Guia da Ilha de Páscoa: monte seu roteiro

Os Andarilhos do Mundo tem o orgulho de apresentar o nosso Guia da Ilha de Páscoa, com dicas para que você monte seu roteiro você mesmo. Isso mesmo! Reunimos todos os nossos posts anteriores neste artigo-índice que compila todo o material que já publicamos.

Ahu Tongariki - Guia da Ilha de Páscoa

Preparamos o material com muito carinho atendendo aos pedidos dos nossos leitores. Espero que vocês gostem e que não hesitem em usar a caixa de comentários para tirar suas dúvidas, acrescentar informações ou sugerir correções.

Bora?

 

Chegando na Ilha de Páscoa

Há só uma companhia aérea que opera na Ilha de Páscoa – a LAN. Esta, por acaso, acaba de passar por uma fusão com a nossa brasileiríssima TAM, o que significa que agora nós podemos comprar as nossas passagens direto pelo site da TAM em português. Dá até para emitir bilhetes usando milhas do programa Fidelidade, ou ficar de olho nos descontos do CupoNation.*

Voo Lan para Rapa Nui

É muito importante que você emita todos os trechos dentro de um mesmo bilhete aéreo, pois como nos informou o pessoal do blog Fragata Surprise e do Janela ou Corredor, atrasos e cancelamentos são um problema tão frequente quanto imprevisível.

Os voos saem de Lima ou de Santiago, mas não em todos os dias da semana. O voo de Lima costuma sair tarde da noite (0:40h) e o de Santiago, cedo da manhã (09:40h), mas esses horários podem variar conforme o dia da semana. Faça sempre simulações no site da companhia (ou no seu buscador de passagens aéreas preferido) quando estiver programando sua viagem.

Voo Lima para Ilha de Páscoa

O tempo de voo é de 5 horas, tanto a partir de Lima, quanto de Santiago. E o fuso horário é de 3 horas a menos que no Brasil, sem levar em conta os horários de verão.

Lá no Aeroporto Mataveri, uma fila IMENSA leva a gente até a imigração, onde só havia um funcionário trabalhando, carimbando os passaportes de mais de 200 passageiros, um de cada vez (eram umas 06h da manhã).

Ali na fila descobrimos que poderíamos comprar o ingresso para visitar Orongo e Rano Raraku, os dois sítios arqueológicos mais interessantes da Ilha. Preço: US$ 50,00. Se deixássemos para comprar na bilheteria dos parques, o preço subia para US$ 60,00. Compre!

LAN Linhas Aéreas

No dia de ir embora, percebemos que há várias lojinhas em Mataveri. Dá até para alguém ficar fazendo umas comprinhas enquanto o outro fica na imensa fila do check-in. Ao menos a coisa com o passaporte foi mais rápida para o voo de volta.

Lojinhas no Aeroporto Mataveri

Fique atento às regras da aduana chilena quanto ao ingresso de produtos animais e vegetais no país (a Ilha de Páscoa pertence ao Chile, caso não saiba). Já escrevemos um post explicativo só sobre o assunto.

 

Onde se hospedar na Ilha de Páscoa

A Ilha de Páscoa tem muitas opções de hospedagem, atendendo todos os bolsos. Entretanto, prepare-se para pagar mais caro do que está acostumado pelo mesmo nível de acomodação.  Por exemplo, se um 4 estrelas aqui no Brasil custa uns R$ 300-350,00, lá custará cerca de R$ 500,00.

outro lounge do hotel tupa ilha de pascoa

A gente se hospedou no Tupa Hotel e escrevemos um post com um review da nossa esperiência com eles. Há ainda albergues, campings e hospedagem em casas de nativos, além de hotéis de luxo como o Explora Rapa Nui.

 

Hanga Roa – o centro

Hanga Roa é o nome da única cidade da ilha e, acredite, não passa de um pequeno vilarejo. Mas tudo o que você pode precisar vai estar ali, de restaurantes a caixas eletrônicos, de centro de informações turísticas a posto de gasolina.

Lojinhas de Hanga Roa - Ilha de Pascoa

Nós escrevemos um post detalhando tudo sobre a “capital” da Ilha de Páscoa – o guia para Hanga Roa. Lá, publicamos esse mapa onde você ver de antemão onde estão localizados os principais pontos de interesse.


Visualizar Hanga Roa em um mapa maior

Repare: no mapa acima aponto onde está o posto de gasolina, os caixas eletrônicos, os lugares para banho em piscinas beira-mar, os lugares onde há shows folclóricos Rapa-Nui, além dos pontos de aluguel de carros.

 

Circulando pela Ilha de Páscoa

Para percorrer a ilha, recomendo alugar um carro. O preço pode não ser dos mais convidativos, mas vai lhe dar a liberdade para explorar os cantinhos que você quiser, na hora que quiser. As duas maiores locadoras são a Oceanic e a Insular.

Estradas Rapa Nui

Nós tivemos dificuldade em conseguir um veículo, por isso recomendo que providencie o seu jipe logo quando possível, para não correr o risco de ficar a pé (o estoque deles é limitado, e pode ser insuficiente na alta temporada).

Vulcão Pu'i e nosso carro

Perceba que a ilha não aluga carros de passeio, mas apenas 4×4, porque há uns trechos de estrada de terra que estão tenebrosos! Para se situar, preparei o mapa abaixo, indicando as condições das várias vias locais para vocês se prepararem psicologicamente.

estradas Ilha de PáscoaEm Hanga Roa há ruas asfaltadas e de terra, mas eu não as demarquei neste mapa. Fonte: Wikipedia

Bem, e há os táxis. Estes cobram cerca de 15mil pesos de Hanga Roa para a praia de Anakena (são 18km de distância), ou 2mil pesos dentro da cidade, conforme apurou o pessoal do blog Janela ou Corredor. Eles descobriram, inclusive, que também há ônibus até a praia, por 5mil pesos cada perna.

É bom avisar que o posto de gasolina não aceita cartão de crédito. Para a nossa sorte, acho que combustível é a única coisa que custa o mesmo preço do Brasil.

 

Contratando passeios

Nós não contratamos passeios durante a nossa viagem, mas ao que parece, a maior agência de excursões é a Kia-Koe Tour. Vimos várias plaquinhas dessa e de outras agências afixadas pela avenida principal, além de folders variados no nosso hotel.

O lado bom é que você terá um guia para dar todas as indicações históricas daquilo que você está visitando. O lado ruim é ter que se adequar aos horários do grupo.

Crânio dos cavalos selvagensQuando vimos a primeira dessas pelo caminho, achamos que era macumba! kkkkk Viajar sem guia dá nisso…

A verdade é que a Ilha não é assim tão grande, então muito provavelmente você vai nos mesmos lugares que as excursões, mesmo se viajar de forma independente.

Crânios de cavaloDepois descobrimos que eram só crânios de cavalos selvagens (tem DEMAIS, por todos os lados) 

 

Para mergulhar

Nós também não mergulhamos durante a nossa viagem, mas já vimos em outros blogs algumas sugestões. O blog Rodando pelo Mundo, por exemplo, avisa para reservar o seu passeio com antecedência, porque eles costumam lotar.

Oceano Pacífico e as rochas negras

Como tudo na Ilha de Páscoa costuma ser mais caro que o normal, acho que não deve ser uma boa não deixar para fazer o “batismo” por lá. Das agências concorrentes (as sedes ficam no porto, perto dos moais em Hanga Roa), parece que a Orca Diving Center é mais profissa, segundo o blog Rodando pelo Mundo. Mas tem também o Mike Rapu.

 

Onde comer na Ilha de Páscoa

Nós tivemos 3 noites na ilha para jantar, em uma delas, comemos no Hetu’u e publicamos nosso review neste link. Era aniversário do Sandro e achamos que a data merecia uma comemoração em alto nível.

Filé de atum Restaurante Hetu'u Rapa Nui Ilha de Páscoa

Na noite seguinte, nos viramos com besteiras que compramos no supermercado e na noite restante, jantamos comida típica Rapa Nui, assada num forno dentro da própria terra. Era a celebração de uma cerimônia folclórica, com direito a danças e pintura corporal, um show inesquecível no Te Ra’ai.

show folclórico Rapa Nui grupo haha-harua

E os almoços? Lanches na cafeteria Moiko Ra’a num dia, uma empanada no barzinho Mahina em outro, e dê-lhe supermercado de novo! Mas foi no almoço do primeiro dia justamento quando conhecemos o Hetu’u, ainda na maior inocência.

Mas lugares bons para uma refeição não falta na ilha toda, incluindo desde alguns spots à beira-mar, até barzinhos descolados, passando por jantares-gourmet nos melhores hotéis. O blog Janela ou Corredor e o Fragata Surprise fizeram um bom passeio gastronônimo pela ilha e contam direitinho no blog deles.

 

O que fazer à Noite

Esse guia da Ilha de Páscoa não estaria completo sem falar um pouco da vida noturna. Bem, nós não somos baladeiros e não visitamos nenhum barzinho durante os dias em que estivemos por lá. Mas… Vimos alguns deles abertos e podemos dar alguma opinião superficial…

Parece que a “night” não é o forte da ilha. O lugar é muito pequeno, gente! Mesmo com a presença de turistas, vimos apenas movimento em um ou outro lugar, com uma meia-dúzia de gatos pingados tomando lá sua cervejinha. Os shows folclóricos são um programa legal. Falamos deles aqui.

show folclórico Rapa Nui apresentação

O bom é que tudo é perto, então certamente o point da noite estará na avenida principal ou então ali na beira-mar. O único blog que vi citar um barzinho legal foi o Rascunho de Viagens, que cita o bar Topatangui. #ficadica

 

Indo para a Praia

Escrevemos também um post exclusivo sobre onde pegar praia na Ilha de Páscoa. Mas, sem dúvida, Anakena é o lugar. Afinal, é a única que tem estrutura decente para o turista, com barraquinhas para beliscar e comprar um cerva, além da beleza polinésica de suas águas.

Praia na Ilha de Páscoa - Anakena

Os moais ali bem do ladinho dão um charme especial, o que não se encontra em Ovahe, outra praia onde dá para tomar banho, mas que não oferece nada além de um pouquinho de areia e pedras.

Lembro sempre que há as piscininhas naturais ali em Hanga Roa mesmo, perto do porto, ao lado do Restaurante Pea, além de outras na direção do Ahu Tahai (rumo norte). No verão deve dar para aproveitar bastante e em pleno Setembro, até que tinha bastante gente surfando por ali.

 

O que tem para conhecer na Ilha de Páscoa?

Aí sim, temos bastante coisa para falar. Apesar de ser pequena, de ter apenas 18km no maior eixo e de possuir uma grande área protegida em que o trânsito de veículos é proibido, há tantos pontos de interesse que dá para passar uma semana tranquilo conhecendo todos eles. Vou separar as atrações por circuitos que dá para fazer em meio-dia.

 

1) Orongo / Rano Kau / Ana Kai Tengata

Saindo de Hanga Roa (o centro), pegue a estrada que está a direita do Aeroporto e siga rumo ao vulcão. São 6km de estrada de terra bem conservada, ou 3,5km pela trilha demarcada em amarelo no mapa abaixo. Reserve 4-6h para esse passeio, seja por conta própria ou por agência.


Visualizar Rano Kau em um mapa maior

Logo no início, a caverna Ana Kai Tangata tem petroglifos (demarcações simbólicas nas pedras), com símbolos que remetem a manutara, uma ave migratória que passa pelo região anualmente.

Placa indicando Ana Kai Tangata

Rano Kau, no final da trilha, tem uma das mais exóticas (e belas) crateras de vulcão do mundo, a gente caminhou um bocado na borda dele, uma experiência que rendeu boas fotos.

Rano Kau petroglifo da ilha de páscoa

E bem na borda do vulcão, numa área de preservação com cobrança de ingresso, está Orongo. Ali dá para conhecer a aldeia cerimonial reconstruída pelos arqueólogos, onde acontecia o ritual do homem-pássaro.

Orongo Construções Rapa Nui

Clique nos links para se informar mais sobre cada atração, que está descrita em um post à parte. Nós até temos fotos legais, mas as fotos do blog Phototravel 360 matam a pau. Aproveitem para dar uma conferida por lá também.

 

2) Rano Raraku / Fábrica de Moais / Ahu Tongariki

Saindo de Hanga Roa pela estrada sul, à beira mar, você chega até o Ahu Tongariki, a plataforma cerimonial restaurada, com os seus 15 moais de pé.

Rano Raraku e Tongariki

É uma coisa impressionante de se ver, principalmente no nascer do Sol, um dos passeios vendidos, inclusive pelas operadoras locais.

Ahu Tongariki - Ilha de Páscoa

Bem do lado (acesso por estrada de terra), fica a Fábrica de Moais, uma pedreira na face externa do vulcão Rano Raraku, cheia de moais em diversos estágios de construção. É uma das únicas atrações em que há cobrança de ingresso (assim como Orongo), e é o lugar mais legal de visitar em toda a ilha.

Ilha de Páscoa Rano Raraku

Além das dezenas de moais espalhados por todos os lados, dá ainda para visitar a cratera do vulcão (o lado de dentro), uma das paisagens mais lindas da ilha, na minha opinião. Reserve também umas 4 horas para fazer esse passeio com tranquilidade.

Rano Raraku vegetação flutuante

 

3) O Setor Akivi / Ana Te Pahu / Ana Kakenga

Outro roteiro que leva umas 4-6 horas para ser percorrido, dependendo das condições da estrada. Comece visitando o solitário Ahu Uri A Urenga, logo no início da estrada (horrível) que vai até o Ahu Akivi. Depois, siga até Puna Pau, o vulcãozinho de onde eles extraíram a rocha que servia para fabricar o pukao (o chapéu dos moais).

Puna Pau Pukao quase pronto

Logo, você estará ao lado do Ahu Akivi, uma linda plataforma onde estão os únicos moais de toda a ilha de Páscoa que olham na direção do mar.

ahu akivi - moais da ilha de páscoa

Indo rumo oeste, você passará pelo labirinto de cavernas de Ana Te Pahu, que vale uma visitinha rápida para imaginar como os Rapa Nui faziam para viver ali dentro, na era das guerras tribais.

Caverna Ana Te Pahu - Ilha de Pascoa

A estrada termina na beira-mar, onde está o Ahu Te Peu. Seguindo de volta a Hanga Roa pelo trecho mais esburacado que existe em toda a Ilha de Páscoa, você passará por Ana Kakenga, a famosa caverna das duas “ventanas”, bem em frente de uma ilhota. A gente, infelizmente, passou batido sem saber que ali tinha algo de interessante para ver.

O final dessa estrada é no complexo Tahai, já pertinho de Hanga Roa. Clicando nos links você vai ter acessos aos posts que falam de cada atração dessas.

Circuito Akivi

 

4) Anakena / Ovahe / Umbigo do Mundo / Papa Vaka

Esse roteiro pode demorar mais ou menos, conforme o tempo que você dedicar indo para a praia. Anakena é obviamente, o lugar mais indicado para esticar a canga e até para uma refeição. Tem até dois ahu (plataformas) por lá. Em um deles, vários moais com pukao e em outro ahu, um moais solitário.

anakena ahu nau nau

Ovahe é uma praia que fica do ladinho de Anakena e vale dar uma conferida. Bem pertinho também, no caminho para o Ahu Tongariki, está o Umbigo do Mundo, ao lado do Ahu Te Pito Kura, onde jaz caído e quebrado o maior moai já erguido em toda Rapa Nui. As propriedades magnéticas da rocha atraem uma horda de turistas.

Umbigo do Mundo Ilha de Páscoa energia

E um pouco antes de chegar em Tongariki, há mais petroglifos, numa trilha auto-interpretativa guiada por várias placas informativas. O lugar se chama Papa-Vaka.

Anakena e Umbigo do Mundo

 

5) Caçando os Moais caídos

Fizemos um post completo explicando todos os moais que conseguimos localizar em Rapa Nui. Mas para facilitar sua vida, aqui neste guia da Ilha de Páscoa, indicamos só os que mais valem a visita.

akahanga e ura uranga te mahina

Estes estão marcados no mapa abaixo: Vinapu, onde o ahu (a plataforma cerimonial) está muito bem preservad0, e possui ruínas de casas Rapa Nui; o complexo Vaihu, um dos mais fáceis de encontrar, com um moai solitário bem ao lado da estrada e o Akahanga, bem ao lado de uma vila de pescadores. Estes são os mais grandiosos, mas em todos eles as estátuas estão com a cara esborrachada no chão.

moais caídos

Se você só passar rapidamente por eles, pode emendar com o passeio número 4 (até Anakena) para completar as 4-6 horas desse tour. Se quiser procurar ahu por ahu, mesmo que não tenha nada demais, só para completar a sua coleção como nós fizemos, prepare-se para gastar 4 horas só nisso!

 

6) Trilha para Teravaka

Teravaka é o ponto mais alto da Ilha de Páscoa e para chegar até lá só por trilha, bike ou a cavalo (as agências locais vendem o passeio a cavalo, mas não fizemos). A subida leva cerca de 1:30h a pé, mas há várias crateras lá em cima para serem visitadas. Portanto, programe 4-6 horas aqui também.

Teravaka paisagem

 

7) Hanga Roa / Complexo Tahai

Em Hanga Roa, há alguns pontos turísticos interessantes, como os Ahu que ficam bem no centro e alguns moais de concreto (decorativos) em frente ao Vai Te Mihi (onde também há shows folclóricos). O mais legal mesmo é o complexo Tahai, com três ahus e a vista para o pôr do Sol.

Complexo Ahu Tahai - Ilha de Páscoa

Nós não tivemos a sorte de poder fotografá-los nessa hora mágica, mas por outro lado, conseguimos clicar uns gringos que estavam se casando à moda Rapa Nui no lugar. A cerimônia estava sendo conduzida por um sacerdote nativo, segundo os costumes locais. Esse tipo de experiência (entre outras) pode ser contratado com o mesmo pessoal que fez o show folclórico Te Ra’ai.

Casamento Rapa Nui em Tahai

Outra coisa legal, mas que não conseguimos conhecer, foi o museu da ilha. Fica bem perto do complexo Tahai (uma pernada boa para quem estava hospedado perto do aeroporto). Durante a nossa estadia ele ficou fechado (pelo menos assim nos disseram).

 

Pessoal, acho que esse é o fim do nosso guia. Pode ser que, apesar de termos falado bastante coisa, ainda haja dúvidas que saibamos responder. Então por favor, usem e abusem da caixa de comentários abaixo!

andarilhos do mundo banner ilha de páscoa

Para acessar todos os nossos posts sobre a Ilha de Páscoa, é só clicar no banner acima. Outros blogs legais que também falam da Ilha de Páscoa:

Phototravel 360 | Rascunho de Viagens | A Fragata Surprise | Janela ou Corredor
Rodando pelo Mundo | Pelo Mundo

* Uma cortesia CupoNation, ou seja, esse link foi patrocinado!

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:116
Posts Relacionados:
04
Mar
2013
116 comentários
  1. Edson Maiero
    04/03/2013

    Gleiber,

    Sacanagem, cada vez que vejo um post de vocês sobre a Ilha de Páscoa eu penso: “ferrou! Como vou escrever um post para competir com estes caras!”. Muito bom, adorei.

    • Estamos juntos nessa, companheiro! Ou acha que eu tenho alguma pretensão de competir contigo com as suas imagens, hein? kkkkk Valeu, grande Edson!

  2. Ficou showwww! A série tá perfeita! ;D
    Esse é o post que facilmente vai virar referência para quem quiser ir para a ilha.
    Vou indicar sempre ele para meus amigos.
    Parabens! 😀

  3. Vladimir Campos
    05/03/2013

    Muito legal o post! Me senti transportado de volta para a ilha! Só que eu não aluguei um carro. Fiz todo o percurso de bicicleta. É uma alternativa legal para os mais esportivos 🙂 A propósito, a quem interessar possa, escrevi um livro narrando toda minha aventura na ilha: http://vladcampos.com/livros/rapa_nui/

    • Poxa, que legal o teu livro!!! Uma viagem para um lugar tão mágico como Rapa Nui é realmente inspiradora! Abraços e obrigado pela visita!

    • Thiago
      28/01/2014

      Ola Vladimir!
      Estou muito interessado em fazer meus passeios pela Ilha de Páscoa de bike msm.
      É possível fazer todos estes passeios citados no post de bike?
      Pq alguns eu vi que seria bom deixar reservado de 4 a 6 horas por dia, mas creio que seja contando o trajeto de jipe, hehehehe…
      Meu preparo para tal não está longe de ser ruim, mas também não está aquela maravilha, hahahahaha.
      Se minha dúvida estiver no seu livro, faço questão de comprá-lo.

      Abraços!

      • Oi Thiago,
        Cara… Meu nome é Gleiber e eu não escrevi nenhum livro sobre a ilha de Páscoa… kkkkk
        O nosso guia é esse artigo online mesmo, gratuito e livre para você ler onde quiser!
        Sobre fazer a Ilha de Páscoa de bike, dá sim, com certeza. Alguns pontos há subidas, mas a ilha é praticamente plana próxima ao litoral. Então só vai dar um pouco mais de trabalho quando for visitar os “vulcões”: Rano Kao e Teravaka, principalmente. Mas se você tirar 6-7 dias para a ilha, dá para conhecer TUDO de bike e com calma! Vai por mim, é uma das melhores formas de explorá-la. Muita gente faz isso. O ruim é só quando chove, e quase sempre chove… :/
        Abração

  4. Fernando
    05/03/2013

    Parabéns pelo trabalho. Estou indo para Ilha de Páscoa daqui a algumas semanas, e as postagens de vocês me ajudaram muito a planejar melhor a viagem.

    Um abraço!

  5. Fernando
    05/03/2013

    E outra coisa: a LAN cancelou o voo que vinha de Lima. Agora só a partir de Santiago e, se não me engando, do Tahiti.

    • Jura? Nossa… Foi justamente o voo que pegamos para ir à ilha! Mas sabe se o cancelamento é definitivo ou temporário?

      • Fernando
        06/03/2013

        Não sei te informar, mas aparentemente é definitivo. Os últimos voos regulares terminaram agora na 1ª semana de março.
        Meu voo sairia direto de Lima. Agora vai o trecho vai ser Guarulhos-Lima-Santiago-Hanga Roa.

  6. Rafael
    05/03/2013

    Muito bacana esse apanhado para finalizar a série.
    Você sabe de algo sobre o aluguel de bike na ilha? Eu consideraria bastante essa opção ao invés de 4×4 quando eu for e estiver disponível. Apesar das subidas… hehehe

    • Siiiim! Há essa opção de alugar bike sim, e também de quadriciclos. Nos dias em que estávamos lá, sempre choveu, o que atrapalha um pouco os passeios, hehehehe. Mas grande parte da ilha é muito plana, como por exemplo o trajeto Hanga Roa – Anakena e Hanga Roa – Tongariki. Abração e boa sorte!

  7. Patrícia
    05/03/2013

    Iorana Galera,
    Acabei de voltar da Ilha…passei uma semana incrível la!!!

    Bike recomendo só pra quem tem muiiiiiiiiita disposição, pois venta muito na ilha, os trechos são bem longos e o sol é de matar.

    A diferença do fuso são 2hs…3hs somente quando estamos no horário de verão aqui no Brasil.

    Uma pena vcs terem perdido a Ana Kakenga…é incrível a vista de la!
    Qt a Ovahe, recomendo só uma olhadinha….a correnteza é forte e a praia é repleta de corais…fora o barranco que parece q vai despencar a qualquer momento!

    Quem ainda não foi a ilha recomendo, alem de tudo já dito aqui pelo blog, ver o sol nascer em Tongariki e o por do sol no Tahai; nadar com as tartarugas nas piscinas artificiais no centro( Pea Hanga Rio Rio e Hanga O’UA), tomar os sorvetes do PEA.

    Ah..levar clorin para purificar a água da torneira que já é própria pra consumo….mas vai saber. O litro de água la sai mais ou menos R$7,00. Filtro solar 50 pra cima, óculos escuros,garrafa com água e chapéu sempre.

    • Dicas de ouro, Patrícia!
      Quanto ao fuso horário: acontece que agora nós já saímos do nosso horário de verão e o deles vai ainda até o fim de Março. Por isso que a diferença está só de 3 horas.
      E sobre Ovahe, bem, a gente nem sequer chegou a ver a praia (descemos do carro e não “achamos” porque quando fomos até lá pensávamos que era um ahu, kkkkkk).
      Você jura que viu as tartarugas??? Nos falaram delas e a gente não acreditou. Quando fomos, em Setembro, o clima não era de verão para tomar banho nessas piscinas, então só entramos no mar em Anakena mesmo.
      E muito obrigado pela contribuição! 🙂

  8. Gleiber, maravilhoso como sempre. Imagina que já havia indicado vocês por conta da viagem para a Ilha antes desse post. Agora com tudo mastigadinho ficou especial. Abraços.

  9. Muito legal o roteiro, Gleiber!
    Acho que nosso próximo destino internacional será Santiago + Ilha de Páscoa e fatalmente vou usar suas dicas. Pra fazer essas duas cidades, quantos dias você sugeriria?
    Ótimo post, parabéns!
    Abraços!

    • Cara, pelo menos uns 4 dias para Rapa Nui e uns 3-4 dias para Santiago. Se tiver mais dias livres, bota na Ilha de Páscoa…

  10. Caraca Gleiber,

    Ficou show mesmo…agora ninguém precisa de outra fonte quando for pesquisar sobre a Ilha de Páscoa.

    PARABÉNS!!! Abração

  11. Jodrian Freitas
    14/03/2013

    Quando a gente for à Ilha de Páscoa, já sei exatamente onde fazer as consultas para planejar a viagem. Excelente. Parabéns
    Abraços
    Jodrian

  12. Tiago
    18/03/2013

    Muito show o relato, completo e bem ilustrado.
    Estou indo para lá mês que vem e utilizarei várias de suas dicas.
    Pelo o que eu vi as coisas são bastante caras por lá.
    Existem passeios fechados por lá que guias levam as pessoas até os parques de carro (em torno de U$ 30), fiquei curioso para saber se além dessa taxa dos guias ainda precisamos pagar a entrada de U$50 para os parques? Essa entrada é válida apenas para um dia?

    abraço

    • Realmente, lá tudo é muito caro. Sobre a entrada para os parques, com certeza deve ser paga à parte do traslado com guia. Por esse preço (US$ 50,00, desde que compre no aeroporto) você tem direito de entrar uma vez em cada um dos parques (Orongo e Rano Raraku) dentro de um período de 5 dias (ou eram 7?).

  13. Tcharaaaaaaaaaaaamm… Surprise!!! Estou devorando seus posts, acabei de emitir as passagens para a Ilha da Páscoa, estou indo no final de maio. Está completíssimo isso aqui Gleiber! Vou já te encher de perguntas…. Beijão

    • Fique à vontade para perguntar bastante, Érika! Adoro! Tenho certeza que você vai adorar a ilha! É um lugar mágico.

  14. Gleiber, adoreeeeeei!!
    Tô devorando todos seus posts! Delícia!
    Vou com a Érika pra lá no final de maio! Resolvemos ontem e já tô numa ansiedade louca pra chegar logo!! 🙂
    bjo

    • Que legal! Mais ainda que vocês vão juntas! Vejam se descobrem umas dicas sobre restaurantes e barzinhos legais, que essa parte a gente não visitou, ehehehehhe. Depois estão convidadas para escreverem um guest post para botarmos aqui, hein? Beijão e já estou curioso de ver como vai ser a viagem de vocês!

  15. Pois é, vai ser ótimo! 🙂
    Ahhh.. pode deixar que vamos, sim, descobrir todos os bares da ilha, né Érika? haha
    Convite aceito! E pode deixar que contaremos tudinho na volta!
    bjo

  16. Adélia Fernandes
    01/04/2013

    Olá, adorei seus posts, estou indo agora final de abril pra Páscoa e foram muito esclarecedores!!

    Você acha bom levar dólar ou peso chileno? ou ambos??

    • Se você vai levar direto do Brasil, com certeza leve dólares. Não vale a pena comprar pesos chilenos por aqui. Se quiser trocar seus dólares comprados no Brasil por peso chileno em Santiago (para daí levar para a ilha de Páscoa), pesquise bem até encontrar uma boa cotação e vai valer mais a pena fazer assim do que trocar pagar as coisas em dólares na ilha.

  17. Karina
    04/04/2013

    Oi, Gleiber. Vi que gastaram 400.000 totais nos 4 dias de viagem. Pergunta: alugaram carro em quantos desses dias? Aceitam pagamento em cartão no aluguel, certo? — não cogito fazer saque.

    Vou com meu namorado semana que vem e estou me descabelando para calcular quanto levar em pesos. Teremos que comprá-los no aeroporto de Santiago e encarar o câmbio ruim mesmo =/
    Ficaremos 5 dias/4 noites. De hospedagem serão 200.000. Tô pensando em garantir os mesmos 400.000 em dinheiro, incluindo a hospedagem, e lançar mão do cartão no que der/precisar.

    A série de postagens está ótima. Se puder dar mais essa ajuda, agradeço muito =)

    • Pagamos 3 diárias de aluguel de carro. No primeiro dia, pagamos a taxa mais cara, porque só tinha aquele único veículo disponível (na Oceanic não tinha nenhum e na Insular era o último!). Então pagamos 60.000 por um dia e 40.000 por dia nos outros dois dias (deixamos reservado). O carro de 35.000 nós não conseguimos pegar. Vocês podem alugar o carro apenas por 2 dias se quiserem economizar e não perder tanto tempo fotografando (e procurando) cada ahu, como a gente fez (fizemos mais pelo blog mesmo!). Agora, se vocês quiserem passar um dia na praia (em Anakena), vale tirar um dia só para isso e alugar por 3 dias mesmo (como fizemos).

      Outra dica. Entre trocar dólares por pesos chilenos no aeroporto e pagar as coisas em dólar na ilha, eu ACHO (veja bem, só ACHO) que deve compensar mais pagar as coisas em dólar na ilha. Minha dica => leve mais da metade do dinheiro, ou seja, ao menos o valor da hospedagem em dólar mesmo (o hotel aceita como pagamento com certeza).

      E, olha, a gente gastou 400.000 AO TODO, mas excetuando a hospedagem, hein? E ficamos só 4 dias (3 noites). Então, cogite gastar um pouco mais do que esse valor que vocês vão levar no cartão de crédito (por exemplo, podem pagar o aluguel do carro no cartão – porque sim, eles aceitam CC para o aluguel).

      Espero ter ajudado, hein? 🙂

  18. Karina
    04/04/2013

    Ahhhhh… lá no comentário vc incluiu a hospedagem no cálculo (“Sacamos 400.000 pesos chilenos para 4 dias (e três noites) e gastamos TUDO em duas pessoas. Com esse dinheiro cobrimos todas as despesas, incluindo hotel, aluguel de carro, show típico, gasolina e restaurantes.”), por isso minha conta não estava batendo! rs

    estou tentando descobrir quanto está o câmbio no aeroporto pra decidir se compensa comprar o peso aqui, lá ou levar dólar mesmo.

    muito obrigada, deu uma clareada sim! =)

    • Agora me confundi. Lembro de ter pago uma parte da hospedagem em dólares e outra parte em pesos porque não tinha dólares o suficiente. Mas pelo que lembro, só tinha faltado um pouquinho, hehehehehe. Mas de uma coisa tenho certeza: só saquei pesos uma única vez, foram os 400.000 (no bendito caixa eletrônico que só aceita Mastercard) e não precisei sacar mais nenhum centavo. Mas se botei alguma coisinha no cartão de crédito eu não lembro. Agora, quanto à hospedagem… Queria me lembrar quanto exatamente gastei desses 400.000, mas não consigo! Me perdoa? :/

  19. Karina
    05/04/2013

    kkkkkkkkk sem problemas, imagina! com base nos valores em pesos e dólares cobrados pelo hostel, estou quase me convencendo a levar dólares mesmo. Mas ainda estou na missão de tentar descobrir o câmbio do aeroporto.

    No final das contas, vou garantir em espécie a hospedagem e mais um montante. De resto, vai cartão mesmo. vou parar de quebrar cabeça com isso rsrsrs
    obrigadão de novo!

  20. Nelson Bronca
    08/04/2013

    Olá! parabéns pelo blog. Como já foi falado, é mesmo uma referencia prá quem quer ir prá Ilha de Páscoa. Vou na metade de maio, com mais duas pessoas. Na minha conta, o custo aluguel de carro se torna mais vantajoso do que comprar os passeios para 3 pessoas. Ou não? Além disso, claro, a liberdade de ir prá onde e quando quiser. Mas, consultando as locadoras de lá, elas me deixaram uma dúvida que espero vocês possam esclarecer. Perguntei sobre se as tarifas incluíam seguros, etc., e me responderam que lá não existe seguro, que a gente deixa o cartão de crédito como garantia. Isso quer dizer que se acontecer algum problema com o carro a conta fica toda minha? Complicado, né…Agradeço seu comentário sobre isso. Abraços

    • Pense num lugar de 4.000 habitantes no fim do mundo… A Ilha de Páscoa é assim, Nelson. Muito dificilmente você vá se envolver num acidente rodoviário (tipo, passa um carro a cada 10 minutos naquelas estradas) e se o carro resolver pifar, a culpa não será sua. Sério… A coisa lá é assim mesmo… A gente se estressou um pouco no início com essa coisa do seguro, depois entendemos que lá algumas coisas ainda são do jeito como eram antigamente.

  21. Nelson Bronca
    09/04/2013

    Valeu pela sua atenção! Vou considerar sua opinião, e farei a reserva do carro, sim. Será que em dois dias de carro dá prá fazer aqueles 3 passeios, que você menciona como “os que todo mundo faz”, e ainda sem a pressa típica dos programas de grupos?

    • Com certeza, Nelson! Dá para fazer os passeios 1 e 2 em um dia e o passeio 3 no outro (se vocês não forem ficar de bobeira na praia o dia inteiro, dá para ir ainda em Anakena de manhã e fazer o passeio 3 à tarde, terminando com um lindo por do Sol em Tahai). Depois nos conte como foi, hein?

  22. Milene Faria
    15/04/2013

    Os restaurantes La Taverne du Pecheur, La Kaleta e Te Moana são bons.
    Fui ao museu. Pequeno, mas interessante, tem até um moai que dizem ser o único do sexo feminino.
    Fiz passeio de barco até as Motu com Tito Atan Expediciones. Vc pode mergulhar perto das ilhas, ou não.
    A praia de Ovahe está perigosa para banho porque o paredão de pedra está desmoronando aos poucos. Só tinha um casal no mar, apesar da placa avisando sobre o perigo.
    Anakena é a praia da ilha!
    Vi as crateras dos vulcões Rano Kau, Rano Raraku e Terevaka. Os comentários de vcs sobre os vulcões me fizeram escolher estes 3 para subir.
    Fui aos shows do Kari Kari e do Te ra’ai. Gostei dos dois. O segundo tem um jantar com o curanto. O Te ra ‘ai é de uma brasileira de Cuiabá e de um Rapa Nui. São casados e ela já está na ilha há uns dezoito anos.
    Fiquei sete dias na ilha e curti muito!

    • Olha só, galera! Graças à Milene, que compartilhou suas dicas conosco, o post ficou ainda mais completo! Obrigado, Milene!!!

  23. Karina
    22/04/2013

    Voltei da Ilha!! Aqui vai minha contribuição, que inicia com um forte conselho: definitivamente, NÃO comprem pesos no aeroporto de Santiago!!! Optei por comprar lá depois de ser informada do valor do câmbio, mas assim que avistei o guichê vi que fiz burrada por confiar que a informação estaria correta. Pagaram inacreditáveis e míseros 204 pesos por real. Fué, fué, fuém total, pois é.
    Já na Ilha, fiz um saque no cartão de crédito (BB Visa) que acabei de calcular quanto me custou. Considerando conversão, taxas de saque (de lá e daqui) e IOF, ainda assim ficou o equiavalente a 1 real x 222 pesos. Não cheguei a comparar preços cobrados em pesos e dólares na Ilha, mas muito possivelmente seria mesmo mais vantajoso levar dólares em vez dos pesos comprados no aeroporto.

    No final das contas, tirando o valor da hospedagem, em 5 dias meu namorado e eu consumimos 260.000 pesos (incluindo os ingressos comprados a 30.000 cada). Alugamos um carro na Oceanic por 3 dias com outras 3 pessoas. Pagando em dinheiro, a diária do modelo que seria de 50.000 caiu para 35.000.
    Refeição completa em restaurante bacana fizemos apenas uma, mas poderíamos ter esbanjado um pouco mais. Nos demais dias cozinhamos no hostel. À tarde, geralmente comíamos uma empanada (são bem servidas, média de 2.500 pesos) ou sanduíche e tomávamos um suco.
    Por opção, não assistimos aos shows de dança, acho muito “espetáculo pra turista ver”, mas todos com quem conversamos, que foram, gostaram.

    A Ilha tem uma paisagem linda, vale a visita mesmo pra quem não curte o aspecto arqueológico/cultural, embora Rapa Nui viva e sobreviva de sua história. Valeu demais a experiência =)

    • Nossa Karina, não tenho como agradecer por compartilhar sua viagem com a gente! Informações preciosíssimas, porque muita gente pergunta quanto as coisas custaram e eu não me lembrava mais, por exemplo, do preço da empanada, que nos salvou a pátria em umas duas refeições, por lá! A gente também sacou no cartão de crédito em pesos. É o que sempre fazemos, evita essa coisa de ficar pesquisando em casa de câmbio. Nem sempre é a melhor opção, mas na Ilha de Páscoa, pelo que tenho conversado, parece ser uma das melhores formas de ter dinheiro. Mas o que mais gostei é do seu comentário final. Também acho que Rapa Nui tem o dom de agradar a gregos e troianos! Bjos e mais uma vez obrigado!

  24. Mauricio Haddad
    28/04/2013

    Muito legal as dicas. Desembarcarei na ilha em 15/06. Estou muito na dúvida se contrato passeios ou se faço por contra própria de carro. Tenho medo de viajar para um lugar tão longe e não absorver bem a história do lugar, algo que não aconteceria com um guia.

    • Então… Esse é um dilema pertinente. A gente fez tudo por conta própria e ficamos sentindo falta de um guia…

      • Mauricio Haddad
        28/04/2013

        Obrigado. Na volta postarei minhas impressões. Abs

        • Belez, Mauricio! Ficaremos te aguardando ansiosos! Tomara que nossas dicas lhe sejam úteis.

  25. Simone
    01/05/2013

    Olá,
    Antes de tudo, parabéns pelo site! Está me ajudando bastante a montar meu roteiro! Acho interessante a idéia de alugar um carro, mas tenho algumas dúvidas quanto à lugares para estacionar por exemplo. O mirante do vulcão Rano Kau, por exemplo, tem onde parar o carro para apreciar e dar uma volta à pé ao redor do vulcão, como você disse que fez? Ou mesmo as estátuas dos Moais, ou outros lugares, tem onde deixar o carro e seguir a pé sem problemas? Tem algum lugar que seria mais proveitoso ir à pé, sem ter que se preocupar em estacionar o carro?

    • Simone, fique super tranquila! Tem lugar de sobra para parar o carro, onde você quiser! Na beira das estradas, há recuos ao lado de cada atração (geralmente). Quando não houver um “estacionamento”, dá para entrar com o carro em estradinhas laterais e deixar o carro por lá mesmo. Acredite, a ilha é um lugar muito sossegado, com muito pouca gente e com espaço de sobra para fazermos os passeios. Não tem essa de “não ter vaga”. Pelo contrário, o que aconteceu conosco foi praticamente não ter carros o suficiente para todos os turistas interessados. Na cidadezinha (Hanga Roa), acontece a mesma coisa, é muito fácil estacionar. Te garanto que essa preocupação você não precisa ter.

  26. Isabela
    12/05/2013

    Gleiber, olá! Parabéns pelo site! Então, 2 dúvidas: estou indo amanhã, me disseram que maio chove bastante, mas também li que chove todos os dias, mas durante um curto período, pois no geral, o sol brilha também todo dia. Sabe algo a respeito? Outra coisa: vale alugar carro todos os dias ou andar de bicicleta tem o diferencial? Obrigada!

    • A gente pegou chuva e sol forte tudo ao mesmo tempo, no mesmo dia. Como é uma ilha no meio do oceano, a instabilidade é uma característica marcante. Com certeza dá para fazer alguns passeios de bike sim. O Sandro é que ficou com preguiça, mas eu teria encarado com certeza. Tem muitas áreas planas (o caminho de Hanga Roa até Anakena, por exemplo) e nada é muito longe (a ilha é pequena!). Boa viagem.

  27. Leonardo Assumpção
    21/07/2013

    Prezado Gleiber, estou aqui de novo para tirar uma dúvida: estou indo no final de setembro para a Ilha e vou comprar os passeios por uma agência de turismo de lá, A dúvida seria: valeria a pena fazer um contato prévio com uma das agências para reservas ou posso arriscar a comprar os passeios quando lá chegar? Um amigo que foi em junho (aproveitando aquela promoção da Lan) comprou tudo lá no dia que chegou.

    • A gente não contratou passeios, no fim das contas, hehehe. Mas pode ficar tranquilo. Você vai entender assim que chegar à ilha, como o clima lá é tranquilo, sem estresse ou corre-corre. Como eles vivem do turismo, há muitas opções e acho difícil vocês chegarem lá e verem os passeios lotados. Com certeza, não há necessidade de reserva. 😉

  28. Leonardo Assumpção
    21/07/2013

    E para constar: agradeço muito a generosidade de vocês em montar um roteiro tão explicativo. Minha viagem está 101% baseada nos seus relatos, até o mesmo hotel eu escolhi. Optei em ficar 4 noites na Ilha, uma vez que vou no voo da Lan via Santiago então chegarei em Hanga Roa por volta das 13:30, perdendo meio dia de passeios. Parabéns pelo brilhante trabalho e depois eu conto aqui como foi a viagem a Rapa Nui.

    • Opa! Vou ficar no aguardo! 🙂 E quase ia esquecendo! Se você quer participar de alguma janta com dança temática, você PRECISA reservar assim que pisar na ilha. A gente por muito pouco não saiu lá de mãos abanando!

  29. Monica
    07/08/2013

    Gostei muito das dicas! Vc sabe qual a melhor epoca para ir?

    • A Ilha de Páscoa é boa o ano inteiro (e chove o ano inteiro). No nosso verão as temperaturas são mais agradáveis, mas não chega a fazer frio no inverno..

  30. Oi Glauber !
    Amei suas dicas para a Ilha de Páscoa. Estou indo para Santiago em 14/10 e pretendo ir para a ilha após 19/10. Detalhe, a amiga de viagem prefere outro roteiro ( Puerto Mont/ Puerto Varas ) e eu vou me aventurar solitariamente.
    É tranquilo essa época ? Que dicas interessantes pode me dar, visto que vou me aventurar sozinha ?
    Abcs

  31. Roberta Borsari
    06/10/2013

    Gleiber, parabéns pelo seu trabalho meticuloso e profissional. Seu site oferece todas as informações para quem deseja conhecer a ilha de Páscoa. Virei fã!!
    Gostaria de pegar mais algumas dicas com vc se não for abuso. =)
    – Vou viajar sozinha, sabe alguma informação sobre segurança no local? Por exemplo, se é seguro andar a pé a noite pela ilha? Fazer os passeios sozinha e tal…
    – Vou direto do Brasil passando pelo aeroporto de Santiago na madrugada. Não acho que não consigo comprar pesos por lá…É possível comprar os pesos na ilha? Sabe se pode ou compensa pagar tudo em dólar?
    – O Hotel Tupa, fica perto da rua principal, a ponto de poder fazer as coisas na vila a pé?
    – Gostaria de tirar algumas fotos mais profissionais, pois sou atleta de stand up e tenho um projeto onde visito ilhas para praticar o esporte (www.suptravessias.com.br). Acha que consigo contratar algum fotógrafo profissional lá?
    – Vi que vc foi em setembro, achei que seria mais fresco, mas pelo que vc falou pegou dias quentes lá, é isso? A ponto de pegar praia e nadar? Pergunto por que vou no final de outubro…
    Por fim quero agradecer pela sua excelente prestação de serviço a todos os viajantes. Conte com a recomendação do seu trabalho no meu site e para meus amigos tb! Parabéns!!!
    Abs, Roberta

    • Oi Roberta,
      Imagine uma cidadezinha muuuuuito pequena do interior. Assim é Hanga Roa. Dá para fazer TUDO a pé, sem o menor medo de violência.
      Sobre comprar pesos, pode comprar no aeroporto sim (mas as tarifas são horríveis). Muito provavelmente as tarifas de aeroporto e na Ilha sejam parecidas entre dolar x peso. Então, minha dica: compre dólares no Brasil e troque só um pouco no Aeroporto. O hotel, por exemplo, provavelmente aceitará dólares, aproveita para usar esta moeda.
      Em Outubro deve ter um clima parecido com Setembro. Sou acostumado com praias gaúchas, de água fria, então entrei no mar numa boa. Mas quem é acostumado com mar do Nordeste vai achar frio.
      Sobre a contratação de fotógrafos na Ilha, acho possível, mas acho que você não devia deixar para procurar só depois de chegar lá. Tente entrar nos sites das agências que fazem os passeios e já vá se informando. Minha dica, pergunte no site da Kia Koe: http://kiakoetour.cl/Port/index.html
      Obrigado pela referência e pelos elogios e boa sorte em sua viagem!

  32. Leonardo Assumpção
    15/10/2013

    Gleiber, voltei de Rapa Nui no dia 06 de outubro completamente em êxtase. Agradeço de coração sua generosidade em compartilhar dicas que foram preciosas para fazer desta a melhor viagem da minha vida! Que me desculpe Paris, Barcelona, Buenos Aires, Lisboa, Madrid, Santiago e tantas outras cidades que já visitei, mas existe algo de mágico na Ilha de Páscoa que só quem esteve lá sabe o que é. Maururu.

    • Concordo contigo. Eu nunca gosto das cidades grandes como gosto dos lugares pequenos e pitorescos desse mundo. A única exceção, por enquanto, é Londres, mas isso já é ooooutro assunto.

  33. Nivia
    17/12/2013

    Olá, gostei muito do seu site, a maneira como escreve é muito clara e objetiva (e divertida). Também tenho um site, mas estou começando agora (baby steps), mas escrevo por interesse particular: vou para Ilha de Páscoa no próximo ano!
    E tem uma questão que me incomodou: você fala logo no início que é possível ir para lá usando as milhas do programa fidelidade da TAM. Pode me ensinar como? Eu confesso que tentei de todo jeito e, no site, sequer aparece Ilha de Páscoa…rs…
    Abraços

    • Oi Nivia, obrigado. Torço para que o seu blog tenha uma longa vida e te renda bons frutos. Sobre a coisa das milhas, é porque a única companhia que voa para lá é a LAN. Logo, já que ela está em code-share com a TAM, se ainda não dá para voar para lá com milhas, mudar isso é apenas uma questão de tempo. Tente ligar para o call center do TAM Fidelidade. Já consegui voar para lugares que não aparecem no site ligando para eles (para Praga, por exemplo).

      • Nivia
        03/01/2014

        Olá, tudo bem? Feliz 2014!
        Segui sua sugestão e entrei em contato com o call center da Tam. Realmente, é possível usar os pontos Multiplus/Tam para viajar do Brasil para a Ilha de Páscoa. O problema é que, para variar, nunca conseguem fechar datas para viagem com pontos (e, consequentemente, não te falam quantos pontos seriam necessários). Eu não tive paciência de ligar todos os dias, como me foi sugerido pelo atendente do call center.
        Mas…nem tudo está perdido! Aproveitei uma baixa repentina nos preços, que aconteceu ontem ao meio dia, e consegui o aéreo Curitiba-Santiago-Curitiba por 40.000 pontos (uma hora antes, estava 55.000). E consegui o aéreo interno (incluindo Deserto do Atacama, Santiago e Ilha de Páscoa) por menos de R$ 2.000,00 (incrível, já que uma hora antes estava por R$ 4980,00). Então, fico feliz em dizer que irei para o Chile em junho!! E pode ter certeza que as dicas do teu blog irão comigo. Obrigada!

        • Oi Nivia! Viu? Falei que era possível!!! Mas é o tipo de possível impossível! kkkkkk Você fechou preços maravilhosos. Quando fomos também pegamos uma mega promoção. Havia voo de Lima para a Ilha (agora não existe mais) então pagamos Cuzco – Ilha de Páscoa – Lima pela metade do preço de Lima – Ilha – Lima. Incrível! Boa sorte e boa viagem. Vou ficar aguardando os posts lá no seu site!
          Abraços e Feliz 2014

  34. Paula Brum
    06/02/2014

    Adoro guias e adorei o de vocês. Muito legal, mesmo! Beijo!!

  35. Cássia Costa
    02/04/2014

    Estou partindo em maio para a Ilha de Páscoa, como sou estudante e tenho pouca grana, gostaria de saber algumas coisinhas, POR FAVOR, da galera que já foi:
    I. É mais fácil e mais barato comprar passagens já em Santiago ou daqui do Rio mesmo?
    II. Quanto está saindo a diária do hostel em reais, aproximadamente?
    III. Quanto deve estar saindo o aluguel do jipe?
    IV. Em quantos dias conhecemos os principais pontos?

    É SÓ ISSO, OBRIGADA MESMO GENTE!

    • 1) Deve ser mais barato comprar em uma agência em Santiago, é que o preço é diferenciado para chilenos e para brasileiros. A gente comprou pelo site da LAN, a partir do Brasil mesmo.
      2) Isso é melhor você conferir pelo Booking.com, você vai ver o preço real para a data que vai viajar, clique em: http://www.booking.com/region/cl/isla-de-pascua.pt-br.html?aid=364605
      3) Custava de 40.000 a 60.000 pesos por dia.
      4) A gente fez tudo o que queríamos em 4 dias.

  36. Vanuzia
    23/05/2014

    Bom diaa 😀
    Parabéns pelo site! muitoo bem organizado 😉
    Vou começar uma “aventurinha” no próximo dia 15/06 com uma amiga maluka kkkk

    Santiago- Deserto do Atacama e Ilha de Páscoa!! detalhe..pouca grana :/
    Estou com algumas dúvidas… Se puder ajudar, agradeço muitíssimo!

    1-Se chegar na ilha sem reserva de hostel, é possível encontrar um lugar bacana e BARATO? os campings são seguros e baratos no local?
    2- preciso da PID (liberação internacional de habilitação) para dirigis na ilha?
    3- como brasileira, consigo comprar a passagem mais barato em Santigo? Já vi as diferenças de preços…são muitooo mais baratos!

    Bom Acho que e só isso.. rsrs

    Obrigadaa Gleiber 🙂

    Grande abraço

    • Oi Vanuzia,
      Sobre suas dúvidas, lá vai:
      1) Lá tudo é muito seguro. Fique tranquila! Mas nada é barato, se prepare. Claro que campings são mais baratos que hotéis, mas eu não tenho lá muita coragem de chegar num lugar ermo como a Ilha de Páscoa sem algo reservado antes. Mas isso é pessoal meu, tem muita gente que também faz como vocês vão fazer!
      2) Não precisa. Relax
      3) Não sei sobre isso aí. Já li alguma coisa em outros blogs, e o meu conselho é: não custa nada tentar.
      Abração.

  37. Bruna
    19/06/2014

    Amei o site, muito bem escrito! Vou mergulhar nas informações! Obrigada.

  38. katia
    20/06/2014

    Oi Gleiber! Só faço minhas viagens depois que leio seus post, são incríveis! Mas tenho uma dúvida: Na Ilha de Páscoa não taxa de permanência como na Ilha de Fernando de Noronha? Se tiver, como é paga e quanto.
    Valeu.. beijussss
    Katia

  39. felipe
    25/06/2014

    quanto custa em reais uma viagem de mais ou menoss 4 dias?

  40. Ana
    07/07/2014

    Olá, gostaria de saber quantos dias seria ideal pra conhecer a Ilha?

  41. Gustavo
    20/07/2014

    Sensacional. Contando as horas pra conhecer esse lugar fantástico

  42. Adriana
    26/09/2014

    Boa Tarde Gleiber,

    Como vai?
    Você poderia me ajudar com algumas informações, por favor.
    Em Ana Kai Tangata, Ranu Kau, Orongo e nas plataformas, é cobrado um ingresso em cada lugar?
    Na sua opinião é mais vantajoso alugar um jipe ou andar de taxi?
    Quando é a alta temporada?
    Abraço
    Adriana

    • Oi Adriana
      Só é cobrada a entrada em Rano Raraku e em Orongo. O resto é tudo livre.
      Eu acho sempre mais cômodo estar motorizado. Há pouquíssimos táxis na ilha, eu não dependeria deles para tudo. Sobre a alta temporada, sabe que eu não sei qual é?
      Abraços.

  43. Jaqueline
    28/09/2014

    Pretendo conhecer a Ilha de Páscoa na semana antes do carnaval, e estou em dúvida se faço um pacote por aqui com uma agência, ou monto eu mesmo. Se puder me ajudar a esclarecer, agradeço.

    • Oi Jaqueline,
      Eu montei sozinho, não usei nenhuma agência. Mas eu gosto de fazer a programação e já tenho prática. A Ilha de Páscoa é um destino que costuma encarecer muito usando agência…
      Abraços

  44. Alex
    09/10/2014

    Olá Gleiber.

    To embarcando amanhã dia 10/10/14 e ficarei até 18/10/14, na realidade chego na ilha dia 11/10. Como sempre seu relato é fantástico e me deixa mais ancioso a cada hora de chegar nesse paraiso. Olha eu não dirijo e tentarei fazer tudo de bike alugada, será que nos 7 dias que ficarei lá será tranquilo ir aos lugares de bike? Abraços e obrigado.

    • Oi Alex
      Se você já pensou nisso, é porque deve ter preparo físico para tanto, né? A altitude máxima na ilha é ridícula, mas as estradas tem lá seus desníveis. As distâncias também não são grandes. Dá para fazer tudo nesses 7 dias. O problema é que a chuva pode atrapalhar e atrasar as coisas… E lá a chuva sempre é imprevisível. Boa sorte e depois conta para a gente como foi! Abração.

  45. Ana Bellé
    08/01/2015

    Gleiber
    Gostei muito do seu post!
    Pretendo ir à Ilha de Páscoa em abril. Mas tenho somente 4 dias, contando com a saída de Curitiba. Vale a pena ir, pois provavelmente só terei 2 dias na ilha. O que você me diz?

    • Oi Ana,
      Se é para realizar seu sonhos, dá sim, viu? Claro que é corrido, mas você conseguirá ver todos os pontos principais. Abraços e boa sorte.

  46. Luiz Fernando T. Filho
    11/01/2015

    Olá. Primeiramente quero parabenizá-los pelo site e, pricipalmente, pelo roteiro riquíssimo de detalhes sobre a ilha de Páscoa.
    Farei uma viagem de 40 dias pela América Latina e a ilha de Páscoa está inclusa no roteiro.
    Por lá, passarei em meados de abril/2015. Ficarei apenas 3 dias, sendo 2 inteiros e meio período no dia da chegada (à tarde) e saída (manhã).
    Ou seja, pouquíssimo tempo para explorar toda a ilha, como vocês fizeram.
    Estou indo para fotografar e por questões de composição e pouquíssimo tempo não posso errar em minhas escolhas.
    Gostaria, se possível, de um roteiro bem enxuto, com as principais e apenas estátuas inteiriças (por questão de composição fotográfica mesmo). Os vulcões e as poucas prais disponíveis. Estou abusando da boa vontade de vocês, mas o faço já que deixaram os seus leitores autorizados rsrs. Desde já, muito obrigado e mais uma vez, parabéns!

    • Oi Luiz,
      Esse roteiro que você pediu é mais fácil do que parece, ehehehe.
      No roteiro que montei no post, é só tirar foto a parte dos “moais caídos” (item 5) e Teravaka, que te toma muito tempo e não tem nada assim tão legal para fotografar. Pronto. Você vai a Orongo / Rano Kau num dia e em Rano Raraku / Tongariki no outro dia. Como esses dois passeios levam, cada um, só meio dia. Sobre praticamente um dia inteiro para todos os outros Moais inteiros (Akivi, Tahai e Anakena). Só torça para não chover, ehehehe

  47. Eduardo
    01/04/2015

    Olá…gostei muito do seu post…achei muito interessante e bem explicado…só não achei nada relacionada a valores…gostaria de saber quanto ficou essas 4 dias juntamente com as passagens para a ilha. Achei nos comentários apenas o valor +ou- de 500,00 reais por dia na ilha. Estou querendo fazer uma viagem para o Chile de uns 7 ou talvez 10 dias…a queria muito ir na ilha de Páscoa. Lembrando que minha esposa irá junto. Abraço.

    • Oi Eduardo,
      A gente não costuma postar valores, até porque os preços podem mudar, o dólar subir… A gente esteve lá em 2012, já faz um tempo.
      Mas prepare-se, é caro.
      Abraços

  48. Eda
    05/04/2015

    Bom dia, Gleiber!

    Parabéns pelas informações muito úteis e deliciosas de se ler e sonhar. Vou com maridão para IP em agosto. Passagens e hotel tudo arrumado. Estamos na faixa dos 60 e poucos anos e temos algumas dúvidas:
    1. Alugar um carro – é bem sinalizado? Se nos perdermos alguém nos achará? rsrsrs
    2. Alugar um taxi por um dia é mais barato do que o aluguel de 1 dia de carro?
    3. Quais os pratos típicos dos Rapa nui? Há perigo de se comer porquinho da india como no Peru?
    4.Tenho alguma chance de ver os “cozinheiros” nativos fazendo suas comidas típicas? Tipo aula show de gastronomia?
    Sempre desejando mais sucesso e VIVA A VIDA!

    • Oi Eda,
      A Ilha de Páscoa tém duas ou três estradas. É bem sinalizado e impossível de se perder! Não olhamos o preço do aluguel de um táxi, mas como há poucos na ilha, imagino que deva sair mais caro. Fiquem tranquilos que não correrão o risco de comer cuy (o porquinho da índia). Na verdade, no Peru também a gente só come cuy se quiser, né? Os “pratos” típicos da ilha são peixes e frutos do mar. E eles têm uma técnica de assar o peixe em pedras quentes e enterrado. A carne fica incrivelmente suculenta! Aula de gastronomia, infelizmente, não tem por lá. Mas esse peixe assado na hora você poderá ver nos shows de dança típica com janta.
      Abraços e boa sorte.

  49. Rafael
    18/04/2015

    Olá Gleiber,

    Estou pensando em ir em agosto para Ilha de Páscoa. Que tipo de roupa precisa levar pra lá? De frio? Calor?

    • Oi Rafael,
      A Ilha de Páscoa tem uma temperatura com pouca oscilação ao longo do ano, entre 15-25 graus. Não é calor, mas também não faz aquele frio de verdade.
      Abraços.

  50. Laura
    07/06/2015

    Muito legal o post! Vou em julho e estou montando o roteiro! Abracos!

  51. Rita
    13/10/2015

    Oi Gleiber! Primeiro peciso dizer q o seu post é bem interessante e mto bem escrito. Iremos (6 pessoas) ao Chile em fevereiro/2016 no período de Carnaval, ou seja, uns 10 dias no total, com a intenção de visitar o Deserto do Atacama e tb à Ilha de Páscoa, vc acha q dá tempo? Qual a sua opnião com relação ao roteiro, primeiro a ilha ou o deserto? Qtos dias eu reservo para cada lugar? Indica algum hotel? Mto obriagada. Rita

    • Oi Rita,
      Acho que em 10 dias não compensa ir à Ilha de Páscoa não. Os deslocamentos são longos e recomenda-se ao menos 4 dias só na Ilha. Vá para Atacama e deixe os outros dias para Santiago.
      Abraços.

  52. geovanna
    28/04/2016

    quero ir nessa ilha de pascoa em maio eu espero q seja bem legal mas eu queria saber o preso pra ir na ilha vcs podem mim ajudar obg vlw site andarilhos do mundo

  53. IAN
    27/06/2016

    Parabéns pelo conteúdo e organização. Eu e minha esposa pretendemos ir para a Ilha em julho. Podemos ficar 5 ou 7 dias, mas temo não ter o que fazer em 7 dias. Já viajamos muito, inclusive já ficamos nos 2 hotéis Explora, um em Torres Del Pane e outro no Atacama. Nossa penúltima viagem foi para o Hawaii e a última para Espanha. Você pode indicar um roteiro e um hotel tipo Explora? Por conta da desvalorização do real frente ao dólar o Explora está mais que o triplo da média dos hotéis da Ilha. Tenho 52 anos e minha esposa 48. Você percebeu alguma infraestrutura para emergências médicas? Obrigado.

    • Oi IAN,
      A ilha tem um hospital para emergências
      E 7 dias pode ser muito tempo mesmo. Mas depende muito do ritmo de cada um. Nós que somos ligeirinhos ficaríamos entediados, eu acho.
      Sobre hotéis, a gente sempre usa o Booking.com, já olharam?
      Abraços.

  54. Viviane
    17/07/2016

    Olá Gleiber,
    Eu e meu noivo estamos nos programando para nossa lua de mel no Tahiti. Vimos que tem um voo que sai de Santiago de 9:00 da manhã e chega na Ilha de Páscoa às 12:45, partindo para Papeete às 23:00 do mesmo dia. O que você sugere para conhecer na ilha neste período entre 13:00 e 21:00? Existe algum passeio turístico?
    Obrigada e parabéns pela postagem!

    • Oi Viviane,
      Há como contratar passeios sim. Mas a maioria das agências de lá vendem passeios de dia inteiro começando de manhã. Como você tem pouco tempo e é difícil achar os sites para fazer reservas com antecedência, minha dica é chegar lá e conversar com um taxista para te levar ou para te levar a uma agência. Daí vocês negociam na hora. Com certeza você consegue fazer um tour sim. Nem que seja para Rano Raraku, que é o lugar mais bonito.
      Abraços.

      • Viviane
        27/07/2016

        Muito obrigado, Gleiber! Vamos fazer isto então! Contratamos um táxi e ele mesmo pode fazer nosso tour ou sairia mais em conta em uma agência? Além do Rano Raraku, quais outros lugares que você daria prioridade? Porque se der tempo, iríamos para outro ponto turístico.
        Valeu!

        • Acho que o táxi mesmo deve dar certo. Rano Raraku é ótimo no por do Sol, até porque o Ahu Tongariki está ali do ladinho (veja no post). Se quiserem ver Anakena, a praia de areia é legal também, mas antes de anoitecer, né? O melhor por do sol de todos é perto do centro mesmo, no complexo Tahai (veja no post também). Não sei se daria tempo para Orongo, mas lá é lindo também. Ou seja, dê uma boa lida no blog para saber o que ficou mais com vontade, hehehe.
          Abraços.

  55. Viviane
    29/07/2016

    Vou dar uma lida em todos os seus posts para fazer um miniroteiro com o taxi! Muito obrigada pelas dicas! Foram essenciais!

  56. Ana Cristina
    24/08/2016

    Olá Gleiber, uma dúvida: li em algum lugar que domingo é um dia morto lá,as coisas fecham e tal, dá pra fazer passeio e tour? o que fecha é só o comércio? obrigada.
    Ana

    • Ih Ana,
      Vou ficar te devendo essa informação. Nem me lembro o dia que fomos lá e como alugamos carro para fazer os passeios, não senti falta de nada.
      Abraços.

  57. Danielle Rodrigues
    31/12/2016

    Olá!!! Estou montando meu roteiro de viagem para o Chile no mês de abril em 2017, o qual inclui turismo por Santiago, Deserto do Atacama e o motivo de todas as minhas dúvidas ::sos:: ILHA DE PÁSCOA!
    Quero conhecer esse destino incrível no dia do meu aniversário, e tenho disponível apenas estes dias:
    20.04
    13h: Chegada a Ilha de Páscoa
    21.04
    Passeios
    22.04
    14h50 Retorno a Ilha de Páscoa

    Preciso de ajuda de quem já foi na Ilha, pois ainda não tenho carta de motorista e gostaria de saber duas coisas:
    1. É possível fazer quais passeios a pé, quais? Quanto tempo vou gastar?
    2. Vocês que já viajaram, quais passeios/duração eu conseguirei fazer para estes dias que tenho?

    O destino é incrível, mas igualmente caro, mas quero muito fazer, e não separei mais dias, pois não quero fazer todoooos os passeios, penso em:
    – Praia Anakena
    – Ahu Tongariki
    – Fábrica de Moais
    – Ahu Akivi
    – Museu da Ilha

    Agradeço imensamente toda e qualquer ajuda.

    • Oi Danielle, pegue uma excursão que te leve para passear nesse seu dia 21/04. O tour vai te levar para todos esses lugares, incluindo Orongo. Porque tudo é muito próximo de carro lá. Para ir a pé só mesmo o museu e o Ahu Tahai.
      Abraços.