Por que não gosto do Carnaval

Antes de continuar, quero esclarecer uma coisa. Não tenho nada contra as PESSOAS que gostam de Carnaval. E, para ser bem sincero, até acho o carnaval brasileiro umas das maravilhas culturais do mundo. Houve algum tempo em minha vida que eu até já brinquei e foi bom (faz teeeempo, hein?).

Na verdade, o post deveria se chamar “Por que não gosto de viajar na Alta Temporada“, mas como ele foi motivado por perrengues ao tentar, pela primeira vez, planejar uma viagem específica para o período do Carnaval, achei que o título saiu mais verídico (e mais polêmico também, hehehe).

Vou começar já me explicando: esse negócio de ir para a praia quando milhões de pessoas tiveram a mesma ideia me deixa bastante levemente asfixiado. Eu preciso de espaço! E de uma certa privacidade para me sentir confortável.


Minha viagem preferida: a que posso curtir as atrações com sossego…

Se você repararem bem, sempre viajei nas entressafras turísticas e, apesar de encontrar parte das atrações fechada, a gente acaba lucrando com hospedagens mais em conta, passagens aéreas promocionais e principalmente: conseguimos circular e fotografar com mais liberdade, sem tantas filas nem tanta concorrência.

Castelo de Eilean Donnan - Escócia Lado ruim: estão vendo este belo castelo ali? Estava fechado porque era baixa temporada.

Talvez eu tenha traços de “fobia social” ou agorafobia em minha personalidade. Tipo: eu olho para as imagens do Reveillon em Copacabana e mesmo achando tudo muito lindo, meu olhar acaba se fixando naquela IMENSA MULTIDÃO e daí o inevitável pensamento de pavor: “- Nem me pagando muito bem eu estaria ali no meio”.

Reveillon em Copacabana Lindo! Para ver pela TV.  Eu não tiro os olhos da multidão!!! #MEDO
Extraído de http://www.facebook.com/riodejaneiroguiaoficial .
Fotógrafa:  Marizilda Cruppe. Todos os direitos reservados.

Tem uma cena no filme “Comer Rezar Amar” em que Liz (personagem de Julia Roberts) tenta pedir sem sucesso um café num estabelecimento romano, até que uma sueca aparece e, gritando mais alto que o resto da multidão, finalmente consegue ser atendida.

É o tipo de cena que aconteceu de verdade comigo quando estive em Roma e só de lembrar, tenho vontade de sentar na calçada e chorar! PAVOR TOTAL!

Maracanã Lotado Tipo, apesar de me jurarem que é seguro e ter simpatia pelos flamenguistas, só consigo pensar: SOCORRO!!!
Fotógrafa: Flávia Vieira Peixoto do Blog Viajar é Tudo de Bom. Todos os direitos reservados

Resolvo essa questão há anos trabalhando no Carnaval (Porto Alegre fica deserta e o meu trabalho fica uns 70% mais fácil) e em outras datas muito concorridas como os feriadões e festas de fim de ano. E deixo minhas folgas para a época em que todos estão trabalhando. Assim, não corro o risco de ter que disputar uma xícara de café com centenas de gladiadores! Não é perfeito?

Mas neste ano, as circunstâncias mudaram. Os Andarilhos não conseguiram conciliar suas datas livres para viajarem na época em que habitualmente gostariam. Com muito custo, conseguiram alguns dias durante uma parte do Carnaval. E foi aí que o meu simples medo de multidões se transformou em um quase ÓDIO a essa data tão esperada por tantos brasileiros.

Copacabana no verão Não parece que TODO O MUNDO teve a mesma ideia brilhante de ir à praia no mesmo dia?
Fotógrafo: Pedro Serra do Blog Sem Destino. Todos os direitos reservados

As tarifas para hospedagem praticamente TRIPLICAM e, mesmo que você não possa ficar o carnaval inteiro, a maioria das pousadas de praia exige pagamento do “pacote” completo de 5 dias mesmo que você só vá usar duas diárias “carnavalescas”.

Alguns estabelecimentos já estavam lotados mesmo com dois meses de antecedência, outros só aceitam reservas em blocos: ou você fica antes do carnaval, ou os 5 dias “durante”, ou depois. E não estou falando de Salvador, Olinda ou Rio de Janeiro não!!! Tentando fugir da muvuca, pesquisei de Bombinhas – SC até a Pipa – RN, passando por Maraú, Itacaré, Praia do Forte, Ilhabela, Maresias… TODO o litoral brasileiro sabe que pode exigir o que quiser que ainda assim, terá 100% de ocupação!

 

ABUSO! Sério. Quase desisti de viajar.

Dá muita raiva saber que terá de pagar 500 reais por uma diária que custará 180 dali há dois dias. Pior, para usufruir do hotel junto com dezenas de outros hóspedes disputando as piscinas e as omeletes do café da manhã. Você paga mais, para ter menos, e pior, correndo o risco de ouvir Axé Music ou qualquer outro som “animado” desses, quando na verdade, você queria só um pouco de sossego!

 

É ou não é de escrever um post indignado???

Eurodisney Parece lotado? Fui na baixa temporada e curti todos os brinquedos tranquilo…

No fim, acabei usando milhas para comprar as passagens aéreas na tentativa de economizar um pouco, já ia morrer com uma baita grana na hospedagem, inevitavelmente. E, numa apelação, chutando o balde total, avaliando custo x benefício, vamos nos aventurar por um Resort no Nordeste, coisa que eu jamais me imaginei fazendo (vide este post em que eu meto o pau nos resorts).

Esperem, eu já ia me esquecendo… Se vocês querem sugestões sobre como fugir da muvuca ou dos preços inflacionados no Carnaval, não percam este post EXCELENTE do Blog Destino de Viagem. Que pena não ter visto antes de ter feito as minhas reservas…

 

Mais Reflexões de Viagem?

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:12
Posts Relacionados:
12
Jan
2012
12 comentários
  1. Flávia Peixoto
    12/01/2012

    Confesso, como carioca, que Reveillon em Copa eu acho a maior furada do mundo rs.. Praia aos domingos não dá pra ir.. sempre brinco que não curto brincar de “sem terra” e disputar um pedaço de areia para colocar a canga.. mas O Maraca é o Maraca.. :)

    • É bem isso. A gente sempre topa enfrentar perrengues (tipo a multidão) quando a gente gosta muito da coisa (tipo você e o Maraca!). O bravo é não gostar muito da coisa (tipo o Carnaval, no meu caso) e ter que enfrentar perrengues assim mesmo (tipo, preços caros e muvuca…)

  2. Concordo plenamente. Viajar no Carnaval é a maior furada (eu pelo menos não gosto). Adoro é ficar em Sampa e curtir a cidade vazia, como se fosse só minha!

    Beijos!

  3. Carnaval é “uoh” mesmo… eu sou carioca e detesto aquele montede gente bêbada e suada… vivia procurando uma praia tranquila, até que encontrei Trindade no litoral sul do Rio de Janeiro, pertinho de Paraty e sem aquele fuzuê do Carnaval… Fui pra lá ano passado e foi ótimo. Carnaval lá só pela TV.

    • Putz! Eu não olhei Trindade na hora de fazer a minha busca… Eu conheci o local há uns 15 anos atrás. E era super difícil o acesso, mas valeu cada subida engatado em primeira ameaçando morrer o velho 1.0 Mas é sempre difícil adivinhar quando rola e quando não rola muvuca no carnaval em um destino de praia, só com indicação de alguém que já conhece mesmo.

  4. Renato M
    12/01/2012

    Bem vindo ao mundo real da maioria dos brasileiros que não tem flexibilidade no trabalho e só podem viajar nos feriadões. Infelizmente, essa maldição que você descreveu e que também me revolta acontece porque essa é a única data que a maioria de nós podemos tirar 5 dias de folga…. E os trouxas dos brasileiros ainda aceitam pagar pequenas fortunas para ficar em qualquer tipo de hotel.
    Eu queria poder viajar nos momentos que os demais não viajam, mas não tenho esse privilégio. Aproveite que você pode.

    • É verdade. É a primeira vez que precisei fazer isso, e não imaginava que a coisa era tão ultrajante! Uma lição foi aprendida: nunca mais! Fico com pena também dos pais com crianças que são obrigados a viajar sempre nas férias escolares…

  5. Simone
    19/02/2012

    Concordo totalmente contigo e faço o mesmo! Média-baixa temporada é tudo de bom. Não tem porque pegar congestionamento infernal na estrada e depois se acotovelar para achar um metro quadrado na areia da praia. Você disse tudo: espaço e uma certa privacidade (se for praia) são essenciais. Tamanha muvuca me fez gostar menos de Veneza quando fui, e o mesmo ocorreu em Nova York, onde dava nos nervos andar desviando de gente o tempo todo. O que era passeio vira stress e cansaço. Podendo fugir do feriado, fuja!

  6. GAIA
    19/02/2012

    Passei o ano novo em copacabana….só posso t dizer uma coisa…NUNCA MAIS…concordo contigo.

  7. Falou e disse! Só recomendo encarar a muvuca para quem não pode ir em outra época. Se bem que, dependendo da viagem, da turma, da programação, às vezes a muvuca é a atração turística! Se bem que eu, pessoalmente, ando meio velho pra isso… hehehe

  8. Boa dissertação sobre o carnaval, mesmo eu que moro na maior praia do mundo ( o cassino) me sinti sufocar com tanta gente,preferi ficar em casa, pois tanto a praia coma as ruas era um sufoco só

    • Dona Emma! Que honra a tua contribuição aí para o blog! A gente também fugiu para um lugar muito sossegado no carnaval deste ano. Recomendo Alagoas! Qualquer lugar do estado. Muito tranquilo, sol, praias e céu azul!