Cornualha, Tintagel e Boscastle

Olha, é graças ao café da manhã inglês (bacon, feijão, salsicha, tomates!!!) que eu acho que ainda consigo ter um pouco de energia para estar acordado até essa hora escrevendo aqui nesse blog depois de TUDO o que a gente caminhou hoje.

A Gleibertur hoje estava inspirada, afinal estamos na terra natal do Rei Arthur, a Cornualha! E o reino dele, como se chamava mesmo? Camelot!!! Isso mesmo! A terra dos camelos aqui! Então hoje foi o dia oficial para camelar…

O lado bom é que a camelagem rendeu fotos maravilhosas, pois essa é uma região de paisagens naturais fantásticas. Felizmente não choveu, mas ventava muito, o que dava um certo ar de perigo nas nossas trilhas que ladeavam rochedos, fendas e abismos entre a rocha e o oceano Atlântico. Ainda bem que eu já me acostumei com a mão inglesa (já começo a me preocupar com a volta ao Brasil!), porque as estradinha daqui são labirínticas e muitas vezes só passa um carro de cada vez.

Tudo começou no dia anterior, quando a gente desistiu de vez de procurar nossos amigos Gog e Van Gogh hehehe (leia o posto sobre a cidade de Glastonbury se vc não entendeu a piada). Ainda bem, porque descobrimos depois na internet que os carvalhos originais já morreram e os que sobraram por lá nem são tão antigos assim…

Daí fizemos uma viagem excelente por uma Motorway (que é uma rodovia de alta velocidade – fiz 150km/h!!!!) até Tintagel. Eram 180km percorridos em 1h30min maravilhosos ouvindo a radio do Atlântico! Isso aí, a Berry tem sonzinho! Para quem não sabe, a Berry é o carinhoso nome do nosso carrinho, que é um C1 vermelho. É um carro vermelhinho e pequeninho, logo é uma Berry, tipo strawberry, raspberry, cranberry… ehehheh

Mas voltando à história, em Tintagel ficam as ruínas do castelo onde supostamente teria nascido o rei Arthur. Além dar ruínas (que não eram nada espetaculares), tinham umas trilhas para poder ter uma visão panorâmica do local, que aí  sim: é mágico!

De lá fomos a um valle: St Nectan’s Glen, que é uma área de mata muito bonita. Pena que não pudemos chegar na área da sua cachoeira, porque o acesso só é permitido no verão. A propósito, vi hoje que em toda a Europa está um frio de lascar e que na Escócia hoje está -3 graus!!!!

Aqui está mais ameno (é a região mais quente da inglaterra!) e quase congelamos a 8-9 graus!!! Voltando ao vale, vocês vão ver a fotinha bonitinha, mas nem imaginam o que foi preciso caminhar até lá.

Para terminar, fomos ver o pôr do sol em uns penhascos de cinema em torno de Boscastle.

Fantástico.

Estamos agora na ponta sul da Cornualha para conhecer outros pontos turísticos (e mais penhascos, eheheh), como um Jardim Inglês típico, rochas da idade da Pedra (a la Stonehenge!) e uma ilha protegida por um castelo de cinema: St. Michael’s Mount.

Estamos ansiosos!

Mais do Interior da Inglaterra?

      Cambridge
      Sul da Inglaterra – Leeds e Bodiam Castle
      Arundel, Winchester e Salisbury
      Stonehenge
      Um pouco de misticismo – Glastonbury
      Cornualha, Tintagel e Boscastle
      Mais Cornualha
      Bath
      Cotswolds – o coração da Inglaterra
      Stratford upon Avon
      Castelo de Warwick
      Região dos Lagos: Keswick e Windermere – a Jóia da Coroa

Escrito por: Gleiber Rodrigues
Compartilhe:
comentarios:0
Posts Relacionados:
08
Nov
2009
Nenhum comentário