Brasov – a nova cara da Romênia

Façam o que eu digo, mas por favor, não façam o que eu faço. Nada nesse mundo é desculpa para passar só duas míseras horas em Brasov, um das cidades mais simpáticas de toda a Romênia. Todo ser humano normal teria, inclusive, se programado para se hospedar ali ao fazer turismo pela Transilvânia.

Brasov - Transilvânia - Romênia

Mas quem disse que a gente é normal, né?

 

Brasov

Brasov fica na parte leste da Transilvânia. É uma baita cidade, capital de seu condado, pertinho do castelo de Bran e da fortaleza de Rasnov, duas das atrações mais legais do país. Serve bem como uma base para conhecer destinos mais distantes como Fagaras (onde fica o maior e mais incrível monastério fortificado do país), Busteni (com seu teleférico até as lindas montanhas Bucegi), ou até mesmo Sinaia (onde fica o castelo Peles – o mais belo do mundo).


Visualizar Brasov em um mapa maior 

Tudo isso a gente conheceu, mas usando Bran como base. Não que eu me arrependa de ter ficado no Hotel Contele Vladimir, no topo de uma colina com vista para o castelo. Mas é que as pessoas costumam gostar mais de ter lojas, barzinhos e um pouco de agito para curtirem a noite, depois de um longo dia visitando atrações turísticas.

Cidades

Distância
Poiana Brasov 15km
Rasnov 16km
Prejmer 17km
Bran 29km
Busteni 37km
Sinaia 44km
Fagaras

66km

E isso, meu amigo, Brasov tem de sobra. Ou seja, é uma vibe totalmente diferente das noites frias e silenciosas que tivemos lá no alto da montanha, só com o uivar dos lobos ao fundo, em meio à escuridão completa da lua nova… (a gente gosta de filme de terror, dá licença?).

Mas como eu disse acima, qualquer desculpa é esfarrapada para justificar ficar só duas horas na cidade. Afinal, não é preciso dormir em Brasov para curtir Brasov. Ou é?

 

Momento #Epicfail

Sei que vocês gostam de dar risadas com as nossas trapalhadas, né?

Então… Já era final de tarde do nosso quarto dia de viagem pelo país. Já tínhamos conhecido o castelo de Bran, a fortaleza de Rasnov (vai treinando: se diz Rachnov) e os castelos Peles e Pelisor de Sinaia. Atrações turísticas mais do que suficientes para um dia. Só que não! Ainda eram umas 17-18h e Brasov era tão pertinho… (vai treinando: se diz Brachov!)

Depois de se perder algumas vezes tentando encontrar o centro histórico, a gente estaciona o carro numa praça. Não vimos nenhuma placa dizendo que era proibido e então descemos e eu, já achando tudo muito lindo, disparo a tirar fotos das floreiras, das arvorezinhas, das casas antigas…

Sem conseguir localizar onde a gente estava no mapa, paramos umas pessoas para perguntar (os jovens na Romênia sempre falam um pouco de inglês, #ficadica). E estávamos ainda beeem longe do centro histórico. Não dava para ir à pé, portanto. Bem que suspeitei que não era possível termos achado um lugar grátis para deixar o carro.

E daí quem disse que a gente achava vaga? Quer dizer, vaga até tinha. Mas todas com parquímetro. A gente tinha grana no bolso para pagar uma garagem, mas moeda que é bom a gente só tinha RON 0,50. O suficiente para uma hora. Descemos com o plano de trocar dinheiro por mais moedas durante o nosso tour pela cidade.

Pegamos o calçadão principal e o Gleiber aqui enlouqueceu! “Meu Deus, mas que cidade linda” – já dizia João de Santo Cristo. Não parava de tirar fotos! Só que tem um negócio, meus amigos, depois de tantas atrações num dia só, as nossas DUAS baterias já estavam no finzinho.

Praça cheia de gente no fim de tarde - BrasovO Sandro já bravo comigo que não parava de tirar fotos aparecendo as pessoas

Sabe o que é dar o doce na mão da criança e depois tirar? Resultado: conhecemos o que deu até que a câmera arriou e, sem conseguir UMA ÚNICA MOEDINHA QUE FOSSE, nos conformamos em pegar o carro e voltar para jantar em Bran mesmo.

Mas mesmo sendo tão corrido, será que se aproveitou alguma coisa?

 

Turismo em Brasov – tudo em uma hora

 

Letreiro Hollywoodiano

Se em Rasnov aquele letreiro imenso em frente à fortaleza parece ser mesmo só para ficar bonitinho (ou para envergonhar aqueles que não acharam legal, enfim), em Brasov temos um bom motivo para termos essas letras garrafais ostentadas no alto do monte Tampa.

Letreiro de Brasov no alto do Monte Tampa

Pelo que me informaram minhas pesquisas, a cidade teve o nome modificado para Orasul Stalin (cidade de Stalin), durante o período mais tenso do comunismo no país. Aquela placa, portanto, representa o orgulho da cidade em manter o seu nome original, verdadeiro.

 

Piata Sfatului

Vai treinando aí: se diz Piatsa. É uma das praças mais lindas e simpáticas do país, quiçá do mundo! Pode ser até empolgação exagerada de turista que não pode ficar mais tempo do que gostaria… Mas é que o astral era mesmo contagiante. 😀

Completamente diferente da Romênia que a gente imagina, muito distante da Transilvânia dos filmes de terror e das assombrações de vampiros. Temos aqui uma adorável vida boêmia, um povo alegre e muita gente bonita a passeio, curtindo.

Quem olha, não vê nenhum sinal de crise econômica. Os restaurantes estão lotados, as lojas cheias de clientes e as crianças brincando com os pombos, como deveriam.

Piata Sfatului - Praça Sfatului - Brasov Romênia

Aquela casinha no meio da praça é o casa do concílio (council’s house), a antiga prefeitura da cidade, de 1420. Claro que há lendas de que a torre é mal assombrada e histórias de que a última bruxa queimada no mundo pela inquisição foi tostada ali… Enfim, hoje a casa é um museu, mas estava fechado quando a gente chegou. 🙁

Casa do Concílio - Brasov Romênia

Black Church / Biserica Neagra

Apesar da descontração das ruas, a gente sempre acha um jeito de soar um pouco vampiresco, né? Black Church? Fala sério! E o motivo desse nome não é a realização de missas negras ou rituais satânicos.

Biserica Neagra - Black Church

É só por causa dos tijolos escuros com que ela foi construída. E é tijolo pra caramba, já que ela é a maior catedral gótica da Europa Oriental (entre Viena e Istambul).

Biserica Neagra - Black Church em Brasov

Eu até queria entrar para tirar umas fotos, mas daí o Sandro me lembrou que tínhamos só uma hora para tirar o carro e a gente ainda não tinha conseguido moedas para “renovar” o estacionamento… 🙁

 

Calçadão da Strada Republicii

Lojas para todos os gostos, casario barroco, muitas cores, música (Ai se eu te pego, inclusive!) e azaração. Assim posso resumir essa extensa rua exclusiva para pedestres.

Calçadão da Strada Republicii - Brasov

Só não tinha nenhum romeno disposto a trocar minha nota de RON 5,00 em moedas de RON 0,50. Humpf! :/

Nós estacionamos nosso carro bem no comecinho da rua, onde há um memorial para as vítimas da revolução de 1989 e onde está a prefeitura atual.

Prefeitura de Brasov e seus jardins

São dois edifícios que não passam desapercebidos em sua beleza. Pena ter que economizar cliques pela falta de bateria.

 

Atrações de Brasov – o que faltou conhecer

Nos nossos planos, a gente ainda queria ter subido no alto do Monte Tampa. Lá no alto tem ruínas de uma fortaleza, dá para ver de perto o letreiro Hollywoodiano e ainda tem trilhas para adentrar a mata. Para subir, há um teleférico (que já estava fechado quando chegamos) que custa 12 lei segundo o guia Lonely Planet.

Para vermos, tinha ainda os restos da muralha medieval que um dia cercou o centro histórico e algumas torres que podem ser visitadas como os Bastiões dos Tecelões e dos Ferreiros (Weaver’s and Blacksmith’s Bastions) e as torres branca e negra. Com tanta atração já fechada, entretanto, resolvemos que íamos voltar só no dia seguinte.

Mas se você quiser ler um pouco mais sobre estas atrações, outros blogueiros foram espertos o bastante para se dar mais tempo na cidade e contaram em seus blogs.

T.V. Eveywhere – Transilvânia (hilário) – Blog Dri Everywhere
Transilvânia – Blog Dri Everywhere
O que é que a Romênia tem? – Blog Viaje na Viagem
Os mistério da região do conde Drácula – Blog Compartilhe Viagens

 

Brasov – a nova cara da Romênia?

Brasov é a prova de que a Romênia é mesmo um país europeu completamente aberto ao mundo ocidental. Querem saber por quê?

Turistas do mundo inteiro a visitam (diferentemente de algumas atrações turísticas, onde não se ouve outra língua além do romeno). Lojas, bares e restaurantes oferecem comida de primeira e culinária internacional (e para quem prefere, fast food também!). Há fartura de hotéis para todos os gostos e bolsos. E por fim, a cidade ainda é próxima de dezenas de atrações muito legais da Transilvânia, com várias agências oferecendo day-trips para aqueles que estiverem sem carro.

Ruas de compras, barzinhos e pedestres em Brasov

É o lugar perfeito para se hospedar e curtir o fim de tarde, depois de ter passado o dia turistando pelos arredores.

É o lugar perfeito para esquecer a imagem de que a Romênia é um país preso nos anos vermelhos do século XX.

É o lugar perfeito para deixar de lado de vez a essa história de que a Transilvânia é um lugar macabro e amaldiçoado…

 

A não ser, é claro, que você seja mais um dos que ouvem os lamentos das bruxas queimadas em praça pública e torturadas naquela torre simpática no meio da praça…

Piata Sfatului com a casa do concílio no meio - Brasov - Transilvânia

 

Quer ler mais posts da nossa saga pela Romênia? Clique no banner abaixo para acessar nosso índice:

andarilhos do mundo na transilvânia

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:35
Posts Relacionados:
14
Nov
2012
35 comentários
  1. Dani G.
    14/11/2012

    Passando a Piata Sfatului, na quadra seguinte tem um estacionamento particular onde nao precisa moedas, vc so paga c NOTAS na hora q sai, rs. Se tivessem dirigido um pouuuquinho mais adiante teriam encontrado :=))))

    • kkkkkkkkkkk Gente, é a minha cara isso! Dani, eu precisava ter ficado com o seu telefone durante a viagem, kkkkkkkk. Mas então, tudo seria resolvido se o GPS indicasse os estacionamentos (e esse não indicava) ou se a gente tivesse seguido o que estava programado e voltado na cidade no dia seguinte (acabamos fazendo outras coisas, ehehehe). Mas vem cá! Você nem me elogiou que eu estou defendendo a queda dos rótulos “Transilvânia = Drácula” kkkkkkkk

  2. Romenia entrando na wish list Gleiber.

    Estes parquimetros de moedas sào encrencas no mundo todo.

    Bateria de câmera é uma encrenca mesmo.

    Ah treinando Brachov 🙂

    Abraço!

    @GusBElli

    • Na cidade de Medjugorje, na Bósnia, eles acharam a solução perfeita. Fica um tiozinho trocando o dinheiro dos turistas do lado do parquímetro. Ele inclusive faz câmbio de tudo quanto é moeda pelo dinheiro Bósnio, que ninguém nunca tinha mesmo. Podia ter um desses lá, né? Ou como a Dani informou, era só ter procurado melhor um estacionamento de verdade… :/

  3. Dani G.
    14/11/2012

    Ah, e Brasov so é assim “diferente” do resto da Romenia por causa da influencia germanica. Assim como Sibiu e boa parte do oeste da Romenia.

  4. Rafael Carvalho
    14/11/2012

    Que lugar lindo, hein? Você conseguiu, agora terei que ir à Romênia rs! Abração

    • O melhor é que agora eu não preciso mais responder à pergunta que eu mais ouvia antes de viajar pra lá: ” – O que é que você vai fazer nesse lugar, Gleiber?”

  5. Leticia Zero
    14/11/2012

    Tô indo passar o Natal e o Ano novo na ROmenia, mas será uma viagem de só 10 dias… Natal a gente já resolveu, depois tá um pouco nebuloso. Pensei e aterrisar em Brasov para o ano novo e fincar base lá até o final da viagem para explorar a região. O que vcs acham da idéia? Conheceram algum outro lugar que seria mais bacana para o ano novo? A propósito, Natala gente vai passar em Sighetu, em Maramures.

  6. Diogo Avila
    14/11/2012

    Hum, estou pensando seriamente em incluir na minha wish list!

  7. Manoela
    20/11/2012

    Que lugar fofo pra se visitar na próxima visita a Europa!!! Adorei a escolha Gleiber, amo destinos exóticos e acho que apesar de controvérsias achamos muitos deles na Europa, vide esse seu! Quanto tempo vc acha ideal lá?
    Bjos

    • 3 Noites em Brasov seria perfeito para conhecer tudo o que há nos arredores. É com certeza o primeiro destino que eu iria depois de conhecer Bucareste. Com um pouco de disposição dá até para fazer bate-e-volta a Sighisoara, mas daí eu colocaria 4 noites aí em Brasov.

  8. Elson
    29/12/2012

    Li recentemente em uma reportagem que, em Brasov, à noite/madrugada, geralmente próximo a hotéis, algumas mulheres se vestem como noivas de Drácula, ou como Lucy, personagens do livro, como forma de manifestação artística. Como acontece, por exemplo, em Buenos Aires, onde há pessoas que se vestem como dançarinos de tango a fim de faturar uns trocados.
    Alguém saberia dizer se esta informação procede ?

    • Puxa, a gente não ficou na cidade até anoitecer (pegamos o por do Sol perto de Rasnov, voltando para Bran). Mas eu nunca ouvi nada a respeito… 🙁

      • Elson
        30/12/2012

        Bem, pretendo visitar a Romênia agora em 2013. E vou tentar verificar, “in loco”, se é real isto. Em se confirmando, volto aqui pra comentar a respeito. De todo o modo, já digo que curti muito todo o roteiro postado sobre a Transilvânia. É uma região que sempre quis visitar, e ao ler o blog aguçou ainda mais minha curiosidade e vontade !

        • Ótimo Elson! Adorei! Ficaremos no aguardo de notícias suas. Se quiser, pode até escrever um post que publicamos. Será nosso convidado para relatar sua experiência e fotografias. Boa sorte e boa viagem.

          • Elson
            31/12/2012

            Ok, Gleiber, muito obrigado !

  9. Helena Maria Sert
    30/12/2012

    Olá Gleiber fiquei feliz em encontar alguém que compartilhou minha experiência de conhecer a Romênia. Adorei Brasov, Sibiu, Fagaras e Sighisoara. Tenho uma curiosidade, o que te levou a Romênia???Pois sempre tive vontade de conhecer esse país, e tive dificuldades em encontrar companheiras para a viagem.Um país tão desconhecidos dos brasileiros, e principalmente de mim que sou descendentes de Romenos. Adorei as fotos das igrejas fortificadas da Transilvânia, não tivemos chance de conhecê-las, mas sai do Brasil com a intenção. Desejo voltar e conhecer o delta do Danúbio, aliás desejo voltar sempre para lá…

    • Olá Helena, sobre nossa curiosidade sobre o país, vou te dizer que tudo começou mesmo por causa da nossa paixão por filmes de terror (coisa do Sandro), pelo Drácula original de Bram Stocker (coisa de ambos) e pelos anos que passei jogando RPG de Vampiros, hehehehe (coisa minha). Daí, ao pesquisarmos sobre o país descobrimos que haviam cidades históricas, castelos e paisagem natural estonteante. Pronto! Era o que precisávamos para esquecer os mitos e ir desbravar o país de verdade.

  10. Arthur Lusioli
    01/01/2014

    Estou louco para conhecer Brasov e seus pontos turísticos, mas por mais que os relatos sejam detalhados, para quem não conhece absolutamente nada além do que se vê na internet, fica parecendo bem difícil, muito complicado. Gostaria da ajuda dos viajante com dados importantes como: dicas sobre hotéis, câmbio de moedas, dinheiro, passagens aéreas, translados, restaurantes, seguros etc. Quem puder me ajudar com a experiência eu ficaria muito grato!

  11. Fernando Araujo
    13/04/2014

    Sou Português e sou guia turistico em Brasov. Conheça esta bela cidade de forma fácil, económica e profundamente. Para mais informações sobre os meus serviços por favor enviar email para fernando.a.a.araujo@sapo.pt

  12. Fe costta
    24/04/2014

    As dicas da Romenia estao me ajudando bastante!! Seguindo seu conselho de nao ficar pouco tempo em Brasov, ja programei 3 noires ali! Obrigada! 🙂

  13. Elizabete Barbeita
    08/03/2015

    Adorei as dicas. Estou indo para Bucareste em abril com day trip em Brasov. Sei que que será cansativo, mas vale a pena arriscar. Agradeço suas preciosas informações.

  14. Virginia
    04/05/2015

    Olá Andarilhos! Eu e mais 3 amigas iremos agora em maio pra Romênia e eu gostaria de saber se vocês indicam que a gente vá de carro para a Transilvânia. As estradas são ok!?
    Ficaremos do dia 16 ao dia 20. A primeira noite dormiremos em Bucareste.
    Obrigada!

    • Oi, as estradas da Romênia são excelentes. Vale muito a pena alugar um carro. Foi o que fizemos
      Abraços.

  15. Catarina charif
    03/09/2016

    Estou embarcando dia 26 agora para a Romênia.. .adorei as dicas..obrigado