Castelo de Bran – o Castelo do Drácula

A gente já tinha terminado de visitar o Castelo de Bran quando reparamos em duas senhoras espanholas daquelas bem espalhafatosas conversando na nossa frente. Bem que tentamos evitar, mas era impossível não prestar atenção.

Elas estavam preocupadíssimas, porque o guia da excursão delas tinha dito que vampiros como o Drácula, não existiam! Ao que a outra logo argumentava: “- Se não tivesse existido, de onde eles iam tirar todas essas histórias?”

Castelo de Bran no por do sol preto e branco

Visitar este castelo com passagens secretas, paredes da idade média e uma meia dúzia de lendas de arrepiar os cabelos também me fizeram pensar: “- Será que são os lugares que inspiram as lendas, ou seriam as lendas que tornam tão legal o lugar?”

 

Fomos para a Romênia já loucos para conhecer esse castelo. Uma imagem dele foi o papel de parede do computador desde que começamos a planejar a viagem. Então escolhemos nos hospedar em Bran por dois dias, para podermos visitá-lo de todos os ângulos, em todos os horários, inclusive à noite (mais inspiradora impossível).

Visão norturna do castelo de Bran - Romênia

O que acham? Ele combina ou não com o clima da Transilvânia?

 

A Cidade de Bran

Chegamos num fim de tarde na cidade, ainda a tempo do pôr do Sol. Vínhamos de uma indiada navegando de canoa em Snagov (quando poderíamos ter ido simplesmente à pé pela ponte) e de uma subida até as formações rochosas de duplo sentido das Montanhas Bucegi (e passado o maior frio de nossas vidas).

Depois de instalados no hotel, fomos conhecer a pequena cidadezinha, que vive praticamente do turismo. Não pensem que isso é pouco, pois o castelo de Bran é o segundo edifício mais visitado do país, ficando atrás apenas do castelo Peles.

Cidadezinha de Bran

Isso significa milhares de turistas por dia, e pelo menos uma centena de lojinhas e barraquinhas de artesanato oferecendo de tudo: de roupas típicas a polenta assada na hora, de cinema 3D de terror a canecas do Vlad Tepes.

Barraquinhas de Souvenir em Bran

Apesar disso, o lugar é bem pequeno. Se resume a um aglomerado de lojas, restaurantes, hotéis e algumas casas à beira da estrada que passa por ali. A arquitetura tem algo de alemão, explicada pela colonização saxônica à época da construção do castelo, em 1212.

 

O Castelo de Bran propriamente dito

Tiramos umas fotos da fachada no mesmo dia que chegamos, mas voltamos no outro dia de manhã para visitá-lo por dentro. Antes de adentrar àquelas paredes de pedra, há um belo jardim verde, com lagos e muitas flores. Muito diferente do astral mal-assombrado que a gente tinha imaginado.

Placa para o castelo de Bran

E se preparem para muitas escadarias, o que é regra quando se trata de visitar ruínas ou construções muito antigas. Mas apesar de todo o verde do entorno e do clima descontraído, um pouco antes da porta de entrada, a gente se depara com uma cruz. Sem inscrição explicativa alguma, nossa imaginação fértil tentava adivinhar o seu significado, sem sucesso.

Cruz na entrada do Castelo de Bran - Romênia

E a entrada dos turistas para visitar o castelo? Porta imensa de carvalho, luminárias antigas saindo da parede de reboco descascado, letras góticas semi-apagadas em caracteres cirílicos… Viajamos para outro tempo, outra época.

Entrada de visitantes para o castelo de Bran

Já dentro do castelo, percorremos diversos corredores, salões preenchidos de mobília histórica e uma inusitada passagem secreta entre paredes frias de pedra. Em meio àquela escuridão, mergulhamos nossa mente numa era de medo, superstições e lendas muito bem exploradas pelos antigos contos de terror.

Corredores escuros e masmorras

Entre os muitos aposentos, prepare-se para conhecer um dos melhores museus de objetos de Tortura que já visitamos. Para entrar lá dentro, além de coragem e um pouco de sangue frio, você precisa pagar uma taxa opcional de 10 lei.

Museu da Tortura no Castelo de Bran - Romênia

Estão expostos dezenas de artefatos precisamente talhados para provocar dor, medo e sofrimento. Não foram usados apenas na Romênia, mas em toda a Europa durante a idade das Trevas. Entre virgens de ferro, cintos de castidade e estacas de empalamento, nos vemos face a face com as mais evidentes provas da crueldade humana.

É coisa de uns 15 minutinhos lá dentro e já começa a dar vontade de fotografar umas flores…

Flores no castelo de Bran - Romênia

 

Histórias do Castelo de Bran

Apesar de ser conhecido pelos turistas como o Castelo do Drácula, já vou jogar um balde de água fria em vocês. O famoso príncipe sanguinário da Valáquia, Vlad Tepes Dracul, não chegou a usar essa construção para governar. No máximo, foi um entreposto militar e estratégico pelo curto tempo em que governou a região.

Zona central do castelo de Bran com o poço

A Transilvânia era muito mais húngara do que romena naqueles tempos. No fim, a única vez em que Vlad comprovadamente pisou seus pés em Bran, foi quando os Otomanos estavam por cima da carne seca e usaram as masmorras do castelo para aprisionar o queridinho antes de mandá-lo para o exílio em Visegrad.

Talvez esse magnífico edifício com torres pontiagudas, localizado no sopé dos Cárpatos e rodeado de florestas virgens tivesse passado despercebido pela história se não tivesse sido elegido como residência oficial pela rainha Maria da Romênia, em 1920.

Telhadinhos do castelo de Bran - Romênia

As instalações foram restauradas, os salões foram preenchidos por mobília da época e o mundo passou a conhecer sua beleza.

Coração do Castelo de Bran - Romênia

Depois veio o comunismo, e o castelo passou a ser apenas um museu mal cuidado e abandonado.

Nos últimos 30 anos, a moda dos vampiros e o crescimento do turismo estrangeiro no país foi quem relacionou a beleza e a grandiosidade do castelo de Bran às histórias de Bram Stocker. E de lá para cá, não teve jeito, a fama pegou e não tem quem não olhe para os calabouços onde Vlad Tepes esteve acorrentado sem ficar com uma pulga atrás da orelha.

Castelo de Bran - Romênia vista do jardim

 

Dicas aos Visitantes

Sempre há muitos turistas no castelo. Sempre. Ir bem cedo, às 9h quando eles abrem as portas, talvez seja uma boa sugestão para conseguir tirar boas fotos. E reserve umas 2 horas pelo menos para a visita.

Poço no castelo de Bran - Romênia

Percorra todos os corredores, salões, veja os vídeos e leia os murais contando as histórias dos vampiros. É uma experiência mágica ver as gravações do início do século XX mostrando a corte e a nobreza desfilando em seus cavalos nos arredores da cidade. Exceto, claro, quando senta um sujeito com asa do seu lado…

Vista da cidade a partir do castelo de Bran

Se tem problemas em subir escadas, desista. E se tem estômago fraco, não precisa entrar para ver os instrumentos de tortura.

Há a possibilidade de marcar visitas guiadas, o que deve ser bem interessante.

Castelo de Bran visto ao longe - Romênia

 

Vídeo

Veja o vídeo que fizemos mostrando algumas cenas dos turistas visitando o castelo. São só 38″


Castelo de Bran from Andarilhos do Mundo on Vimeo.

 

Serviço

Castelo de Bran
1 de Outubro a 30 de Abril: das 9:00h às 16:00h
1 de Maio a 30 de Setembro: das 9:00 às 18:00h
Segundas-feiras: abre às 12:00h
Ingresso: RON 25,00
Museu dos objetos de tortura: RON 10,00
Site oficial: http://www.bran-castle.com/ (em inglês ou romeno)

Andarilhos do Mundo no castelo de Bran - Romênia
Quer ler outros posts da nossa jornada pela Transilvânia? Clique no banner abaixo:

andarilhos do mundo na transilvânia

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:29
Posts Relacionados:
12
Oct
2012
29 comentários
  1. Elaine Castro
    12/10/2012

    Vixe! Essa foto na passagem secreta é a-pa-vo-ran-te! Quero ir também!! 🙂
    Adoro quando um blog de viagem faz nascer em mim a vontade de conhecer um lugar. Vocês fizeram isso com a Romênia.

  2. Hahahaha,

    Curti a frase: “prepare-se para conhecer um dos melhores museus de objetos de Tortura que já visitamos”.

    Essa série está demais!!!

    Abraços

    • Em vários outros castelos, a gente também visitou câmaras de tortura. Mas a do castelo de Bran, definitivamente, é a mais sinistra!

  3. Nossa, meu ex é holandês/romeno e minha vontade de ir para a Romênia vem desde 2010. Pena que acabamos antes dele me levar lá. hahaha. Já queria muito ir e agora depois de ler esses posts, preciso demais conhecer. To louca para que o sorteio seja feito. Vai que eu ganho a misteriosa sacolinha. hehehe

    • Olha, a nossa vontade de conhecer a Romênia começou por causa da história misteriosa da Transilvânia e tal… Mas depois de pesquisar os destinos turísticos a gente descobriu que é um daqueles poucos lugares do mundo que são 1) fascinantes 2) limpos e organizados e 3) BARATÍSSIMOS!

      • Estranhamente meu ex me mandou um e-mail ontem. To super a fim de me convidar na cara de pau e perguntar se rola um couchsurfing na casa de algum parente na Romênia. hahaha

        • Deve rolar sim, ué! E deixa eu adiantar aqui uma outra dica: no país se chega em qualquer lugar pedindo carona. É uma instituição romena, praticamente!

  4. Jodrian Freitas
    12/10/2012

    Muito legal, Gleiber. Eu certamente adoraria visitar o castelo. Curto muito as histórias medievais e, independente dos fatos (se o Vlad morou ou não lá), as fotos mostram que a visita valeu a pena. Ótimo.
    Abração
    Jodrian

    • Nossa, a visita valeu a pena demais. O castelo é bem fotogênico, hehehe. Paredes brancas, telhadinhos laranja, um estilo bem diferente de outros países europeus.

  5. Celina
    15/10/2012

    Muito lega, Gleiber! Mas o museu da tortura eu passo! Já vi o suficiente naqueles museus da Inglaterra, principalmente em York (com atores, imagina).
    bjs

  6. […] Já pensou em visitar o Castelo do Drácula? O Gleiber Rodrigues e o Sandro Vaz, do blog Andarilhos do Mundo, não só foram ao Castelo de Bran, na cidade homônima da Romênia, como registraram tudo com […]

    • Estefanni
      10/11/2012

      Sou estudante de Museologia e estou a.d.o.r.a.n.d.o. estes roteiros…parabéns pelas escolhas!!!!!

  7. Julia Caramaschi
    14/07/2013

    Estou em Belgrado e vou daqui a duas semanas conhecer o Castelo de Blad na Romênia e seus comentários e dicas forma ótimas
    Obrigada

    • Não está confundindo com o castelo de Bled, na Eslovênia, aí pertinho de Belgrado não, né?

  8. Nunca vi tanto na vida sobre dráculas!
    Amei, vocês tão de parabéns pelas postagenssssss…
    Fazia um tempo que eu não checava vocês, simplesmente pq eu comecei a sonhar muito em ir viajar.
    Aliás, gostei do site (que já faz tempo que voces tem, mas eu sou do tempo que não era site ainda), então parabéns pelo site também glr. Beijão.

    • Oi Isabela! hehehe A gente meio que curtiu seguir as “pegadas” do Drácula pela Romênia. E obrigado por voltar, né? Fizemos um baita upgrade na nossa página em Julho de 2012 e de lá para cá muita coisa já melhorou por aqui. Bjão!

  9. Nathiel
    21/11/2013

    Boa noite,gostei bastante da matéria,gostaria muito de conhecer a Romênia! queria fazer uma pergunta,porém é extensa,poderia me responder por e-mail,ai eu teria como te mandar um! Abraço!

  10. brenda
    11/11/2014

    Eu Amoooooooooooooo a Transilvânia, o meu monstro favorito é o dracula, é muito legal amo muito o dracula tô pedindo para a minha mãe pra ir a Transilvânia

  11. dinu manole
    11/12/2014

    oi gleiber parabéns. nunca pensei que os brasileiros vão gostar tanto do lindo pais aonde nasci.voce conhece ele melhor do que eu pelo
    menos certos lugares.ai eu pergunto a você em abril-maio vou para roumenia e queria conhecer a estrada transfagaras parece que você conhece bem.por onde você pegou ela?da para ir de carro?da para ver a tão falada cabra preta e que outros animais?precisa de guia?acabo de voltar do safari fotográfico de ursos brancos no churchill canada e adoreiaconselho você de conhecer as montanhas de bucovina são lindas.

    • Oi Dinu,
      Viajamos pela Romênia no mês de Agosto, auge do verão. A estrada fica fechada durante todo o inverno, viu? Usamos botas Timberland (veja o modelo exato aqui: http://goo.gl/kVg5Sg). Pegamos a estrada entre Sibiu e Fagaras, bem na extremidade norte da rota. Seguimos na direção Sul até Cetatea Poienari, onde visitamos as ruínas do castelo do “Vlad Tepes” e depois fizemos o mesmo trajeto de volta. Dormimos em Sibiu naquela noite.

      Não sabemos informações sobre animais na montanha, mas creio que existam. Ursos? Não sei mesmo (vi uma vez que ainda há ursos na Eslovênia, mas a Romênia tem uma área mais extensa de florestas preservadas, logo…). Para fazer essa viagem de carro não precisa de guia não. E para subir a trilha do Lac Balea ao Lac Capra também não precisa. Só precisa de fôlego e cuidado (com as pedras).

      Abração.

  12. Bruna
    09/02/2015

    O hotel de vocês fica próximo do castelo ou do centro da cidade? Qual hotel vocês ficaram em Brasov?

    • Oi Bruna,
      O nosso hotel ficava bem longe da cidade de Bran, na zona rural mesmo.
      Em Brasov a gente não dormiu em nenhum hotel. Fomos de carro visitar a cidade e voltamos para dormir nesse hotel perto de Bran. É tudo muito perto para quem está de carro.
      Abraços.

  13. vanessa marca
    14/03/2015

    Oi!

    Como vcs fizeram para visitar o castelo a noite?

    Vanessa

    • Oi Vanessa,
      A gente não visitou o castelo à noite. Como estávamos hospedados perto de Bran, a gente foi jantar na cidade à noite e tiramos umas fotos da rua, na calçada, por fora. Entrar dentro era proibido porque estava fechado.
      Abração.

  14. Ana
    20/07/2015

    Olá amigos , depois de ler esse post sobre a Romênia e assistir um quadro do domingo espetacular decidi mudar todo um roteiro de passar minhas férias e troquei os Estados Unidos q e onde ando passando as minhas férias dos últimos anos para passar o halloween na TRansilvania , adoro o halloween e depois de ver alguns vídeos na net sobre a festa da vodka negra de halloween q acontece no castelo de Bran eu n consigo mais nem dormir a noite d tanta ansiedade , estarei na Romênia do dia 28/10 a 01/11 e pouco tempo neh … Mas passarei por mais alguns países na Europa como Grécia , Turquia e Paris …mas apesar de ser minha primeira vez na Europa eu n paro de pesquisar e pensar sobre a viagem a Romenia em especial Bran … Mas estou com uma grande preocupação, mesmo com tantas pesquisas não consigo encontrar como eu compro o convite dessa festa de halloween, ficarei hospedada de 28 a 30 em Bucareste ,depois sigo pra Brasov para pernoitar e chego em Bran no dia 31 para passar o halloween … Ficarei na pousada casa de Ana Bran com vista para o castelo , já enviei email para o hotel para saber sobre o halloween do castelo e tbm estou tentando ligar no próprio castelo mas estou sem sucesso … Lendo suas postagem cheguei a ver um guia q mora e trabalha em brasov q fala português postando aqui …entrei em contato duas vezes e ele disse q me retornaria mas já se passaram 2 meses e nada … Estou morrendo de medo de chegar lá e mesmo chegando de manhã n consiga comprar o ingresso P a festa …acho q juro q eu sento no portão e choro a noite toda.,,, será q vcs não conhecem nenhum guia q consiga me passar o contato, q trabalhe por lá pra me passar essa informação … N quero q minha viagem acabe comigo chorando no portão da festa por n conseguir entrar obrigada e aguardo contato !!!