A Fábrica de Moais da Ilha de Páscoa

A fábrica de moais é a principal atração da Ilha de Páscoa. É simplesmente aquele lugar que a gente imagina conhecer quando planeja viajar para lá. Quando você olhar para as fotografias, de cara vai reconhecer: “Nossa, quando se fala em Ilha de Páscoa, são essas imagens que me vêm à cabeça”.

Ilha de Páscoa Rano Raraku

Então, sem mais delongas, um festival das melhores fotos que tiramos, no melhor lugar para tirar fotos na Ilha de Páscoa. Com vocês: Rano Raraku, a fábrica de moais.

 

Para tudo, Gleiber! Rano Raraku? Eu ando acompanhando bem os seus posts e vi que você já falou sobre esse lugar.  Rano Raraku não é um dos vulcões da Ilha de Páscoa?

Placa para Rano Raraku

Rano Raraku: o que é e onde fica?

Exatamente! Rano Raraku é o nome de um vulcão que fica na região leste da Ilha. O asfalto leva até bem pertinho, justamente a estrada que liga Hanga Roa (o centro) até o Ahu Tongariki, que é aquela famosa plataforma onde estão 15 moais de pé, de costas para o mar (outro dos lugares mais icônicos da ilha).

onde fica rano rarakuFonte: Wikipedia

As placas indicam direitinho o caminho até a entrada de Rano Raraku, onde há um centro de visitantes, guarita e guarda-parques para combrar o seu ingresso.

Horários de visita ao vulcão Rano Raraku

Sim! A entrada em Rano Raraku é paga com o mesmo ticket que dá ingresso a Orongo. O bilhete custa US$ 50,00 se comprado no aeroporto e inflaciona para US$ 60,00 se você deixar para comprar na bilheteria do parque. #ficadica

Mas, olhando de longe o vulcão de Rano Raraku parece só uma montanha. Bem, de modo algum é uma montanha qualquer, entretanto. Desde a estrada já dá para ver que há dezenas de moais (aquelas imensas estátuas de pedra) fincadas no gramado verdinho.

Vulcão visto ao longe Ilha de Páscoa

Por muito pouco a gente não visitou só a parte “de fora” da montanha, já que o nosso interesse principal ali eram justamente os moais. Só que como eu já escrevi no post que fala sobre o vulcão de Rano Raraku, a paisagem do lado “de dentro” é igualmente imperdível. Para mim, um dos cenários naturais mais lindos de toda a ilha.

Rano Raraku interior do vulcaoLado de dentro do vulcão

Então vê se não marca bobeira! Depois de mostrar seu ingresso e começar a trilha para visitar o vulcão, lembre-se: trilha da direita – fábrica de moais; trilha da esquerda – cratera de Rano Raraku.

 

Fábrica de Moais?

Exatamente! A rocha que existe ali é justamente o tipo de material escolhido pelos Rapa Nui para ser transformado em Moais. De algum modo eles descobriram que a rocha que brotava deste vulcão era mais maleável e poderia ser esculpida usando as rochas mais duras que estão em outras partes da ilha.

Rano Raraku Moais

Primeiro eles iam delimitando as bordas do futuro moai, escavando o seu entorno. Enquanto isso, outros provavelmente estava já esculpindo o nariz e o queixo das estátuas. Quando estava tudo pronto, eles arrancavam a pedra do seu leito natural e a deixavam em pé para que se esculpisse o dorso. Depois era “só” levar o trambolho até a beira-mar.

Rano Raraku fabrica de moais

A gente vê moais em todos os estágios possíveis e imagináveis. Tem até uns “pukao” (aqueles chapeuzinhos) sendo confeccionados por ali, embora a maioria deles venha mesmo de uma outra pedreira chamada Puna Pau. Lá, a pedra é bem vermelha e completamente diferente do material meio amarelado de Rano Raraku.

Rano Raraku o ponto alto da Ilha de Páscoa

Ver aquelas estátuas semi construídas é uma verdadeira aula de história ao ar livre, e olha que a gente estava sem guia turístico. Imagino que visitar a fábrica de moais ao lado de um profissional deva ser uma experiência ainda mais fantástica.

 

A Realização de um Sonho

Estar ali em volta daquelas estátuas todas foi a realização de um de nossos sonhos. É muito mais legal do que a gente imaginava. Até por que nunca passaria pela minha cabeça que existisse um lugar onde fôssemos ver dezenas e dezenas deles juntos.

Rano Raraku Desfile de estátuas

São quase 400 ao todo, mas não sei se eles colocam nesse cálculo os moais que caíram e quebraram quando estavam sendo transportados até a praia (acho que sim). Também não sei se eles contam os moais que estão apenas parcialmente construídos (esses eu acho que não).

Moai quebrado Rano Raraku Ilha de PáscoaMoai que caiu no caminho para a praia e quebrou

A vista ali do alto é muito bonita e fica difícil acreditar que aquele povo arrastou aqueles monolitos pesando várias toneladas até tão longe, apenas por devoção religiosa. A principal teoria diz que eles usavam troncos de árvore para deslizá-los e por isso, quando os chilenos ocuparam Rapa Nui no século XIX não havia uma árvore sequer de pé em toda a Ilha de Páscoa (acabaram com todas!).

Rano Raraku Andarilhos do Mundo

Lá de cima dá para ver o Ahu Tongariki – uma paisagem definitivamente inesquecível. Imaginem o trabalho que deve ter dado para carregar os moais até lá. E olha que este é o Ahu (plataforma) mais próximo!

Ahu Tongariki visto de Rano Raraku

É… Por mais que a ciência tenha conseguido esclarecer grande parte do mistério que cerca a construção desses monumentos magníficos, ainda fica aquela pulga atrás da orelha… “Será que foi assim mesmo”?

Rano Raraku deciframe ou te devoroDecifra-me ou te devoro! 

O Moai Sentado

Um único moai sentado está numa das extremidades da área de visitas (bem onde há o mirante para o Ahu Tongariki). Presume-se que foi uma evolução na técnica de escultura dos Rapa Nui, mas só há um deste tipo em toda a Ilha. Realmente intrigante.

Rano Raraku unico moai sentado

 

Com Vídeo é mais legal

E aí, deu vontade de visitar esse cantinho da Ilha de Páscoa e ficar cara a cara com esses monumentos incríveis? A gente fez toda a visita (sem guia) em cerca de uma hora e meia, passeando com calma e tirando dezenas de fotos. Foi bastante divertido, de longe, o passeio mais interessante desta viagem.

Rano Raraku simbolo da Ilha de Pascoa

Vocês acreditam que 2/3 das estátuas estão abaixo da terra? Sim! Com o tempo, a erosão foi trazendo sedimentos para o lugar, soterrando a maior parte das estátuas. Só dá para ver o rami (inscrições nas costas, indicando “quem” é aquele moai) de muito poucas.

Bem, a visita rendeu até a gravação de um vídeo, olha só:

Quer saber mais sobre a Ilha de Páscoa? Clique no nosso banner abaixo ou em um dos links relacionados.

andarilhos do mundo banner ilha de páscoa

Ruínas, Estátuas e Arte Rupestre

Caçando os Moais da Ilha de Páscoa
Orongo e o Ritual do Homem-Pássaro
Turismo Arqueológico além dos Moais
O verdadeiro umbigo do mundo – e bem limpinho

 

Guia para os Vulcões da Ilha de Páscoa

Vulcão Rano Kau – o mais exótico
Vulcão Rano Raraku – o mais lindo

Vulcão Teravaka – o mais alto
Vulcão Pu’i – o mais nada a ver

 

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:7
Posts Relacionados:
28
Feb
2013
7 comentários
  1. Jackir
    02/03/2013

    400???? Gente, achei que eram uns 20! Cara, deve ser muiuuuito bacana!
    Bjs

  2. Rosane Brasil
    08/05/2013

    Estive este mês no Chile, mas não estava no roteiro a ilha de Pascoa. Com certeza sera meu próximo destino.

    Bj

  3. Silvia
    06/01/2015

    Estamos de viagem marcada agora em março, de 9 a 18…com Hotel já reservado..depois lhe passo o nome prá saber se vcs se recordam deste..esperamos poder curtir..será que 9 dias só lá é muito tempo? tentamos quebrar com Taiti/Polinésia Francesa..mas encareceu demais o reoteiro..porque será? Grande abraço e estou adorando ver o blog de vcs..

    • Oi Silvia,
      É bastante tempo, mas se vocês estiverem no clima de férias, vai dar para descansar bastante e passear com bastante calma. O Taiti é muuuuito longe, encarece tudo mesmo. Abraços.

  4. Silvia Proença
    26/02/2015

    Oi Gleiber…nossa…já fazem uns 40 dias que vc me escreveu..e só agora eu ví (esta coisa de blog vc precisa entar prá ver a resposta..rs..), desculpa…Ah, vou nesta semana que antecede a viagem tentar ver seu Blog sobre a Ilha de Páscua..parece até que foi o lugar que vc dedicou mais espaço aqui, não? muito bom..terei várias dicas por lá..Obrigada..