Voando Air France

Na nossa última viagem para a  Europa, fomos voando Air France. Foi a nossa primeira vez com eles e, na boa, gostamos! Tivemos alguns perrengues, claro. SEMPRE acontece alguma coisa quando os Andarilhos do Mundo resolvem pôr o pé na estrada…

Cruzando os alpes voando Air France

Querem saber tudo sobre como é voar Air France? Então venham comigo nesse review.

Estou impressionado, para começo de conversa, com a nossa maré de sorte no quesito horário. Em 2011 a gente passou por atrasos de até 7 horas quando fomos ao Chile de Aerolíneas Argentinas. Dessa vez, a gente fez 8 embarques ao longo de toda a viagem (incluindo GOL, Air France e Lufthansa) e NENHUM atrasou!

 

Malha Aérea

A Air France é uma das mais tradicionais companhias aéreas do mundo. Voa para muuuuitos países, inclusive na África, no Oriente Médio e no Extremo Oriente e se conecta diretamente ao Brasil via Rio de Janeiro e São Paulo.

Revista de Bordo Air France

Todos os seus voos são compartilhados com a KLM, como se fossem uma só companhia (code share) e isso aumenta ainda mais as opções de horário e destinos. O ponto de distribuição de voos da companhia na Europa é o aeroporto Charles de Gaule, em Paris, um dos mais movimentados do continente.

 

Preços

Fizemos uma vasta pesquisa de preços na época de planejar nossa viagem. Para quem não está ligado, saímos de Porto Alegre e voamos até Bucareste, na Romênia. O voo de volta saiu de Zagreb, capital da Croácia. Ou seja, destinos lá não muito usuais.

Voando Air France, a gente pagou 60% do preço da TAM, por exemplo, e 50% do preço da TAP, que também poderia nos levar ao mesmo destino, mas através de companhias parceiras. A Lufthansa era um outra opção, com voos próprios, mas também mais caros.

Ou seja, quando falamos em viagem para a Europa, com cada trecho custando cerca de 700 dólares por pessoa, 10-15% é bastante!

 

Aeronaves

Na ida para Paris a gente foi de Airbus, o mesmo fatídico modelo que caiu no oceano, naquele horrível acidente que todos devem se lembrar. Mesmo assim, a gente não ficou com medo e nem sentiu nenhum saculejo suspeito.

Air bus da Air France

A maioria das fileiras seguia a fórmula 2 x 4 x 2 poltronas, o que dá mais privacidade e menos sensação de claustrofobia. E, para nós que somos baixinhos, a distância para as pernas foi bem dentro do normal.

Espaço para as pernas entre as poltronas Air France

Na volta, a aeronave foi Boeing (só não me pergunte o modelo que eu nunca me lembro dessas coisas!). Só no fundão é que tinham aquelas 2 poltronas juntas, sendo a maioria das fileiras no formato 3x4x3. Felizmente o avião foi bem vazio.

Já no voo interno Zagreb -> Paris, a aeronave parecia muito com aquelas da Azul, com aquele modelo Embraer de duas poltronas de cada lado. Aprovado!

 

Novidade: Bagagem de Mão Despachada na Escada (oi?)

A única parte chata desses aviões menores é que eles não deixam a gente entrar na cabine com as bagagens de mão maiores, mesmo que dentro das especificações. Daí eles inventaram um sistema em que você entrega a malinha antes de subir as escadas para entrar no avião.

Bagagens despachadas nos pés da aeronave Lufthansa

Tudo etiquetado e controlado, mas é que às vezes a gente coloca ali coisas que precisaria dentro do voo, como um casaco, por exemplo.

Bagagem de mão etiquetada para despachar do lado de fora do avião

O bom é que você  pega a danadinha de volta ali na pista do lado de fora quando termina a viagem. Sem a embromação das esteiras de bagagem.

 

Entretenimento de Bordo

Aprovadíssimo! Monitores individuais com uma vasta gama de filmes, seriados, clips, CDs e rádios. Isso sem falar num gamezinhos tipo space invaders e pac-man, que ajudaram muito a passar o tempo.

Nas opções de filme havia uma seleção de lançamentos, mas também de filmes de “acervo”, sem falar nos filmes de animação para entreter a gurizada. Eles entregam fones de ouvido logo após o procedimento de decolagem.

Monitor Individual Air France

Eles possuem uma boa revista de bordo e dá para ler a Folha de São Paulo (que foi bom para a gente voltar já sabendo como as coisas estavam aqui no Brasil).

 

Serviço de Bordo

Maravilhoso. Para a classe econômica, achei o cardápio bem decente. Nada de chiquezas ou refeições memoráveis, mas o suficiente para matar a fome com algo bem gostoso. Nós tiramos algumas fotos, inclusive do café da manhã, que tinha até frutas picadinhas.

Café da manhã Air France com frutas picadas

Sobremesa no voo Air France com sonho de valsa

Salada de entrada e talher de plástico duro Air France

Vinho francês e sobremesa no voo Air France

Almoço vegetariano Air France

No início do serviço de bordo, antes da refeição, eles oferecem champanhe de verdade para irmos abrindo os trabalhos. Delícia!

Champanhe e Aperitivo Air France

Na volta, como o nosso voo era diurno, eles serviram almoço e jantar, com um lanchinho disponível no fundo da aeronave para o intervalo. E o melhor: sorvetes e picolés Häagen-Dazs!

E num daqueles momentos “vergonha de ser brasileiros”, vimos uma avalanche se estapeando pelos tais sorvetes e comendo, tipo, 5-6 unidades por pessoa (acho que foi até mais do que isso, um homem se parou de pé lá e ficou quase meia hora comendo!) .

Picolé Haagen Dazs voando Air France

Credo! Ver senhores e senhoras distintos se avançando uns sobre os outros foi muito chato…

A gente, bem comportado, comeu um picolezinho cada um e depois quando deu vontade de repetir, quem disse que tinha?

 

Atendimento voando Air France

Eu que costumava dizer que a Lufthansa era imbatível nesse quesito, vou ter que reconsiderar. Os comissários e comissárias deram um show! Super educados, tentando sempre falar em português com a gente, garantia de profissionais falando nossa língua em todos os voos… Show de bola!

Usualmente, todas as falas do comandante, são proferidas na língua da companhia (francês, nesse caso) e depois repetidas em inglês. Nos nossos voos, havia uma pessoa responsável para traduzir tudo para o português como terceira língua.

No aeroporto, a mesma coisa. Os anúncios do início do embarque também na nossa língua! Os balcões de check-in com profissionais bem atenciosos… Tudo muito cortês, elegante e francês, hehehe.

 

Bagagem Atrasada – Air France

Mas como tudo na vida, tinha que ter um senão… A nossa desagradável surpresa foi aterrissar em Bucareste e descobrir que uma das nossas bagagens não tinha chegado. Um misto de raiva, frustração, cansaço e um “eu sabia que um dia isso também ia acontecer comigo”…

O chato é que aconteceu o mesmo com umas 10 outras pessoas! Realmente muito estranho…

O atendimento para bagagem atrasada dado pela Air France, apesar da boa vontade das moças do guichê, foi fraco. Elas falavam um inglês muito limitado, embora a gente até tenha conseguido se entender (ainda bem que romeno e português são línguas parecidas).

E, apesar de não ter precisado (as coisas mais essenciais estavam na bagagem de mão e a maioria das roupas tinham vindo), poderiam ter nos dado os US$ 100,00 que tínhamos direito para gastos emergenciais. A gente só foi saber depois que poderíamos ter exigido esse valor na hora e em cash.

As malas demoraram 4 dias para chegar, tendo ido direto ao hotel onde estávamos, numa cidade lá no interior da Romênia (Bran). O mais chato era entrar no site que indicaram e por quase 3 dias, não ter nenhuma notícia, apenas a mensagem: “Estamos procurando a sua bagagem”.

Depois de encontrada, recebemos e-mail e SMS. Também nos ligaram para confirmar nosso endereço para entrega. Mas isso tudo só depois de termos nos descabelado bastante! Colocamos até a assistência do Visa Platinum para bagagem extraviada atrás deles!

Mas no final deu tudo certo…

 

Turbulência

E para dar um pouco de emoção e adrenalina, pegamos uma daquelas turbulências em que tudo cai no chão e pessoas bateriam a cabeça no teto da aeronave se não estivessem de cinto. Não sei se já aconteceu com vocês… Com a gente foi a primeira vez!

Tipo, ao atravessar nuvens espessas quase chegando em Guarulhos, de repente o avião parece cair e, por uns 2-3 segundos de INTENSO saculejo, gritos e barulho de talheres, bandejas e copos espatifando no chão, tudo volta à santa paz…

E depois de pronunciamentos em francês e inglês, o comissário larga: “como vocês podem ter visto, acabamos de passar por uma área de turbulência…”

E eu só pensei em responder para ele: “- Acho que deu para notar sim…”.

 Aeronaves no aeroporto Charles de Gaule em ParisTranquilos depois de estarmos com os pés no chão

E para não deixar nenhuma dúvida aos desconfiados e paranoicos de plantão, a gente NÃO foi patrocinado para escrever esse artigo, beleza?

andarilhos do mundo na transilvânia

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:22
Posts Relacionados:
29
Aug
2012
22 comentários
  1. Rodrigo Molina
    29/08/2012

    E ai Andarilho Mor!
    Já de volta em casa e aguardo para ler seus posts!!!
    Air France é sempre um espetáculo! Serviço de primeira!
    E vc pode comprovar o que tinha dito… Sorvetes no fim da cabine.
    Quando voltei de Paris o voo noturno não permitiu que os esfomeados se matassem por um mini sorvete! Foi mais tranquilo!
    Grande abraço.
    Acho que a proxima aventura aqui no Andarilhos vai ser a minha!

    • Noooooossa Molina, queria muito te dizer isso! Acho que eu perdi o sorvetinhos na ida porque dormi quase a viagem toda (depois do “porre” de um champanhe e um cálice de vinho, que para o meu fígado foi uma completa orgia!). Pena que não sobrou muito…

  2. Andrea
    29/08/2012

    Sempre mt bom saber esses detalhes! Parabéns meninos! grande abraço!!

  3. Bruna
    29/08/2012

    Oi Gleiber,
    Eu nunca voei de Air France e sempre ouvi o pessoal falar que era super ruim o atedimento deles.
    Sempre dei preferencia pra TAP e pra British, mesmo nao sendo a opção mais barata disponivel, mas vou repensar sobre isso.

    • Pois é, Bruna. Eu tb tinha ouvido falar muito mal deles, mas tirando o incidente da perda da bagagem, só tenho elogios.

  4. Milena F.
    29/08/2012

    Gosto muito de viajar com a Air France sempre que posso! A gente nota a diferença no serviço (atendimento dos comissários, comida que acho boa, variada e farta para a classe econômica).
    Mas tb gosto muito da Swiss Air! Quando tenho opção entre as duas, nunca sei qual escolher!!!

    • Sou muito curioso para voar de Swiss, porque sou muito fã dos suíços, sua pontualidade, seriedade. E, sinceramente, me surpreendi com a Air France, porque tinha ouvido muito falar mal deles e no final, adorei!

  5. Karla Gê
    29/08/2012

    olá, andarilhos!

    Adorei o relato. Sempre vou de Air France e gosto da companhia, mas nunca fiz conexão por isso me preocupei quando vc comentou que mesmo com a bagagem de mão dentro das especificações ela não pode entrar no avião. Como assim? Qualquer tamanho tem de ser despachado ali na escadinha? Mochila, mala, tudo? O que pode entrar nesses aviões da conexão? Certamente teve gente que entrou com bagage, né? Como era a bagagem dessas pessoas?
    beijo gde

    • Pois é, né? Acho que não ficou bem explicado, né? É que nos aviões menores (ou seja, só para voos dentro da Europa) tem uns modelos de avião (não são todos) com o espaço para bagagem bem pequeno. Daí realmente não cabe. Mas as malinhas de tamanho médio dá para entrar dentro do avião SIM. Isso não é só com a Air France, a foto por exemplo, a gente tirou em voo da Lufthansa, que adota o mesmo sistema. Desconfio que a coisa está virando moda… Mas quando vc desce da escadinha do avião, vc já pega a bagagem de mão na hora!

  6. Gente, esse review ficou show. Um dos melhores que li até hoje. Deu até vergonha dos que eu escrevi avaliando cias. A KLM tem um atendimento bem parecido, também rolam os famigerados sorvetes e também dá vergonha alheia ver a galera se matando e comendo vários. kkkk. Só que na KLM não rola champagne, em compensação Heineken…

    • Que legal, Fernanda.. Obrigado. Fiz o meu primeiro review do tipo avaliando a Azul, no início do ano. Gostei do roteiro e resolvi manter o mesmo modelo.

  7. Celina
    30/08/2012

    Oi Gleiber,

    Ótimo relato! Viajei Air France durante anos, e só troquei no último ano pela Tam por causa de pontos do catão de crédito, já que a AF a gente só consegue acumular pontos voando muito! Nesses 7 anos voei umas 16 vezes de AF e senti um pouco que a cia freou os mimos durante o vôo. Nos primeiros tres anos, havia champagne e vinho à vontade depois do jantar, além das Heinekens, Perriers, sorvetes e sanduíches. Coisa que sumiu, nos últimos anos! Mas a comida acho que continua sendo melhor que a da Tam (classe econômica) que durante o vôo só tem suquinho e água.
    http://www.maladerodinhaenecessaire.com/voo-rio-londres/
    http://www.maladerodinhaenecessaire.com/o-primeiro-voo-internacional-a-gente-nunca-esquece/
    Boa reentrada!

    • Pois é Celina… Já tinha ouvido comentários que iam de um extremo a outro sobre a companhia. Ao que parece, eles também andaram sentindo os efeitos da crise econômica… Valeu pela contribuição aqui no blog!

  8. Quando nos mudamos pra ca viemos de TAM até Paris, e de Päris pra Marseille o voo foi da Air France, minha primeira viagem com a companhia, e o avião era grande pros padrões de voo doméstico. O atendimento é isso mesmo, eles são bem educados, e mesmo que a Tap faça voos diretos de Lisboa pra Belo Horizonte eu tenho tendência a escolher a Air France porque eles nos tratam bem, e também tratam muito bem nossa cachorrinha, que viaja com a gente na cabine, e estão habituados a fazer o registro dela no voo, coisa que me deu grande dor de cabeça com a Tap no Brasil.
    Eu acho que a gente acaba sendo um pouco mimado pela Air France no quesito comida, mas também pudera: gastronomia é sagrada pros franceses, mesmo que a comida nos voos não seja uma refeição gastronômica, eles tem um cuidado em tentar fornecer uma refeição como fazemos em casa, com frutas, queijo de sobremesa, pão e o prato principal. E o bon appétit!

    • Isso aí, Natalia! Foi a nossa primeira vez, e foi exatamente assim que nos sentimos: mimados. Só assim para a gente continuar cliente mesmo tendo tido bagagem extraviada por eles!

  9. Debora Pedroni
    19/11/2012

    Sempre gostei do serviço dispensado pela Air France, mesmo tendo acontecido o acidente em 2009, onde por pouco eu não estaria naquele avião, já que tinha o mesmo voo pro dia seguinte a aeronave que caiu no mar.
    Enfim…traumas à parte, viajo bastante, pois trabalho em companhia de cruzeiros e não nos é permitido escolher que voo ou com que empresa voar. Digo que a Air France, nos quesitos espaço interno, comida, bebida e serviço ao passageiro, não deixa a desejar. O problema, pra mim, é quando desembarcamos no Charles de Gaulle, com um voo em seguida, e ter que entrar em onibus, rodar não sei quantos minutos até determinado terminal, portão…isso é o mais estressante em se tratando de conexões em Paris. Quando você mencionou Zagreb, sei bem o que é ! Hoje em dia vivo aqui em Split, e sempre que chego tenho que colocar a malinha no carrinho!!! Mas adoro aeroporto pequeno, aconchegante….Fica a dica: uma matéria aqui na Croacia!!!

    • Pode deixar Débora. Nossa série de posts sobre nossa viagem na Croácia vai começar em breve. Esse ano foi muito movimentado, viajamos pelo Peru, pela Romênia, pela Ilha de Páscoa… Temos muita história para contar. Mas contaremos todas! Obrigado pela visita e pela contribuição ao blog! 😀

  10. Raphael
    24/12/2012

    Minha esposa ajuizou uma ação contra outra companhia por atraso de 2 dias na entrega das malas, e ganhou seis mil reais de indenização… fica a dica!

    • Opa! A gente às vezes fica com “preguiça” de ir atrás dos nossos direitos, né? Mas se todo mundo fizesse isso, tenho certeza de que eles tomariam mais cuidado com as nossas bagagem! Abraços e obrigado pela participação!

  11. Marcia
    21/11/2013

    Estarei indo viajar pela Air France, comprei o assemto na fileira 36A 36B e 36C poderia me informar se é bom ou tento mudar ?

  12. Pedro
    26/04/2014

    Olá!

    Não sei se isso é certo, mas alguns amigos nos disseram que comissárias da AirFrance não gostam, então se recusam a falar inglês. Isso é verdade?

    P.S.: Estaremos partindo na Air France em uma viagem saindo de um país que o idioma é o espanhol.

    • Nada a ver, Pedro! Poucas vezes viajei com comissários tão atenciosos e prestativos. Chega a ser exagerado (tipo, falar em 5 línguas TODAS as vezes que a tripulação dá aqueles avisos!). Pode até acontecer que isso tenha acontecido com alguém alguma vez, com algum comissário específico. Mas é uma exceção.