Fortaleza de Rasnov – Transilvânia

Desisto de tentar fazer as atrações da Transilvânia parecerem assustadoras! Olhem só essa Fortaleza de Rasnov, por exemplo! O que ela tem de horripilante? A Romênia, para resumir, é um país cheio de lindas paisagens floridas, florestas verdejantes e montanhas selvagens. Suas cidades são cheias de lojas e barzinhos alto-astral. Ou seja, é tudo menos cenário de filme de terror!

Por exemplo, se você tiver imaginação fértil, poderia até pensar que essa revoada aí é de morcegos sedentos de sangue.

Fortaleza de Rasnov no por do sol

Mas são só andorinhas.

Ou assim espero!

 

Castelo de Rasnov x Fortaleza de Rasnov

Já repararam que os Andarilhos do Mundo adoram bater perna e subir escadarias para conhecer castelos, né? Mas não dessa vez! Em Rasnov temos, na verdade, uma Cetatea, não um Castelul. E mesmo para quem não entende romeno, dá para perceber que essas duas palavras são bem diferentes.

Castelul, como qualquer um pode intuir, significa castelo mesmo. O castelo de Bran, atribuído a Vlad Tepes (o “Drácula” histórico) é um castelul, assim como o castelo Peles de Sinaia. Já em Rasnov, temos uma Cetatea, termo traduzido como Fortaleza.

Corredores de pedra na fortaleza de RasnovCorredores de Pedra da Fortaleza. O que tem de assustador nisso?

E qual a diferença? Bem, a gente adora tanto um quanto o outro! Segundo a Wikipedia, castelo tem que ter servido para a nobreza morar, coisa que não aconteceu nunca em Rasnov.

 

Chegando na Fortaleza de Rasnov

Apontamos o GPS para a cidade de Rasnov, que fica pertinho de onde estávamos hospedados, em Bran. Meros 13km de viagem, um pulinho. A cidadezinha tem uma zona bem pobre na periferia, com aquelas casinhas sem pátio, coladas todas umas nas outras. Apesar de ser triste pensar na situação em que vivem os moradores, a pintura multicolorida em construções tão velhinhas dá um ar de pelourinho baiano. Um charme só.

Chegando no centro de Rasnov, uma cidade sem nada de especial, achar o caminho para a fortaleza é bem fácil. Além da cidade ser pequena, sem prédios que atrapalhem a vista, a cetatea fica bem no alto de um monte. Dá para ver de longe!

Há um estacionamento espaçoso, com um sistema instalado de parquímetro. Felizmente, a cobrança estava desativada quando estivemos por lá. Talvez por ser uma terça-feira, vai saber. Adoro estacionar grátis!

Estacionamento da Fortaleza de Rasnov

E já que economizamos com o estacionamento, resolvemos deixar um pouco de lado nossa tradicional obrigação de caminhar inútil e desnecessariamente onde quer que a gente vá (só dessa vez). Em vez de subir a lomba (ladeira, para quem não entende gauchês) gratuitamente à pé, fomos de trenzinho!

Tabela de preços do trenzinho para Rasnov

A tarifa? Caríssimos 4 lei (aproximadamente R$ 2,00) por pessoa. No calor que estava fazendo, valeu muito a pena.

 

Banquinhas de Ambulantes e o Turnirul Cetatilor

Lá no topo, depois de percorrer a floresta de trem, chegamos a um monte de barraquinhas. Souvenirs, frutas da estação, água, suco, queijo e algumas comidas típicas fazem a festa da turistada.

Ambulantes na entrada do castelo de Rasnov

E apesar de ser uma terça feira de tarde, tinha muita gente passeando por ali. Era hora do almoço e eu aproveitei para beliscar umas frutinhas:

Muralha externa em RasnovGleiber comendo umas berries

Antes um pouco de entrar na fortaleza propriamente dita, vimos os resquícios de um evento anual que deve ser uma coisa IMPERDÍVEL! O Turnirul Cetatilor é um festival que dura 3-4 dias, sempre durante o verão (entre o final de julho e agosto) e acontece em quatro fortalezas / castelos da Transilvânia. Veja a programação da edição de 2012 em Rasnov nesse link (em romeno).

Em 2012, a festa passou por Rasnov, Brasov, Bran, Fagaras e Feldioara. A gente conseguiu visitar (muito rapidamente, para o nosso pesar) o de Fagaras (aguardem o post!). E o que rola de tão legal? Danças medievais, música ao vivo, comidas típicas, torneio de cavaleiros, desfile com trajes de época, fogos de artifício. Ou seja, tudo o que alguém que curte idade média pode querer!

Placa do evento anual em Cetatea RasnovAquelas barracas no alto, onde está a bandeira azul, são resquícios do festival deste ano

Alguns estandes ainda estavam de pé, como o de arco e flecha e algumas banquinhas que vendiam comidas “medievais”, apesar do festival já ter terminado há 3 semanas. A gente achou esse vídeo no Youtube para vocês terem uma ideia de como é a coisa (edição de 2012 em Brasov):

 

A Fortaleza Propriamente Dita

O ingresso é baratinho, 10 Lei (aproximadamente R$ 5,00). E dessa vez, ninguém incomodou com a tal taxa de fotografias (embora ela também exista por aqui!).

A construção data do século XIII, época em que a região era habitada por imigrantes Saxões (origem germânica). Sua função era proteger os camponeses que trabalhavam nas terras férteis dos vales das invasões inimigas (tártaros e cáries turcos).

Torre em Rasnov

Dentro das muralhas, há uma verdadeira aldeia formada por inúmeras pequenas casas. Algumas estão bem reformadas e foram convertidas em lojinhas de souvenir e museus. Outras estão em ruínas.

Construções no interior da fortaleza de Rasnov

Mas o mais bonito, definitivamente é a vista em 360° que se tem do mirante bem do topo. A simpática cidadezinha com os seus telhadinhos de escamas vermelhas (ou laranja, ou terracota, ou qualquer outra dessas cores que só mulheres enxergam) demonstram bem a arquitetura característica dessa região do país.

Vista panorâmica da cidade no topo da fortaleza de Rasnov

Ao longe se avista a região industrial, marca do comunismo (que colocou grandes fábricas em tudo quanto é cidadezinha histórica desse país, a coisa mais estranha…) e plantações a perder de vista.

Vista da cidade de Rasnov a partir da fortaleza

Olhando para o outro lado, vemos as imponentes Montanhas Bucegi, parte dos Cárpatos que separam a Transilvânia do restante do país.

Montanhas Bucegi - vizinhas da fortaleza de Rasnov

Para poder ver tudo isso, não tem como escapar de umas boas pernadas dentro da fortaleza de Rasnov. Espero que você não tenha esquecido de trazer protetor solar e água. Bem, a gente esqueceu, e tivemos que morrer com “caríssimos” 6 Lei (aproximadamente R$ 3,00) para comprar uma garrafinha de água mineral lá em cima.

Rosas na fortaleza de Rasnov

 

Vídeo

A gente fez um vídeo mostrando a nossa visita ao castelo e, principalmente, mostrando o caminho que o trenzinho faz. Reparem que muita gente sobe a pé mesmo. Não é tão longe e dá para gastar umas calorias…


Rasnov from Andarilhos do Mundo on Vimeo.

 

Arredores de Rasnov

Conhecer Pestera Valea Cetatii, um conjunto de cavernas que fica a 1,6km do estacionamento da fortaleza de Rasnov, parece uma boa pedida. Na nossa viagem, a gente tinha programado conhecer umas cavernas muito legais na Eslovênia, então a gente não quis “repetir” o passeio.

Para mais informações, você pode acessar o site oficial em romeno da Pestera Valea Cetatii.

Por do Sol em RasnovDirigindo entre Rasnov e o nosso hotel, pegamos essa linda imagem

Fora isso, acho que o melhor de Rasnov são as vizinhas Brasov (a capital do condado) e o próprio castelo de Bran, que já ganhou post aqui no blog. Ambas atrações estão a meros 13km de distância. Não acho a cidade uma boa para se hospedar, prefira Brasov ou Bran.

Vida rural nos arredores de Rasnov, montanhas Bucegi ao fundoApesar da linda paisagem, Rasnov é bem pequena e rural 

 

E Aquele Letreiro?

Você não entendeu por que aquele letreiro em estilo de Hollywood com o nome da cidade? Pois é. Nem eu. Alguns acham de extremo mal gosto. Eu achei bonitinho. E vocês, o que acham? Comentem aqui embaixo!

Fortaleza de Rasnov

 

Serviço

Fortaleza de Rasnov
Horário no Verão: 09:00 – 19:00h
Horário no Inverno: 09:00 – 17:00h
Tarifa cheia: RON 10,00
Taxa de fotografia: RON 5,00 (não foi cobrada de nós)
Site oficial: não encontramos.
Endereço: Dealul Cetăţii Răşnov, Jud. Braşov, România
Telefone: 0268 230 255

 

Mais sobre a Romênia? Clique no banner para ver os nossos outros posts sobre o país:

andarilhos do mundo na transilvânia

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:5
Posts Relacionados:
09
Nov
2012
5 comentários
  1. Jodrian Freitas
    11/11/2012

    E haja lugares bacanas e paisagens bonitas. Se alguém ficasse frustrado por não ver coisas assustadoras, então, tudo isso vale muito.
    Grande abraço
    Jodrian

  2. Rafael Carvalho
    24/11/2012

    Fiquei muito feliz de agora ter versão mobile. Cá estou babando com a Romênia pelo celular 😉

    • No fim, tenho que agradecer justamente a ti mesmo pelo blog ter agora uma versão mobile, né não? Sem suas dicas, estaríamos adiando isso aí até hoje.

  3. Fe costta
    24/04/2014

    Que sucesso a primeira foto!! Amei!!

    • Hehehe Obrigado. TAmbém adorei e já estava triste que ninguém tinha comentado… kkkk 🙂