Vôo Brasil – Praga

Como prometido aí vou eu na primeira das postagens diárias da nova viagem dos Andarilhos do Mundo. Comecei a digitar no saguão do aeroporto de Guarulhos, aguardando o meu vôo Lufthansa.

Mas na verdade não consegui postar, pois a minha conexão 3G de internet da TIM, para variar não funcionou. Nem a rede edge… Claro que eu poderia muito bem me conectar ao sistema wi-fi pago do aeroporto, mas como dinheiro ainda não está dando em árvore, essa postagem aguardará a próxima wi-fi free para entrar no ar.

Bem, vamos voltar ao que interessa… A viagem!


O Andarilhos do Mundo

Sempre elogiaram a Lufthansa e eu estava bastante entusiasmado. De fato, não houve nenhum atraso e nem mudaram 20 vezes o portão de embarque. A Tam também cumpriu horários impecavelmente no trecho Porto Alegre – Guarulhos, mas caiu um pouco no meu conceito, pois me fez refazer o check-in para o vôo internacional. Se são empresas parceiras da Star Alliance, elas não deveriam estar interligadas? Fazer o quê?


Eita foto feia! Isso aí sou eu fazendo aula de alemão em pleno vôo

Quanto à aeronave, foi um 747-400 que, adivinhem, não tem monitor individual para a classe econômica. Resultado, temos que assistir ao filme que está passando (nem de longe algo que eu estava afim de ver) entortando o pescoço para enxergar alguma coisa. Da última vez voamos de TAM de Guarulhos para Paris e ganhamos escovinhas de dente e meias! Dessa vez, nada…

Tirando essas mimos, entretanto, o vôo foi perfeito. A equipe de comissários muito prestativa, a comida excelente, o vinho… Ai, o vinho…  Quem me conhece sabe como sou fraco para coisas com álcool…

Resultado: dormi rapidinho… (acharam que eu ia ter aprontado alguma, né?)

Chegamos logo em Frankfurt, café da manhã delicioso… Tinha até omelete com molho de tomate! Mamão com limão e um familiar iogurte de morango Batavo (aquele, com pedaços de fruta.. hummm)

Em terras alemãs, outra decepção: não achei wireless free. Para compensar um cinto de couro lindo Hugo Boss pelo equivalente a 100 reais! Pechincha!

A imigração foi a mais detalhada que eu já passei. Depois de responder 200 perguntas e gaguejar quando ela quis saber quanto de dinheiro havíamos trazido (eu não tinha a menor ideia! Tinha esquecido de contar, pode?), finalmente a mulherzinha com cara de brava nos deixou passar.

O vôo para Praga foi uma tranquilidade (na verdade, dormiria o vôo todo se não fosse o tal lanchinho… Às vezes acho que a Gol é que tá certa em não dar nada para a gente!)…

Eu tinha contratado translado do aeroporto para o hotel por um site chamado Prague Airport Taxi Transfers por causa da má fama dos táxis daqui. E correu tudo perfeito. Tava o cara nos esperando com a plaquinha. Ele nos ajudou com a bagagem e tudo (eram de rodinha, mas é legal a gentileza). Pagamos pelo transporte compartilhado, mas pelo jeito eles não tinham mais ninguém para transportar junto.

Recomendo.

Esse sou eu tirando foto de mim mesmo enquanto digito para o blog

Daí, fizemos check-in no K+K Hotel Central, bem no coração da cidade. O legal é que foi quase um city tour até chegar aqui. Estou louco para visitar tudo! O bom é que a tarifa do hotel (com antecedência de 4 meses) saiu por menos de R$ 200,00 por dia! Muito mais barato que um hotel do mesmo nível no Brasil. Já tô começando a gostar dessa tal de Coroa Tcheca!

Abraços a todos.

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:0
Posts Relacionados:
12
Mar
2011
Nenhum comentário