Restaurante Hetu’u – Ilha de Páscoa

Primeiro dia, noite sem dormir, hora do almoço e a gente logo simpatiza por um de frutos do mar, o Restaurante Hetu’u. Eu estava ainda tentando descobrir como se convertia peso chilenos para reais quando resolvo ir ao banheiro enquanto o Sandro decidia o que queria comer.

Fachada do Restaurante Hetu'u Rapa Nui Ilha de Páscoa

Já conheço meu parceiro de viagens. Sempre demora horas se decidindo, morrendo de medo de se dar mal com comidas estranhas. O cardápio, dessa vez, tinha foto de todos os pratos, o que dispensava totalmente minha ajuda na tradução.

Mas quando volto do banheiro…

Dou de cara com ele, decididíssimo como eu nunca tinha visto na vida, apontando o prato da mesa vizinha e pedindo um igual. E já emendou: pedi um porção de camarões à milanesa para ir beliscando de entrada.

Camarão à Milanesa Restaurante Hetu'u Rapa Nui Ilha de Páscoa

Olho rapidamente para o cardápio e sem raciocinar muito peço o mesmo para mim. Só troquei as batatas-frita por um risoto.

Risoto de frutos do mar Restaurante Hetu'u Rapa Nui Ilha de Páscoa

A guria leva o menu embora e minutos depois deixa a gente à vontade desfrutando os frutos do mar mais frescos que comemos nos últimos anos.

Frutos do Mar com fritas Restaurante Hetu'u Rapa Nui Ilha de Páscoa

Tudo estava indo muito bem até que resolvi comentar, assim de leve, que a gente deveria ver melhor quanto ia custar aquela brincadeira. Tarde demais, infelizmente, porque só tive esta brilhante idéia DEPOIS do Sandro já ter topado a sugestão de sobremesa da garçonete.

Bar Restaurante Hetu'u Rapa Nui Ilha de Páscoa

Roubo o menu da mesa ao lado discretamente só para dar aquela conferida nos preços. Depois da segunda tentativa, claro, porque na primeira eu peguei foi a carta de vinhos.

Abro a calculadora do celular, teclo uns números aqui e ali e, incrédulo, deixo para dar a notícia só depois da torta de três leches já ter aterrissado na mesa:

– Tem noção que só os camarões à milanesa foram uns 70 reais?

Torta tres leches Restaurante Hetu'u Rapa Nui Ilha de Páscoa

Achei que o Sandro ia ter um treco. Precisa ver a cara dele quando a guria perguntou se a gente queria um cafezinho. A conta? Uns 350 pilas e a gente sumindo rapidinho antes que oferecessem mais alguma delícia irresistível.

Só que os dias foram se passando e a gente foi se acostumando com o preço das coisas por lá…

Menu de bebidas Restaurante Hetu'u Rapa Nui Ilha de Páscoa

Água mineral no mercadinho? 6 reais. Bombom com café preto na Moiko Ra’a: 30 reais. Empanadas com suco? 40 pilas.

No bom e velho espírito de “quem já está ferrado, ferrado e meio”, adivinha onde resolvemos jantar para celebrar o aniversário do Sandro, no último dia da viagem?

Filé de atum Restaurante Hetu'u Rapa Nui Ilha de Páscoa

Salada com camarão Restaurante Hetu'u Rapa Nui Ilha de Páscoa

Decoração Restaurante Hetu'u Rapa Nui Ilha de Páscoa

Afinal, se é para pagar caro, que seja então para comer bem!

Serviço

Restaurante Hetu’u
Fan page no Facebook
Avenida Atamu Tekena s/n (rua principal de Hanga Roa)
Telefone: +56 32 255 2136

Querem acompanhar a nossa série de posts sobre a Ilha de Páscoa? É só clicar no link abaixo:

andarilhos do mundo banner ilha de páscoa

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:28
Posts Relacionados:
21
Oct
2012
28 comentários
  1. Rafael Carvalho
    22/10/2012

    Hahaha o bom é assim, quando a gente descobre o preço só depois de já ter adorado a comida. Senão, ia criticar, falando que não valia o preço. Deu fome!!!

  2. Ana Carla
    22/10/2012

    Caramba, acho que passarei fome do dia que for por la, rsrs… mas pelas fotos os pratos eram mesmo irresistiveis, ate me deu fome!

    • Como é uma ilha muito isolada, acontece isso. O custo das coisas é terrivelmente alto. Ainda bem que para conhecer tudo, levamos só 4 dias.

  3. Elaine Castro
    22/10/2012

    Eu fico fazendo contas mentalmente… R$350= passagens para São Paulo= 2 calças boas= diária em um ótimo hotel aqui o Espírito Santo=…. mas, quer saber, vez em quando nas viagens a gente tem que se dar algum luxo, né?

    • Coloquei os preços justamente por isso… Do que adianta dizer que as coisas lá são caras sem dizer o quão caras? 🙂

  4. To vendo que terei que levar uma mala extra só com barra de cereal, pringles e snikers. hahaha. R$6 por uma água, R$30 por um café??? Aff!!! Pelo menos a cara dos pratos está ótima.

    • Detalhe, tem que declarar na alfândega os alimentos que traz na bagagem, acredita? E sobre o café com trufa a 30 reais, acho que eu exagerei um pouco. Foi só 25… Reparou que por fora o lugar nem parece que ia enfiar tanto a faca?

  5. Jennefer
    22/10/2012

    Vcs estão se tornando mestres em se meter em roubadas hein? Adorei as fotos dos pratos e do restaurante, acho q valeu a pena rsrsrs

    • kkkkkkkk Sempre fomos, amore!!! Quando o Gleiber está no meio, tudo é possível! É aquele tipo de coisa: quando iremos fazer uma loucura dessa de novo? Valeu a pena demais!

  6. José Roberto
    22/12/2012

    Muitombom o seu relato, tb sou medico e adoro arqueologia, passarei o ano novo na ip, tens algumas dicas adicionais de alimenta cão.

    Abco e feliz 2013
    Obs se alguém comentar sobre a pedra molhada eu aviso

    Jr

    • kkkkkkk
      Vamos torcer para que ninguém tenha descoberto nada sobre a pedra molhada, hehehehe
      Vou ver se consigo escrever então antes do ano novo sobre uma dica de ouro sobre alimentação, os jantares temáticos com shows de dança e cerimônias Rapa-Nui. Se eu não conseguir escrever a tempo, #ficadica: Procure por um lugar chamado Te-Hai e faça reservas com antecedência (no post do guia de Hanga Roa eu indiquei no mapa onde fica, é mais afastado do centro). A coisa começa ali pelas 19horas e vai até as 22-23h. É caro, mas é um evento completo! Eles fazem uma cama de pedras quentes e enterram as carnes e legumes para assarem. O sabor fica incrível. Outros lugar parecido é o Vai-Te-Mihi, bem na beira-mar à direita do campinho de futebol, antes de chegar no cemitério.

  7. Rodrigo
    23/01/2013

    Muito legal os relatos aqui postados.

    Estou indo para a IP no final de Janeiro e vi que os jantares serão caros, rsrsrsrs. Primeiramente,gostaria de saber se estes locais (restaurantes e passeios) aceitam cartões de credito e se você poderia indicar alguns lugares onde almoçar e jantar, bem como, onde contratar os passeios.

    • Bem, Rodrigo. A gente não contratou nenhum passeio. Mas em Hanga Roa você vai ver várias opções (na verdade nem tantas assim, a Ilha é pequena, hein?). No fim a gente alugou carro e fez tudo por contra própria (e sentimos falta de um guia para dar as devidas orientações). Os próprios hotéis são ótimas referência para contratar passeios. Sobre cartão de crédito, a maioria dos lugares maiores, mais arrumadinhos, aceitam sim. Mas não são todos os lugares e alguns podem te cobrar mais caro pelo uso do cartão. Para lojas simples e até supermercados, você terá que levar dinheiro mesmo. E já ia esquecendo. A gente jantou um dia sanduíche comprado no supermercado, no outro dia no Hetu’u e no outro dia no show Rapa Nui do Te Ra’ai. Viu nosso post? http://andarilhosdomundo.com.br/2013/01/show-folclorico-rapa-nui/

  8. Marcella
    25/02/2013

    Oi, Gleiber! Como é essa história de declarar na alfândega os alimentos levados daqui do Brasil? Onde faço isso, no aeroporto mesmo? Pago alguma coisa? De antemão já te agradeço a atenção. Estou indo pra lá em abril, será minha 1° viagem internacional e estou receosa com tudo.
    Abraço.

    • Oi Marcella, é assim: na entrada para alguns países estrangeiros (nem todos), a gente preenche uns formulários e deve tomar cuidado pois é uma espécie de declaração jurada de que você está dizendo a verdade. Para entrar no Chile, em um desses formulários, eles perguntam se você está levando ALGUM produto de origem animal / vegetal para o país. E se você estiver levando ALGUM produto, deve dizer que SIM! (Muita atenção nessa hora) Só marque NÃO se você, de fato, NÃO estiver levando NADA! Se você mentir, o produto será CONFISCADO. Se disser a verdade, aí acontece o seguinte, se o produto é permitido, ok. Se o produto for PROIBIDO (alguns são), ele será confiscado. Para se informar melhor, escrevemos um post sobre a Aduana Chilena aqui: http://andarilhosdomundo.com.br/2011/10/a-malvada-aduana-chilena/

  9. Milene Faria
    15/04/2013

    Fiquei no Hotel Altiplânico Rapa Nui e gostei muito! Aconchegante, decoração caprichada, pessoal atencioso e simpático. Fui com meu marido. Muitos casais passam lua-de-mel lá. Foi o que pude perceber lendo o livro de agradecimento dos hóspedes na recepção.

  10. Milene Faria
    15/04/2013

    Ah, restaurantes, gostei muito do Te Moana, do La Taverne du Pecheur, do La Kaleta. O primeiro na Atamu teKena e os outros dois em frente ao porto.

    • opa! #ficadica, galera! Muito obrigado Milene, por compartilhar conosco e com os nossos leitores a sua experiência!

  11. Anninha Xavier
    18/06/2013

    Grata surpresa eu tive quando, ao pesquisar sobre a Ilha de Páscoa, acabei “esbarrando” em vocês! Já faz um tempo que eu venho me preparando para ir, pesquisando sobre a ilha, mas tive um problema de saúde que me impediu. Problema resolvido, agora é só marcar as datas. Amei o site. E mais ainda, as dicas, pois o Brasil é super carente de mais informações sobre esse tipo de destino. Sou uma amante de ilhas, lugares exuberantes, exóticos, cercados de natureza por todos os lados e tranquilos e sonho com o Pacífico todos os anos quando tiro férias. Esse ano estreio em Páscoa. Pensei em passar dez dias. Mas, por tudo que li por aqui, cinco dias já tá bom, né?! Até porque, não sobrará nem minha carteira se eu insistir nessa ideia de passar dez dias por lá, rsrsrsrsrsrs… Parabéns pelo site! E muito obrigada pelas dicas. Um abraço, Anninha.

    • Obrigado, Aninha. Vou só explicar uma coisinha… Nós temos um perfil “fast-traveller”, hehehe. Conhecemos tudo rapidinho. Então conheço gente que passou uma semana na ilha, fez bastante coisa e gostaria de ficar até mais tempo! Depende do seu perfil de viajante. Eu não ficaria mais do que 5 dias.

      • Anninha Xavier
        18/06/2013

        Uma tia minha morou durante sete anos em Fernando de Noronha. Tive oportunidade de ir lá algumas vezes, mas conhecer a Ilha mesmo, eu conheci (todinha) em quatro dias. Acordava as seis da manhã, tomava aquele café reforçadíssimo, enchia a mochila de água, frutas, biscoitos, barras de cereal, dinheiro e muita disposição e só voltava a noite pra casa já com ela me ligando e querendo saber se eu tava viva. Quase não curti a noite na primeira vez que eu fui. Nas outras idas eu já conhecia tudo (e até quase todo mundo) então pude desfrutar cada pedacinho que eu mais gostei da ilha com mais calma e pude curtir a noite também. E podia me dar ao luxo de curtir muita rede na varanda da casa dela e muito por do sol nos mirantes que eu mais gostava, sem pressa. Se gostar de Páscoa periga até eu dar um jeito de ficar por lá. E não voltar mais, rsrsrsrsrsrsrsrs… obrigada pela dica. Já me decidi: sete dias é o período perfeito pra o que eu quero. Não quero voltar pro continente sem antes desbravar cada centímetro de chão de lá! Afinal, esperei tanto por esse momento… Mais uma vez obrigada pelas dicas. Um abraço e muitas viagens pra vocês!

  12. anderson rodrigues
    31/01/2014

    ola meu amigo gsoto muito das suas dicas gostaria de saber qual o opcao mais em conta p se comer na ilha de pascoa vou p la mes k vem mas to achando os precos muito salgados abraco

    • O que fica mais em conta é comer sanduíches e salgados (empanadas são muito gostosas!). E mesmo assim é caro, viu? Num dos maiores supermercados da rua principal tem cheese-burger, cheese-salada. Quebra um bom galho!

  13. Flavia
    15/08/2014

    Oi Gleiber! Bacanérrimas suas dicas! Estou indo para a ilha de pascoa com meu marido agora no início de Outubro e ficaremos lá por uma semana. Me assustei com os preços dos restaurantes (rs). Claro que queremos comer bem, mas não gastar tanto todos os dias só com alimentação. Iremos ao supermercado lá ver com o que podemos nos virar, comer empanadas, uns sanduíches e um dia ou outro ir ao restaurante. Gostaria de boas dicas para a compra de lembranças (nossa familia é grande!). Que tipo de lembrança bacana e baratinha voce acha que podemos levar? E onde os melhores lugares para comprar por lá? tipo artesanato, camiseta, essas coisas. Vamos levar barras de cereal, bolachas, torradas, amendoim na mala. Tem que declarar mesmo assim? Ah, e dá problema nós levarmos umas garrafas lacradas de água na mala? Aguardo seu retorno. Grande abraço!

    • Oi Flavia, na dúvida, declare. Você vai mostrar a mala para um fiscal e eles deixam passar tudo o que for industrializado. Pior é não declarar e eles te pegarem, daí eles confiscam tudo! Sobre artesanato, há bastante! Principalmente na rua principal e na cooperativa de artesãos do centro. Traga pequenas estatuetas de moais. Todos vão adorar. Abraços.

  14. Flavia
    15/08/2014

    ah, desculpa…só mais uma coisinha. Ficaremos no hotel Manavai. Foi uma boa escolha? estamos bem localizados? Alugaremos jeep todos os dias pra curtir bastante a ilha por conta. To louca pra ver o nascer e o por-do-sol por lá. Dizem que é imperdivel. bjs

    • Oi Flávia,
      Pois é… A gente perdeu o nascer e por-do-sol (pela chuvas e tal). Tomara que você consiga. Ter um jeep é muito bom.