O Topo da Europa: Jungfraujoch

Hoje, finalmente estou colocando o blog em dia (ontem, como vocês viram, não pude postar pelo cansaço!). Então vamos primeiro começar por ontem ainda, a nossa chegada até um vilarejo pertinho de Interlaken chamado Beatenberg. Só que enquanto eu vou contando o “causo”, já vou colocando as fotos do passeio de hoje, porque são muitas!


Hoje, mais montanhas. E dessa vez ainda mais alto!

Na hora de reservar os hotéis, a gente namorou muito este lugar, que tem uma vista linda do Lago Thunersee. Hotel com bom preço, fora do furdunço de um centro urbano, local de sossego. Pegamos um quarto com vista e sacada. Tudo perfeito.


Vista da sacada do quarto do hotel

Botamos as coordenadas no GPS e lá foi ele nos levando para o nosso destino quando percebi que meros 20km (segundo a projeção do GPS) seriam percorrido em 38min.

Senti que tinha algo de errado logo de cara, mas só tive certeza quando a gente começou a subir a serra, com placas indicando algo como 1000 e poucos metros de altitude, numa estradinha que só passava um carro de cada vez.


Lá no topo, a bandeirinha tremula

O pânico começou a tomar conta quando quase atropelamos um cervo que cruzou a estrada de repente!

Para não ficar muito comprida a história, deixa eu resumir.


Para abrir a porta do trem antes dos japoneses chegarem!

O GPS fez a gente subir a montanha, num precipício de mais de 1000m de altitude, chegando inclusive a alcançar áreas ainda com neve para nos levar até o hotel pelo trajeto “mais rápido”, quando mais rápido mesmo seria ir até Interlaken pela via rápida (poderíamos chegar a 120km/h, por exemplo) e pegar uma estrada “normal” até o hotel, que de fato fica no alto da montanha, mas nem tão alto assim!


Olhem o barzinho lá no alto da montanha no maior agito!

Na verdade, o lugar é o Dorint Resort Beatenberg, com sauna, piscina, garagem, internet free e tudo. Lugar muito legal, se não fosse termos chegado junto com 3 ônibus de hóspedes que estavam chegando para um congresso aqui mesmo no hotel. Ninguém merece!


No topo da Europa não se chega de carro…

Bem, então combinamos que iríamos agendar nossas tão esperadas aulas de ski para o sábado (aqui ficamos 2 dias), passar toda a sexta feira de pernas para cima descansando e finalmente lavar nossas roupas, pois o hotel tinha uma área com máquinas de lavar e secar (fichas a 3 francos! uau!).

Tudo cumprido, exceto pela parte do “descansar”. Ali pelas 13h, quando descobrimos que era por aqui que íamos à famosa estação de trem de Jungfrau, a mais alta da Europa a quase 3500m de altitude, resolvemos ir de uma vez para lá, já que o sábado estaria todo comprometido com essa história de esquiar.


Ali atrás, a maior geleira dos Alpes

Então rumamos para pegar o trem até lá e por muito pouco não perdemos o último horário para voltar (às 16:40h!).


Para entender: mirante Sphinx no alto, janelas da cafeteria à esquerda e dos restaurantes à direita.

Lá dentro, tudo aquecido!

A viagem leva mais ou menos 2h para ir e 2h para voltar dependendo de onde você vai iniciar o seu trajeto e o preço é MUITO salgado.


A plataforma Sphinx em Jungfraujoch, a 1537m de altitude e -8,4 graus!

Mas as fotos que ilustram a postagem de hoje falam por si. Estamos cansados, mas realizados.

E ainda deu tempo de curtir sauna, piscina e o spa do hotel tranquilamente… Delícia! (indo e voltando dessa vez pela estrada certa, né?)


Para provar

Abraços a todos.

Amanhã iremos esquiar!

 

Índice de postagens sobre a Suíça:

Glacier Express: Cruzando o País
7 coisas que você não sabe sobre a Suíça
Berna e Gruyères: Queijos e Chocolates
O Topo da Europa: Jungfraujoch
Esquiando em Axalp
Montreux e Lausanne: Riviera Suíça
Lucerna, Engelberg e Zug
Zermatt – Guest Post no blog Viagem em Viagens

Matterhorn, Zermatt
Zurich, último dia

 

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:9
Posts Relacionados:
25
Mar
2011
9 comentários
  1. Clarissa
    25/03/2011

    Estve aí em agosto do ano passado! Adorei muito 😉

  2. aaaaaaa, mas que vidinha ruim a de voces não ? hahhaha

    mandem um beeeijo p mim no proox video de voces, mas com uma vista bem boonita ! haha
    to acompanhando, quero ver sobre amanhã .

    bjs gaaarotos
    isabelampimentel@hotmail.com

  3. Gleiber
    26/03/2011

    Oi Clarissa! Jungfraujoch é aquele tipo de passeio em que você se apavora com o preço e com o tempo que demora para ir e voltar, mas só depois de estar lá para entender…

  4. Gleiber
    26/03/2011

    Oi Isabela, a viagem está chegando quase ao fim, se tiver mais videos a gente te manda um beijo sim!

  5. Anonymous
    27/01/2012

    Olá Gleiber,
    Linda a viagem de vcs!!!
    Estamos indo em abril pra Europa de Motorhome, e gostaria de saber como comprar os bilhetes pra conhecer o Jungfraujoch. Precisa comprar antes? Compra direto na estação?
    Aguardo notícias.
    Juliana

  6. Aponte o GPS até Grindewald e de lá, é só comprar o ticket de trem que custa 170 francos suíços ida-e-volta por pessoa. Se tiver problemas para estacionar o motorhome lá, pode subir a partir da estação de trem principal de Interlaken: interlaken-ost. Daí saem CHF190,00. E dá para comprar na hora sim. O preço é o mesmo. Caro? Pode ser! Mas vale muito à pena!

    • Juliana
      11/02/2012

      Olá Geliber, agradeço a dica… Também achamos caro o ticket, mas, com certeza, vai valer a pena!!!
      Juliana

    • Juliana
      16/02/2012

      Olá Gleiber, mais uma dúvida: com relação à moeda na Suíça, o que vc sugere, que se leve algum CHF em espécie, ou eles aceitam cartâo VTM e de crédito sem problemas?

    • Sempre é bom ter um pouco de CHF para miudezas. Mas é muito fácil fazer câmbio por lá. Tem VTM em tudo quanto é esquina e o cartão é aceito universalmente. Leve alguns euros para o início da viagem (uns 100 euros é o bastante) e troque por CHF quando chegar no país. No final, pode ser até que sobre se vc usar cartão de crédito onde der. Lá na estação de trem principal de Zurique, inclusive, tem uma máquina automática que faz câmbio. Isso mesmo! Vc bota dólares ou euros, ela lê quanto deu e te devolve em CHF. Incrível!