Wi-fi Grátis #TurismoEmDebate

Graças a uma iniciativa muito feliz do Maurício, do Blog Trilhas e Aventuras, Janeiro de 2012 vai inaugurar, com chave de outro, uma série de discussões na internet através de blogs e outras redes sociais sobre questões que afetam todos nós que lidamos com turismo no Brasil, seja como usuários ou como prestadores de serviço.

E o tema do #TurismoEmDebate deste mês fala justamente da forma mais simples e direta que os estabelecimentos turísticos têm para dialogar com o seu público nos dias de hoje: oferecer conexão de internet sem fio grátis aos seus clientes.

E tem muito lugar por aí que não enxerga essa realidade. As pessoas estão cada vez mais conectadas e passam grande parte de suas vidas usando e criando informações na web. Todo mundo hoje tem um celular capaz de acessar aplicativos e navegadores e não se admite uma simples viagem como desculpa para ficar incomunicável em plenos anos 2010.

Tá, mas daí qualquer um pode dizer: “- Quer usar um serviço? Pague por ele!” Ou então “- Use a conexão 3G do seu celular”. Vamos debater esses itens? A galera no twitter já desceu o pau usando a #Hashtag #TurismoEmDebate, mas também podemos tratar do assunto por aqui:

 

1) Conexão 3G

 

Todo mundo sabe que as redes de celular deste país são uma #$&#$ e que pegar um sinal decente para entrar no facebook e postar uma foto é uma daquelas coisas merecem ser comemoradas com fogos de artifício.

Há também outras desvantagens: a cobrança se baseia no volume de tráfego na maioria das operadoras, a velocidade é normalmente beeeem lenta e cá entre nós, digitar por celular é um porre! O 3G via smartphone é bom para mensagens curtas, tweets e apps, mas para o resto, não passa de um quebra galho.

Hotéis não tem culpa disso, afinal de contas. E por que precisariam se importar?

Porque eles, supostamente, tentam ser a nossa casa, fora de casa. É ou não é? E na casa da gente, nós usamos wi-fi pela estabilidade, velocidade e por servir aos notebooks, onde há um teclado de VERDADE!

 

2) O Cliente que Pague!

 

Helloooo! TUDO o que está num hotel é pago pelo cliente. O salário dos funcionários da recepção, a manutenção dos elevadores, a limpeza da piscina, o roupão com chinelos do kit de boas vindas. E ninguém pensa em cobrar separadamente dos hóspedes esses custos, não é?

No caso do hotel  que cobra pelo uso da internet, podemos enfrentar os seguintes problemas:

a) Quem PRECISA usar Wi-fi acaba prejudicado se não contabilizar a taxa quando for orçar sua diária. Detalhe: não são todos os hotéis que divulgam seus preços, o que pode gerar algumas surpresas desagradáveis.

b) Quem GOSTARIA de usar, mas não PRECISA vai ter aquele sentimento chato de: gasto ou não gasto com isso? Entro só um pouco e saio rapidinho? Faço tudo o que tem a ser feito no mesmo dia para pagar uma diária só? Fala sério! Acham que essa pessoa vai avaliar o hotel em 100%? Claro que NÃO!

c) E quem não TEM a menor vontade de acessar a internet mora em que planeta mesmo?

 

3) Mas Pouca Gente Usa!

 

Eu não tenho números sobre o uso de wi-fi nos hotéis por aí, mas digamos que isso seja verdade (que pouca gente use wi-fi). Outros números são mais importantes e largamente conhecidos: o Brasil é um dos países que mais acessam a internet NO MUNDO. Somos usuários MACIÇOS de redes sociais e a perspectiva é só de crescimento.

Estamos evoluindo para um ambiente universalmente conectado e quem não enxergar isso está defasado, obsoleto e não tem boa visão empresarial, desculpa!

É só uma questão de tempo: você vai ter que oferecer sinal de internet no seu hotel. Mais cedo ou mais tarde. Prefere que seus concorrentes façam isso antes de você? (Dica: inclua o preço no valor da diária, divulgue wi-fi free e tenha hóspedes felizes).

 

4) Pode ser Lucrativo?

 

Clientes felizes fazem o melhor tipo de publicidade. Se o seu hotel os agradar, eles irão espontaneamente falar bem no twitter, no facebook, postar fotos e até escrever no tripadvisor.

Se tiverem que fazer isso de casa, só depois de uma ou duas semanas… ESQUECE. Eles não vão nem se lembrar mais do nome do lugar! A não ser, é claro, que seus clientes sejam blogueiros! E aí, amigo, eles COM CERTEZA comentarão que vocês não oferecia algo que é mais do que uma gentileza, mas um dever na nossa UNÂNIME opinião.

A famosa propaganda boca-a-boca, as mais confiável, a mais desejada, mas amplificada na web. O que poderia ser melhor? Aposto que muita gente investe em armas publicitárias muito mais onerosas por aí e com menor retorno financeiro.

 

5) Não Tenho Dinheiro para Isso

 

Se o seu estabelecimento não tem cash para bancar uma rede Wi-fi free, você está em duas situações possíveis:

a) Você é uma pousada muito pequena num local muito distante para que os custos desse investimento sejam realmente caros e daí isso será compreensível (e aceitável). Por incrível de pareça, albergues e pousadas menores costumam oferecer wi-fi free e grandes hotéis e resorts geralmente cobram pelo serviço. Vê se pode?

b) Você não sabia que internet fosse importante para tantas pessoas. Cara, a geração Y já nasceu online, tá precisando se ligar, hein? (Você não sabe o que é geração Y? Ai meu Deus…).

c)Você está tão sem grana que sugiro trocar de administrador. Provavelmente ele esteja levando seu negócio à falência. Putz! Você é quem administra??? Desculpa aí então a sinceridade…

O papo está bom, mas não tenho a pretensão de esgotar o assunto. O que vocês acham de um lugar que tem wi-fi grátis, mas de má qualidade? Vale a intenção ou é preferível nem ter? E aqueles que só disponibilizam internet no lobby? Lugares selvagens, de turismo de aventura deveriam evitar oferecer o serviço sob o risco de se descaracterizarem?

wi-fi

Comentem, discordem, debatam! Sigam a #Hashtag #TurismoEmDebate no Twitter. Ou leiam os pontos de vista dos outros participantes desta Blogagem Coletiva:

 

Trilhas e Aventuras – Turismo em debate: Wi-Fi Grátis Sim ou Não?
Phototravel360º – Conquistando seu cliente com Wi-Fi gratuito
ClickFoz – Wi-Fi gratuito é tema de discussão no Twitter
Aventuras e Expedições – Turismo em debate: A importância do Wi-Fi grátis
Aventura Mango – Turismo de aventura precisa de Wi-Fi Grátis?
Viajar é Tudo de Bom – Blogagem coletiva: A importância do Wi-Fi gratuito
Sem Destino – Wi-Fi gratuito, uma necessidade básica do viajante
Viagem e Viagens – Turismo em Debate | Wi-Fi Grátis
Dicas e Roteiros de Viagens – Turismo em Debate: Wi-Fi Gratuito
Dicas e Turismo – Wi-Fi gratuita. O que temos a ganhar e o que temos a perder?
Outros Ares – Turismo em Debate | Wi-Fi grátis X Mídia espontânea
Viajando com Eles – Importância da internet grátis para o crescimento do turismo no Brasil
Eu Vou de Mochila – A importância do Wi-Fi free
Pelo Mundo – Wifi free: por que a hotelaria ainda não entrou de verdade nessa até hoje?
Vida de Turista – Turismo em debate: Internet wi-fi gratuita nos estabelecimentos turísticos
Blog do Turismo (Folha.com) – Os Hotéis devem cobrar por Wi-Fi?

 

Quer ver a nossa participação nas outras edições do #Turismo em Debate?

Wi-Fi Grátis
Segurança em Viagens
Turismo Sustentável

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:4
Posts Relacionados:
15
Jan
2012
4 comentários
  1. Se eu fosse dono de um hotel, depois de ler esse post, com certeza teria uma convresa séria com os administradores e equipe de TI, rsrsrs.

    Deu um #TAPANACARA com estilo e ótimas argumentações.
    Adorei, rsrs 😀

  2. Jodrian Freitas
    16/01/2012

    Muito Bom Gleiber.
    É como dizem, “diante de fatos, não há argumentos” e você colocou claramente que as desculpas esfarrapadas de quem não tem visão empreendedora, são apenas isso: desculpas sem fundamento.
    Grande abraço

  3. Daniel Wagner
    29/01/2012

    Amigos,
    Parabéns pelo blog. Há quase 5 anos atrás escrevi a respeito da Internet ser Gratuita em hotéis, no Blog do Hotel Planalto Ponta Grossa – http://hotelplanalto.blogspot.com/2007/10/internet-grtis-nos-hotis.html

    Como menciono no artigo, “eu não acredito em internet cobrada”!

    Abraço,

    Daniel Wagner .`. Gerente Geral
    Hotel Planalto Ponta Grossa (PR)
    http://www.hotelplanalto.com.br

    • O que a gente não entende é o porquê de alguns hotéis não compartilharem desta mesma visão, apesar de todos os fatos e argumentos! Abraços e obrigado pela contribuição!