aperta. Em Macchu Picchu é tudo bem tranquilo. Não há nada vertiginoso lá.
      Abraços

  97. DEBORA RABELO
    16/06/2016

    Olá Gleiber,
    Irei em Machu Pichu em setembro e estava pesquisando sobre os passeios, me tire uma duvida, por favor: irei tambem a Huayana Pichu, vi pra comprar o ticket no site oficial e lá consta G1 das 7-8h ou G2 das 10-11h. Tenho que escolher um grupo e se chegar atrasada perco o passeio…. mas se eu subir MP logo as 7h, tenho que voltar até as 11h para subir HP para não perder esse passeio….? Dará tempo? Não fica corrido? É isso mesmo?
    obrigada.

    • Oi Débora,
      Sim, se você passar das 11h (e for do G2), será impedida de subir Huayna Picchu (HP). Mas não fica corrido. Porque a entrada de Huayna Picchu (HP) fica dentro de Machu Picchu (MP). Então se for do primeiro grupo, chegue e vá direito para a fila de HP, para subir a trilha. Depois de voltar, passeie por MP o resto do dia (tem até as 17h para isso!). Se for do G2, a mesma coisa. Chegue cedo, visite MP até as 10h, faça a trilha e na volta, terá ainda até as 17h para ver o que não viu das 7-10h em MP, entendeu?
      Abraços.

  98. gerusa
    17/06/2016

    Adorei seu posto, muito detalhado e as fotos do nascer do sol… de tirar o fôlego. Iremos em meados de Abril do ano que vem para lá, e estou com um pouco e medo de pegar chuvas por lá. Será que ainda poder chover em abril e se chover não é possível fazer o passeio?
    Abraços

    • Nunca dá para prever com total certeza com vai estar o tempo, Gerusa, mas já é uma época com bem menos chances de chover. E se chover, acho difícil atrapalhar o passeio.
      Abraços.

  99. Ana Raquel Rodrigues
    28/06/2016

    Olá Gleiber! Primeiramente gostaria de parabenizar pelo post suuuuper completo! Fiquei maravilhada e ja comprei minhas passagens! Vamos nos hospedar em Aguas Calientes e pretendemos subir dois dias a machu picchu para não perder uma pedrinha se quer kkkk Quando a guia, Dione, ela falava em português? não consegui acessar o email dela pelo post, teria como você me repassar? Obrigada ^^

    • Oi Ana Raquel,
      O email que eu tenho da Dione é aquele mesmo. Talvez ela demore a responder, nem sei se ela ainda trabalha lá. Mas ela fala português sim.
      Muito obrigado pelo carinho.
      Abraços.

  100. Angela Ribeiro
    07/07/2016

    Dá para conhecer Machu Picchu no mes de fevereiro?

  101. Roberta
    18/07/2016

    Adorei o blog e utilizei todas as dicas para montar minha viagem a Machu Picchu. Mto obrigada. Vc poderia passar o contato da agencia da qual vc comprou os ingressos para MP? Valeu!!!

  102. leonice krenchinski
    12/08/2016

    Bom dia Gleiber! Meu marido e eu estamos pesquisando pacotes para Machu Puchu e estamos achando o preço salgado. Achei seu blog muito bom e se puder me ajudar a esclarecer algumas dúvidas eu agradeço. É possível contratar individualmente cada um desses passeios?: 1- Tour Cusco Arqueológico – Passeio pelas ruinas incas; 2 – Valle Sagrado dos Incas; 3 – passeio para aguas calientes e Machu Pichu; 4 – Tour do Sol com destino a puno; e por fim 5- lago titicaca? caso conheça alguma agência que venda os passeios e possa me indicar eu agradeço!!

  103. Kallyl
    18/08/2016

    Fala, Gleiber. Beleza?

    Estou planejando minha primeira viagem internacional e tenho algumas duvidas. Tem problema você passar seu e-mail para trocar essas informações. Abraço

  104. Jeanne Caroline Flores
    09/01/2017

    Oi Gleiber, tudo certo??

    Estou planejando a minha viagem para o Peru para setembro e gostaria de tirar algumas dúvidas.

    Fazendo o passeio pelo Vale Sagrado e abandonando o grupo em Ollantaytambo, se perde muito em não visitar Chinchero?

    A respeito do passeio em Moray e as salineiras de Maras, usa-se o dia todo ou reservar o dia todo para esse passeio seja perda de tempo?

    Sobre a guia que vocês contrataram, me interessei muito! Acho que vou entrar em contato com ela. Ela fala português ou espanhol? Para quem não sabe espanhol e vai tentar se virar no famoso “portunhol”, é possível entender as coisas da mesma forma?

    E por último: a ideia é fazer o passeio do Vale Sagrado parando em Ollantaytambo e tomando o trem para Aguas Calientes. Dormir em Aguas Calientes e fazer esse passeio que você descreveu no post, sem subir na montanha. É possível ainda retornar no mesmo dia de trem para Cusco? O ônibus que desce de Machu Picchu para perto da estação de trem?

    Muito obrigada desde já e desculpe pelo interrogatório hahahah

    Abraço!!

    • Oi Jeanne,
      Sobre Chinchero, eu cortaria do roteiro de boa. Não foi o meu lugar preferido (Ollantaytambo é o melhor!)
      Maras e Moray são lindos, mas dá para conhecer num turno (manhã ou tarde). Dá para encaixar com Chinchero num passeio privado, perfeitamente.
      A Dione fala português direitinho, mas nem tenho mais tido notícias dela, já faz tanto tempo…
      Dá para visitar Machu Picchu e voltar de tarde para Cusco sim. Perfeito. Aguas Calientes é tão pequena que tudo fica muuuuuuito perto (são poucas ruas!): estação de trem, ponto do ônibus e o seu hotel, tudo é pertinho.
      Abraços.

  105. Sabrina Dalbelo
    08/02/2017

    Olá,
    Acaso existe algum tempo máximo de permanência do turista em Macchu Picchu?

    • Oi Sabrina,
      Os últimos ônibus descem de Machu Picchu às 17:30h. Então, depois desse horário você tem que descer a montanha a pé.
      Abraços.