Catedral e Qorikancha – City Tour em Cusco parte 1

O City Tour em Cusco é dos passeios oferecidos logo de cara pelas agências turísticas. Diferente do que é comum em outros locais, aqui não se trata apenas de um roteiro panorâmico de ônibus, mas sim de entrar dentro das atrações, com algum tempo livre para explorá-las. Inclui a Catedral Metropolitana, Qorikancha, Sacsayhuaman, Q’enqo, Tambomachay e Pukapukara.

Qorikancha externaVista externa do sítio de Qorikancha

O roteiro é geralmente é percorrido à tarde, quando a temperatura está mais agradável e o Sol é praticamente garantido. Dura umas 5-6 horas e começa pela Catedral de Cusco (que fica bem na Plaza de Armas), seguido do Sítio de Qorikancha, a poucos metros de distância.

Vamos começar falando dessas duas atrações, deixando os outros 4 sítios arqueológicos para um próximo post.

 

Como comprar o City Tour em Cusco

O City Tour em Cusco é o passeio mais popular da cidade, vendido por todas as operadoras de turismo. Você vai reparar que em cada quadra há pelo menos umas 3-4 agências dessas, o que dispensa a necessidade de contratá-lo antecipadamente. No nosso caso, a gente comprou o Boleto Turístico de Cusco (para ingressar nos sítios arqueológicos) com um agente indicado por nosso hotel, o Terra Viva Saphi.

Pagamos US$ 15,00 por pessoa (com esse mesmo agente) e o preço já incluiu os ingressos à Catedral (25,00 soles) e ao Sítio de Qorikancha (10,00 soles). Fazendo o câmbio ao pé da letra, dá para dizer que o passeio saiu cerca de 15 reais por pessoa, incluindo guia e o transporte de van. Eu achei que valeu a pena.

ingresso para a catedral de Cusco

O que sai salgado é o preço do boleto turístico, que custa 130 soles (válido por 14 dias). Como ele inclui as principais atrações arqueológicas que queríamos conhecer, este foi um gasto que não tinha como economizar. Para entender melhor, escrevemos um post específico sobre a importância de comprar o boleto turístico de Cusco.

ingresso incluso no city tour em cusco - qorikancha

Alguns amigos blogueiros me disseram que fizeram esse mesmo tour contratando um taxista. Pechinchando, talvez você encontre por um que faça a viagem de ida e volta para os sítios arqueológicos por uns 10-15 soles para três pessoas. Lembre-se que para ir à Catedral e a Qorikancha basta bater pernas um pouco, mesmo com mal de altitude (não precisa táxi). A desvantagem é a falta de um guia para explicar as coisas, o que na minha opinião faz falta!

 

A Catedral de Cusco

Tá aí um bom exemplo de passeio sem graça para se fazer de forma autônoma e que foi muito divertido de se fazer com a companhia de um guia turístico. A gente nunca prestaria atenção em determinados detalhes se não fossem os olhos treinados de alguém especializado.

Catedral de Cusco Peru

Histórias da escola de arte cusquenha, representações de cristo com simbolismos incas, santos e cenários retratados de forma a convencer e catequizar povos… O mais incrível é a representação do deus máximo dos incas que era uma espécie de pedra ovalada e que até hoje está dentro da catedral servindo como peso de porta.

Nos dias em que estávamos por lá, várias procissões entraram igreja adentro, pois era época da festa da Virgem de la Natividad. Coisa mais pitoresca, impossível. Pena que não se pode fotografar no interior da catedral. Se você quiser ver um vídeo da festa rolando na rua, veja o nosso post “Batendo pernas em Cusco“.

 

Sítio de Qorikancha

Qorikancha é o templo do Sol inca, a principal construção da cidade que era a capital do império. Literalmente, significa templo de ouro e reza a lenda que era todo recorberto por lâminas deste metal precioso. Nem precisa dizer que os espanhóis enlouqueceram quando viram tamanho esplendor.

Qorikancha Pátio Central

Para encurtar a história: foi destruído, saqueado e pilhado pelos conquistadores para representar o domínio definitivo sobre o povo colonizado.

Qorikancha PinturaArte cristã trazida pelos espanhóis

E para completar, construíram um convento dominicano aproveitando as bases de pedra da contrução inca. Não foi só lá que isso aconteceu. Ao passear pela cidade de Cusco, vemos vários exemplos de edifícios com base de pedra talhada pelos incas com as paredes mais altas de reboco em estilo espanhol.

Qorikancha Detalhes

A grandiosidade desse templo ressalta aos olhos e ao vê-lo por fora, a partir da Calle del Sol, dá para imaginar sua importância político-administrativa na era pré-colombiana.

Por dentro, seus diversos salões cerimoniais e o acabamento impecável demonstram o respeito que os contrutores tinham pelos deuses que ali eram invocados. É mais uma demonstração de que o valor de um guia turístico é muito grande.

Qorikancha Colunas

Só mesmo um guia para indicar essa parede, que ao resistir a um terremoto, mostrou como as pedras conseguiam se equilibrar de forma tão perfeita mesmo sem argamassa. Elas eram encaixadas umas às outras e reentrâncias serviam para fixá-las num esquema de macho e fêmea.

Qorikancha Resistente a Terremotos

A resistência aos terremotos é outra característica incrível para uma civilização tão “rudimentar”. A parte construída pelos espanhol já desabou 3 vezes em Qorikancha, já as pedras incas estão lá praticamente intactas até hoje!

Qorikancha Encaixe das Pedras

O grande fluxo de turistas tumultuou um pouco o passeio e a barulho daquelas centenas de pessoas se espremendo por corredores apertados me deixou um pouco tenso. Vou confessar que perdi vários trechos das explicações por conta desse estresse.

Qorikancha CosmologiaRepresentação da cosmologia inca

Do lado de fora, menos claustrofóbico, clicamos umas senhoras vestidas com roupas típicas. Tem disso em cada atração turística do país, principalmente usando crianças para sensibilizar o turista para dar uns trocados.

Qorikancha Povo peruano

 

Bem, depois dessas duas atrações a gente seguiu para a periferia para a continuação do nosso City Tour em Cusco. No próximo post a gente conta como foi.

 

Quer pesquisar agora um hotel para ficar em Cusco? Vale a pena conferir o site do Booking.com. Reservando lá após ter clicado no nosso link, a gente ganha até 1% de comissão, gente! É uma merreca, eu sei, mas vai ajudar o nosso site a continuar vivo. Ajuda aeee!

 

Banner Horizontal Peru

Quer ler mais sobre o Peru? Clique no banner acima ou selecione um dos posts abaixo:

Peru

Andarilhos do Mundo no Peru
Série Andarilhos no Peru #AoVivo

 

Machu Picchu

Como Chegar a Machu Picchu
Aguas Calientes – o portal para Machu Picchu
E finalmente… Visitando Machu Picchu
Subindo Huayna Picchu

 

Resenhas de Hotel e Restaurante

Hotel Tierra Viva Saphi

 

Cusco

City Tour em Cusco parte 1 – Catedral e Qorikancha
City Tour em Cusco parte 2 – Sacsayhuaman e arredores

Entenda o Boleto Turístico de Cusco

Batendo pernas em Cusco – devagarinho… 

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:25
Posts Relacionados:
17
Jan
2013
25 comentários
  1. Larissa Rogério Bezerra
    06/11/2013

    Oi! Estou indo pra lá agora em Dezembro e penso em fazer o city tour, queria saber por qual agencia que vc fez. Se ela deixava vcs a vontade de com um tempo bacana pra aproveitar cada atração ou era sempre correndo?
    Meu e-mail de contato: larinharbz@gmail.com
    Caso possa me passar mais dicas a respeito disso…agradeço demais.

    • Oi Larissa, gosto de deixar as dicas por aqui, porque outras pessoas podem ter as mesmas dúvidas. Meu contato para o City Tour foi pelo próprio hotel que fiquei, um sr. chamado Fernando foi quem me vendeu os Boletos Turísticos e talz. Sei que não ajuda muito, mas é que não foi com nenhuma agência mesmo. O City Tour era bem corrido, viu? Por isso muitas pessoas acham legal fazer com um carro privado com motorista / guia. Em geral sai mais caro, mas a experiência é melhor. Você viu o post com a segunda parte de City Tour? http://andarilhosdomundo.com.br/2013/01/sacsayhuaman-city-tour-em-cusco/

  2. Larissa
    17/02/2014

    Oi Gleiber,

    Olha eu com dúvidas novamente…rs. Dá para encarar o city Tour logo no primeiro dia de chegada a Cusco? Ou devo deixar este dia livre para evitar o mal de atitude?

    Estou organizando o roteiro, e querendo ganhar tempo, por isso a pergunta.

    Mais uma vez obrigada!

    • O ideal é dar um dia inteiro de descanso. Mas muita gente não pode se dar ao luxo. Veja quanto tempo tem disponível. Mas o mal de altitude pega mesmo! Avisei, né?

  3. Guilherme
    19/03/2014

    parabéns pela iniciativa, Gleiber !

    Planejando visitar M Pichu e Cuzco…acha q 8 dias seria suficiente? e fala-se em dormir em aguas calientes, seria melhor para ganhar tempo ? obrigado

  4. Raquel
    05/05/2014

    Olá,
    Estou indo para o Peru dia 12.05.
    Li o post de vocês e gostei muito das dicas.
    Dúvida: Vocês dividiram o city tour em Cusco em parte 1 e parte 2.
    O city tour completo (incluindo atrações da parte 1 e da parte 2) levam quanto tempo mais ou menos?
    Abraço
    Raquel
    raqueldall@yahoo.com.br

    • Eu dividi o post porque ficou muito longo, mas ele dura só uma tarde mesmo. Das 13-19h. Abraços.

  5. Valter
    19/05/2014

    boa tarde Gleiber, referente ao City Tour é privado para quantas pessoas? qual foi o valor do guia por pessoa?, poderia me informar o nome do guia ou da agencia de turismo que contratou?
    ATT
    Valter
    Curitiba

    • A gente não fez tour privado, fizemos em grupo. Mas o tour privado pode ser contratado conforme o desejo do cliente (uma, duas, 4 pessoas, como quiser). A gente usou a agência indicada pelo nosso hotel, então não sabemos o nome.

  6. Kleber
    02/06/2014

    Oi Gleiber, suas dicas tem me ajudado muito a organizar minhas idéias, rsrs.. Gostaria de saber se Machu Picchu fica aberto todos os dias para visitação, porque eu terei três dias livres em Cusco (segunda, terça e quarta). É possível visitar em algum desses dias? Consigo sair direto de Cusco para visitar Machu Picchu e estar lá cedo ou necessariamente devo dormir em Águas Calientes para isso?
    Abraço,
    Obrigado!

    • Oi Kleber
      Dá para sair cedo e voltar no final do dia sim, Kleber! Mas você vai chegar em MP por volta das 10h da manhã. Dormir em Aguas Calientes é para quem quer chegar em MP bem cedo, para pegar o sítio mais vazio. E o parque fica aberto todos os dias do ano. Fique tranquilo tb quanto a isso.

  7. Alexandre
    09/07/2014

    Olá Gleiber! Incrível suas dicas, parabéns!! Ganhei de presente uma viagem a machu picchu pra daqui a 15 dias, já percebi que huyanapicchu não conseguirei fazer pois não há mão vaga no site! Não existe outra possibilidade, um balcão de desistência? , sei lá rsrs… uma agência me ofereceu por 230 U$ Alguns tours em forma de pacote, e me buscariam no aeroporto até o hotel ( os passeios seriam o city tour + vale sagrado + machu picchu /c pernoite (incluindo Td desde o hotel)) acha válido?? Obrigado

    • A agência sempre tem uma porcentagem de lucro, mas por outro lado, também consegue preços mais baratos com os hotéis. Então a minha sugestão é fazer uma cotação para ir de forma independente e comparar os preços. Leve sempre em consideração a comodidade de deixar a agência se preocupar com tudo e ficar com a responsabilidade caso qualquer coisa dê errado. Ou seja, se a diferença de preço não é tanta, a agência compensa. Sobre Huayna Picchu, depende do tamanho do teu sonho. Se você quer MUITO ir, só mesmo através de agências que cobrarão o preço pela reserva de última hora. Achei meio salgado, mas enfim…

  8. Alexandre
    10/07/2014

    Muito obrigado Gleiber!!! Acho que vou de agência mesmo, já está chegando a data e não prefiro correrá riscos. Valeu!!

  9. Jose Henrique
    23/10/2014

    Gleiber, parabéns pelo site e dicas, literalmente viajei neles!!!

    Gostaria de sua sugestão e opinião para minha viagem a Cusco e Machu Picchu, que realizarei agora em Novembro/14 com minha noiva.

    Como o roteiro contempla apenas duas noites em Cusco e nossa preferencia seria usarmos o segundo dia todo para visitarmos Machu Picchu, temos disponível para visitar Cusco e o Vale Sagrado, o primeiro dia (chegamos as 9hs em Cusco) e o ultimo dia no período da manhã ( Embarcaremos as 14:40hs de volta pra Lima). Diante deste dilema qual a melhor opção de roteiro, para melhor aproveitamento do tempo, levando em consideração a climatização da altitude do primeiro dia??

    Obrigado e aguardo suas dicas….

    Abraços.

    JHenrique

    • Puxa Jose Henrique,
      Acho que a única coisa que dá para fazer é o City Tour na tarde do dia da chegada. Até a hora do tour, tentem dormir ou ficar bem quietinhos no hotel. Se puderem fazer o City Tour com táxi/guia privados seria melhor para fazerem com calma. A manhã do dia de ir embora, deixem para bater perna pela cidade. Abraços.

  10. Jose Henrique
    25/10/2014

    Gleiber…super obrigado pelo retorno!!
    Concordo com vc em relação ao dia da chegada….e vamos na sua!! Agora que tal se na manhã do dia da volta, fossemos de taxi/guia privados visitar apenas alguns locais do Vale Sagrado como Sacsayhuaman e Tambomachay, que pelas suas dicas me pareceram os mais legais?? Será que daria tempo se sairmos bem cedo, retornar ate ao meio dia e chegar no aeroporto as 13hs? Mais uma vez valeu pelos toques!!.
    Abs.

    • Então José Henrique,
      Essas atrações que você citou (Sacsayhuaman e Tambomachay), são parte do City Tour de Cusco (ficam bem perto da cidade de Cusco mesmo). Então você já vai ver no dia da chegada… As atrações do Vale Sagrado ficam mais longe. Acho que seria arriscado ir até lá no dia de irem embora de Cusco. Só se vocês fizerem o contrário. Na tarde do dia da chegada, peguem um tour privado só para Ollantaytambo (que é mais legal das ruínas do vale) e depois, no dia de voltar para casa, façam Tambomachay e Sacsayhuaman de tour privado também. Mas isso vai te encarecer as coisas um pouco…
      Abração e boa viagem.

  11. Rosana Leal
    29/05/2015

    Bom dia!
    Você em mais ou menos uma previsaõ orçamentaria para uma viagem entre 6 e 8 dias? Obrigada. Adorei suas dicas.

    Abraços

    • Oi Rosana,
      Calculo algo entre 2.500-4.000 reais por pessoa, incluindo o aéreo + passeios + hotéis e refeições para esse período.
      Abraços.

  12. Kethren
    14/07/2015

    Olá Gleiber, estou programando ir em julho do ano que vem, como vou a outros lugares, pretendo ficar 3 dias, lendo seus posts vi que o interessante pra mim, seria conhecer a história dos Incas mesmo ( somente, sem muitos passeios ou city tour), você pode me indicar/auxiliar com o guia ? Você pode me passar algum email deles.Eu gostaria de saber sobre como é a segurança lá, do tipo ; da para andar tipo Rio de Janeiro ou tem que ser atento tipo Nordeste, não sei se me expliquei bem, eu vou sozinha e gostaria de saber como é, passei sufoco em viagem, então gostaria de me resguardar.

    • Puxa Kethren,
      Não peguei contato de nenhum guia, infelizmente.
      Lá é super tranquilo, a segurança é melhor que a do Rio.
      Abraços.

  13. Brites Delane
    06/10/2015

    Fiz os dois com guia, e realmente, ouvir o que se passou e todas as peculiaridades é extremamente importante para se ter ideia do que aconteceu, da história, da m. que os espanhóis fizeram. Agora como é tudo rápido, senti uma falta imensa de poder depois olhar tudo com calma… Queria até comprar entrada depois, mas agora, o soles já vale mais que o real, o dólar tá nas alturas e realmente desistimos… Mas quem puder, é uma boa.

    • Oi Brites,
      Concordo contigo. É mesmo tudo muito rápido. Principalmente com a quantidade absurda de turistas disputando espaço, hehehe.
      Abração e obrigado compartilhar sua dica com a gente.
      Abração.