Passeio Inusitado em Mendoza: Villavicencio

Chamo esse passeio de inusitado porque eu não sabia da existência dele até chegar numa agência de turismo lá em Mendoza.

Para tudo!!!!

Agência, senhor Andarilho? Como é que é isso? Você não faz sempre seus passeios de forma independente?

Bem, apesar de não achar crime nenhum fazer passeios contratados, engessados e pré-fabricados, vou confessar que geralmente prefiro eu mesmo pôr a mão na massa na hora de turistar. Mas a gente tinha que resolver uma questão quando chegamos em Mendoza: tinha nevado e as estradas para a montanha estavam interditadas e justamente o passeio que estava no planejamento estava impossível.

Mais uma lição de vida para viajantes:

 

APRENDA A TER UM PLANO B – SEMPRE

Mas se a nevasca havia estragado um passeio planejado, ela literalmente CRIOU um passeio completamente NOVO.


A aridez de Mendoza coberta pela nevasca

– Ficou louco, Gleiber? Como a neve pode CRIAR um passeio pré-fabricado em uma agência?

É simples. Este é um passeio que à primeira vista, seria totalmente água com açúcar, com jeitão daqueles inventados apenas preencher a agenda de quem não tem outro lugar melhor para ir (e num lugar cheio de bodegas, restaurantes interessantes, ao lado de cânions e no sopé da cordilheira dos Andes, imaginar que alguém não achou algo melhor para fazer é quase algo inimaginável!): conhecer a reserva natural onde fica a fonte da água mineral Villavicencio, superfamosa em toda a Argentina (e quiçá no mundo! Embora eu mesmo não conhecia…)


No caminho de ida para a pré-cordilheira…

Além da fonte, tem também um hotel chiquérrimo que fica lá, no meio a um oásis verde no sopé das montanhas. O hotel está desativado, pois apesar da beleza, não é fácil conseguir hóspedes para ficar num lugar tão ermo. No caminho, a paisagem semi-desértica da região, apesar de ter algo de triste, revela surpresas, como um bando de guanacos soltos pastando alegremente nas colinas.

Tão fazendo as contas aí? Hotel chiquérrimo + oásis verde + montanha + lugar ermo + NEVE = O LUGAR PERFEITO!


Jardins regados com água mineral Villavicencio

Então, se a neve bloqueou o teu tão sonhado passeio na montanha para ver justamente a neve, venha a Villavicencio, que é um lugar um pouco mais baixo (a estrada não fica bloqueada!), além de ser uma área de proteção ambiental, é muito lindo ver aquela paisagem de Natal norte-americano. Vou botar um monte de fotos agora para vocês sentirem o clima do lugar:


Mirante no hotel


Entrada da Reserva Natural Villavicencio


Reserva Natural Villavicencio


Brincando com Neve na Reserva Natural Villavicencio


Reserva Natural Villavicencio


Hotel Villavicencio


Hotel verdejante em meio ao deserto


Capela do Hotel


Mais hotel Villavicencio

Resumo do passeio:
1) Saída do hotel pela manhã
2) Viagem de quase uma hora pelo deserto com a cordilheira ao lado servindo de moldura.
3) Chegada ao parque, com descida para conhecer sua coleção de cactus e exposição da flora e fauna do lugar (onde a gente pisou, deitou e rolou na NEVE em fotos muito pertidas!)
4) Subida pela estrada até um ponto mais alto para termos a visão das montanhas
5) Passeio no hotel (fechado), onde fica a fonte de água Villavicencio, com os seus jardins, mirante, capela e lanchonete.
6) Retorno ao hotel ainda a tempo de almoçar

Ou seja, se era para ver e brincar na neve, os objetivos foram atingidos com sucesso, num passeio bem pertido e barato. A duração do tour permite ainda que se façam outros passeios à tarde, ou no nosso caso, encaixamos bem com o nosso voo de retorno a Santiago.

Agora, não consigo nem imaginar esse passeio quando não tem neve. Deve ser algo brochante! Se bem que daí você faz o passeio chamado “alta montanha”, e fica tudo resolvido!

Considerando que só neva em Mendoza umas 3 vezes por ano, ainda acham que eu viajei dizendo que a NEVASCA criou um passeio todo novo?

Abraços a todos!

 

Mais sobre a Argentina?

Buenos Aires

   Tá escrito OTÁRIO na minha testa?
   Roubaram o meu cartão de crédito no exterior
   Ópera Pampa: BsAs além do Tango
   
Tango em Buenos Aires
   Buenos Aires para Iniciantes
   Diga Não à Aerolineas Argentinas

Puerto Iguazú

   Noche en Iguazú – Argentina no #BlogTurFoz
   Cataratas pelo Lado Argentino
   La Gran Aventura – DENTRO das Cataratas  com Vídeo
   Duty Free Shop de Puerto Iguazú

Mendoza

   Mendoza e suas Atrações
   Inusitado Villavicencio em Mendoza
   Feliz como Pataxó na Neve
   Tour das Bodegas em Mendoza
   Guia de como chegar a Mendoza

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:5
Posts Relacionados:
05
Oct
2011
5 comentários
  1. Outros Ares
    06/10/2011

    Opa, eu também não sabia desta dica. Fiquei 3 dias e 2 noites em Mendoza, mas fiz só o aconcágua, bodegas e o Canyon Del Atuel, neste último é possível praticar rafting. Adoorei!!!

    Voce fez este?

    Beijos

    Erika

  2. Rádio
    07/10/2011

    pelo jeito valeu a pena!!!

  3. Mariane Werneck Botelho
    07/10/2011

    Eu fiz esse passeio, mas sem neve. Não achei grande coisa…Estávamos de carro e fomos ate Puente de los Incas (quase Argentina), pela estrada q passa pela Vilavicencio. Esse passeio sim êh legal. 50 km que demoram mais de 2 horas. Estrada chhheeeiiiaaa de curvas e sobes e desces. Da muito medo!! Vale a pena, ate lhamas vimos pelo caminho! Depois de atravessar os Andes, chegamos aonde tinha muita neve, estações de esqui funcionando e ao pe do Acobcagua. Show de passeio!!

  4. Mariane, na agência que a gente foi havia duas opções para a cordilheira: Villavicencio, um passeio só pela manhã, que só vai até um mirante, no início dos “caracoles” da estrada. E o Tour Alta Montanha, este sim que vai até a Ponte del Inca no sopé do Aconcágua e que leva o dia todo que, como você mesma disse, deve ser o MAIS LEGAL e recomendo mesmo sem ter conseguido ir!!! Embora ainda dê para chegar até a Alta montanha por Villavicencio, hoje em dia as agências (não sei se todas) usam outra estrada diferente da que você usou então e dizem que é mais fácil de trafegar. Ou seja, a não ser que a neve tenha te impedido de fazer o passeio Alta Montanha (de carro ou tour), como ocorreu conosco, acho que não compensa ir a Villavicencio, nem como rota para Ponte del Inca.
    E Érika, não fiz o canyon, pois não dava tempo…
    E “Rádio”, com certeza valeu à pena, no nosso caso, já que com neve, Villavicencio deixa de ser sem graça e passa a ser um lugar belíssimo!

  5. Viviane
    15/02/2014

    Fiz esse passeio em novembro de 2013, mas não tinha neve, então achei normal.