Paguei Língua: Fui ao Resort de Praia no Nordeste

Gente, sei que vocês vão se lembrar (vão, né?) de quando eu escrevi sobre jamais ir ao Nordeste passar uma semana de pernas para o ar em um desses Resortões All Inclusive. Não lembram??? Então cliquem aqui! Mas daí, contrariando todas as minhas convicções sobre o que vale ou não à pena nas férias, eu teimei e fui!

praia de Ipioca em frente ao resort Praia de Ipioca, em frente ao Resort Salinas de Maceió

Pior é que eu tenho outro post lá atrás que também falo mal de tirar férias no Nordeste brasileiro, do quanto a gente paga caro para receber serviços muitas vezes ruins e da habitual desorganização que assola o ramo do turismo nessa pátria. Mas mesmo assim, eu teimei e fui!

E se não bastasse ir para o Nordeste e ir para um Resort, eu ainda fui em pleno Carnaval! Adivinhem? Tenho outro post em que eu destilo todo o meu ódio pelas viagens que acontecem em épocas de alta temporada. Mas mesmo assim, eu teimei e fui!

E adivinhem como foi???

Para começar, tenho que explicar algumas coisas. Eu tinha 6 noites livres e só, eram no Carnaval e não, não dava tempo de pegar um voo internacional para a Europa, nem mesmo para o Caribe. Ao não ser que eu quisesse passar metade do tempo que eu tinha disponível em trânsito.

area da praia Salinas Maceió A área da praia no Resort

Então nos mandamos para Alagoas. As fotos da internet tinham nos fascinado e a fama de que o Carnaval lá era sossegado foi o que me fez bater o martelo. E na hora de escolher uma hospedagem… drama difícil: tudo com preço duplicado por causa das nossas datas. E, calculando custo-benefício decidimos por finalmente arriscar um Resort com 6 refeições incluídas!

vista do resort a partir do mirante Salinas Maceio Vista panorâmica do Resort Salinas de Maceió

Resultado: a viagem não poderia ter sido melhor!!!

recepcao Salinas Maceió Recepção do Resort

Se bem que continuo achando que Resort não é a nossa praia. Gostar eu até gostei, mas aqui entre nós, aquilo é ambiente para casal com filhos, ou com idosos! Não é o perfil dos Andarilhos do Mundo pagar caro por uma mega estrutura quando, no fim, a gente acabou mesmo foi pulando de praia em praia explorando aquele litoral todo à bordo de um carrinho alugado.

piscina excelente Salinas Maceió Piscina do hotel

Então comprovei que, definitivamente, poderíamos ter ficado num hotel mais simples, mas ainda assim confortável, com um bom café da manhã, situado perto das praias urbanas de Maceió e teríamos pago menos da metade do que pagamos. De lambuja, teríamos aproveitado muito melhor a orla.

linda sacada do quarto Salinas Maceió Vista da sacada do quarto

Outra desvantagem do Resort: é ter pagado caro para ter um monte de refeições disponíveis, quando na realidade, a gente praticamente só comeu o café da manhã. Almoçamos só duas vezes (sendo uma no dia da chegada e a outra no dia de ir embora) e até o jantar a gente recusou em dois dias, porque optamos por experimentar a gastronomia alagoana em restaurantes locais.

volei de praia e bar de praia ao fundo Salinas MaceióVôlei de areia

Nosso Review – Hotel Salinas de Maceió Resort

 

Pontos Positivos

Excelente piscina. A praia de Ipioca onde ele fica localizado é paradisíaca. Na maré baixa, o mar é muito azul e calmíssimo (mas na maré alta, o mar é meio agitado). A estrutura para crianças parece ótima. O staff é muito atencioso e há venda de passeios e aluguel de carro terceirizado dentro do próprio hotel. Os quartos são confortáveis, tudo com ar condicionado. Disponibiliza toalhas de praia e tem comida até demais! A tapioca é divina (qualquer sabor! se joga!), assim como os omeletes do café da manhã. Se tem paciência para passar dias de pernas para o ar com a família: é o seu lugar!

Quarto Salinas Maceió

 

Pontos Negativos

Wi-fi grátis só disponível na recepção (coalhada de mosquitos, por sinal) e muito lenta! Não havia entretenimento para adultos (só para crianças!). Faltou o bar da praia ficar aberto para uns #bonsdrink à noite. As opções de esportes se resumiam à hidroginástica e uma horinha de vôlei por dia. No acesso à praia, sacos de areia feitos de plástico já rasgados enfeiavam muito o visual. Mosquitos demais! Gastamos 2 tubos inteiros de veneno para insetos em 6 dias de hospedagem!

praia em frente ao resort Salinas Maceio com sacos rasgados - broxante
Reparem nos sacos de areia estragando o visual de quem está na praia

 

Conclusão

Podem ir de olhos fechados se descolaram um preço promocional. Entretanto, para pagar o que pagamos, em altíssima temporada, valeria pedir serviço 5 estrelas! E o Resort é padrão 4 estrelas somente. Saibam que ficarão longe da cidade, o que garante paz e sossego, mas por outro lado, não tem para onde dar umas voltinhas (só mesmo a praia). Se o seu perfil é como o nosso, de não aguentar ficar parado, escolha um hotel ou pousada (não resort): será um custo x benefício bem melhor!

Observação: Este não foi um post patrocinado. Pagamos todos os custos do nosso bolso!

 

Querem ver a nossa série com todos os posts publicados sobre Alagoas?
E mais posts sobre destinos no Brasil?
É só clicar nos links e boa viagem!

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:14
Posts Relacionados:
06
Apr
2012
14 comentários
  1. Adorei seu post!!!!!! 😉 Super sincero!

  2. Renata Campos
    07/04/2012

    Eu também sou da turma contrária a resorts. E até já escrevi falando disso também, maaaass… também tô indo pagar língua agora em Maio! Ficarei 6 dias não em 1, mas em 2 resorts all incluse em Cuba.
    Depois eu conto como foi!!

    • Tudo na vida é uma questão de custo x benefício. Pagar caro para ter uma estrutura legal e não usar é diferente de pagar barato para a mesma estrutura. Se bem que, se o hotel tivesse mais opções de entretenimento…

  3. Gostei bastante da sua postagem sobre Resort. Achei muita bacana sua sinceridade e também agradeço pois é uma dica para nós todos. parabéns. Bjocas

  4. Carol -Lima
    09/04/2012

    Eu também sou da filosofia de não pagar caro por hotel! Acho que não vale a pena, pois para mim hotel é somente para dormir! 🙂
    Mas gosto muito de viajar pelo nordeste, inclusive por ser nordestina acaba sendo mais barato para mim, porém tenho que admitir que tirando João Pessoa e Fortaleza as outras cidades são bem cara para turista.
    Gostei do post!
    Beijos
    Carolina Lima
    http://colaemmim.com/

    • O que me deixa meio revoltado é que, se eu tivesse tido folga na semana SEGUINTE, teria pagado metade do preço e acho que teria voltado só elogiando!

  5. Perrenguete
    11/04/2012

    Vc é dos meus! Resort só no dia em que eu e Bruno tivermos filhos! É muita grana pra ficar confinado e justificar a grana, né? Ri à beça com o início do post. Mó suspense! Bjs!

    • As crianças pareciam estar se divertindo bastante. Agora a gente parecia um peixe fora d’água no meio daquela molecada. Cada opção de hospedagem para o perfil apropriado!

  6. Luciano
    13/07/2012

    Com criança vale muito à pena. Ficamos quatro noites e só saímos uma vez para ir à Maceió à tarde e outra para o Hibiscus, e era ótimo ter o resort quase só para nós pois a maioria do pessoal tomava café, partia para passeios e voltava para a janta. Dessa forma o preço fica caro, como vocês falaram.
    Abraço

    • Nós éramos desses que partíamos para o passeio e voltávamos só para a janta, hehehehe. Quer dizer, teve dois dias lá que nem para a janta a gente voltou. Aguarde que esse justamente é o tema do próximo post!

  7. Valquiria
    06/01/2013

    Gleiber, a única vez que m e hospedei em resort foi um all incluse em Cancun, o resort maravilhoso, mas só curti ele 2 dias, os outros 7 dias, só tomava café e estava cada dia conhecendo um lugar diferente. No Brasil, sempre fico em pousadas e hoteis, acordo tomo café e vou conhecer o que tem de melhor no destino, chegando no fim da tarde, e gosto tbm de jantar em diferentes restaurantes. Agora eu tive bebe, e sei que vez ou outra vou precisar ir em resort pra criança curtir tbm. Conheço um pouco de Alagoas e essa praia de Ipioca é linda, o Hibiscus é um charme só!

    • Felizmente há vários tipos diferentes de hospedagem porque há diferentes tipos de turistas e momentos diferentes da vida do mesmo turista. Um dia eu quero experimentar ficar 7 dias imerso num lugar desses só para ver o que acontece (de preferência em algum destino que não tenha como dar uma fugida). Quem sabe eu não aprenda a desacelerar, né? Abração e obrigado pela participação aqui no blog! 🙂

  8. Gabriela Lima
    28/09/2013

    Adorei os posts…. Me passa a empresa que vc alugou os carros e se possível escreve os trajetos das praias com os hotéis.