Dicas de Bucareste, Romênia – Informações práticas

Para chegar a uma cidade, se deslocar e explorar um pouco sempre é bom uma mãozinha. Como sei que tem bastante gente aí querendo dicas de Bucareste (cof… cof… cof…), resolvi fazer esse guia com informações práticas e básicas.

Bucareste Romênia - Palacio do Parlamento - vista parcial

Como acho difícil dar dicas de hotel e restaurantes , vou fazer apenas um review dos lugares que conhecemos. Ou seja, não vou ficar indicando lugares famosos, mas que não botamos o pé, né?

Aeroporto de Bucareste – como ir / vir

Provavelmente você chegará a Bucareste pelo Aeroporto, o Henri Coanda ou Otopeni (OTP). Fica 17km de distância do centro da cidade.

Há uma linha de ônibus público (linha 783 expressa, custo de 7 lei para dois tíquetes) que pode te deixar nas praças Presei Libere, Arco do Triunfo, Victorei, Universitatii ou Unirii. A viagem leva cerca de 45min (ou menos, dependendo do trânsito). Só não esqueça de comprar seu tíquete na máquina antes de embarcar, que fica bem ao lado da parada dos ônibus.

Outra opção é ir de trem. Mas daí você tem que pegar um ônibus que faz o traslado do aeroporto até a estação mais próxima, esperar o trem e depois descer na estação Gara de Nord (onde normalmente não ficam os melhores hoteis). Custa 6,80 lei e eu acho que, sinceramente, não vale a indiada.

Para ir de táxi do aeroporto de Bucareste até o centro, não esqueça de negociar bem o preço antes e desista de conseguir um que vá pelo taxímetro. A gente tentou de todas as formas, mas não fomos felizes. Mas por outro lado, mesmo eles cobrando bem caro, acredite, é muito barato andar de táxi em Bucareste.

Táxis circulando nas ruas de BucaresteTáxis pela cidade

O outro aeroporto da cidade, Baneasa, não está funcionando. Não entendi se está em obras ou se foi fechado para sempre mesmo.

 

Dicas de Bucareste – Pontos Turísticos e City Tour

Na verdade, eu já fiz um post inteiro, completinho, com as principais atrações da cidade. Clique para saber o que fazer em Bucareste. Como a gente tinha pouco tempo, usamos aqueles ônibus turísticos de dois andares, que segue por um trajeto bem interessante, justamente onde estão as coisas que interessam ser visitadas.

Onibus do City Tour Bucareste

Portanto, o ônibus do City Tour (ingressos a 25 Lei / adulto, comprados dentro do próprio ônibus) serve bem como meio de transporte, para não precisar se preocupar com as linhas de ônibus, tram ou metrô.

Paradas do Ônibus do City Tour BucaresteOs locais de parada do ônibus turísticos são indicados por esses pilares amarelos

 

Metrô de Bucareste

Bucareste tem 3 linhas de metrô e que, por acaso, também passam pelas atrações turísticas mais importantes. É bem barato, tipo 2 lei por viagem (cerca de R$1,00!!!). Se comprar o passe para o dia todo com viagens ilimitadas, o preço daí “sobe” para 6 LEI!!!! (R$ 3,00!!!!!!!!!!!!).

Quando eu digo que as coisas na Romênia são baratas, talvez agora vocês estejam começando a entender o que eu quero dizer, né? Para facilitar as coisas, a estação que te leva ao Parque Herastrau, também próxima do Arco do Triunfo é a Aviatorilor. Veja o mapa.

mapa do metro de bucareste

A gente, no fim não andou de metrô (agora fico me perguntando o porquê!).

Dada a facilidade de andar de metrô, não vou ficar perdendo tempo pesquisando sobre ônibus ou linhas de trem que vão servir mais os subúrbios da cidade.

 

Ciclovias

A cidade é cheia de ciclovias, é plana na região mais turística e também conta com aquele sistema semi-automático de alugar a bike num ponto e devolver em outro. Para quem curte, vale a pena.

Ciclovias no Parque Herastrau - Bucareste

 

Restaurante Excalibur

Bucareste tem, como qualquer grande capital, milhares de milhões de restaurantes. Não tem cabimento eu, que fiquei lá só duas noites, ficar tecendo comentários críticos sobre o cenário gastronômico romeno, não é mesmo?

No sábado à noite fomos a um restaurante medieval: O Excalibur. Quem me conhece, sabe que eu adoro esse tipo de ambiente: pratos de cerâmica artesanal, canecões de barro, comer com as mãos…

Restaurante Excalibur Bucareste - Brinde

ISSO MESMO!

Quando você pede qualquer um dos “banquetes” do menu (para duas pessoas, vejam só!), vem primeiro uma vasilha com água e limão (para higienizar as pontinhas dos dedos), depois toalhas brancas e por fim, só faca como talher. E daí a moça vestida a caráter explica em bom inglês que a falta de talheres é proposital!

Banquete do Rei Restaurante Excalibur Bucareste

Não é o máximo a gente se lambuzando com bacon???

Comendo com as mãos no Restaurante Excalibur - Bucareste

Tá, eu sei que a maioria de vocês vai achar nojento e tosco, mas achei legal de verdade. Lavei bem as mãos e curti a experiência. E olha que nem tive diarreia depois! (provavelmente porque mais tarde, no Hotel Rembrandt, eu esterilizei meu trato digestivo bebendo pinho sol – história já contada aqui).

Decoração do Restaurante Excalibur Bucareste

Na saída, a foto clássica com a espada.

Restaurante Excalibur Bucareste - Espada

Mas houve algumas coisas que eu não curti muito nesse restaurante. a) Ele fica lá no fundo de um beco escuro e a entradinha é bem discreta (resumindo, difícil de encontrar). b) Estava bem vazio quando a gente foi (e era sábado à noite).  c) E não tinha nenhum showzinho típico ou apresentação naquele dia, coisa que deveria rolar sempre nesse tipo de restaurante.

Ambiente do Restaurante Excalibur - Bucareste

Não sei se nos sentimos assim por causa da comparação inevitável com a taverna que a gente conheceu em Praga. Esta sim, é de recomendar!

Para quem quiser conferir, o Restaurante Excalibur fica na Strada Academiei, 39-41, pertinho da Piata Revolutieii.

 

Dicas de Bucareste – o Hotel Rembrandt

Essa dica é a coisa mais importante desse post! Definitivamente, é um dos melhores hotéis para se hospedar em Bucareste. E não, eu não estou ganhando nada deles para falar isso! E pior, eu até bebi pinho sol no lugar de água mineral servida por ELES!

Mesmo assim, vocês vão entender porque este é o hotel perfeito.

Hotel Rembrandt Bucareste Romênia - Fachada

a) Localização: não tem como estar melhor situado, bem no meio dos barzinhos do calçadão da Strada Smardan. O lado ruim disso é que o táxi não tem como te deixar beeeeem na porta…

b) Preço:  Nós pagamos incríveis R$155,00 por dia, por quarto. Para um hotel no centro da cidade, com conforto, café da manhã não é uma pechincha? Não sei se pegamos uma promoção, pois fiz uma pesquisa há pouco e achei tarifas na base de 75-80 euros, por dia. Aí a coisa muda um pouco de figura, hehehe

c) Conforto: cama excelente, travesseiros macios, banheiro gigante, uma excelente mesa de trabalho para ficar na internet, cofre, ar condicionado, wi-fi grátis, estilo rústico… O que mais poderíamos querer de um hotel? Detalhe: apesar da rua ser bastante movimentada, não se ouve um só ruído dentro do quarto!

Mesa de trabalho - quarto Hotel Rembrandt Bucareste

d) Café da Manhã: na Romênia toda, nenhum outro lugar bateu o café da manhã deles. Ambiente super descolado (parecia um barzinho, porque na night da cidade, ali É um barzinho). Café expresso / capuccino à vontade. Salada de frutas frescas de verdade. Iogurte, ovos, pães variados (doces e salgados), além do incrível queijo minas da Romênia!!! – sério, um queijo IGUAL aos queijos brancos lá da minha terra!

Ambiente do Café da Manhã - Hotel Rembrandt Bucareste

e) Atendimento: nota 1.000! A gente teve todos os nossos perrengues com a bagagem extraviada e eles se ofereceram para ligar para o Aeroporto e tentaram fazer o possível para obter informações para nós. Nos ajudaram com dicas da cidade e com informações sobre onde achar uma farmácia aberta às 22h. Parece besteira, mas tem muito lugar onde o pessoal atende com a cara tão feia, que desistimos de perguntar a coisa para eles.

Bebidas do Café da Manhã - Hotel Rembrandt Bucareste

 

Bucareste vapt-vupt

Habitantes: 1.926.334
Fuso horário: +5h (+6h verão europeu / +4h verão brasileiro) – em relação ao horário de Brasília
Clima: inverno rigoroso e chuvoso, verão seco e muito quente
Violência: crimes abaixo da média das outras capitais europeias.
Mendigos e crianças de rua: visto frequentemente, assim como cães vira-latas
Voltagem: 220V
Tomadas: 2 pinos redondos
DDI da Romênia 40
Código Telefônico de Bucareste 21
Moeda: Novo Leu (RON – plural: Lei)
Idioma: Romeno.

 

Ficou faltando alguma coisa? Pergunte aí embaixo na caixa de comentários. Quer ler sobre nossas histórias, perrengues e aventuras? Leia o post revelando 10 Mentiras sobre Bucareste. Quer saber das atrações turísticas? Contamos em “O que é que Bucareste tem“. O nosso portal com todos os posts sobre a Romênia também já está no ar!

andarilhos do mundo na transilvânia

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:48
Posts Relacionados:
07
Sep
2012
48 comentários
  1. Diogo Avila
    08/09/2012

    E eu achando que já tinha ido para lugares diferentes… Nunca pensei em ir para estes lados do Leste Europeu.
    Muito bacana, vou acompanhar a série.
    Abraço.

  2. Adorei esse post. Tenho muita vontade de conhecer a Romênia. Meu ex é 50% romeno e vivia me falando do país. Quanto a comer com as mãos, comi muito com as mãos no Oriente Médio. Talheres é artigo de luxo, mas a gente se adapta a quase tudo nessa vida. beijos!

    • A ideia era imitar o pessoal da idade média em seus banquetes após vencerem uma batalha. Depois de 21 horas entre voos e aeroportos, a gente estava exatamente nesse clima! A gente gostou muito da Romênia. Siga acompanhando que temos muuuuuita coisa linda para mostrar!

  3. Curti muito esta viagem de vocês, no Instagram e agora neste post. Abraço!

  4. Leticia Zero
    17/09/2012

    Muito engraçado, estou planejando uma viagem para Romenia em Dezembro e acabei de reservar o Rembrandt para a chegada… achei o máximo encontrar um blog brazuca sobre esse destino tão inusitado, e ainda no mesmo hotel. E que alivio ver que o hotel é realmente bom hehehehe. Vou fuçar tudinho do que vocês estão falando sobre a romenia!!!

  5. Norbert Goldberg
    19/01/2013

    Caros,

    Eu comecando parabenizando vcs pela iniciativa de fazer trips bacanas e conhecer lugares novos e considerados “diferentes” e tbm acho muito bacana vcs postarem informacoes para ajudarem outros viajantes e facilitarem a vida deles.

    Mas tendo o meu ponto de vista e obviamente respeitando o de vcs, acho que a viagem de vcs nao eh nada desafiadora. Eu acabei de passar 4 dias em Bucareste e achei a cidade muito facil de conhecer e mesmo tendo possibilidade de fazer as etapas de uma viagem como vcs fizeram, valorizo o conceito de tentar ao maximo interagir com as caracteristicas locais, que é andar de onibus, restaurantes mais cotidianos, metro, caminhada e afins e com isso fiquei bastante decepcionado com o post de vcs que é totalmente turístico ao extremo, taxi, hop-on hop-off, restaurante bem turistico.. por fv nao fiquem ofendidos, mas ao postar na internete vcs tem que estar abertos a ouvir criticas positivas e negativas e a minha foi pelo lado de nao curtir e achar as dicas muito pobres.
    abraco,
    Norbert

    • É verdade, Norbert. Você tem toda a razão. Nós planejamos ficar apenas um único dia em Bucareste (duas noites, a da chegada do Brasil e a seguinte). Na verdade, o principal da nossa viagem era o interior do país. O nosso perfil é fugir um pouco das cidades grandes e fazer road-trips por cidades menores. Então preferimos deixar mais tempo para o que gostamos mais.

      Para completar, ainda pegamos um toró brabo no único dia que tínhamos para desbravar a cidade. Resultado: se já tínhamos pouco tempo para sermos mais “originais”, nem sequer fizemos um terço do que tínhamos planejado (a gente ainda insistiu em tentar passear na chuva mesmo, mas nem guarda-chuvas a gente achou para comprar, mesmo indo num mega-shopping ali na Unirii!!!).

      Ainda assim resolvemos publicar o que deu para ver e achamos divertido mostrar o que conseguimos fazer em tão pouco tempo. Acredite, foi pouco tempo mesmo! Depois de desistir de bater perna debaixo d’água, fomos dormir e acordamos às 16h!

      Eu escrevi um post que gosto muito sobre a polêmica turistas x viajantes (se quiser conferir, está em http://andarilhosdomundo.com.br/2011/10/e-voce-e-turista-ou-viajante/) e confesso: em Bucareste fomos totalmente turistas. Mas como eu digo lá neste texto, a gente sempre deseja ser “viajante”, mas quando não consegue, temos que nos contentar em ser só “turista” mesmo.

      Você chegou a ver os nossos outros posts sobre a Romênia? Claro que fizemos atrações de “turista”, mas também fizemos passeios onde não havia nem um mísero estrangeiro sequer (só romenos!). Tem muita coisa ainda por publicar, mas já temos posts no ar sobre algumas coisas mais originais, como Viscri e Biertan, por exemplo.

      Não fiquei bravo em nenhum momento não, Norbert! Pelo contrário! Eu sempre fico muito grato com a contribuição da galera que nos acompanha e, olha, se quiser deixar algumas dicas para os leitores que passarem por aqui, fique à vontade (eu iria adorar!). Pode usar a caixa de comentários, ou até mandar por e-mail (posso até montar um post com sua autoria!). Seria ótimo complementar as pouquíssimas informações que eu consegui reunir com indicações de alguém que ficou muito mais tempo do que eu curtindo a cidade! Está convidado, hein?

      Abração e desculpe a mensagem tão longa!

  6. Thalita
    24/12/2013

    Nossa, conheci seu blog hoje e estou amando seus escritos.
    Tenho algumas perguntas em relação a esse destino:
    a) Como é a comunicação no idioma nativo? Eles costumam falar inglês pra receber os turistas?
    b) Como é o câmbio em relação à moeda deles? Temos que levar dólar? Tem muitos pontos de troca ou só no aeroporto mesmo?

    • Oi Thalita,
      a) Em Bucareste, os jovens falam sempre um pouco de inglês, assim como em todas as atrações turísticas. Nos hotéis, em geral a comunicação em inglês é tranquila. Nos restaurantes, daí, depende do restaurante. No idioma nativo, não dá para entender nada, apenas pescar uma e outra palavra. É bem divertido, vai por mim!
      b) A moeda ideal para levar é o Euro, que não é aceito, mas é fácil de trocar. Mas nas casas de câmbio eles também trocam dólares, e há por toda parte. Sugiro o Euro, porque fiquei com a impressão de que a cotação era mais justa.
      Abração e obrigado pela visita.

  7. Janine Monteiro
    06/02/2014

    Adorei seu Post e estou tentada a ir para Bucareste em Maio-2014. Eu estou lendo seu post e outros e com certeza escreverei mais para tirar dúvidas. Abraços

  8. Ana Paula
    16/04/2014

    Oi Pessoal!
    Moro na Romênia ha 1 ano e antes de vir para cá li seu blog do início ao fim para saber um pouco mais sobre o país! Fiquei impressionada com a qualidade e a veracidade das informações postadas! Segui suas dicas sobre o roteiro para a visitar os castelos e Transfarasan e deu tudo super certo!!! Parabéns pelo Blog!!! Abraços!

    • Oi Ana Paula,
      Muuuuito obrigado por deixar esse feedback aqui para a gente. Bom saber que mesmo para alguém que já vive na Romênia com tantos locais para deixar dicas, mesmo assim nosso blog serviu de alguma ajuda.
      Seja sempre bem vinda ao nosso site.
      Abraços.

  9. António Gonçalves
    07/05/2014

    Gleiber, obrigado pelo post.

    Pergunta prática: é melhor levantar dinheiro em bucareste em ATM, trocar numa loja de cambios ou levar dinheiro do país de origem?

    Obrigado. António

    • Eu acho sempre mais fácil e prático sacar em ATM. Faço isso sempre e em todos os países. Mas dá para trocar em loja de câmbio, daí o recomendado é usar euros para a troca. Não compre os lei romenos no país de origem não, o câmbio será pior.

  10. João Pedro
    21/05/2014

    Muitas Saudades da Romênia,morei um ano em Bucareste e posso dizer que há muita coisa boa pra se fazer. Muitos bares/cafés bem aconchegantes, e baratos, a maioria é bem escondida, às vezes em subsolos. Bar e ciname ao ar livre ao lado de uma torre antiga iluminada durante o verão.
    O melhor restaurante é o Caru cu bere, comida típica romena (MICI), é um pouco turístico, mas ele fica cheio de romenos também almoçando no intervalo de trabalho. Por vezes há música ao vivo, uma violinista. Comida ótima. Tem tanta coisa boa nesse país…

  11. Telma Elita
    15/07/2014

    Vou para Romênia daqui uns dois meses com minha filha e netos, por favor me diga quantas malas posso levar por pessoa, gostaria de saber também se as pessoas são bem humoradas pois só falo um pouco de espanhol. Estou ansiosa e preocupada também com as escalas. Por favor preciso saber de tudo que for possível porque estou indo com duas crianças e não sei quase nada sobre o pais. Por enquanto muito obrigado.

    • Oi Telma,
      As pessoas são muito bem humoradas! Sobre as escalas, você obrigatoriamente terá que fazer uma conexão em algum aeroporto europeu antes de chegar em Bucareste a partir do Brasil. A viagem é tão longa, que pode ser uma boa pernoitar nessa cidade antes de seguir viagem, principalmente por causa das crianças. Praticamente todas as companhias aéreas europeias que vêm ao Brasil também vão a Bucareste. Então, por exemplo, se você escolher a companhia portuguesa TAP, vai fazer uma conexão em Lisboa. Se escolher a alemã Lufthansa, vai fazer conexão em Munique ou em Frankfurt. Para facilitar, durma nessa cidade.
      Em geral, se você comprar o aéreo desde o Brasil até Bucareste ida e volta, poderá levar duas peças de bagagem pesando 32kg cada, por pessoa. No caso de comprar bilhetes internos na Europa, separadamente, na maioria das vezes, só é possível levar uma mala de até 23kg. Por isso compensa consultar um agente de viagens para comprar esses bilhetes para ti, caso não tenha prática de ver isso sozinha.
      Abraços e boa sorte.

  12. ALEXANDRE LESSA
    20/07/2014

    Olá Gleiber ,estou indo a Romenia em maio de 2015 sozinho e gostaria de dicas quanto a translados do aeroporto ate o hotel , como vou viajar sozinho tenho um pouco de medo …

    • Pegue táxi. Por mais que a gente tenha pago mais caro do que o preço normal da bandeirada por safadeza do taxista, mesmo assim é beeeem baratinho.

  13. Roberto
    22/07/2014

    Olá, adorei o post e os comentários sobre Bucareste e gostaria de saber se vc pode me dar uma força?
    Estarei indo a Bucareste saindo de Budapeste.
    Gostaria de saber quais seriam os transportes terrestres para fazer esse trajeto

    • Oi Roberto
      Você pode ir de trem ou de ônibus. Os trens do leste europeu costumam ser meio estranhos, mas com o passar dos anos, pode ser até que estejam melhores do que eram na época que a gente foi para lá. Eu iria de ônibus.

  14. ra
    04/12/2014

    Eiii. Adoreii seu post.
    Gostaria de saber o custo de vida da romenia. Para ficar um mês sem ter que pagar hotel. Você acha que é uma medida de quantos reais?
    Obrigada

    • Oi Ra
      Muito difícil ter uma ideia. Mas tudo lá custa ou igual ou menos do que custa aqui no Brasil.
      Abraços.

  15. Angela Silva
    28/01/2015

    Oi Gleiber, comecei programar meu roteiro para Romênia e encontrei este maravilhoso blog! Ficarei uma semana. Pretendo levar 1000 euros e trocar por leu no aeroporto em Bucareste (o que foi-me recomendado) Deste valor, está fora a passagem e hospedagem que pretendo já deixar tudo pago. Com esse valor, será que dá pra passear e ir a Brasov e Transilvânia e de trem? Abs

    • Oi Ângela,
      Acho que o dinheiro é suficiente sim. E faça isso mesmo. Troque seus euros por leu (plural: lei), mas não no Aeroporto, mas no centro da cidade em casas de câmbio oficiais. As do aeroporto são sempre as mais caras. Abraços.

  16. Sergio Dortas
    19/04/2015

    Parabéns pelo excelente blog…
    Estou em Lisboa e amanhã sigo com alguns amigos para Bucareste.
    Suas dicas foram muito interessantes.
    Estaremos acompanhados de um amigo Romeno por isso não busquei nada anteriormente…
    Muito grato

  17. sandra
    24/05/2015

    Gleiber!!!!amei!!!! quero ir agora em agosto p la e estou com um pouco de receio vou só sabe? mas vc me encorajou! devo ficar 4 dias por la e entrei agora aqui vou ler tudinhoooo, tenho vontade de sair para o castelo , vamos ver se vc postou algo aqui enfum obrigada pelo blor e parabens pelos detalhes fotos lindas!!!!! bjs

  18. Vanessa Faria Cortes
    02/07/2015

    Qual moeda vocês levaram?

  19. Simei Bahiana Lopes
    15/02/2016

    Pretendo ficar 2 dias em Bucareste, quando acham que gasto eu e meu marido, sem as despesas de hotel?

    • Oi Simei,
      Nossa viagem foi há vários anos atrás. Não tenho mais noção de preços.
      Abraços.

  20. Luiza
    28/04/2016

    Que legal!! Estou planejando uma viagem de 10 dias na Romênia com uma amiga, sabem dizer se há opções vegetarianas lá também?
    E quanto a viajar de Bucareste para outras cidades da Romênia, (vi pelo google maps que não há como ir de transporte público) uma viagem de 2hs de taxi será que sairia muito caro?

    • Oi Luiza,
      Há transporte público sim, e há a opção de contratar passeios com agências de Bucareste. O táxi deve ser caro (mas não tenho noção de preço não).
      Como toda a Europa, lembro que os bons restaurantes tinham sempre opções vegetarianas no cardápio.
      Abraços

  21. Claudemir
    25/06/2016

    Muito legal o seu blog, as dicas acho que irá me ajudar bastante. Parabens, estou indo para Romenia amanha, Bucareste,Brasov,Sibiu e Sighsoara, estou bastante curioso em conhecer este lado da Europa, depois irei postar as dicas no meu blog tambem. http://www.garaviagem.com. Abs.

  22. Regina Barros DominguesE
    13/07/2016

    Olá Gleiber
    Excelente o blog, me ajudou muitíssimo; estou indo para lá em três dias, eu e meu dois filhos adolescentes. Ficaremos 10 dias e pretendo conhecer toda a região da Transilvania, Bucovina e no final Bucareste. Vou alugar um carro em Brasov para fazer o roteiro e devolvê-lo lá mesmo. Estou com um pouco de receio de dirigir por aquelas bandas. O que vc me diz das estradas ?: o GPS é confiável ?. Quanto ao dinheiro pretendo levar 2000 euros para as despesas. Hotel pagarei com cartão. O que vc acha ? Obrigada !!!

    • Oi Regina,
      O GPS é confiável sim, mas o GPS alugado lá, com aplicativo que eles usam. Acho que a grana é suficiente e as estradas são ótimas. Vá com fé.
      Abraços.

  23. Pedro Guilherme-Moreira
    14/11/2016

    Olá, pessoal. Uma dúvida: o centro histórico ficava perto do Hotel Rembrandt? Se não, podem dar dicas sobre que ruas delimitam o centro histórico e essa movida? Por exemplo, fazer a triangulação entre o Restaurante (quanto pagaram pela refeição, já agora?), o Hotel e o centro histórico? Obrigado. De Portugal 🙂

    • Oi Pedro
      O hotel Rembrandt fica no centro histórico sim. Tudo é perto para se fazer a pé (restaurantes, passeios etc)
      Abraços.

  24. Geovany Alves da Silva
    10/01/2017

    Vocês acham que a Romenia é um bom país para se viver? Como é mesmo o clima? ouvi falar que o clima la é um paradoxo, quando é quente é quente mesmo e no frio congela tudo. Estou me aposentando e pretendo passar um temporada no leste da Europa.
    Outra coisa, o romeno é fácil de entender ou a comunicação ocorre bem em inglês?
    obrigado,

    • Oi Geovany
      O clima é assim mesmo. Extremo. Calor de verdade no verão e frio de verdade no inverno. O romeno não é nada fácil de entender. Mas a gente se virou bem com o inglês.
      Abraços.

  25. Vanessa
    22/02/2017

    Eles aceitam euros ou tenho que usar o ROM? Se necessário fácil achar casa de câmbio?

    • Eles não aceitam euros não, só os ROM mesmo. Mas há casas de câmbio por toda a parte.
      Abraços.

  26. Leandro
    06/03/2017

    Olá galera
    pretendo ir para Belgica e ficar uns 60 dias , ai depois
    penso de lá ir pra Romenia
    alguem sabe me informar
    sobre o tempo de estadia se os 90 dias será contabilizado junto ou separado com os dias que eu ficar na Belgica em relação ou espaco scheng

    • Oi Leandro,
      Eu acho que eles consideram tudo junto, o tempo que você passa no espaço Schengen como um todo.
      Abraços.