A Malvada Aduana Chilena

Já ouvi vários relatos de quem foi ao Chile e se incomodou com a Aduana chilena. Nós andamos por lá em Agosto de 2012 e adivinhe? Claro que também tivemos nossos perrengues. Mas por pura distração e desinformação. Para que não aconteça o mesmo com você, vou publicar aqui bem direitinho como você pode fazer para evitar o mico, o tempo perdido e, claro, uma possível multa.

 

Formulário da Aduana Chilena


Imagem extraída de www.sag.gob.cl

O formulário que todo estrangeiro deve preencher ao ingressar no Chile pode ser visualizado neste link. Preste atenção nos itens Mercancías, Instrumentos Negociables e Productos de Origen Vegetal O Animal. O verso do documento explica detalhes sobre esses itens, mas vou também tentar ajudar um pouco.

 

 

Mercancías (Mercadorias)

Você DEVE declarar quando estiver trazendo mercadorias adquiridas no exterior para ingresso no país. Roupas, artigos de higiene pessoal, UMA máquina fotográfica, UM celular, UM notebook, assim como MP3, CD players e medicamentos com receita médica não precisam ser declarados. Compras até o limite de US$ 300,00 também podem entrar tranquilamente, mas fique atento com o limite de bebidas alcoólicas (2,5L/adulto) e cigarros (400 unidades/adulto). Até US$ 500,00 de produtos adquiridos em free shops CHILENOS também entram numa boa. Punição: multa de 30% sobre o valor dos produtos não declarados (e extrapolem a cota).

 

Instrumentos Negociables

Dinheiro vivo, traveler check, sei lá, talvez até barras de ouro que valem mais do que dinheiro #OÊEE. Você deve declarar se estiver trazendo mais do que US$ 10.000,00 (ou equivalente, em que moeda for). Não sei o que acontece se você estiver trazendo uma grana assim tão alta nos bolsos, acho que eles não devem permitir a entrada acima desse valor. De qualquer forma, a não se que você esteja fazendo uma maracutaia, provavelmente não estará com essa quantia no bolso, estará?

 

Productos de Origen Vegetal O Animal


Imagem extraída de www.sag.gob.cl

Você DEVE declarar que está trazendo ao Chile qualquer um dos seguintes itens da interminável seguinte lista:

Vegetais

  • Frutas e Hortaliças frescos, secos, desidratados, congeladas ou agroindustrializadas
  • Qualquer pedaço de um vegetal
  • Grãos e sementes
  • Temperos e condimentos
  • Flores e arranjos florais
  • Terra ou produtos que contenham terra
  • Adornos e Artesanatos de origem vegetal
  • Madeira
  • Pinhas e cones de coníferas
  • Todo tipo de material biológico
  • Outros produtos de origem vegetal embalados ou não

Animais

  • Animais vivos
  • Carnes ou derivados
  • Leite e derivados
  • Produtos apícolas
  • Medicamentos veterinários
  • Sêmen e embriões
  • Alimentos para animais
  • Comida de uso pessoal que contenha produtos de origem animal
  • Artesanato de origem animal
  • Chifres, penas, cascos, dentes e outras partes de animais
  • Insetários

Isso inclui geleias, ameixas secas, uvas passas, pacotinhos de maçã desidratada, banana para comer durante a viagem e cenouras baby que você levou para beliscar.

Também inclui folhas, talos, raízes, estacas, tubérculos, bulbos ou outra estrutura vegetal, incluindo as inimagináveis. No vídeo oficial do serviço de agricultura, eles dão o exemplo de uma flauta de bambu que, adivinhem, é feita de uma parte vegetal, o caule do bambu!

Vimos uma mulher ser “pega” porque trazia um quadro em que havia umas borboletas incrustadas num sanduíche de vidro! Cuidado também com artesanatos que contenham pena!

 

O que PODE entrar no país

Depois de declarar, você deve passar na Aduana para que eles confiram o produto. E apesar da enorme lista acima, alguns desses acima podem entrar no país desde que declarados. Mas atenção!!! Não declarou, perdeu!

 

Vegetais


Imagem extraída de www.sag.gob.cl

Grãos tostados (café, cacau); congelados (frutas, hortaliças, legumes, grãos e tubérculos); farinhas, sêmolas, açúcares, cereais expandidos (cornflakes, aveia); frutas e hortaliças cozidas, confeitadas, em conserva ou salmoura (pickles de cebolas, palmitos, azeitonas); sementes secas salgadas, moídas, trituradas ou picadas em embalagens lacradas (amendoim, nozes amêndoas, castanha de caju); especiarias secas e moídas (orégano, cravo, canela, coco ralado, noz moscada, pimenta); sucos ou polpa de frutas; óleos vegetais; corantes ou essências vegetais; bebidas alcoólicas ou fermentadas (vinho, cerveja); erva-mate ou chá em estado seco; gomas, melados e resinas vegetais; herbários para uso científico ou educativo; cortiça; carvão; artesanatos que não contenham sementes, fibras vegetais naturais, cortiça, frutos e flores e outros produtos vegetais desidratados.

 

Animais


Imagem extraída de www.sag.gob.cl

Produtos enlatados que contenham carne cozida e sem osso; comida de uso pessoal (sanduíche e pratos preparados) e contenham carne cozida e sem osso; salames, presuntos e embutidos industrializados e cozidos; presuntos industrializados maturados (Serrano, Ibérico) que apresentem certificação sanitária do país de origem; lácteos industrializados pasteurizados; queijos industrializados elaborados com leite pasteurizado, queijos industrializados maturados (maturação maior que 60 dias); ovos cozidos; couro curtido; lã lavada; plumas lavadas ou bem limpas, sem restos de fezes ou sangue; ossos, cascos, chifres e patas que apresentem certificação sanitária do país de origem; produtos de uso cosmético não farmacêutico para mascotes. Se você não declarou e tem os produtos indicados na sua bagagem, as chances de você ser pego e ter o seu produto apreendido são grandes! Além disso, a multa que você vai ter que pagar varia de US$ 170,00 até US$ 18.000,00!!! Veja o vídeo:

O que NÃO PODE entrar no País

Independente de declarar ou não, não se esqueça de que armas, drogas e artigos psicotrópicos NÃO podem entrar nunca nem no Chile, nem em lugar nenhum do mundo!

 

Resumo

Na verdade, apesar da chatice, eles estão somente aplicando a lei. No Brasil, acredito que haja as mesmas restrições, mas o rigor da fiscalização e da aplicação das exigências é que é menor. Então, faça a sua parte e declare! No fim das contas, a maioria dos produtos que seriam “pegos” pela fiscalização, você na verdade PODE levar.

Eles só querem ter um controle de suas fronteiras. E não pensem que eles encrespam só com quem chega de avião! Quem chega por mar ou pelas estradas já sabe da lentidão e da burocracia que é o ingresso ao país e um dos principais motivos é justamente a fiscalização do Servicio Agricola y Granadero.

 

Nossa Experiência

Ao chegar no Aeroporto de Santiago vindos de Mendoza, pediram para a gente abrir as malas após a inspeção do Raio X. Todos nós tínhamos assinado “NÃO” na declaração jurada, o que significa que não estávamos entrando no país com nenhum dos produtos da lista acima. Na verdade, tinham umas passas de uva perdidas ali nas malas, cuja existência a gente nem lembrava mais. Conclusão: o raio X viu, e apreendeu nossa mercadoria.

O Sandro se nomeou o responsável e foi levado a uma salinha privativa. Lá os itens foram pesados (três pacotinhos de 200g cada) e depois de assinar mil e um papéis e ouvir mil e uma explicações, ele foi liberado sem o pagamento de multa. O procedimento todo levou uma hora e nesse meio tempo vimos várias outras pessoas também sendo pegas. Um mochileiro foi pego porque tinha uma maçã e um sanduíche dentro da mala!

Ou seja, a coisa é séria!!! O mais interessante é que, se tivéssemos simplesmente declarado o produtos, teríamos passado em 10 minutinhos, provavelmente. Prejuízo de 6 reais, 1 hora de nervosismo intenso e um tratamento para úlcera! Mas eles avisaram: da próxima será multa e o prejuízo será ainda maior!!! Abraços a todos e tomem suas precauções ao viajarem para o Chile!

 

Mais sobre o Chile?

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:104
Posts Relacionados:
18
Oct
2011
104 comentários
  1. Milton Kennedy
    19/10/2011

    Saudações legionárias Gleiber!!
    Faz tempo que não ‘andarilho’ por aqui, rsrsrsrs.
    Puxa, esse pessoal do Chile é severo mesmo heim!? Imagina só o cara ser pego por causa de uma maçã e um sanduíche, rsrsrsrs.

    Valeu pelas dicas. Seu blog continua com o ‘bom humor’, apesar da seriedade do assunto.

    Grande abraço, saúde e muita paz!

    =)

  2. Grande Mônada!!! Apesar de às vezes não deixar um comment, ando passeando pelo seu blog seguido (esses dias vi que vc escreveu sobre o Tempestade, adorei!). Muito obrigado pela visita e cara, é bem isso mesmo. Eles fazem cumprir LITERALMENTE o que está na lei. Se tivesse declarado, poderia passar. Não declarou, perdeu! A regra é clara! Não tem “jeitinho” que faça a gente escapar…

  3. Durante uma viagem de moto à Patagônia, ao chegar na fronteira da Argentina com o Chile, fui avisado sobre esses restrições de ingresso no país com alimentos. Acontece que eu estava carregando um bom arsenal de lanches na bagagem. Com pena de jogar tudo fora não tive dúvidas: guardei tudo no bucho. Depois quase passei mal, mas isso é mero detalhe…

    • Então… Mas sabia que algumas coisas passam, desde que declaradas. Coisas para consumo rápido, que não serão comercializadas e sem risco para a agricultura local como provavelmente eram os alimentos que você ingeriu aí na pressa talvez passassem! Ou não… 🙁

    • Beatriz
      11/06/2015

      kkkk… boa alternativa. Nunca fui parada por alimento, mas teria pena de jogar fora tb…Uma vez me pararam porque eu levava 4 potes de creme para cabelo de 1kg cada. Só perguntaram o que era, eu disse q eram cremes de cabelo e me liberaram. A tensão costuma ser maior do que o problema.

  4. talyta
    01/02/2013

    Estou querendo levar algumas poupas de frutas congelada que só tem no Brasil para la, para a família que vai me receber, vocês acham que eu corro o risco de perder mesmo se eu declarar? Qual seria possiblidade? Vocês sabem me dizer se há alguma restrição de quantidade?

    • Jamais arrisque não declarar. Você tem mais chances de perder tudo do que se declarar. Se for polpa congelada (processada), e não for uma quantidade suspeita de servir para revenda, eles provavelmente deixarão passar (ficando claro que é para consumo próprio e que não vai servir para ser “plantado”, nem que corra o risco de trazer pragas e doenças).

  5. Georgia
    21/04/2013

    Oi,

    Eu tenho doença celíaca e vamos ficar na casa de um amigo do chile. Preciso declarar a entrada de um pacote de pão, torradas e biscoitos industrializados?

    Obrigada,
    Georgia

    • Torradas, biscoitos e pães industrializados (fechados) passam sem problemas, pelo que deu para ver na lista. Mas na dúvida declare. Não sei se consegui ser claro o bastante no texto, mas há vários itens PERMITIDOS, mas que tem de ser DECLARADOS para eles conferirem na aduana. Se você não declara, mas leva e eles descobrem, eles apreendem mesmo se for um produto permitido. Na ilha de Páscoa (pertence ao Chile), a gente chegou trazendo umas varetas de palo santo (uma espécie de madeira perfumada que serve como incenso). Na dúvida, declaramos e a agente do serviço granadeiro inspecionou e disse que podia passar tranquilamente. Então, mesmo que aparentemente seja um produto isento de declaração (nas está na lista e é industrializado), na dúvida, declare para eles não te apreenderem por te considerarem mentirosa numa declaração jurada! É o meu conselho, já que CERTAMENTE eles entenderão que são alimentos próprios para celíacos e te deixarão passar com eles todos. Abraços e boa sorte.

  6. maria delurdes franca
    06/10/2013

    Trago roupas relogios oculos bolsas femininas dos Estados Unidos e vendo no Brasil mais a malvada aduana brasileira me tomou tudo recentemente:gostaria de saber se eu declarar tudo na alfandega Chilena mais ou menos 7.000,00 dollars pagando o imposto eles liberariam as mercadorias e quanto seria o imposto.Por favor me responda se souber estou na pior.

    • Nossa, Maria de Lourdes, não tenho a menor ideia. Como esse blog é voltado para turistas, a gente não tem informações sobre importação, comércio e impostos sobre produtos trazidos do exterior. Sinto muito.

  7. Vou ao Chile desde que nasci e conheço as fronteiras desde então. Lembro bem, durante a ditadura de revirarem nosso carro. Éramos pequenos, 5 crianças no carro, mais meus pais. Não teve desculpa – comida e plantas não entram. A lei, como vcs dizem,é clara, mas o objetivo é fechar as fronteiras contra tudo, especialmente contra doenças. Muitas bactérias, fungos ou doenças animais e vegetais não existem no Chile pq eles protegem as fronteiras – e como existem poucas entradas, isso é bem possivel. Eles vivem da uva, do vinho, do kiwi, dentre outras coisas…doenças seria o fim. Inteligentes, não é mesmo! as restrições dos militares, treinados com o rigor dos militares alemães, existe até hoje. Mas hoje eu consigo trocar palavras com os “carabineros” pelas ruas. Antes…nem tentando! Comunismo, socialismo, ditadura militar…herança forte!

    • Olá Ana Teresa,
      Pois é, eu percebi um espírito de respeito e seriedade quanto às leis do país. Parece que eles valorizam essas coisas que nós, brasileiros, só seguimos quando nos convém. Quem me dera se tivéssemos metade do patriotismo deles.

  8. O vídeo tá bem claro. Parabéns!!! abç

  9. Lívia
    03/11/2013

    Gleiber, em dezembro vou cruzar a fronteira Chile – Argentina para ir a Torres Del Paine.
    Estou um pouco preocupada com medicamentos. Quando se faz esse passeio que vou fazer é comum levar medicamentos pra dores musuclares, gripe, dor de garganta…
    Como proceder quanto a esses medicamentos na fronteira???
    Você acha que tem algum problema?
    Se levar os medicamentos daqui com receita médica tbm daqui, é tranquilo? Você acha necessário??

    Muito obrigada!

    • Medicamentos de uso pessoal passam tranquilos. Se for levar algo em maior quantidade, é bom levar receita médica sim. O que dá problema mesmo são produtos agropecuários.

      Abraços

  10. edson dos santos
    14/01/2014

    tenho uma loja em balneario camboriu sc vendo decorasão adorno en madeira en mdf aglomerado e madeira prosesada e atendo varios chilenos ja vendi algumas coisas mas eles me perguntão se se pode levar a chile sen problemas vc sabe me diser algo sobre isto

    • Não pode. Com certeza. :/ Tem que seguir os trâmites de importação, ter autorização do departamento sanitário… Se chegar no Chile com esse tipo de produto, fica na aduana. Um saco.

  11. Sandra Falcão
    21/02/2014

    Ah que bom encontrar seu post!
    Me ajudou a tirar as dúvidas quanto a aduana Chilena, estamos indo pra lá em março/14, e já estava sabendo que eles são bem rigorosos… mas agora sabendo dos detalhes sobre declarar, ficou mais claro ! =)
    Valeu.

  12. Claudia
    24/04/2014

    Olá! Conheci agora seu blog, muito legal.
    Estive em Santiago em 2010 e passei o maior perrengue com isso também. Estava um pouco resfriada e resolvi levar na bolsa um spray para garganta a base de própolis. Não me liguei que o danado do própolis é extraído das abelhas! Na hora pareceu meio piada, não acreditei. Mas passei 1 hora na salinha reservada, super nervosa, explicando que tinha levado pq tava resfriada. Pois é, reteram o meu spray, dizendo que iam destruí-lo pq poderia levar contaminação para o Chile. Danosse!
    Acabei sendo liberada da multa, mas a dona lá disse que meu nome ficaria no sistema, e que em caso de recorrência, a multa seria a partir de mil dólares. Ui!

    • Bem assim, Claudia. Mas produto industrializado geralmente é liberado… Estranho isso…

  13. Leandro Machado
    23/05/2014

    Olá, muito legal seu blog.
    Seguinte, e com relação àqueles remedinhos que a gente sempre leva? Como é na hora da fronteira?

    E os adorados doces de leite argentinos? Passam na fronteira?

    O link do documento da fronteira não está certo… não está direcionando pra página…

    Obrigado,

    Leandro Machado

    • Doces de leite argentinos? Nem pensar. Declare (isso é muito importante) e torça para eles deixarem passar… Remédios para uso pessoal (pequena quantidade, caixas abertas), creio que não há problema. Na dúvida declare! Mostre para eles, pergunte! Eles viram bicho quando você mente! Mas se você fala a verdade, a tendência é que eles tentem te ajudar. Sobre o link, obrigado, vou consertar!

  14. jose da rocha almeida
    26/08/2014

    Parabens dicas que eu não encontrei e nehum outro site,na volta da minha viagem comento detalhes.

  15. Carmem
    06/09/2014

    Eu poderia levar 2kg de polpa industrializada de açai congelado??

    • Oi Carmem. Se for industrializada, pode ser que passe. Eu, na dúvida, não levaria. De qualquer modo, se for arriscar, declare e mostre para os guardas da aduana.
      Boa sorte.

  16. Gabriel
    16/09/2014

    olá , sou artesão ( hippie ) e estou com uma duvida , mesmo declarando produtos como penas e sementes corro o risco de ser pego???? no caso de ser pego posso desistir e voltar para tras com meus produtos?

  17. Leandro Osmar de Souza
    12/12/2014

    Oi. Meu nome é Leandro. Em Janeiro de 2011 fui ao Chile de carro. Ao sair, por São Pedro de Atacama, não visualizei a aduana e saí do país sem dar baixa na saída. Gostaria de saber o preço médio a multa pela não regularização da saída do país. Entrei em contato com o consulada chileno no brasil e eles disseram que era direto com o sistema de aduanas chileno. Tenho medo de voltar ao Chile e levar uma multa exorbitante ou ser impedido de entrar. Você sabe alguma informação sobre esta situação? Obrigado.

  18. viviane
    24/12/2014

    Olá. Sabe se shake da herbalife e proteína isolada de soja entram? O shake vai lacrado…a proteína seria a granel…

    • Oi Viviane,
      Como o shake e produto industrializado, com rótulo e lacrado, provavelmente passe. Mas declare! Já whey a granel… acho difícil…
      Abraços e boa sorte.

  19. Ingrid
    29/12/2014

    Olá Gleiber, estamos no peru e amanhã vamos cruzar a fronteira para o Chile, já imprimimos a declaração, é somente marcar “sim”? Não precisa especificar cada produto? Pois compramos lembrancinhas, casaco e bolsas feitas de artesanato. Obrigada.

    • Isso mesmo Ingrid. É só marcar sim. Daí, na fronteira, você vai mostrar os produtos para o fiscal. Ele daí confere se é permitido ou não a entrada. Boa sorte.

  20. Raquel
    01/01/2015

    Quando fui ao Chile em 2013, levei 3 quilos de castanha-do-para. Não tive problema algum, mas declarei no formulário que estava levando as castanhas.

  21. Neftalí
    26/01/2015

    O seu site é ótimo, Gleiber. Parabéns! Só achei maldade o título do post. O Chile é uma potência na agricultura, é o maior exportador de frutas do hemisfério Sul e um dos maiores exportadores de vinho e salmão do mundo. Tem um histórico de vigilancia sanitária exigente por ser um setor fundamental na economia. Fora que é uma verdadeira ilha, com os Andes no Leste, o Pacífico no Oeste, deserto no Norte e os gelos no Sul. É livre de várias pragas, tem mesmo é que cuidar esse patrimônio. Inclusive a história da cepa carménere, extinta na Europa e redescoberta no Chile há 20 anos, dentro do merlot, exemplifica bem esse isolamento.
    Ótima a sugestão de, no caso de dúvida, declarar sempre. Na entrada ao Chile, toda a bagagem é revisada por raio X, sem exceções.

    • Oi Neftalí,
      O título não é maldade, é um pouco “piada”/ironia/sarcasmo”, da nossa própria situação termos ser sido autuados porque portávamos uvas passas… Ao longo do texto eu elogio bastante a seriedade do país, um lugar em que a lei é cumprida, diferente do “jeitinho brasileiro” ao qual estamos acostumados.
      Abraços.

  22. nyvea
    12/02/2015

    Oi gente!! Nossa, adorei as informações. Estou indo dia 14/02 ao Chile e vou ficar hospedada com uma familia chilena. Gostaria de saber se refrigerantes, tipo guaraná antártica, precisa declarar. Eles conheceram aqui e disseram que não encontra em Santiago. Aguardo!! Abraços

  23. Ricardo lopes
    27/02/2015

    Olá sou de São paulo. Estou em Orlando fazendo muitas compras de roupas. pretendo voltar pelo Chile. Ficar dois dias no Chile. Tem algum problema entrar na alfândega chilena com estas roupas. Se puder me ajudar eu agradeço. Ricardo.

    • Oi Ricardo,
      Roupas acho que não…
      Se eles acharem que é para revender pode dar algum pepino, daí conta como mercadorias, não como bagagem, e tem uma cota limite.
      Abraços e boa sorte.

  24. Fabiano
    02/03/2015

    Olá, meu nome é Fabiano. E vou para o chile agora em 16 de março. Gostaria de parabenizá-lo pelo post e dicas. Com certeza tem ajudado muitos turistas.
    Bom, minha dúvida é o seguinte: preciso levar 1 garrafa de guaraná (um regalo para un amigo) e também uma lata de leite em pó infantil, algumas papinhas nestle, para minha filha, que tem 1 ano e 5 meses. Vc acha melhor declarar estes itens?
    Obrigado. Grande abraço. Fabiano

    • Oi Fabiano,
      Não sei se vai dar tempo de você ler. Isso tudo aí pode, fica tranquilo.
      Abração.

  25. Cilene Santos
    11/03/2015

    Olá bom dia!

    Seria muito bom se o nosso país fosse sério como o Chile.
    Estou indo morar no Chile e ainda tenho dúvidas se posso entrar com pó de café. Estou com dificuldades em encontrar produtos que temos o costume de usar no Brasil.
    obrigada

    • Oi Cilene,
      Como o produto é processado e industrializado, muito provavelmente dê para levar sim. Mas na dúvida, declare. Se for permitido eles te deixam passar sem nenhum estresse.
      Abração.

  26. solange
    16/03/2015

    Boa tarde,
    Estou indo ao chile em abril,pretendo levar algumas caixas de bombom garoto , saberia me dizer se ha alguma restriçao.
    Obrigada!

  27. gislene alves
    22/04/2015

    Boa tarde,
    Muito bom o seu post,parabens!
    estou indo para o chile dia 28 agora e estarei levando 5 pacotes de 1 kg de cafe, sendo declarado, esta quantidade é considerada dentro do permitido?

    • Oi Gislene,
      Não fica muito claro no site a quantidade. Mas acho que está apropriado. Café empacotado é permitido!
      Abraços

  28. Waldemiro Neto
    24/04/2015

    Passarei 3 dias em Mendoza (Argentina) e de lá seguirei de ônibus para Santiago. Quantas garrafas de vinho posso levar de Mendoza para o Chile? Considerando 2,5L seriam 3 garrafas (de 750ml cada). Então fiquei com dúvida… devo marcar NÃO no formulário? E se eu levasse mais que 3 garrafas seria permitido? Bastaria marcar SIM? Pagaria algum imposto?

    • Oi Waldemiro,
      Vinhos PODEM entrar no Chile. Mas você deve declará-los! Marque SIM e mostre para o agente. Há um limite de 2,5L por pessoa para bebidas alcóolicas. Então é isso mesmo. Somente 3 garrafas. 🙁 Para levar mais de 3 garrafas, acho que tem que pagar um imposto sim. Abraços.

  29. Rocco
    08/05/2015

    Boa tarde camarada,

    Sabe me dizer quanto a entrada de Equipamentos de Camping como Bastões de trekking, canivetes , facas … quanto ao botijão pequeno de Gás, acho pouco provável que nos permitam entrar .

    Obrigado

    • Oi Rocco,
      Equipamento de camping pode (na bagagem despachada, lógico).
      Mas o gás com certeza não… 🙁
      Abraços.

  30. Carolina Castro
    15/05/2015

    Boa noite, minha tia iniciou um tratamento à base ervas medicinais no Brasil e precisa continuar em Stgo do Chile. Alguém sabe se existe alguma maneirar de entrar com essas ervas no país? São ervas compradas em farmácias homeopáticas. Um tio meu tentou entrar com algumas, declarou, mas mesmo assim foram retiradas. Parece que é necessário um documento. Não sei qual é, nem onde conseguir!

    • Oi Carolina,
      Você teria que solicitar importação dessas ervas no departamento agrícola do Chile. Quer saber? Desista. Eles não vão deixar ervas entrarem no país.
      Abraços.

  31. Roberta P Rodrigues
    12/07/2015

    Gleider, bom dia!!! Já fui ao Chile no ano passado mas nem olhei sobre as restrições alfandegárias!!! Agora estou preocupada pois retorno semana que vem a Santiago…sobre a quantidade de cigarros tem certeza que são 400 por pessoa?
    Sabe me informar se posso levar 1 litro de cachaça de presente a um amigo? Tenho que declarar ?
    Agradeço e aguardo, abraços.

    • Oi Roberta,
      A cachaça não precisa declarar porque é bebida alcoólica lacrada. Um litro está na cota e é permitido.
      Abraços.

  32. André Moraes
    06/10/2015

    Olá Gleiber!

    Ótimas dicas! Parabéns pela iniciativa!

    Pretendo levar minha câmera fotográfica DSLR (NIKON D5300) e 3 lentes diferentes (finalidades diferentes). Isto se enquadra como sem necessidade de declarar? Ou mesmo declarando terei problemas?

    Agradeço antecipadamente.

    • Oi André,
      Acho que com a câmera não há problema. Não precisa declarar não.
      Mas se você tiver a nota fiscal, leve para mostrar na aduana brasileira na volta.
      Abraços.

  33. André Moraes
    06/10/2015

    Olá Gleiber!

    Outra dúvida. Afinal, caso eu compre algumas garrafas de vinho, eu sou obrigado a despacha-las (dentro da mala) ou posso leva-la como bagagem de mão. Lembrando que terei uma mochila como bagagem de mão.

    Agradeço antecipadamente.

    • Oi André,
      Obrigatoriamente terá que despachar. Em voos internacionais não é permitido o transporte de líquidos (só em recipientes de até 100mL).
      Abraços.

  34. Yara
    02/11/2015

    Muito legal o post, o problema é q continuo na duvida…, vou para o Chile e a pedido dos amigos chilenos q amam o Brasil e o guaraná antarctica, queria levar para eles…, mas não sei como o declararia e qual qtdade poderia levar…, alguem sabe?

    • Oi Yara,
      Acho que refrigerante, como algo industrializado, pode. E como não é alcoólico, não deve haver limite.
      Abraços.

  35. Arthur
    02/11/2015

    Estou indo pro chile, gostaria de saber se passo com cachaça farinha e café?

    • Oi Arthur
      Declare e mostre para as autoridades. Cachaça com rótulo, industrializada passa. Farinha e café, se forem desses vendidos em supermercado, acho que passa também. Mas desde que declarados!
      Abraços.

  36. Ines
    28/11/2015

    Amei o post . Parabéns

  37. Magnolia Alexandre
    11/04/2016

    Obrigada pelas dicas. Farei a viagem de Santiago – mendoza – santiago de ônibis. è possível transportar vinhos? Tem algum imposto?

    • É possível sim, Magnolia
      Tem um limite para trazer sem imposto, informe-se no site da aduana chilena
      Abraços.

  38. Erika Toledo
    21/04/2016

    Vou de Budnos Aires p/ Santiago, posso levar doce de leite? Precisa declarar?

  39. Cassie
    13/06/2016

    Olá, tenho restrição alimentar e faço uso de probióticos em pó, será que posso levar na bagagem?
    Aguardo resposta.
    Abraços.

    • São enlatados e industrializados, Cassie?
      Se sim, eles passarão. Mas mesmo assim eu declararia e mostraria ao fiscal. Você vai passar de consciência tranquila.
      Abraços.

      • Cassie
        15/06/2016

        Oi Gleiber,obrigada por responder.
        São industrializados, lactobacilos vivos. em sachês.
        Abraços.

  40. Tarcilla
    15/06/2016

    Olá,
    estarei me mudando no próximo mês para o Chile e tenho dúvida em relação a peso de bagagem. Alguns sites dizem que é igual quando for apenas de viagem, outros dizem que é diferente mas não especifica o peso.
    Gostaria de saber se você sabe me informar isso?
    Obrigada!

    • As regras para o peso da bagagem dependem da companhia aérea, eu acho, não da alfândega.
      Abraços.

  41. Antony
    27/06/2016

    Boa tarde, gostei muito do blog, eu sou levar apenas 1 ou 2 latas de refri (guaraná), mesmo sabendo que está ok, é bom dizer sim em “mercancias” não é?
    A outra dúvida, me pediram alguns pacotes de biscoito aqui da minha terra, não é feito por grandes empresas não, no máximo 5 pacotes pequenos, e são lacrados, é melhor declarar ele em “serviço agricola y ganadero”? no item “a”, colocando “si”?

    • Oi Antony,
      Guaraná e pacotes lacrados passarão tranquilo. Não são vegetais “in natura”. Acho que nem precisa declarar. Mas na dúvida, sempre diga “si” e leve na fiscalização.
      Abraços.

  42. Simão
    16/07/2016

    Oi Gleiber Rodrigues
    estou indo para santiago dia 20/07, tenho uma filha de 4 anos e gostaria de levar 1 pacote de feijão na mala, você acha que passa se eu declarar?
    ou e melhor levar o feijão industrializado, já em lata tipo conserva, claro sempre declarando.
    o que você acha.

    obrigado.

    • Oi Simão,
      Acho melhor levar industrializado. Pacote de feijão pode não passar, porque é vegetal in natura, que pode até ser plantado.
      Abraços.

  43. Boa tarde !!! Estou na dúvida, será que posso levar água na mala de viagem?

  44. Aimee
    03/10/2016

    Olá, muito obrigada pelo seu post, estaremos indo para o Chile agora em OUT/16 e gostaria de saber se remedios como dipirona, dramim, neosaldina, daria problema levar… vc tem essa informação?

  45. Ana Luiza
    15/10/2016

    Olá! Vc sabe me dizer se eles multam somente na hora da apreensão do item? Apreenderam umas castanhas que eu tinha esquecido que estavam na mala. Tive que preencher novo formulário. Depois me mandaram ir embora.

  46. Suzana
    12/11/2016

    Quero levar erva mate p chimarrão na mala despachada, declaro durante o vôo? Qdo chego no Chile é q revistarao a mala?

  47. Claudinei Gastaldon
    19/12/2016

    Ola Gleiber, eu minha esposa e filho vamos cruzar a aduana de Mendoza sentido Vina del mar em janeiro/2017, um amigo que vive la fez umas encomendas do Brasil… paçocas (kkk) e farinha de quibe, sabe me dizer se declarando terei ou não problemas com isso e qual quantidade maxima desses itens posso levar ? Obrigado.

    • Leve, declare que acho que vai dar certo. A não ser que seja uma quantidade que pareça servir para revenda, vai passar.
      Abraços.

  48. Michelle
    03/01/2017

    Gente,passei perrengue nessa aduana por conta do frio e da demora mas não tive problemas com o que estava na mala. Estava vindo da Argentina com vinhos, espumantes, doce-de-leite e artigos em couro. Marquei sim em todas as opções, exceto:Carregando bagagem de menor de 18 anos e Levando mais de US$10 mil. Eles abriram a mala do carro, perguntaram sobre frutas, hortaliças, uva-passa e depois nos liberaram.

    • Essa é a dica.
      Só fale a verdade que vai dar tudo certo.
      Obrigado por compartilhar, Michele!
      Abraços.

  49. Luana Canal
    11/01/2017

    Olá! Estou me preparando para uma viagem de 02 meses, de carro, por países do Sul da América do Sul e seu post tem me ajudado demais! Decidi levar comida do Brasil, para os custos diminuírem, mas ainda fiquei com uma dúvida: acredito que levar feijão e feijoada enlatada ou “ensacada” (tipo as da marca bordon) não tenha problema pois é produto cozido e industrializado. Mas gostaria de levar arroz, para preparar no meio do caminho, será que é proibido? São dois tipos, 01 é arroz parboilizado cru, com complementos desidratados (ex: marca Tio João – arroz com galinha) e 01 arroz cozido que só é necessário aquecer em banho maria. Não encontrei em lugar algum sobre o arroz. Obrigada desde já!

    • Acho que vale a mesma regra dos industrializados. O arroz deve passar tranquilo. Mas marque que “sim” no formulário e mostre para o funcionário da fronteira.
      Abraços.

      • Luana Canal
        20/01/2017

        Muito obrigada pelo retorno!! É por ai que eu imagino também.
        Outra coisa que ficou um pouco confuso pra mim é quanto ao tópico do texto “Mercadorias”… o limite de 2,5L/adulto é para não declaração? Mas se eu tiver mais bebida no carro e marcar que tenho bebidas, posso seguir viagem com elas, correto? Ex: Vou comprar vodka no Paraguai e só depois vou chegar ao Chile. Se eu tivesse (exagerando) 10L/adulto dentro do carro, de bebidas diferentes, marcando que possuo bebidas no carro, posso passar com os produtos? Ou tenho que pagar taxa/multa??

  50. Angélica
    23/01/2017

    Olá!
    Foi o post mais esclarecedor que vi até agora, mas ainda fiquei com algumas dúvidas! rsrs Eu vou para o Chile para um Programa de Aceleração de Startups e ficarei por 7 meses. Preciso levar meu anticoncepcional, se eu levar o suficiente para os 7 meses, preciso de receita médica? Ou seria fácil comprar anticoncepcional por lá (na verdade, não sei nem se eu encontraria)? Li em um outro blog que era a maior complicação comprar remédios por lá!
    E no caso das maquiagens, lápis de olho e tal, posso entrar se declarar?
    Obrigada!

    • Oi Angélica,
      Sobre medicamentos, sugiro levar receita médica. Assim você prova que não é contrabando. E sobre maquiagens, como não são produtos agropecuários, não há problema algum.
      Abraços.

  51. Alexandre
    29/01/2017

    Bom dia.
    Sabem se a LAN está permitindo transportar garrafas de vinho na bagagem de mão no regresso de Santiago para o Brasil?
    Sabe qual a restrição do número de garrafas de vinho por pessoa que pode entrar pelo Aeroporto de Santiago vindo de Mendoza?

    • Oi Alexandre
      Na bagagem de mão, o volume máximo de um recipiente com líquidos é de 100 mL
      Na bagagem despachada, o volume máximo de bebidas alcoólicas é 2,5L
      Abraços

  52. Jéssica
    06/02/2017

    Olá! Mto bom seu blog! Bijuteria e sapato q tem couro ou camurça precisa declarar? E pincel de maquiagem q tem madeira? Sandália rasteirinha com palha? Obrigada!!!

  53. Renata
    18/02/2017

    para a patagonia argentina se me pegam com carne a vacuo da multa?